10 dicas para escolher a cadeirinha do carro

10 Dicas para escolher a cadeirinha do carro


29 de Janeiro de 2014

maxi-cosi-priori-car-seatOntem falei aqui sobre diferentes modelos de cadeirinha de carro para bebês. Pois hoje é a vez de trazer uma relação de coisas que você deve observar na hora de optar por esse ou aquele modelo. Bom, vamos às dicas…

1. Modelos disponíveis: Antes de analisar os detalhes específicos descritos abaixo sugiro que você primeiro entenda a diferença entre os modelos de bebê conforto/cadeirinha disponíveis no mercado  e veja o que melhor atende sua necessidade. Isso porque,  dependendo do peso da criança, você pode optar por um ou outro. Exemplo: até 9, 10 ou 13kg, dependendo do fabricante, você pode escolher entre um bebê conforto ou cadeirinha reversível. Já a partir 9, 10 ou 13 kg até 16 ou 18kg da criança você pode optar por uma cadeirinha reversível ou uma cadeira não reversível, que vai até 36kg. Ou seja, é você que decide qual desses modelos atende melhor suas necessidades (para entender tudo direitinho, acesse o post de ontem). Depois de entender como cada um deles funciona, seus prós e contras, você pode optar por um ou outro e, aí, analisar os outros aspectos abaixo, também super importantes para a tomada de decisão.

2. Fabricante: um ponto que eu acho bem importante levar em consideração na hora de escolher o modelo da cadeirinha do carro é a reputação do fabricante. Sim, escolher uma cadeirinha de um fabricante confiável, de uma marca que tem boas referências no mercado, ajuda muito! Por isso, a dica é você checar indicação de marcas com amigos, em grupos de discussão, em blogs e em sites como o Reclame Aqui.

3. Cinto de cinco pontos: para garantir a segurança do bebê, a cadeirinha do carro deve apresentar cinto de cinco pontos, que prendem acima do ombro (2), nas laterais, próximo do quadril (2) e no meio das pernas (1).

4. Cinto que não abre com facilidade: é importante você escolher um modelo de cadeirinha que não seja fácil da criança abrir o cinto de segurança. Se não, não adianta nada ter a dita cadeirinha. Para ter certeza disso, é melhor checar com amigos ou ir na loja fazer um teste.

5. Modelo que reclina: vejo muitas mães reclamarem que o modelo de cadeirinha que escolheram não reclina e aí, quando o bebê dorme, a cabecinha dele pende para frente (que dó!). Por isso, sugiro que antes de comprar um modelo de cadeirinha, você cheque antes se ele só tem uma posição (sentadinho 90 graus) ou se existe a opção de reclinar um pouco a cadeirinha.

6. SIP – Side Impact Protection: cadeirinhas que vem com Side Impact Protection (lateral feita com material mais resistente) são mais confiáveis no caso de uma colisão lateral.

7. Espaço disponível no carro: um ponto que muita gente esquece de observar é o espaço disponível no banco traseiro para a colocação da cadeirinha. Se o seu carro é de um modelo muito compacto, uma cadeirinha mais “parruda” torna-se inviável, a não ser que você não utilize o banco da frente (ninguém sente nele).

8. Base: alguns modelos de cadeirinha vem com base, para esta ser fixada no carro e ser mais prático de tirar e colocar a cadeirinha sempre que necessário (trocar de um carro para o outro, por exemplo). Essa opção de base é mais comum em modelos bebê conforto (até 9,10 ou 13kg, dependendo do fabricante) e eu, particularmente, acho super útil.

bebe conforto com base
Bebê conforto com base.
bebe conforto sem base
E aqui o mesmo bebê conforto sem a base.

9. Travel system: como já falei no post de ontem, alguns modelos de bebê conforto podem ser usados tanto no carro quanto acoplados no carrinho do bebê, o que pode ser muito útil em muitas situações (como quando você tem que sair de carro e o bebê está dormindo. Aí você não precisa acordá-lo para colocá-lo no carrinho. É só tirar o bebê conforto todo e acoplá-lo lá). Alguns fabricantes cujos bebês conforto possuem travel system são Maxi Cosy e Pég Perego.

travel system cadeirinha carro
Exemplo de um bebê conforto travel system. Ele acopla no carrinho.

10. Evitar compras de segunda mão: muitas pessoas ficam tentadas a comprar uma cadeirinha de carro usada, e aparentemente em boas condições, mas pode ser um risco, pois você não sabe se essa cadeira já sofreu alguma queda ou impacto brusco e se não está com sua estrutura danificada.

Quer saber mais? Indicos esses posts:

Veja o que levar em conta na hora de escolher outros itens importantes do enxoval do bebê: