APLV (Alergia à Proteína do Leite de Vaca) – um problema nem sempre fácil de ser identificado

aplvOlá! Quanto tempo, hein! Não sei se vocês perceberam, mas não escrevo há mais de um mês. Nem quando o Léo nasceu eu fiz um intervalo tão grande. Claro que isso me deixou triste, mas não tive outra alternativa.Mas o meu sumiço tem nome, e ele se chama APLV – alergia à proteína do leite de vaca. Essa coisinha infame apareceu nas nossas vidas ao poucos, mas num determinado momento tomou conta de tudo.
O Léo, meu pequeninho, foi diagnosticado com APLV no dia 1 de agosto, mas a mamãe aqui já estava desconfiada desde que ele tinha, mais ou menos, um mês.Bom, vamos lá que vou contar toda a história para vocês, quem sabe assim, isso não abre os olhos de outras mães e ajuda a melhorar a vida de muita gente.Desde que o Léo nasceu amamentá-lo foi um desafio. Já contei aqui que o meu bichinho costumava dormir enquanto mamava e o negócio não evoluia muito bem. Acabamos dando complemento para ele e ele ficou por um bom tempo tomando LM e LA. Pois quanto o pequerrucho resolveu começar a mamar melhor, dormir menos no meu peito, ele deu para chorar durante as mamadas. O negócio começou aos poucos. Primeiro ele só chorava quando mamava e soltava puns, mas depois foi piorando.

Como ele só tinha crises de choro e soltava meu peito quando tinha algum pum envolvido, minha pediatra disse que era cólica. E só isso. Aceitei e fui rezando a cada dia, cada hora, cada minuto para que os terríveis três primeiros meses e suas horrendas cólicas passassem logo.

Mas o negócio foi evoluindo e afirmo que não foi para o bem. Os choros nas mamadas e a sua frequência foram aumentando. E o choro que costumava ser só quando ele mamava no peito evoluiu para as mamadas de mamadeira também. O negócio chegou no seu auge no dia 20 de julho, dia que o Léo não conseguiu sequer mamar, de tanto que chorava e se contorcia. E para completar teve diarréia, coisa que em se tratando dele, bebezinho com intestino super preso, não era nada normal.

Nesse dia eu, que há muito tempo já desconfiava de APLV e vinha lendo tudo a respeito, fiquei com as orelhas e os cabelos ainda mais de pé. Infelizmente minha pediatra estava de férias e eu teria que aguardar sua volta para poder tirar minha dúvida. Ela retornou no dia 1 de agosto e lá fomos nós levando em mãos o nosso bebezuco.

Assim que fui narrando o que estava se passando com o Léo e afirmando que não sairiam do consultório com outro atestado de “apenas cólica e isso passa em três meses” a pediatra foi tendo mais certeza do que se tratava: refluxo oculto, com possibilidade de APLV.

No início ela achou que fosse só refluxo oculto porque ele apresentava alguns sintomas muito claros: chorava toda vez que costumava mamar, arqueava as costinhas para trás, algumas vezes mamava bastante, mas em outras quase nada, não tinha uma rotina para nada (nunca consegui organizar uma rotina no dia dele) e quando engolia fazia um barulhinho estranho, como se algo estivesse caindo num vazio. Entretanto, como eu havia comentado que ele estava tendo diarréia há alguns dias, a possibilidade de APLV não estava descartada.

Mas assim que a pediatra tirou a roupinha do Léo para pesá-lo ela não teve mais dúvidas: o refluxo que ele apresentava era, na verdade, um dos sintomas da APLV. Ele estava com a pele cheia de manchas vermelhas (não muito fortes) e também bem seca. Outro sintoma bem característico desse problema.
Bom, com o diagnóstico em mãos fui orientada a fazer uma dieta com restrição absoluta de leite e seus derivados e a dar para o Léo um leite chamado Neocate.

Apesar de saber que meu filhote tinha um problema que não era tão simples assim, fiquei aliviada. Até que enfim sabia o que ele tinha e poderia tratá-lo adequadamente (e tive certeza que minha intuição de mãe realmente não falhara). Por outro lado, teria que encarar dois probleminhas: a dieta que eu teria que fazer para continuar dando LM para ele era um horror. Eu teria não só que cortar leite e derivados, mas também cuidar para não consumir nada que tivesse qualquer traço de leite (a famosa contaminação cruzada). E isso incluia, por exemplo, não usar mais cosméticos que tivessem leite na sua composição, não comer qualquer produto que tivesse sido preparado em um local que antes tivesse contato com leite (como um presunto que foi cortado numa máquina onde foi cortado queijo) e por aí afora. Além disso, o tal maravilhoso Neocate, único leite em pó que, com 100% de certeza, não causaria alergia nele, por conter aminoácidos em vez de proteínas, custa uma pequena fortuna: R$ 160 a lata de 400g.

Nada fácil né! Em conversa com meu marido decidi alimentar o Léo só com leite em pó para evitar qualquer contaminação e consequentemente qualquer crise no Léo. No início, isso foi bem difícil para mim. Eu estava abandonando de vez a amamentação, algo que apesar de todos os perrengues eu tentei muuuuuiito levar adiante. Fiquei triste, mas não desisti da decisão.

Agora o desafio seria conseguir o leite em pó para alimentá-lo. Como tive duas amigas que passaram pelo mesmo problema com seus filhotes eu sabia que era possível conseguir esse leite via SUS, entretanto, isso levaria um tempinho, já que eu teria que reunir vários documentos e dar entrada no processo. Por sorte, uma grande amiga, que já tinha encarado e superado esse perrengue com sua filhota, me cedeu algumas latas e salvou a minha vida (Lili!!! Super obrigada! Serei agradecida para sempre por isso!).

Iniciamos o “tratamento” do Léo no mesmo dia (o tratamento consistia em substituir o leite em pó normal pelo Neocate e dar diariamente para ele Losec Mups e Mylanta Plus). A pediatra havia me avisado que o ele poderia ter alguma dificuldade para aceitar o leite, porque ele tinha um gosto péssimo, mas contrariando a sua afirmação, ele simplesmente AMOU o tal leite. Nunca tinha visto ele tomar uma mamadeira com tando gosto. Mais um indício de que ele tinha mesmo a tal alergia.

Dormi essa noite feliz e realizada. Meu pequerrucho estaria curado em breve, pelo menos era isso que minhas amigas haviam afirmado.

Entretanto, as coisas não correram bem assim. Os dias foram passando e o Léo foi mantendo todos os sintomas: choro nas mamadas, cocô aguinha, alergia, etc… Só o que havia melhorado, e muito, era a quantidade de puns que ele soltava por dia (coisa que ele sempre fez muito!).

Resolvemos procurar um gastropediatra e tirar a limpo a história. Uma semana depois do diagnóstico feito pela minha pediatra procuramos o dr. Ricardo Toma, um conhecido gastropediatra aqui de São Paulo. Assim que chegamos lá e narramos toda a história ele manteve o diagnóstico: APLV. Dificilmente poderia ser outra coisa, já que além de todos os sintomas claríssimos, ainda havia alguns outros detalhes que indicavam se tratar mesmo disso: o Léo havia tido contato com a proteína do leite de vaca, via leite em pó, muito cedo (com 4 dias, já que tive que dar LA para ele porque meu leite demorou muito para descer), eu e meu marido temos alergias (eu rinite alérgica e bronquite, ele alergia cutânea desencadeada por stress) e temos outros casos de crianças com APLV na família (cinco primos do meu marido tiveram esse problema quando bebês).

Mais claro impossível, mas porque meu bebê não havia melhorado mesmo não tendo mais nenhum contato com a proteína do leite de vaca? Isso porque os sintomas podem levar até 8 semanas para desaparecem totalmente. Isso porque meu bebezuco estava todo machucadinho por dentro (esofagite e colite) e até curar 100% levaria um tempo. Ai Jesus!!! Dai me forças! Foi só o que eu pensei quando ouvi isso.
Bom, saí de lá munida de muita paciência e calma e pronta para encarar mais dois meses de possíveis difícieis momentos. Como o dr. afirmou, ele teria dias de altos e baixo e isso fazia parte do processo de cura.

Hoje faz quase três semanas que ele começou a tomar o Neocate e quase duas semanas que conversamos com o gastropediatra. Hoje foi o dia mais tranquilo que o Léo já teve desde que nasceu. Ele esteve ótimo, quase não chorou para mamar (em apenas uma mamada ele teve refluxo) e dormiu super bem, tanto à noite quanto de dia.

Sei que ele não ficará tão bem assim pelas próximas semanas, que terá os tais dias difíceis que o pediatra avisou que haveria, mas agora tenho certeza que as coisas estão MESMO melhorando.

Hoje olho para trás e tenho cada vez mais certeza que para termos o diagnóstico do problema relativamente cedo (tem crianças que são diagnosticadas com 7 ou 8 meses, e até lá vão sofrendo) foi foi imprescindível o meu questionamento ao diagnóstico inicial da pediatra (cólica) e a minha curiosidade em ler tudo a respeito desse problema. Sabendo muito sobre todos os sintomas que essa doença causa eu cheguei no consultório dos dois pediatras munida de informações e pude passar para eles um quadro claro e detalhado, tanto dos sintomas do Léo quando do histórico da família com relação ao problema e isso ajudou MUITO!

Meu conselho para as mães que tem um bebê “chatinho” em casa, que tem dificuldade para mamar ou dormir, é desconfiar de refluxo oculto ou de APLV e começar a ler tudo a respeito, para ajudar seus pediatras a diagnosticarem o quanto antes o verdadeiro problema que acomete seus filhotes.

Infelizmente, ainda não há um exame que confirme com 100 % de certeza a existência APLV em bebês. Na verdade, os exames até existem (um deles é sangue oculto nas fezes), mas muitos dão como resultado falso negativo (caso do Léo).

Se seu filhote apresenta alguns ou vários dos sintomas abaixo, fique de olhos bem abertos. O quanto antes você diagnosticar o problema, nenos sofrimento para seu bebê, para você e para toda a família. Além disso, quanto antes se encontrar o diagnóstico certo, antes o bebê poderá estar curado (muitos deles estão curados quando completam 1 ano de idade, tantos outros ao chegarem aos 3 anos, e apenas alguns vão levar o problema até a vida adulta).

Sintomas que estão ligados à APLV:

:: Sistema Gastrointestinal: cólica, vômito, diarréia, sangue nas fezes, constipação, gases, colite e náusea.
:: Sistema Respiratório: nariz escorrendo, espirros, tosse, asma, congestão, bronquite, coceira no nariz, sintomas de gripe, respiração pela boca e respiração difícil.

:: Olhos: olhos lacrimejantes, vermelhos, círculos escuros, coceira e
conjuntivite.

:: Sistema Nervoso Central: irritabilidade, perda de sono, tontura prolongada e cansaço.

:: Pele: eczema, dermatite, urticária, vermelhidão, vermelhidão no reto, coceira, inchamento dos lábios, boca, língua e garganta.

:: Outros sintomas: infecção no ouvido, perda de peso, suar em excesso, baixo rendimento escolar, dificuldade de convivência, depressão e choque anafilático.
PS: meu filhote teve apenas os sintimas gastrointestinais e de pele, que são os mais comuns, mas a alergia também pode atacar o sistema respiratório e nesse caso costuma ser ainda mais perigosa.

Se você quiser saber mais a respeito desse problema, super indico os seguintes blogs. São excelentes:

http://alergiaaoleitedevaca.com.br
Leia outros posts, aqui no blog, sobre esse assunto:

197 comentários

  1. Veruska

    Olá!
    Meu bebe (o Benício) de 5 meses foi diagnosticado com ALPV segunda, dia 20. Primeiro fiquei chocada em frente ao médico, abriu um buracão no chão qdo ele disse que eu não poderia ingerir NADA que contivesse leite de vaca. Logo aqui, no RS, onde temos a cultura de alimentos feitos a base de leite. Mas agora o susto passou, vi que a coisa é bem mesmo horrível do que eu achava.
    Descobrimos porque o Benício estava com diarréia há 15 dias e o outro pediatra falava em virose… eu não aguentei ver aquele sofrimento: diarréia, pum explosivo, com cheiro ácido… consultamos outro pediatra e em “cinco minutos” de conversa ele deu o diagnóstico com pedido de exames, que confirmaram a APLV.
    Bom, eu alimento o Benicio até hj exclusivamente no peito, nunca ofereci complemento nenhum. Ele tem 5 meses e pesa 8,500 e tem 66 cm, enfim, é um bebezão. Penso em continuar assim, se conseguir.
    O bom é que tem cura, passa e um dia, td voltará ao normal.
    Até hj, 23/08, ele apresentou apenas diminuição da quantidade de coco, mas a diarréia persiste. O pediatra disse-nos que pode levar até 1 semana para desaparecer.
    Mas td ok, fé em Deus e bola para frente! Ser mãe é assim mesmo!
    Beijos e boa sorte!

    1. Shirley Hilgert

      Oi Veruska, tudo bem? Obrigada por compartilhar aqui a sua experiência.
      Eu acabei não me chocando muito quando recebi o diagnóstico da minha pediatra porque já estava desconfiada do problema do Léo desde que ele tinha um mês. Além disso, duas amigas minhas tiveram bebês com esse probleminha e eu já vinha conversando muito com elas. Ambas tiveram seus filhotes curados.
      Eu amamentava o Léo no peito e dava complemento, mas quando confirmamos a alergia eu resolvi ficar só no Neocate (leite especial para quem tem essa alergia). Achei que fosse só trocar o leite que no dia seguinte ele estaria bom. Mas não foi assim, passaram alguns dias e ele não melhorava. Minha pediatra também disse que poderia levar uma semana ou 10 dias, mas passou esse prazo e nada de eu ver melhora. Quase morri do coração e resolvi consultar com um gastropediatra. Ele deu o mesmo diagnóstico e disse que a alergia poderia levar até oito semanas para melhorar e todos os sintomas passarem. Aí sim eu quase caí da cadeira! Como eu iria sofrer mais dois meses com o sofrimento do meu filhote? Mas graças a Deus (e ao bendito Neocate), meu pequeneninho já melhorou muuiiiiitto (ele está tomando o leite especial há 3 semanas). Raramente ele chora ao mamar, a diarréia sumiu, a alergia no corpo também já quase desapareceu e ele está super feliz. Assim, o que tenho para dizer é: tenha paciência e acredite! Mesmo que leve um pouco mais de uma semana, vai melhorar! E, além disso, o normal é os bebês ficarem curados até um ano de vida. Quanto antes se descobrir o problema, maiores as chances da alergia ir embora até os 12 meses.
      Ah! Eu moro em Sao Paulo, mas também sou gaúcha. Sou do interior do Rio Grande do Sul.
      Se precisar de qualquer coisa ou quiser desabafar, é escrever. Ah! E também tenho o grupo de mães Macete de Mãe. Solicite a participação no grupo que eu aprovo. Trocamos várias dicas por lá.
      Abraços.

      1. Dayane

        Olá Shirley tudo bem? Estava lendo seus comentários depois de tanto pesquisar sobre APLV depois que foi detectado no meu Bernardo quando ele tinha 2 meses de idade, fiz a dieta, fiz de tudo mais o meu bebê tinha dois sintomas bem aparentes, sangue nas fezes e irritabilidade na pele do pescoço para cima. Depois da dieta e de emagrecer 1 Kg por semana infeliz e felizmente tivemos que começar a usar o Neocate que na primeira mamadeira dia 07/08 já deu resultado, hoje ele tem 5 meses e meio e utiliza o leite a 3 meses, ganho 4 latas do governo e o resto do tratamento compramos. Fiquei curiosa em lhe perguntar, seu filho ainda toma o Neocate? Por quanto tempo você fez o tratamento com este leite até fazer o testo com uma mamadeira de outro leite “normal”? Vi que você foi em um médico de boa indicação então queria saber que orientação ele lhe deu.
        Tentei incluir as frutinhas para o Bernardo mais parei na papinha de ameixa rsss e suquinho de laranja lima, pois a banana trancou ele 100% e pera e maçã não acho frutas descentes para raspar e dar para ele. Associado a isso o Bernardo tem refluxo, mais ele só coloca para fora o Neocate, a papinha não vem absolutamente nada e pelo que soube o Neocate também trata refluxo….fora isso ele está super bem, o leite realmente foi um santo remédio para ele mais a gastropediatra daqui disse que ele tem que tomar por 6 meses e alguns pediatras dizem que 8 semanas é o suficiente para testar, como foi seu tratamento?

        Agradeço se puder me ajudar.
        Abraço e muita saúde para o seu e todos os bebês…!

        1. Shirley Hilgert

          Respondi no comentário acima. bjs

    2. Veruska

      Pois é Shirley, vamos aguardar. O ÚNICO sintoma que o Benício apresentou foi a diarréia mesmo. Mas vai passar sim. Já procuramos um gastro e tb um alergista pediatra, para fazer td bem certinho. Um abraço e boa sorte para nós! Beijos

    3. MarinaBenghi

      Olá, gostei muito do seu relato. Comecei ontem a minha dieta restritiva e comprei o neocatolicismo para um eventual complemento. Moro em Recife e foi meio difícil achar produtos sem lactose, apenas em lojas especializadas e por um preço bem Salgado, como o próprio leite. Vamos fazer um teste durante S próximas três semanas para confirmar (ou nao) o diagnostico. Mas de qualquer forma gostaria de saber qual o procedimento que você adotou para conseguir o leite pelo SUS. Se você puder me dar umas dicas, eu agradeço. Obrigada desde já e boa sorte no tratamento do se filhote.

    4. MarinaBenghi

      Corrigindo, Neocate.

    5. By Shirley Hilgert

      Marina, nesse post eu comento como conseguir o leite aqui na cidade de São Paulo. Infelizmente, não sei o procedimento em outras localidades. Boa sorte!

      http://macetesdemae.blogspot.com.br/2012/08/como-conseguir-gratuitamente-formula.html

    6. Shirley Hilgert

      Meninas, como estão os filhotes de vocês? Melhoraram? Espero que sim! Abraços e feliz 2013!

    7. ELIENE ALVES

      Olá…achei muito legal e me ajudou muito o seu depoimento. Estou tb neste dilema. Meu filho tem 1 ano e dois meses de vida, se alimenta com papinha e leite em pó ninho 1+, a 4 meses atrás começou com uma diarreia, levamos-o no pediatra, fizemos o exame de tolerancia a lactose, resultado negativo, mas o medico pediu para usar o leite zero lactose, começei a usar, uma semana depois ele ficou muito impasinado com muito gases e arrotando muito azedo. voltamos novamente ao pediatra que mudou o leite para o Aptamil Pepit, nada fez ele aceitar esse leite, na verdade nem eu conseguia preparar a mamadeira de tão ruim que era o leite. Fomos ao gastropediatra, fizemos os exames de alergia e começamos a usar leite de soja, pronto, piorou tudo. resultado negativo, não tinha alergia a nada, começamos a usar o Pregomin Pepti, outra dificuldade em aceitar, estou fazendo umas misturas pra ver se convenço-o a tomar o leite, coloco a mesma medida de leite e de Vitalon e uma medida de açucar refinado, assim ele ainda bebe um pouquinho, estou conseguindo aos poucos. Agora estamos fazendo um outro exame de fezes, estou rezando para descobrir logo o que é e ter um norte para conseguir cuidar do meu filhinho. Detalhe, ele dorme bem, não perdeu nenhuma grama e come pra caramba. É lindo!!

    8. ELIENE ALVES

      Oi Veruska, minha historia é bem parecida com a sua. seu bebê melhorou??? Espero que sim, pois isso desgasta a gente a cada dia.
      o meu bebê (o Lucas) a bem mais tempo (4 meses) que o seu está com essa diarréia desenfreada. Não evacua varias vezes ao dia, mas qdo faz, as fezes dele é estranha, tanto na coloração quanto na consistencia, tem muitos gases e algumas vezes arrota muito azedo, principalmente quanto tomou o leite de soja.
      Ele ja se alimentou com: leite materno dois meses, depois leite nan até os oito meses, em seguida com o leite ninho 1+ quatro meses, foi onde começou o problema, levamos ao pediatra que indicou o leite zero lactose, ficou impasinado d+, Voltamos ao medico que pediu para dar aptamil pepti, este ele não tomou de jeito nenhum, é horrível o leite. Tomou tb. o leite de soja, indicado pelo gastropediatra, ai piorou tudo, agora estou tentando dar o pregomin Pepti para ele, mas esta dificil tb. porque o leite tem o sabor horrivel. mas vou conseguir. o ruim é que nenhum dos exames deu resultado positivo a algum tipo de alergia ou intolerancia a lactose e as fezes nada de melhorar.

  2. Amanda L.

    Oi Shirley! Meu bb completou 2 meses hj, mas faz mais de 1 mês que eu suspeito q ele tem algum problema com o leite: intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite. Faz 15 dias que ele faz tratamento p refluxo oculto e sinceramente, ele piorou!

    Hj comecei a pesquisar mais fundo e fui juntando mais peças do quebra-cabeça. Hj mesmo já liguei p marcar consulta com uma gastropediatra e pretendo ir tbm num alergologista.

    Meu leite tbm demorou p descer e ainda na maternidade deram Nan p meu pequeno. No dia seguinte, apesar da pequeníssima quantidade de LA q eu dava o ele (me orientaram a dar 15 ml… um absurdo. Meu filho passava fome) passava o dia literalmente soltando pum. O pior é q me disseram ser normal. Mas dentro de mim, eu sabia que não era. De lá p cá dei luftal, chá, espasmo flatol, troquei o LA 4x, até que ele começou a regurgitar mais e vomitar de vez em qd. Tive q mudar de pediatra, pq a anterior não achou q precisava de tratamento.

    A nova médica diagnosticou refluxo oculto. Passei a dar motilium e label, q é a medicação clássica. Depois mudamos o motilium p digesan, pq ele teve muitaaa cólica. Além disso a pediatra já me mandou excluir o leite e derivados da alimentação.

    Passados 15 dias, meu bb está extremamente agitado nas mamadas e depois do arroto passa horas entre choro e irritação. A “bonita” da pediatra não atendeu meus telefonemas,rsrs. Por isso fiquei na net, inconformada e me controlando p não mudar o label p o losec, por conta própria. Lá no Family Net dizem ser mais eficaz. Acho o Digesan fraquinho tbm. A regurgitação apenas diminuiu e percebo q o refluxo ainda vem em qs todas as mamadas.

    Os sintomas do meu pequeno são: muitos gases incluindo dificuldade p fazer cocô, mesmo sendo molinho (sendo q o leite de soja deu prisão de ventre); distensão abdominal; regurgitação; fezes com muco; agitação; irritabilidade; choro ao mamar; uns pontinhos no rosto e nas orelhas, como se fossem cravos e q suspeito estar relacionado.

    Não tenho saído de casa com medo do show q meu Guilherme dá, depois de mamar. Não vejo a hora de pararmos de sofrer.

    Concordo plenamente com vc qt a necessidade de buscar por conta própria qd desconfiamos q algo se passa com nossos pequenos. Recebo muitas críticas da minha mãe, às vezes do esposo e de alguns médicos por isso. Ouvi de uma médica q o “Dr. Google nem sempre acerta”. Mas a verdade é que muitas vezes estão até desatualizados e não gostam de transparecer isso p os pacientes.

    Desejo felicidades a vc e Benício e volto a aparecer qd tiver certeza do q meu pequeno tem.

    Bj!

    1. By Shirley Hilgert

      Amanda, li seu relato e parece que ele foi escrito por mim. Incrível! Eu também não queria sair de casa por conta dos show que o Léo dava ao mamar. Além disso fui taxada de exagerada por muita gente, que dizia que essa minha desconfiança toda era coisa de mãe de primeira viagem, afinal, todo bebê chora, é assim mesmo, é cólica, com três meses passa, blá,blá,blá… Mas no fundo, eu sabia que tinha algo errado. Quando conversei com uma amiga minha cuja filha teve o mesmo problema ela me disse: se vc desconfia que algo está errado, não sossegue, procure um gastro ou um alergologista e investigue. Foi o que fiz e, graças a Deus, hoje sabemos o que o Léo tem, ele está sendo tratado adequadamente e já melhorou 99% (tem dias que ele volta a ter umas crises, mas não são muito fortes e nunca passa de uma vez por semana).
      E o que mais me incomodava, me deixava arrasada, é que sabia que muita gente dizia que o bebê era irritado por conta da minha insegurança, de eu ser muito nervosa, e por aí fora. Gente do céu! Como alguém pode acreditar numa coisas dessas? Era só conviver comigo 24h para ver que tinha algo errado, mas ninguém via, com exceção de mim e da minha mãe, que ficou comigo o primeiro mês todo do Léo (nem meu marido via isso, pq trabalhava todos os dias, até tarde da noite, e nos finais de semana, como que por milagre, o Léo nunca tinha crises tão fortes. Vá entender!!!).
      Mas Amanda, faça isso mesmo que você disse, procure um ou dois médicos especialistas. Vá atrás! Eu não sou médica, mas pelo que vc conta, o caso do seu filhote está com toda a cara de APLV. E vc vai ver, quando ele for diagnosticado e começar a tomar o leite certo (ou vc fazer a dieta recomendada) ele vai ficar muuuiiiiittto melhor. É incrível a diferença!
      Eu optei por não fazer a dieta e cortar o leite do peito, por mais que sempre tivesse querido muuuuiiito amamentar no peito. Fiz isso e não me arrependo. O Léo está só no Neocate e está ótimo. Crescendo super bem.
      No caso dele, a primeira coisa que melhorou foram os gases (acabaram na hora!) e a cólica do fim do dia (tb sumiu em um dia). Ele ainda continuou com cocô bem aguado e choro ao mamar por uma ou duas semanas, mas agora, aos poucos, está tudo indo embora.
      Não sei em que cidade você está, mas se estiver em São Paulo, super indico o dr. Ricardo Toma, gastropediatra. Ele é um excelente médico, além de ser super atencioso e muito delicado. Até as secretárias da clínica são uma graça e super atenciosas. Adoro!
      Essa semana ainda vou postar um texto sobre como conseguir o Neocate gratuitamente aqui em São Paulo. Se vc é daqui, dá uma olhada. É fácil. Se vc mora em outro lugar, já se informe como vc faz para conseguir esse leite, porque ele é super caro para comprar (aqui custa 160 a lata de 400ml).
      Amanda, boa sorte! Espero que logo você descubra o que o seu filhote tem e que ele seja tratado adequadamente. Se confirmar APLV, não se desespere, não é um bicho de sete cabeças e costuma passar quando o bebê tiver 1 ano (pode ir até 3, mas é mais difícil).
      Depois passe por aqui para me contar como estão as coisas.
      Abraços.

    2. Andrezza Chaves

      Meninas,

      Lendo o relato de vocês, relembro tudo que passei com meu filhinho Dimitri, que hoje está com 1a.3m.Descobrimos o refluxo e APV com 1 mês (dei mta sorte com o pediatra) e desde então faz o tratamento. O Motilium o deixou mt agitado, assim o pediatra só manteve o Label. iz a dietinha e com 3 meses ele estava muito bem, engordando e bem felizinho. Aos 7 meses voltei a trabalhar e, apesar de já ter introduzido as painhas e sopinhas, tive que começar a dar LA, pois meu leite estava secando.O leitinho que ele toma até hoje com 1 ano e 3 meses é o Aptamil Pepti, um leitinho mais barato que o pregomim, mas muito bom e completo, que ele se adaptou perfeitamente. O pediatra achou melhor começarmos a testar alimentos com leite a partir de 1ano e 4 meses…tá chegando!!! Vamos torcer para essa alergiazinha ter passado, né? Então é isso, nossos anjinhos precisam de nós e com dedicação tudo se resolve. Abraços!!!

    3. Anonymous

      Ola, meninas… Meu nome e Rosimara, sou mae da Amanda, q esta me deixando louca, rsrsrs, minha historia e a seguinte, a pequena, desde q nasceu toma peito e complemento, ficou um mes com aptamil, comecou a ter constipacao, mudamos para nan confor, q aparentemente tinha resolvido, ate comecar a sair uns risquinhos vermelhos no coco, e eu estava pirada ja… Isso comeciu em 08/ 8 o pediatra mudou o leite, para nan soy, o coco comecou a ficar duro, suspeitamos de fissura, pq realmente at o proctologista disse q tinha, mudei de pediatra e consultei a gastro ja q ela ja toma label e domperidona, disse q podia ser colite, pois ela so tinha sintima do sanguinho nas fezes, resumindo mudei o leite de novo, para aptamil pepti, estou passando uma pomada no anus dela, mas essa semana vou ligar para a gastro e ver qtos dias tem q resolver pq pretendo comecar logo com necate tbem…ah detalhe meninas, o meu leite qdo fiz dieta da soja foi seczndo, hj nao tenho mais… Estou arrazada mas conformada em resolver isso logo, pois fico muito preocupada…bjosss

    4. Shirley Hilgert

      Meninas, como estão os babies de vcs? Melhoraram? Espero que sim! Dêem notícias. Abraços e um feliz 2013! Shi

  3. Andrezza Chaves

    Meninas,

    Lendo o relato de vocês, relembro tudo que passei com meu filhinho Dimitri, que hoje está com 1a.3m.Descobrimos o refluxo e APV com 1 mês (dei mta sorte com o pediatra) e desde então faz o tratamento. O Motilium o deixou mt agitado, assim o pediatra só manteve o Label. iz a dietinha e com 3 meses ele estava muito bem, engordando e bem felizinho. Aos 7 meses voltei a trabalhar e, apesar de já ter introduzido as painhas e sopinhas, tive que começar a dar LA, pois meu leite estava secando.O leitinho que ele toma até hoje com 1 ano e 3 meses é o Aptamil Pepti, um leitinho mais barato que o pregomim, mas muito bom e completo, que ele se adaptou perfeitamente. O pediatra achou melhor começarmos a testar alimentos com leite a partir de 1ano e 4 meses…tá chegando!!! Vamos torcer para essa alergiazinha ter passado, né? Então é isso, nossos anjinhos precisam de nós e com dedicação tudo se resolve. Abraços!!!

    1. By Shirley Hilgert

      Andrezza, vou ficar na torcida para que a introdução de alimentos com leite seja um sucesso e que o seu amado Dimitri já esteja 100% curado! Depois nos conte como foi. É importante sabermos. Beijos! Tudo de bom para vocês.

  4. Amanda L.

    Puxa Shirley… estou aqui p desabafar enquanto meu pequeno cochila por estar cansado de tanto chorar. Moro no interior de PE e aqui a carência de bons profissionais é grande.

    A única gastopediatra que atende pelo plano de saúde pôs os olhos no meu filho, achou q o peso está ótimo e q ele sequer tem refluxo. Me mandou beber 6 L de água por dia, como se o problema fosse pouco leite. Me criticou por ficar pesquisando sobre o assunto e ignorou o ponto que eu mais frisei: meu filho quer mamar e não consegue! Imagina que ela me mandou parar de dar o fágico e o label! Passou exame de urina e sangue oculto nas fezes, pq insisti na tese do APLV. Mas sabemos q esse exame dá muito falso negativo em crianças abaixo de 2 anos. Qd eu falei do losec ela fez cara feia e me deu a entender que só passaria esse remédio se meu filho estivesse apresentando o quadro grave, e principalmente perda de peso. Ou seja, mais uma pediatra que acha que refluxo só deve ser tratado se a criança não engorda. O sofrimento não importa p ela. Ainda disse: 99% das crianças ficam boas com label, pq só seu filho não fica?

    Saímos de lá com muita raiva. Meu esposo passa o dia fora, mas viu no final de semana como Guilherme está sofrendo. Sugeri darmos por nossa conta o Losec, mas ele não aceita.

    Daí, depois q enchi bastante o saco dele fomos na emergência do hospital. A pediatra disse que meu filho tinha cólicas e deu a ele paracetamol e luftal. Mas como uma criança só tem cólicas na hora de mamar? Eu falei q achava q ele tinha esofagite e ela respondeu que crianças desse tamanho não tem isso. kkkk. Que só tem label para dar e ponto. De toda forma fez um exame de sangue e a surpresa: meu filho está anêmico (APLV tbm pode desencadear isso). Segundo a médica, se a taxa estivesse um pouco mais baixa, ele precisaria de transfusão.

    Estou desolada. Fizemos mais exames hj e vou voltar na médica que prescreveu o tratamento p refluxo. Mas não boto fé. Ela me disse p dar leite de soja p meu filho e eu soube depois que não deve ser dado a crianças menores de 6 meses, pq não nutre o suficiente. Além disso, ela me mandou fazer dieta de exclusão de leite sem orientar sobre os “traços”, “contaminação cruzada” e que a soja tbm deveria ser excluída.

    Além do seu caso, ví vários idênticos no family net. Se nada for resolvido, vou medicar por minha conta (losec e mylanta, ou só losec). Se em três dias não melhorar, volto aos médicos de novo.

    Bj p vc e p o Léo.

    1. By Shirley Hilgert

      Ai Amanda, que situação difícil! Eu imagino que vc deva estar sofrendo mesmo. Mas não perca as esperanças, uma hora as coisas se resolvem. Não tem outro médico que vc possa conversar? Outro detalhe… vi que vc comentou sobre leite de soja. Ele tb não é indicado para bebês até 6 meses, pq introduzidos antes dessa idade tb podem desencadear alergia. Dê uma lida sobre isso.
      Bom, se eu puder ajudar em alguma coisa, me avise. Boa sorte com tudo aí. Eu juro que entendo o que você está passando.
      Abraços.

    2. MarinaBenghi

      Amanda, também moro em Pernambuco e consultei uma gastro maravilhosa em Recife, que se chama Margarida Antunes, o telefone dela 32235052. Ela que esta acompanhando a Helena e fazendo os testes para diagnosticar eventual APLV. A consulta e um pouco salgada mas lhe garanto que vale a pena. Estimo melhoras.

    3. Shirley Hilgert

      Meninas, como estão os babies de vcs? Melhoraram? Espero que sim! Dêem notícias. Abraços e um feliz 2013! Shi

  5. Oi Shirley…
    Nossa cada dia que passa eu vejo o quanto está comum os bebê de hoje em dia terem a alergia a proteína do leite… Minha bebê foi detectada a mais ou menos 20 dias com essa alergia, antes era um sofrimento, sangue nas fezes, diarréia constante e choros na hora e após a amamentação, eu relutei, chorei e conversando com meu marido também decidi (igual a vc) deixar de dar o LM e agora ela só toma LA, que é o aptamil pepti, agora ela está melhorando e realmente a cura é lenta, ela ainda tem umas machinhas vermelhas pelo corpo e ainda ta com diarréia, mais o sangue nas fezes graças a Deus sumiu!!! Agora me tira uma dúvida esse remédios que o Léo toma losec mups e mylanta plus eles são para a cura do Aplv? Minha filha n toma nada, só mudamos o leite e ela toma o Label para refluxo… E outra coisa, quais foram os exames que Léo fez?
    Aguardo dua respostas!!!
    Obrigada

    1. Você tem razão, Angélica, essa alergia está cada vez mais aparecendo. Acho que antes ela até existia, mas não era diagnosticada. O bebê era visto como “chatinho” e aí ficava chorando. O meu filho toma Losec Mups e Mylanta para o refluxo. Mas ele deverá tomar só mais duas semanas, ai vamos parar. Provavelmente sua médica não deu esses remédios pq seu filho já toma o Label. Não se, mas pode ser.
      O Léo fez dois exames: sangue oculto nas feses e um outro para identificar uma proteína que não lembro o nome. Ambos deram negativo, como era de se esperar nessa idade (com menos de um ano é muito comum o diagnóstico de falso negativo). Meu filhote está tomando o leite Neocate, que é com aminoácidos em vez de proteínas e está ÓTIMO. Parece outra criança. Ele não chora mais para mamar, não tem refluxo, não tem gases e está dormindo a noite toda. Uma maravilha. Ele está com 3 meses e meio.
      Desejo tudo de bom para você. Que sua filhota fique boa logo. Abraços!

    2. A minha filha fez exame de sangue oculto nas fezes e deu positivo… E a alergologista pediu um exame de sangue, acho que é esse da proteína, vou fazer próxima semana! Minha filha toma o aptamil pepit e tb está se dando super bem até agora, aq o neocate custa 499 reais… Nossa seria um furo no meu bolso…
      Desejo tb tudo de melhor para vcs! E que nossos babys fiquem bom logo…

  6. Camila Ribeiro

    Nossa, uma maravilha poder achar um blog que fala para as mães e poder ver que você tb passa pela APLV. Minha filha foi diagnosticada há 3 semanas e está no Pregomim, pois como a pediatra desconfiou logo, ela não chegou a ter sangue nas fezes e a pediatra disse que provavelmente até um ano de idade ela melhora. Só sofre ainda com o refluxo tadinha, mesmo tomando Peridal e Label. Se contorce toda pelo refluxo…Mas se Deus quiser logo melhora… Muito legal seu blog…Parabéns!!!

    1. By Shirley Hilgert

      Oi Camila! Pois é, APLV é algo bem mais comum do que a gente imagina. Só eu tenho duas amigas cujos filhos tiveram o problema. Graças a Deus, todos já curadíssimos.
      Sim, ao que tudo indica até um ano ou um ano e pouco o problema passa. Vamos torcer para ser assim com a gente também.
      Tem vários blogs legais que falam sobre APLV. Um bem conhecido é o Malu Contra a Alergia Alimentar (acho que é esse o nome). Dê uma olhadinha.
      Abraços!

    2. Shirley Hilgert

      Camila, como está a sua filha? Melhorou? Espero que sim. Abraços e um feliz 2013 para sua família!

  7. By Shirley Hilgert

    Este comentário foi removido pelo autor.

  8. Anonymous

    oi meu filho tbm c chama Léo e ha duas semanas descobrimos aplv,ele ta com cinco meses,os sintomas dele e na parte respiratoria,o pequeno fik pessimo,da uma dó.Espero q seu bebe melhore.
    Lissandra Sarges

    1. Lissandra, melhoras para o seu pequeno Léo também! Abraços!

  9. Amanda L.

    Querida Shirley, há semanas que desejo vir a seu blog contar o desdobramento das minhas suspeitas quanto a Guilherme ter ou não APLV.

    Depois do meu último comentário, ele ainda ficou uns dias sem mamar direito, mas não era esofagite e sim reação à vacina do rotavírus! Ele ficou com tantos gases que não conseguia comer. Achei estranho, mais foi o que me disse a médica. Ficamos à base de tilenol infantil até que não teve mais dificuldades para mamar.

    Eu ainda amamentava e por via das dúvidas, suspendi totalmente o complemento e fiz uma rigorosa dieta de exclusão da lactose. Com medo dele passar fome, comprei uma lata de Alfaré. Mas como ele não aceitou esse leite, tive que ficar só no peito, e p minha surpresa meu próprio leite foi suficiente… Ele mamava toda hora pq gostava msm, não por fome.

    Depois de uns 15 dias, ele qs não dava mais sinais de refluxo, nem cólicas ou gases, e passado mais algum tempo, consumi lácteos leite e ele não teve nenhuma reação! Hoje estou livre das suspeitas de APLV! Graças a Deus, por meu filho e por meu bolso, kkk, já que aqui não tem um programa para fornecimento de leite especial.

    Pode ter sido exagero meu msm, mas tbm li que durante a dieta da exclusão a criança pode ficar curada da APLV.

    Qualquer que seja a resposta, só posso ser grata a Deus. Já sofri demais com o nascimento prematuro do meu pequeno e com suas cólicas intermitentes. Se ele tivesse mesmo APLV, psicologicamente seria difícil demais para mim.

    Muito obrigada, Shirley, por seu apoio e palavra de ânimo! Torcendo muito por Léo e vc! Bj!

  10. Anonymous

    Foi simplesmente um alívio o seu post… Muito Obrigada,

    Rafael, meu anjo que nasceu em Maio deste ano, sempre teve muitas colicas… (o que sempre me deixou em alerta, era mamar e se sentir incomodado). Com 1 mes, a gastro me recomendou retirar da minha dieta os derivados do leite. As dores não sumiram, mas aguardava anciosa com a chegada dos tais 3 meses para a tortura terminar e o seu sistema gastrico amadurecer…

    Com 4 meses, as dores ainda não haviam terminados… E aí iniciei o tratamento de Refluxo. Estava esgotada, pois o Rafael e eu nunca dormiamos bem, em função de suas dores e incomodos.

    Iniciei com 5 meses a mamadeira, em função do meu retorno do trabalho, primeiro o leite de soja (aí além das dores, vieram constipação e sangue nas fezes). Fui para o Pregomim Pepit, permaneceram o sangue nas fezes, além de reforçar os incomodos do refluxo.

    Estou a 2 dias com o Neocate, e triste pois ainda permaneciam o quadro de colica e golfadas, mas fiquei aliviada ao ler o seu relado, quando percebi que seria apenas uma questão de tempo para os sintomas serem eliminados em função da esofagite e colite.

    Afinal, o que são semanas, depois de meses de tortura…

    Estou com grandes expectativas para ver um unico dia do meu filho sem dor.

    Um grande abraço, Paola

    1. Shirley Hilgert

      Paola, tenha paciência que logo, logo tudo entrará nos eixos.
      Boa sorte!!!

    2. Paola

      Shirley,
      Confesso que já li varias vezes o seu post e vc não tem ideia do alivio que meu coração está sentindo com as suas palavras.

      Além do fato, do meu principe ser do dia 27 de Maio (bem pertinho do seu), toda a descrição da sua angustia, foram exatamente as minhas. Era um retrato da minha luta desde o seu nascimento até o dia de hoje.

      A pior delas, foi a decisão de eliminar o peito do Rafael, que amamentei exclusivamente até os quase 5 meses. Além do meu esgotamento físico e emocional, tinha a difícil e impossível missão da dieta alimentar da mãe, que desde o seu 1 mes de vida faço sem grandes perspectivas de melhora.

      O rafa está agora como o seu (Losec, Mylanta e Neocate). Estou juntando os papeis para dar entrada na farmácia Cidadã daqui do Espírito Santo.

      Me culpei demais com a retirada do peito, mas ele pegou também o leite e a mamadeira com muito gosto(apesar de todos os terrores que alertavam sobre o sabor do leite) que fico até na dúvida.

      Como sou mãe de segunda viagem, desde que o Rafa nasceu, tenho enfretado além do ciumes natural do mais velho a falta de tempo para ela. Agora vejo uma luz no fim do túnel e a minha vida poder voltar ao eixo. Sempre duvidei da minha capacidade de ter dois filhos, mas com as coisas acertando para o rafael, estarei presente na vida dos dois, assim como eu gostaria.

      Adorei o seu blog, muito mais o seu artigo. Te manterei informada da evolução do rafael.

      Mais uma vez, um grande abraço, Paola.

    3. Shirley Hilgert

      Oi Paola, tudo bem? Como está o Rafael? Espero que tenha melhorado. Abraços!

    4. Paola

      Olá Shirley, obrigada pelo carinho, escrevi agora no seu post atual a respeito da alergia alimentar. Para mim, foram quase 2 meses até realmente sumirem os sintomas da alergia. Nesta semana que passou, pela primeira vez tivemos duas noites sem dores. Ele dormiu a noite inteirinha sem nenhum chorinho. Mas como temos altos e baixos, os incomodos retornaram . Confesso, que logo vou achando que é por causa da tal alergia, mas agora acreditam que sejam em função da dentição, já que não tem nenhuma alteração gastrica. Conforme o seu gastro ele está indo muito bem, estou condiante que sua alergia seja somente ao leite de vaca e soja. Abraços!

    5. By Shirley Hilgert

      Que bom que as coisas estão melhorando! Fico muito feliz. Não podemos perder a fé e a força, afinal, nossos pequenos precisam de nós. Um grande abraço. Sucesso e tudo de bom para vocês. Shirley

  11. Anonymous

    Olá Shirley, ler seu relato me encheu de esperaças… meu bebezinho Pedro tem agora 4 meses e desde que completou 1 mes passamos a sofrer pois ele passou a apresentar lesões de pele, inicialmente fizeram diagnostico de dermatite seborreica (que aliás nunca desapareceu) e depois da associaçao desta com dermatite atopica. Mas receber a noticia que a situaçao era ässim mesmo”ja que eu e o pai dele somos atopicos nunca nos conformou, manter os cuidados com ambiente e com as roupas dele nunca resolveram nada!!!Lógico! A partir de entao as lesoes foram so piorando ele fica com varias placas avermelhadas por todo o corpo, ele tb se coça demais, tadinho!!! fica irritado demais. Paralelo ele tb teve desde o nascimento muitas colicas e gases mas como todas que relataram sempre ouvimos que apos os 3 meses passa…Quanto ao refluxo tb ouvi que fazia parte dos primeiros tres meses… Ate que no terceiro mes ao consultar outro pediatra foi feito diagnostico de APLV, iniciamos com Pregomim apenas por uma semana pq o Pedro fez um novo quadro de piora intensa das lesoes da pele ( parecem queimaduras até!!) que nos desesperou de modo que o pediatra se viu ate meio pressionado e iniciou Neocate. Bom tres semanas se passaram, mantenho AM com restriçao e sem melhora alguma, mais surtos ocorreram, estendi minha exclusao alimentar para ovo, trigo, peixe e frutos do mar. Mas confesso que todo esse sacrificio valeria a pena se houvesse melhora… Qdo li que pode demorar ate 8 semanas, me animei! Mas nao sei ate quando vou amamentar, nao por mim, mas pq a cada crise de piora nas lesoes de pele penso que foi por minha causa! Dá uma culpa danada mesmo tendo certeza que nao sai da dieta!!!Começamos tb tratamento com homeopatia/vacina, espero q ajude! Um abraço, Renata Fernandes (Sao Paulo)

    1. Shirley Hilgert

      Oi Renata, tudo bem? Como está o seu bebê? Espero que esteja melhorando. Abraços!

  12. Olá Renata, tudo bem? Sei o horror que você esta vivendo. Pode ter certeza! Acho que nunca mais olharei para uma mãe que tem um filho com APLV da mesma forma, porque o sofrimento é muito grande, e só quem passa sabe. Como eu disse, o Léo levou um tempo para melhorar mesmo tomando exclusivo Neocate, pq o organismo ainda pode manter alguns resquícios do problema e ele continuar sofrendo (continuar com esofagite, colite, essas coisas). Para lhe ser bem sincera, o Léo ficou ótimo por um mês e meio depois que a última crise passou (que foi no dia 24 de agosto), depois voltou a apresentar um pouco de desconforto para mamar e eu a sofrer de novo. Ele tem dois médicos, a pediatra regular e um gastropediatra e os dois foram taxativos em dizer que eu poderia cortar o Mylanta e o Losec Mups pq ele já estava bom do refluxo. Pois fiz isso e duas semanas depois o Léo voltou a chorar para mamar e mamar metade do normal. Quase entrei em surto quanto isso aconteceu. Voltei a falar com os dois médicos e eles me mandaram voltar com a medicação e ainda incluir Motilium. Fiz isso, mas ele não melhorava como o esperado. No fim, o gastropediatra dele achou melhor fazermos uma radiografia do estômago, intestino e duodeno com contraste para ver o que havia de problema na hora de mamar (ele mamava uma madeira com um produto chamado bário junto e aí eles iam fazendo o raio x). Essa radiografia mostrou que ele ainda apresentava refluxo. Com esse diagnóstico foi pedida uma endoscopia, para ver o motivo do refluxo, já que ele estava exclusivo com Neocate e eu sou super cuidadosa com todas as coisas dele (ou seja, com certeza ele nao tinha acesso nenhum a leite de vaca). A endoscopia mostrou que a esofagite havia voltado (devido ao refluxo, com certeza), mas que ele não tinha nenhum problema orgânico ou de má formação, o que nos tranquilizou. Então, mais uma vez eu tive que ter paciência e esperar a esofagite melhorar e ele voltar a mamar normal. Ou seja, mesmo só com Neocate os bebês com APLV ainda podem ter um pouco de refluxo e, se nao tomar a medicação correta, voltar a ter dor, por conta da esofagite. Isso é bem raro, mas aqui em casa aconteceu, para meu azar. Com outras duas amigas minhas, que tambem tiveram babies com APLV foi tudo mais tranquilo depois do Neocate, mas comentei isso só para você saber que cada caso é um caso, que alguns bebês demoram mais para melhorar e que outros ainda podem ter uma crise sem motivo aparente. Agora o Léo está comendo papinha de frutas e experimentei a primeira salgada. Ele aceitou muito bem tudo e nada fez mal. Fiquei super feliz. Além disso, com a ingestão de sólidos o refluxo tende a melhorar muito (até porque várias mamadeiras são trocadas por papinha). Ou seja, com o tempo, as coisas melhoram. É preciso ter calma e paciência, mas um dia passa.
    Com relação a você se culpar por seu bebê ter crises e achar que é por conta do que você come, acho que vc deve esquecer isso. Eu cortei a amamentação do peito justamente por medo que alguma coisa passasse para o leite e ele tivesse uma crise. Fiquei só no Neocate e, mesmo assim, ele sofreu duas semanas até ficar bom e, depois de um mês e meio bom, voltou a ter um pouco de esofagite. Isso mostra que não é erro seu, é uma questão do organismo do bebê.
    Claro, é sempre importante você ficar de olho bem aberto e ter certeza que não está comendo nada com contaminação cruzada (por exemplo, um presunto nào tem leite, mas pode ser contaminado por ter sido cortado em uma máquina que também cortou queijo). Mas se vc tiver certeza que nao está comendo nada errado, nada com contaminação cruzada, não se culpe. É assim mesmo! O meu bebê até ficou 100% bom e voltou a ter uma crise do nada. Vai entender!
    Bom, vou ficar torcendo para que seu filhote fique bom logo. E parabéns pela força de vontade e coragem de fazer a dieta, eu não tive essa força. Admiro MUITO quem tem. PARABÉNS mesmo.
    Precisando de qualquer coisa, me escreva. Se puder ajudar, será um prazer. Depois passe por aqui e conte como está tudo com o baby.

  13. Ah! E veja meu outro post sobre como conseguir gratuitamente o Neocate. Se vc é de São Paulo pode conseguir e lá eu explico os detalhes.
    Boa sorte. Força, coragem, paciência e calma SEMPRE!

  14. Thais

    Terrível mesmo ver nosso bebezinho sofrendo. Por isso que eu insisto que os profissionais de saúde devem tratar melhor a questão da amamentação. Não é fácil – também sou mãe de primeira viagem -, é dolorido, nunca sabemos se está sendo suficiente, mas é o melhor alimento para os recém-nascidos. Complementar com fórmula não deve ser uma opção nos primeiros meses, mas uma exceção. Fica uma dica para um post futuro!

    1. By Shirley Hilgert

      Thais, você tem total razão. A questão da amamentação exclusiva com leite materno é super importante para evitar esse tipo de problema. Eu tive que dar leite em pó para o Léo muito cedo, porque o meu leite demorou a descer, e tenho certeza que isso ajudou a acelerar o problema dele. Uma tristeza! Tenho certeza que poderia ter sido diferente se eu tivesse conseguido ficar exclusivo no LM. Abraços.

  15. Patricia Riter

    Nossa Shirley, vi a história da minha filha (Kayla)no seu relato, descobrimos a alergia alimentar com 4 meses, só que ainda n introduzimos nenhum alimento pq o gastropediatra pediu uns exames antes, hj ela tem 7 meses, toma so neocate. Ela tbm tomou complemento muito cedo, pais alergicos e na família temos casos de alergia alimentar. Ela teve um sintoma que vc n mencionou q nos deixou muito preocupados que foi a convulsão. 1 mês tomando neocate ela parou com as espremeções de madrugada e diareia, mas a convulsão so no segundo mês que passou, hj estamos mais aliviados por saber q foi causado pela alergia, mais doida para dar comidinha para ela, quarta dia 27/02 vamos ao medico, que e em outra cidade q minha cidade n tem médicos qualificados e a consulta e uma nota, sem falar no neocate q a latinha dura 3 dias, mais estamos confiantes q ele vai começar a liberar os alimentos. Um Abraço

    1. By Shirley Hilgert

      Patrícia, esse problema é uma barra mesmo. Só quem passa por isso sabe o martírio que é. Vou torcer para que o pediatra da Kayla libere os alimentos sólidos. Só sugiro você introduzir tudo beeeeeem aos pouquinhos, testando direitinho, pois alguns alimentos também podem fazer mal. O Léo, por exemplo, nao aceitou bem as frutas (quando comeu mamão ele chegou a fazer cocô com sangue) e também é bem sensível à cenoura e abóbora (tem muuuuuita diarréia e um pouco de cólica quando come).
      Boa sorte! Depois passe aqui para me dar notícias.
      Shi

    2. Maythe Vasconcelos

      Ola, tenho uma historia bem parecida com a de vcs, o que de certa forma me deixa mais aliviada! Mas me atentei ao fato de que vc comentou que seu filho nao respondeu muito bem ao mamao, cenoura e abobora. Meu pequeno Vicente comoecou a ter problemas quando introduzi a alimentacao solida, comecando apenas com mamao, aos 5 meses e meio. De la para ca, hj tem 7 meses, temos vivido um verdadeiro caos. Ha apenas uma semana descobri q ele tem APLV, e foi por este motivo que descobri seu blog, ou seja, pesquisando sobre o assunto na web. Vc sabe me dizer se alimentos de pigmentacao laranja pioram o diagnostico? Obrigada e parabens pelo blog, esta’ sendo meu ponto de apoio!!!

    3. By Shirley Hilgert

      Maythe, tudo bem? Não sei dizer se alimentos de cor laranja podem causar alergia ou não, mas juro que também pensei nisso. Só que o Léo sempre tomou suco de laranja lima e não deu problema e agora também está comendo abóbora japonesa e não está fazendo mal (antes fazia). Acho que eles tem o intestino mais sensível, por conta a APLV, e tudo que faz soltar o intestino, para eles, acaba sendo meio que uma “bomba” (irrita e solta mesmo). Mas te dar essa resposta certinha, acho que só o pediatra poderá. Bjs e boa sorte por aí. Shi

  16. Liu Falcão

    Que luta… eu passo por isso desde que minha filha nasceu. Hoje ela está com quase 4 anos e tem alergia múltipla alimentar. Cada vez que o tempo vai passado a situação vai ficando pior, pois no meu caso minha filha já entende e dói muito quando ela fala que quando crescer vai poder comer tudo. Eu parei de pensar nisso. Foram muitos erros e acertos. E hoje ela tem uma alimentação bemmmm limitada, praticamente se alimenta de neocate. Apresentou todos os tipos de sintomas, respiratórios, digestivos, dermatológicos… Eu tive que ir pra cozinha pra poder fazer as comidas pra ela, lanchinhos… Só quem tem um filho com Alergia Alimentar é que sabe o que é. Difícil demais!!! Espero que isso suma um dia! Adorei seu blog
    beijos

  17. Anonymous

    Olá! Que bom encontrar este blog, minha bb vai completar cinco meses dia 01, lendo estas postagens consigo me encontrar no mesmo sofrimento, quando ela nasceu ficou na UTI por sete dias e la mesmo começaram a dar o LA para ela, sem me avisar, só fui saber no dia seguinte ( certo que estava muito abalada com o fato de ter ido para casa e minha princesa ter ficado lá na maternidade), após estes sete dias minha vida começou de fato e minha agonia também, ele teve muita cólica, quase não dormia, ficava muio irritada, chorava muito, continuei o complemento pois depois do inicio foi muito difícil manter o aleitamento exclusivo, mas era somente uma mamadeira por dia. Completou um mês e meio e começou a ter diarreia, fezes liquidas mesmo, começamos a fazer exames, primeiro os simples, tomou antibiótico, não melhorou, fez outros exames, sangue oculto, ph fecal….entre outros e não deu nada, a gastro pensou no Campylobacter, que não aparece na cultura, prescreveu Azitromicina, depois de muito pensar em expor minha pequenina a outro antibiótico, decidi utilizar, minha pequena sofreu, pois a diarreia piorou, sentiu cólicas… Enfim outro sofrimento e não deu certo, nessa altura já tinha tomado o leite de soja que a primeira pediatra passou, mudei por conta própria para o nan sem lactose, depois aptamil e nada.

  18. Anonymous

    Continuando….minha Ana Cecília foi diagnosticada dia 22/03 com alergia, começou o pregomin, eu estou fazendo uma dieta amplamente restritiva ( só posso comer frango de proteína), tudo pela saúde da minha pequena. Estou ansiosa por resultados. Adorei o blog! Muito bom poder compartilhar e vivenciar experiencias . Bjs
    Luciana

    1. Anonymous

      estou passando por isso tb. minha neném tem 4 meses. oque vcs comem já q quase tudo tem leite. estou desesperada

  19. André Malucelli

    Olá
    Desde que li seu post desconfio que meu bebê de 2 meses e meio sofre de refluxo oculto, ele sempre teve muita colica, dificuldade para mamar, sempre muito agitado, inquieto, choroso sem motivo aparente, porém segundo o pediatra era fome, pois na nossa ultima ida ao pediatra em um mês ele engordou apenas 300grs então ele acabou entrando no complemento, mas a coisa de uns 15 dias para cá só esta piorado. ele não dorme mais a tarde passa o dia todo chorando, oras mama bem outras não, sempre muito agitado, irritado, fica se arqueando para trás na hora de mamar, esta com a respiração ofegante em alguns momentos, e me passa a sensação de que ele não está ganhando peso. E o as palavras do pediatra também são cólicas, com os três meses melhora… Só que tem algo dentro de mim martelando que algo não está normal, pois não acho normal um bebê ter um choro continuo, não acho normal um bebê de dois meses e pouco não dormir nada durante o dia, não acho normal um bebe mamar tão pouco… Enfim seu post me fez ter mais certeza que meu coração de mãe não está enganado e de que há algo acontecendo com meu bebê…

    1. By Shirley Hilgert

      Olá! Tudo bem? Você mora em uma cidade que tem gastropediatra ou algum pediatra alergologista? Eu indicaria você conversar com um desses dois médicos para eles poderem ajudá-la. O meu pequeno só foi tratado adequadamente quando começamos a consultar com um gastropediatra. Você é de São Paulo? Se for, eu posso passar o contato do pediatra do Léo. Abraços e boa sorte por aí.

    2. mel_ac

      Olá
      Eu sou de Curitiba essa semana levei meu bebê novamente no pediatra, e expliquei tudo o que esta acontecendo com ele o mesmo solicitou um raio x do estômago, esôfago e duodeno e qual faremos na próxima semana, mas já marquei consulta com um gastropediatra para ir mais afundo no que esta acontecendo… Pois estou muito preocupada com ele, meu bebe muitas vezes chora de perder o fôlego, isso acontecia com seu bebê? segundo meu pediatra em casos de bebe com refluxo isso pode acontecer… Espero em breve ter resposta para o que está acontecendo com meu bebê e poder ajuda-lo horrível ver ele passar por essas coisas e não saber o que fazer para que as coisas melhorem… Mas obrigado pela atenção!!!

      Beijos para você e seu lindo Léo

    3. By Shirley Hilgert

      Mel, você agiu certo. A melhor coisa nesses casos é procurar um bom gastro-pediatra. Espero que ele consiga ajudá-la. Melhoras para seu pequeno. Beijos.

  20. Maythe Vasconcelos

    Olá Shirley, descobri hoje seu blog e parece que tudo que leio foi escrito por mim. Tenho um bebe de sete meses que há uma semana foi diagnosticado com provável APLV, mas para mim esta muito certo pois todos os sintomas se encaixam perfeitamente. A verdade é que desde que nasceu Vicente tem problemas para alimentar-se. Após passar por quatro pediatras (os primeiros diziam que cólicas e gases são normais e o sistema digestivo dos bebes é imaturo), meu pequeno foi diagnosticado aos dois meses com refluxo, iniciou então com Label, confesso que nao notei grandes melhoras, mas enfim, ele ficou com esta medicação até os quatro meses, quando parecia estar curado. Aos cinco meses e meio iniciou a alimentação solida, com apenas mamão no lanche da tarde. No inicio achei ótimo, pois o intestino até então trancadinho começou a funcionar bem. Mas logo o caos se instalou aqui em casa. Vicente que era um bebe tranquilo passou a ficar irritado, nunca mais dormiu uma noite inteira, como fazia antes. Os sintomas foram associados ao nascimento dos primeiros dentinhos.
    Em seguida ele teve resfriado forte seguido de uma crise alérgica de rinite e virose. No auge do meu desespero procurei um gastro que o diagnosticou como provável alérgico. Iniciei a dieta de exclusão porque ele ainda mama LM, aos poucos estou inserindo o Neocate. O que me deixa triste é a questão de estarmos, na maioria das vezes, a mercê de profissionais desatualizados e desinteressados fazendo com que nossos pequenos sofram desnecessariamente. Sei que estou muito longe de ter Vicente 100%, mas pelo menos uma luzinha se acendeu na escuridão. Quero muito te agradecer por compartilhar informações tão importantes, no meu caso fizeram muito a diferença, me sinto mais segura e menos abandonada, obrigada!!!

  21. renata

    ola mamaes,assim como vcs tbm estou em desespero,meu filhote tem mts gases e a barriguinha parece um tambor de tao enxadinha. O gustavo e meu terceiro filhote com esse problema , mas com os outros 2 foi bem mais facil. O leite de cabra resolveu todos os sintomas logo no primeiro dia de alimentacao dos 2, ja c o gu as coisas tem sido mto mais complicadas. ja na maternidade deram nan escondido´por conta do constante choro dele , com 3 dias ele teve hipoglicemia ,foi ai que descobri q a quantidade de leite que eu produzia nao era suficiente pra ele , dai passei por todos os tipos de nan inclusive aptamil de soja,leite de cabra, ades e leite com – 90% de lactose. Nos primeiros dias do leite com menos lactose achei que tivesse encontrado o leite certo pra ele mas 1 mes apos as crises voltaram,ele so tem feito coco com supositorio e grita mto de dor … estou em desesperoooo, me ajudem… meu filho ta sofrendo d+

    1. By Shirley Hilgert

      Renata, tudo bem? Essa situação é desesperadora mesmo. Minha sugestão é você procurar um alergologista ou um gastro-pediatra. Foi o gastro-pediatra que começou a tratar o Léo adequadamente e hoje ele está muito, mas muito melhor. Nem se compara. Se vc for de Sampa posso te passar o contato do médico que atende o Léo. Abraços e boa sorte aí.

  22. renata

    ahhhh ele vai fazer 4 meses dia 18. estou em desespero sode ficar sabendo o preço desse leite sou de minas gerais ,alguem sabe o procedimento pra conseguir esse leite atraves do sus bjssss

    1. By Shirley Hilgert

      Renata, só sei como funciona em São Paulo, capital. Sugiro você entrar em contato com a secretaria de saúde daí para saber como é na sua cidade. Abraços e boa sorte.

  23. Anonymous

    por favor me digam oque vocês comem.ja que quase tudo tem leite

  24. Unknown

    Meu Deus… Li sua historia e eh exatamente igualllllllzinha a minha e da minha pequena Alice… Tudo tudo tudo!!! Os sintomas e a decisao de so da o Neocate… Hoje minha filha tem 3 meses e nao chora mais e vive rindo… Logico que tem dias que ela ta mais irritadinha… Ela tbm tem refluxo oculto e alpv… Toma Losec Mups e motilium … Fiquei impressionda como vc narrou os fatos, igual aconteceu comigo! Sinal que mesmo onde moro em Roraima existem medicos bons e o tratamento da minha filha esta certinho… To muito aliviada… Obrigada!

  25. Vanessa Vasconcellos

    olá Shirley, vc não sabe o qnt me tranquilizou hj,minha pequena tem 4 meses e desde 1 mês e meio vem apresentando alguns problemas, de principio o pediatra diagnosticou depois de um quadro de perda de peso, uma infecção urinária, até então a minha filha só tomava LM então o médico introduziu Aptamil na alimentação dela,comecei a dar e as vezes ela tem vômitos e faz esses barulhos qnd engole, precisei repetir os exames para ver como estão as coisas.Hj fui olhar alguns resultados q estão prontos na internet e na pesquisa de sangue oculto nas fezes deu positivo, fiquei louca e comecei a pesquisar oq poderia ser e achei algumas informações q pode ser APLV. Bom isso somente o pediatra vai poder me afirmar,pq pode ser várias coisas,mas depois q encontrei seu blog, me identifiquei mto com a sua história…Vou leva-lá ao pediatra e assim q tiver o diagnostico certo escrevo pra vc novamente….obrigada!

    1. Shirley Hilgert

      Olá Vanessa, como vai? Fico feliz que o post tenha ajudado você. Depois passe aqui sim para contar como foi a consulta com o pediatra. No que precisar, conte comigo. Abraços.

  26. Olá.
    Acho que minha pequena de 3 meses e meio está apresentando esses sintomas,com pouco ganho de peso. Todavia ela só teve contato com Proteina do Leite de Vaca por produtos que comi, nem leite de vaca eu tomei, todavia, tomei sempre de leite de soja, será que ela pode ter alergia somente a proteina da soja?

    1. Shirley Hilgert

      Ângela, eu não sei responder a sua pergunta. Vc teria que checar com seu pediatra ou um gastropediatra. Abs.

  27. Oi Shirley, nossa estou super desconfiada agora. Minha bebe fará 4 meses semana que vem e já levei a um Gastro com alguns sintomas de refluxo, fiz o Ultrassom e ela tece 3 episódios durante o período, e até 10 seri normal.
    Mas veja o que passo:
    Olhos inchados e lacrimejantes: sem sucesso no tratamento.
    Resfriados (espirros e corizas) sempre pós-vacinas e prolongados(3 semanas).
    Pele avermelhada na pálpebra.
    Nasceu com 2,9kg e não recuperava dos 2,6 kg-> entrei com complemento.
    Começou a gritar para mamar no peito. Pensei que meu leite estaca pouco( mas chegava a empedrar à noite) até ficar realmente pouco e acabar.
    Tem episódios de vômitos. Geralmente após chorar muito pós mamar.
    Insonia: quase nunca dormiu De dia. Chora muito de sono até conseguir dormir.
    Tem dia que grita muito muito muito tempo no ritual do sono(pós-banho) e piora quando oferecemos mamadeira. Mas durante o banho, sentadinha na banheira, ama. Nem liga de tirar a roupa na preparação.
    Mas só de entrar no carro já desmaia.
    É irritada, nervosa. Mas as vezes é um doce, parece que quando está bem, fica muito alegrinha.
    Mama muito pouco e picado, às vezes mama muito: tem fome bem irregular.
    Quando esta na crise do choro mais intenso, faz uns barulhos estranhissimos para engolir. Geralmente dorme chorando, em pé, no colo.
    Quando mama chorando, solta muito pum(e já tem quase 4 meses).
    Tem hora que só dorme se for no colo.

  28. Esqueci de dizer, o refluxo também foi descartado porque com a mamadeira ela passou a ganhar peso numa faixa normal(mas é uma bebe mais magrinha
    Sou de Campinas e já vou marcar outra gastropediatra, agora particular. Esses convênios simplesmente não servem.

    1. Shirley Hilgert

      Fê, acho que vale a pena uma investigação mais a fundo. Procure um bom gastropediatra e fale sobre a sua desconfiança. Passe todos os detalhes, sem esconder nada. Ele deverá ajudá-la. Boa sorte!

  29. Obrigada, Shirley. Mandei esse mesmo relato por email para adiantar para o pediatra dela. Tenho consulta na segunda mas ele me pediu para pegar amostras grátis de Neocate para adiantar um teste até lá. Você acha que começando hj a tarde fará qualquer diferença até segunda cedo????? Acho estranho julgar por tão pouco tempo. E o diagnostico se confirmara somente assim, por tentativa e erro, né?

    1. Shirley Hilgert

      Sim, para saber é só tentantiva e erro. Alguns bebês melhoram rápido. OUtros demoram. Pode levar até oito semanas, pelo que li. O Léo levou 3 semanas para melhorar. Nos primeiros dez dias, não vi melhora alguma!
      Boa sorte. Faça o teste e converse com a pediatra direitinho.
      Abraços.

  30. Pior que acompanhei sua tentativa de por na escolinha. Eu preciso voltar a trabalhar em 15 dias, com ela com quatro meses. Minha mãe vai poder ficar com ela até ela completar 5 meses e depois….. Aí meu Deus, creche! E período integral! Aqui em casa, super protegida ela já pegou 2 resfriados em 3 meses aff…. sempre após as vacinas, embora o pediatra insista ser coincidência.
    Enfim, não tenho opção. Deixar em casa com babá sozinha não tenho coragem, ela deixa qualquer um louco com tantos gritos, tem que amar muito. Seja o que Deus quiser!

  31. Oi Shirley, estou tão triste e preocupada com a minha bebê. Ela vai fazer dois meses daqui a 3 dias. No início a amamentação era um momento divino, mas perto de ela completar um mês as coisas começaram a mudar. Ela ganha peso normalmente mas mama cinco minutos e começa a gritar. Tem muitos gases, o cocô é bem aguado, tem várias bolinhas vermelhas pelo corpo, irritada nas mamadas, não dorme nada de dia…. O pediatra passou losec e mylanta, mas já tem 15 dias e não melhorou!!!! Tirei da minha dieta o leite e derivados, mas não sabia que podia existir essa contaminação cruzada. Vou conversar novamente com o ped. Dói meu coração ver minha pequena sofrer…apenas queria desabafar!!!

  32. Luciana Moulaz

    Shirley, tudo bem??? Passei por isso com meu filho Gustavo que dia 08/05 fará 6 meses de vida. Com 1 mês foi detectado a APLV. Ele perdia muita peso (fico pele e osso) e sangue nas fezes e choro constante. Começou a tomar o bendito NEOCATE que foi uma benção. Logo logo começou a ganhar peso, passou a irritabilidade e os choros e o sangue nas fezes acabaram.

    Essa semana ele começou a fazer o teste com o Aptamil Pepti que não é 100% hidrolizado e tem se adaptado muito bem a ele, GRAÇAS A DEUS.

    Seu Leo continua tomando o NEOCATE? Ou já está curado da APLV?

    Um grande abraço.

    1. Luciana Moulaz

      Digo, no dia 08/07/2013 fará 6 meses.

    2. Shirley Hilgert

      Oi Luciana, tudo bem? O Léo está super bem de saúde, mas não temos certeza se está curado da APLV porque nunca mais testamos dar para ele alimentos com leite. Estou esperando a liberação do pediatra dele para fazer esse teste. E sim, ele continua tomando Neocate e só comendo alimentos sem leite e sem qualquer traço de leite.
      Bjs

  33. Oi Shirley!!! Estou de volta e mais feliz. Tem 20 dias que minha filha está tomando Neocate e esta muito melhor. Você conhece algum efeito negativo di Neocate? Um nutricionista do SUS me colocou tanto medo. Obrigada!!!

    1. Shirley Hilgert

      Sinceramente, o Neocate é um leite maravilhoso. Nunca ouvi nada de ruim sobre ele e o Léo ficou muito bem depois que começou a usá-lo. Abraços!

  34. Que bom. Fico mais tranquila. Minha filha também está ótima. Parabéns pelo blog!!! Ele me ajuda muitooo.

  35. Anonymous

    OI MEU FILHO TA TOMANDOO NEOCATE TEM UMA SEMANA, POS ELE TAVA USANDO ALFARE MAIS NÃO SE DEU BEM, MAIS AINDA TEM GASES. SUA HISTORIA E MUITO PARECIDA COM A MINHA REFERENTE AOS SINTOMAS ,MEU FILHO NASCEU PREMATURO,PEGOU INFECCAO HOSPITALAR E POR ISSO FICOU COM APLV AGORA ELE ESTA COM QUATRO MESES ABRACOS!

  36. Anonymous

    Olá.. Nossa lendo todos esses relatos.. vi q não só sou eu q estou sofrendo com o sofrimento da minha pequena Melissa… Desde os 15 dias de vida.. ela começou a apresentar sangue nas fezes.. corri para os médicos, fizemos exame de sangue nada de infeccção, fizemos ultrasson e tudo ok com o intestino.. e foi diagnosticada com a APVL. Ela tb chora quando mama.. Passamos na alergista e ela pediu para eu cortar tudo que continha leite da minha alimentação, assim eu fiz, faz 2 semanas e quando minha filha mama no peito, lá vem todos os sintomas. Agora ela está com 38 dias de vida e por conta disso tudo, resolvi por conta tirar o LM, e entrei com o Neocate, ela melhorou um pouco, porém ainda chora muito e o Neocate prendeu o intestino dela. Nem sei mais o que faço, estou desesperada. É normal o Neocate prender o intestino mesmo? Prendeu do bb de vcs? Estou bem triste por ter tirado o LM, ela tb sente bastante, mas sei que é pro bem dela.. Espero que ela melhore logo, Abraços

  37. Shirley

    No caso do meu filho, o Neocate não prendeu o intestine. Mas acho que leva mesmo um tempo até acostumar e normalizar. Na dúvida, converse com o pediatra. bjs

    1. Anonymous

      Oi Shirley . Obrigada. Bjs Mãe da Melissa

  38. Anonymous

    Olá Shirley,

    Meu filho também está investigando possível APLV e, entre tantas buscas por informação, encontrei o site http://www.alergiaaoleitedevaca.com.br/
    Muuito esclarecedor. Fala sobre direitos, receitas, alimentos que tem e alimentos que podem ter leite, etc.
    Fica a dica.
    Abraços,
    Isabel Kaehler (Recife – PE)

    1. Shirley Hilgert

      Olá Isabel. Esse site é ótimo mesmo! Eu indiquei ele aqui no post (bem no final). Beijos e boa sorte aí. Com o tempo tudo melhora, te garanto! :-)

    2. Anonymous

      Esqueci-me de citar também
      http://www.dta.ufv.br/artigos/tolerancia.htm
      Isabel Kaehler.

    3. Anonymous

      Oi Shirley,

      Obrigada pela força. Estamos todos torcendo muito.
      Beijos,
      Isabel.

  39. Anonymous

    ola meu nome e simone sou a mae do matheus gabriel ele ira fazer 1 ano e 5 meses estou necessitando urgente do leite pregomim ou neocate pois ele tem alegia a leite vaca e tolerancia a lactose ele teve o citomegaloviros, nasceu com uma minima hidrocefalia, calcificaçao no celebro e dilataçao nos ventriculos e refluxo e alem disso ele ainda nao consegue comer nada somente o leite mesmo, peço a ajuda de quem puder me ajudar pois e um bebe que nessecita de cuidados especias, estou desempregada faço bico nos finais de semana numa lanchonete e alem disso tenho mais 4 filhas e o que eu ganho nao da para pagar nem o aluguel e despesas me ajudem por favor o meu imail e fogosanto@outlook.com deus abençoe….

  40. Olã, também me identifiquei com sua história! A diferença foi que já tinha secado meu leite e tentamos de todos…. adaptamos com o pregomin pepti….
    Gostaria de saber de vc ou de alguma mãe se a criança demora a voltar mamar como antes?! Ele ainda não mama de 3 em 3 horas… demora mais e agora que está começando a mamar toda a quantidade pra idade dele….

    1. Shirley Hilgert

      Arianna, não entendi exatamente a sua pergunta. Poderia explicar melhor? Bjs

  41. Kelly Jalovicar

    Olá mamães!!!

    Meu nome é Kelly e tenho um bebe de 2 meses e 20 dias e foi diagnostica com APLV quando completou 2 meses. Desde quando o João nasceu eu nunca mais tive um dia de tranquilidade, pois ele se espremia dia e noite e mal dormia. Mamou no peito por 20 dias mas quando levei ele no pediatra tive a noticia que ele não havia ganhado peso e por isso entrei com o complemento de LA. Dai em diante tudo piorou…a cada leite que o João tomava parecia que fermentava na barriguinha dele, fora os pums super fedidos e intensos.Era dia e noite de muita espremeção, não dormia nem ele nem eu e nem o meu marido…fiquei assim por 02 meses, até agora não sei como eu aguento….bom, a primeira pediatra que ele levei o meu pequeno falava que tudo o que ele tinha era normal….cólicas intensas, soluço, tosse, se espremer dia e noite, não dormir se quer 01 hora traquila, mamar com muita dificuldade, e na hora de arrotar ficar extremamente irritado…enfim, para ela tudo era normal da idade, mas coração de mãe e pai é fogo né?! eu e o meu marido não sossegamos enquanto não descobriamos o que ele tinha, pois ver um bebe se espremer o tempo todo 24 horas por dia não é normal….uma amiga minha me indicou a pediatra da filha dela e lá fomos nós atrás de uma segunda opinião…assim que contei tudo pra ela ela já diagnosticou o João com refluxo fisiologico…entramos com a medicação Label e Motilium….fomos pra casa e começamos a tratar o refluxo. Como o João já estava com muita dificuldade de pegar o peito, resolvi dar só mamadeira, pois era um sofrimento pra mim e pra ele a hora de mamar no peito, pois ele fica mais de 1 hora e não mamava nada….Dei quase todos os tipos de marca de leite, pois cada leite que eu dava pra ele, ele piorava….até que comecei a ler os blogs de mamães e comecei a desconfiar de APLV devido ao relato delas.Liguei para a ped e falei pra ela da minha desconfiança e a mesma me ouviu e falou que melhor que ela só eu mesmo para saber o que o meu bebe estava passando e por isso iriamos entrar com um leite especial e ver a reação dele. Bom, começamos a dar o Aptamil Pepti e em 01 semana o João era outro bebe…mamava sem se espremer, parou de se espremer noite e dia…começou a dormir bem, mamava nas madrugadas de 3 em 3 horas e as vezes até passava mais de 3 horas dormindo, o refluxo havia melhorado, enfim, parecia quw tudo havia se resolvido e que ele realmente tinha o APLV. Bom, passado uns 10 dias de melhora, o refluxo começou de um dia para o outro a piorar…ele começou a regurgitar em todas as mamadas e ficavas horas “conversando” com o leite….as vezes regurgitava até 02 horas depois que havia mamado.O soluço e tosse voltaram…e ele começou a engasgar direto….liguei para a médica e passei todo o relato e ela falou que tinhamos que entrar com o leite NEOCATE, pois o organismo havia percebido que o Aptamil pepti tinha proteina do leite de vaca, mesmo que em pouca quantidade, mas ainda sim tinha e por isso a piora dele. Nossa, imaginem como fiquei triste em ver meu bebe voltar com os terriveis sintomas….Bom, hoje faz 04 dias que ele está tomando o Neocate, e por enquanto não vi muita melhora, o que melhorou foi que ele não fica mais conversando com o leite…regurgita menos, e quase não engasga, mas em compensação ele não está dormindo a noite, pois voltou a se espremer…já faz duas noites que passo em claro com ele, mas durante o dia até que ele tira umas sonecas bem tranquilas….também está mamando bem agitado, mas acredito que deva ser por conta do refluxo….hoje acordei mal, chorei muito, pois achei que meu bebe tinha melhorado e tudo havia passado, mas parece que voltei a estaca zero….tenho fé em Deus que daqui há alguns dias esse leite faça efeito e que meu anjo melhore, pois estou esgotada!!! Se alguem tiver algum relato recente de melhora com o leite Neocate, por favor entre em contato comigo pelo e-mail kellycardoso29@gmail.com para trocarmos informações, pois acho que estou até depressiva de tanto ver o meu bebe sofre!!!

    1. Shirley Hilgert

      Olá Kelly, tudo bem?
      Só quem passa pelo sufoco de ter um filho com APLV sabe o sofrimento que é. É duro, triste, desesperador, assustador. Tudo isso que você está sentindo é super normal e te garanto que, um dia, depois de um tempo, passa!
      O meu filho começou a tomar Neocate com quase 3 meses, mas posso dizer que ele realmente ficou 100% com 9 meses, mais ou menos. Claro que bem antes disso ele já tinha melhorado muito, mas com a introdução dos sólidos, de novos alimentos no organismo dele, ele voltou a ter o intestino bem sensível.
      Depois que ele iniciou com o Neocate, ele ainda ficou BEM RUIM por três semanas. Depois disso, começou a melhorar a olhos vistos, mas virava e mexia, do nada, tinha umas recaídas (mas de um ou dois dias, no máximo). Com o passar do tempo, foram ficando muitos mais dias bons que ruins até que todo o sofrimento passou.
      Hoje meu filhote tem um ano e dois meses. Ainda toma Neocate e não come nada com traço de leite. Mas é saudável, feliz, alegre e come super bem. Não sei se esse relato irá ajudar vocês, mas digo duas coisas: sim, ter um filho com APLV é sofrer todos os dias 24h por dia. E sim, as coisas melhoram com o tempo. Hoje, nem lembro que ele tem/teve APLV (ainda não testamos para ver se passou) e o único inconveniente é restringir da alimentação dele alimentos que vão leite.
      Espero ter ajudado. Eu achei que sofrimento nunca fosse passar, mas passou. Lembre disso quando bater o desespero.
      Bjs

  42. Anonymous

    Oi, Shirley! Maravilhoso o seu blog, me identifiquei demais. Tenho uma pergunta para vc e demais mamaes: vcs fazem cama compartilhada ou confiam/conseguem colocar seu bebe com APLV no berco/outro comodo? Beijos, Marcelle, mae da Marina.

    1. Shirley Hilgert

      Marina, tudo bem? Nunca fiz cama compartilhada. Sei lá, acho que não é muito meu estilo. :-) O Léo sempre dormiu no bercinho dele, desde a segunda noite em casa. Eu que fiquei no quarto dele por um mês e depois disso vim para o meu quarto (quarto do casal) e segui acompanhando-o pela babá eletrônica. Nunca tive preocupação em deixá-lo sozinho lá por conta da APLV ou refluxo. E como tinha a babá eletrônica, qualquer barulhinho eu dava uma olhada e se achava necessário, ia até lá (mas isso era bem raro, só quando ele acordava mesmo). Bjs!

  43. Anonymous

    Oi Shirley, tudo bem? Minha filha de sete meses está fazendo a tentativa com o Neocate para ver se melhora o seu incomodo. Preciso da sua ajuda: qual biscoito vc dava para seu filho “roer”, aprender a comer alguma coisa? Outra duvida: quando vc começará a dar alimentos com leite para ele? O que vcs estão esperando? Minha filha é gêmea e tenho um filho de dois anos. Fico pensando quando ela começar a entender e querer comer o mesmo que eles….me dá uma peninha…Bjs e obrigada, Ana Luisa

  44. Carina Mendonça

    Oi Shirley! Também sou ~mãe de um bebê APLV. Inclusive trocamos alguns e-mails. Agora escrevo um blog junto com outras 3 mães e citei você no meu post de hoje sobre o assunto. Quando eu estava pesquisando sobre APLV, li muito seu blog, comparei sintomas, peguei dicas etc…
    Dá uma passada por lá. http://www.dotesmaternos.com.br Ainda está em fase de ajustes mas já começamos a postar.
    Beijos,
    Carina Mendonça

    1. Shirley

      Ahahaha! Depois de uma confusão enorme (vc vai ver) consegui deixar meu comentário no post que vc fez sobre APLV. Dá uma olhadinha lá no seu blog. bjs

  45. Sandra

    Olá Shirley tenho uma bebê de 3 meses e foi diagnosticado com o tal do refluxo. Sou de SP tamb´´em e pesquisando na net a fundo sobre isso, e medicações também, assim como profissionais, se possível poderia indicar este gastropediatra que você passa seu filhinho? Está difícil de achar um que acompanhe de verdade, pois nós como mães queremos o melhor pro nosso bebê, não é?
    Bjs,
    Sandra

    1. Shirley

      Olá Sandra, já respondi através do e-mail que vc me enviou. Abraços e boa sorte!

  46. Maria

    Este comentário foi removido pelo autor.

  47. Maria

    Olá Shirley, Meu filho foi diagnosticado com APLV com 1 mês. tentei a dieta restristiva, mas não funcionou. Quando ele fez 3 meses iniciei o neocate. Agora ele vai completar 9 meses e acho que a gastropediatra já acha que é hora de testar o leite. Você já testou? Como foi o procedimento? Estou com medo…:(
    Obrigada.

  48. Anonymous

    Boa tarde me informe este médico que acompanha seu filho pois, tenho uma filha com 12 anos convivendo com esta alergia e cada dia me assusto mais porque até em ambientes fechados como Shoping em praças de alimentação ou restaurantes ela tem crises de anafilaxia devido as comidas feitas com leites e derivados. Se possível gostaria do nome e telefone para buscar ajuda. Obrigada Jane

    1. Shirley Hilgert

      Jane, por favor, me escreva no e-mail shirley@macetesdemae.com que eu te respond por lá. Ok? Abraços.

  49. Angela

    Nossa. Parece que fui eu quem escreveu esse relato. Meu Rafael tem dois meses e acabou de ser diagnósticado com aplv. Primeiro estou tratando o meu remorso, pois sempre achei o rafa um bebe chatinho, chorao e nem pense tive com ele a paciência necessária. Agora com o diagnóstico, vou começar o tratamento com neocate a partir de amanhã, mas confesso que estou desanimada de pensar que só vamos ver uma melhora em oito semanas, conforme disse o pediatra. Além do mais, hoje comprei a primeira lata do leite e fiquei assustada com o preço, não sei te vou ter condições de comprar para o mês todo, eis que, pelos meus cálculos, uma lata deve durar apenas três dias. Seria possível você me mandar um email dizendo como conseguiu pegar o leite no posto? E gostaria de saber também se no seu caso teve uma melhora progressiva, quero dizer, sei que ele vai melhorar em oito semanas, mas será que um pouco não melhora antes? Não sei se aguento tantas outras noites mal dormidas… obrigada. angelaterrafino@gmail.com

  50. luana

    Olá meu nome é Luana, e tenho um bebê de 3 meses.minha história é bem parecida com a de vcs , meu bebê não pegou meu peito então comecei a da leite em pó, comecei com o milupa foi muito bom aí me falaram para o aptamil que era o melhor e isso e aquilo então troquei, foi horrível a mudança, meu bebê começou a soltar uns puns muito fedido, e a ter muitas cólicas , depois começo as fezes com sangue, fiquei desesperada, meu medico pediu um exame de fezes para ver se era por causa da vacina da rotavirus, e mas 3 exames que eu nem sei .bom não deu nada no exame tudo negativo, sendo que o cocô que eu peguei para o exame estava puro sangue, me falou que nem ele sabe o que era então.bom ele não pediu o exame para vê. Se meu bebê e alérgico a leite, só mandou eu muda para o leite de soja.não sei o que fazer estou enlouquecendo com tudo isso me inpotente , como se eu fosse a culpada.quero ver meu bebê bem sem cólicas sem sangue nas fezes.

    1. Shirley Hilgert

      Luana, minha sugestão é você procurar um gastropediatra para investigar o que o seu bebê tem. Realmente, ele ficar fazendo cocô com sangue não é normal. Procure um profissional especializado e veja se ele pode ajudá-la. O quanto antes você fizer isso, antes passará o problema do seu filho. Beijos. Boa sorte!

  51. Luciana

    Olá! Minha história é também um pouco parecida. A minha Ana Beatriz faz 3 meses próxima semana e só mama no peito desde que nasceu. Sou filha de pediatras e sabendo do grande potencial alergizante do leite de vaca, desde a gravidez minha mãe me controlava para diminuir minha ingestão de leite e derivados. Eu diminui bastante mas não cortei totalmente. Minha filha nasceu e cada vez mais minha mãe pegava no meu pé com relação ao leite, então eu tomava leite de soja, ninho 1+ e já não comia queijos nem manteiga, mas não me preocupava com alimentos industrializados que contivessem leite. A minha filha sempre foi muito calminha, mas logo no primeiro mês sofria com muita cólica e cheia de gases, com uma barriga imensa, e eu sempre atribuia a algum alimento que eu tivesse comido: feijão, repolho, cebola etc, mas achava que a quantidade de leite que eu consumia era tão pouca que não seria ele o responsável por seus gases e sua dificuldade de digestão. Então ela começou a ter algumas crostas no rosto e no couro cabeludo que pareciam de fundo alérgico, e mais uma vez tentávamos associar a resíduos de sabão das roupas, resíduos de sabonete líquido do banho, óleo vegetal que eu usava para massagem, mas ainda não chegávamos ao leite. Então ela começou a apresentar refluxo, e se contorcia e chorava quando mamava, as cólicas tinham melhorado mas eram muitos gases, barriga estufada, as vezes diarréia de fazer coco líquido umas 8 vezes numa tarde e eu intrigada sem saber o que tinha comido de diferente que tivesse causando esses sintomas nela. E passou a regurgitar cada vez mais. Com 2 meses e meio fizemos o seu batizado e um café da manha onde eu despreocupei completamente com o leite e comi de tudo o que tinha direito: queijo mussarela, bolo (com leite), chocolate quente, pão de queijo, palha italiana (leite condensado), torta de macaxeira/mandioca/aimpim (que leva manteiga e requeijão cremoso), enfim, tudo o que não devia! Depois desse dia ela piorou consideravelmente!!! Chorava ao mamar, passava o dia meio chorosa (lembre-se que eu disse que ela é muito calminha e não costuma chorar a toa), regurgitava que mais parecia um vômito, pela quantidade, diarréia, gases, cólicas e agora sangue nas fezes e com muco, além de um cheiro forte! Não desesperei porque sou tranquila e minha mãe ajudava a me acalmar, mas fiquei preocupada. Comecei a pesquisar sobre a APLV e cada vez mais me convencia que realmente podia ser. Não valia a pena fazer testes específicos pois mesmo dando negativo ainda pode ser a APLV e o melhor é fazer o teste terapêutico: retira todo o leite e derivados da dieta (neste caso, da minha) durante 4 semanas e depois volta a introduzir aos poucos. Se o bebê voltar a piorar confirma o diagnóstico. Assim estamos fazendo. Não tem sido muito fácil, e cada dia retiro um pouco mais. Comprei o NAN HA (hipoalergênico), com proteina do leite extensamente hidrolisada para EU tomar no lugar do leite (mas ainda não sei se isso vai resolver), e tenho observado os alimentos para evitar mesmo os que tem traços de leite. Agora ando buscando receitas na net sem leite e quero suspender o NAN por alguns dias para retirar mesmo tudo. Apesar do pouco tempo já tenho percebido ela melhorzinha, pelo menos nos últimos dois dias ela passou mais tranquila e dormiu mais durante o dia (e já dorme a noite inteira). Manter o aleitamento materno é muito importante pois ele é um grande protetor para o bebê e dá uma grande ajuda no tratamento, mas a mãe tem que retirar o leite da dieta. É um sacrifício que vale a pena o esforço! É passageiro e espero que com 01 ano ela já esteja curada. Beijos e boa sorte!

  52. Carolina

    Olá meninas, meu nome eh Carolina tenho 34 anos e não sou mãe e primeira viagem! O Arthur ( o mais velho) tem 4 anos, e sempre teve muito problema respiratório , bronquiolite e em seguida asma, quando engravidei do Diego ( hoje com 4 meses) tudo que pedia a Deus era que ele nunca tivesse as crises de tosse que o Arthur tinha!
    Demoramos 2 anos pra acertar o medico do Arthur, mas infelizmente , particular , qdo o Diego nasceu optamos por outro pediatra , muito bem recomendado e do convênio, enfim … O Diego praticamente nasceu vomitando, mamava feito um bezerro, em seguida vomitava como gente grande, como ganhava peso o medico não me dava a menor bola qdo eu cogitava o tal refluxo. Depois de muito reclamar que o Diego estava mamando menos o medico finalmente entrou com o Nan AR e finalmente o leite parou no estômago dele, mas as super cólicas continuaram ! Sai do consultório com o pedido de ultra que fizemos dia 12.
    Na semana passada meu bebê pegou uma baita gripe e eu não localizei o medico dele, liguei no pronto socorro e o medico do Arthur ( o particular tudo de bom) estava de plantão , atendeu meu menino com o carinho e a paciência de sempre, falei um pouco do refluxo e ele pediu pra levar o Diego no consultório.
    Levei o Diego segunda dia 11, narrei toda a história desde o nascimento e qdo ele finalmente abriu a boca me perguntou como era minha alimentação ( pq eu ainda amamento apesar do complemento), narrei orgulhosa que cortei refrigerante e chocolate apesar do vício, contei que tomava até 2 copos de leite por dia, no mínimo um yogurte, queijo… Em seguida a pergunta foi se eu já tinha ouvido falar em Aplv … Depois de me explicar tudinho, ele me deu 2 latas de pregomin ( da danone ) e disse que o Diego poderia não gostar. Dito e feito, to vivendo um pesadelo, ele não quero o leite, hoje deixei ele passar fome e ainda assim mamou só um pouco… To arrasada, agora mesmo quase dei o Nan , ele pegou o peito .. Só o peito!
    Não vejo a hora dele se alimentar direitinho e parar de chorar de dor, pq tenho certeza que ele tem alguma dor.
    Amanhã temos uma consulta pra falasmos sobre o resultado do exame…
    Confesso que ainda estou, perdida e assustada…

    1. Shirley Hilgert

      Carolina, APLV é algo que assusta no início, mas é BEM mais comum do que a gente pensa. Eu mesma, tenho mais três amigas próximas (bem próximas) cujos filhos tiveram APLV. No início é difícil do bebê aceitar o leite, mas você tem que ir insistindo. Se o seu bebê tiver mesmo APLV (o que parece) ele tem que mamar o seu leite (se vc fizer a dieta restritiva) ou algum leite especial (pregomim, neocate, etc…). Nan, Aptamil ou qualquer outro desses irá fazer mal para ele. A única coisa a fazer insistir e insistir e insistir. Boa sorte por aí! A descoberta e o início do tratamento são sempre complicados e nos assustam, mas eu garanto que com o tempo as coisas melhoram. bjs

  53. Dayane

    Olá Shirley tudo bem? Estava lendo seus comentários no blog, depois de tanto pesquisar sobre APLV depois que foi detectado no meu Bernardo quando ele tinha 2 meses de idade, fiz a dieta, fiz de tudo mais o meu bebê tinha dois sintomas bem aparentes, sangue nas fezes e irritabilidade na pele do pescoço para cima. Depois da dieta e de emagrecer 1 Kg por semana infeliz e felizmente tivemos que começar a usar o Neocate que na primeira mamadeira dia 07/08 já deu resultado, hoje ele tem 5 meses e meio e utiliza o leite a 3 meses, ganho 4 latas do governo e o resto do tratamento compramos. Fiquei curiosa em lhe perguntar, seu filho ainda toma o Neocate? Por quanto tempo você fez o tratamento com este leite até fazer o testo com uma mamadeira de outro leite “normal”? Vi que você foi em um médico de boa indicação então queria saber que orientação ele lhe deu.
    Tentei incluir as frutinhas para o Bernardo mais parei na papinha de ameixa rsss e suquinho de laranja lima, pois a banana trancou ele 100% e pera e maçã não acho frutas descentes para raspar e dar para ele. Associado a isso o Bernardo tem refluxo, mais ele só coloca para fora o Neocate, a papinha não vem absolutamente nada e pelo que soube o Neocate também trata refluxo….fora isso ele está super bem, o leite realmente foi um santo remédio para ele mais a gastropediatra daqui disse que ele tem que tomar por 6 meses e alguns pediatras dizem que 8 semanas é o suficiente para testar, como foi seu tratamento?
    Agradeço se puder me ajudar.
    Abraço e muita saúde para o seu e todos os bebês…!

    1. Shirley Hilgert

      Dayane, O Léo toma até hoje o Neocate (ele tem um ano e meio). Na verdade, ele já está comendo queijo e iogurte, mas o leite eu ainda tenho que testar. Devo fazer isso semana que vem, que é quando volto de viagem. Não quis fazer o teste antes da viagem.
      O Léo começou a tomar Neocate (exclusivo, sem peito) com três meses de idade. Senti a primeira melhora depois de 3 a 4 semanas, mas dizer que ele ficou bem, bem mesmo, só posso dizer que aconteceu com uns 9 ou 10 meses (quando digo isso quero dizer: ele parou de chorar para mamar e mamou bem).
      Espero que tenha tirado suas dúvidas. bjs

      1. Dayane

        Nossa Shirley é bastante tempo tomando, aqui a médica pediu para fazer o tratamento até completar 6 meses de uso do leite, como comecei com 2 meses ele estará com 9 e dai ela disse que podemos tentar provocar para ver a reação. Seu menino come papinhas da Nestle?

  54. Gildasio

    A nossa história é muito parecida. Meu filho tem alergia alimentar, também ficou com Neocate desde os 4 meses. Agora nas introduções também teve reações, tivemos que voltar para o leite exclusivo e vamos novamente iniciar a introdução. Meu Deus! Como sofremos com tudo isso. O medo, a tristeza, a falta de resposta, a demora da cura, tudo isso nos faz sofrer, mas temos que continuar, com muita calma e amor.

    1. Shirley Hilgert

      Gildasio, o jeito é ter paciência. E eu posso garantir que, com o tempo, as coisas melhoram. O Léo está muito bem agora. :-) bjs e boa sorte!

  55. Fabiana

    Olá Shirley. Foi muito bom achar seu blog. E como ele me esclareceu muita coisa!!!
    Meu Pedro tem 1 mês e 5 dias. Com duas para tres semanas de vida começou a ficar enjoadinho, chorando após as mamadas. A pediatra disse que era refluxo e entramos com Peridal, Label e Simeco plus (mesmo que Mylanta). Por conta própria tiramos o peridal pq suspeitamos ter aumentado as cólicas. Isso, cólicas, porque neste meio tempo ele começou a ficar irritado, chorando mais, e com cólicas. depois de um domingo de muito choro, a pediatra passou bromoprida, ja que tiramos o peridal e pediu exames de urina e fezes. Resultado: sangue oculto nas fezes positivo. Apos consulta com a pediatra, ela me recomendou tirar leite e derivados pq ele estava com intolerância a lactose. Mas pelo que estou lendo na internet, intolerancia a lactose é menos comum em bebês. Acho que o problema dele então é APLV, depois de tudo que estou pesquisando. Ele está extremamente irritado, chora quase o dia todo. Tem dia que está melhor, mas tem dia que se nao está no meu peito, ou cochilando muitas vezes no colo e raras no berço, está chorando. Já não sei se ele chora de fome, dor, pq o choro é demais. Na hora de trocar a fralda é um tormento. Ele quase não está dormindo, cochila por 10, 15 min. Pensei que isso tudo pode ser reação extrapiramidal da bromoprida e já suspendi a bromoprida. Vou deixar ele só com Label, até ir numa gastropediatra.
    Agora, depois de ler os relatos aqui, vi que esta irritabilidade e falta de dormir pode ser tb da APLV. Comecei a dieta ontem e agora vamos observar se ele vai melhorar. Não tinha noção dessa medida que vc tomou de parar de amamentar por causa da dificuldade da dieta. Mas, vou tentar.
    Espero que isso tudo passe. Não aguento ver ele assim. E, me sinto como vc e muitas aqui relataram: as vezes nem quero sair (apesar de não estar saindo mesmo com ele por ser muito novinho) ou receber visitas quando ele está atacado desse jeito. Ele ficou até rouco de tanto chorar.
    Agora é fazer a dieta, e rezar muito.
    Espero que seu Leo esteja bem.
    bjs

    1. Shirley Hilgert

      Fabiana, super indico você procurar um bom gastropediatra para ele dar uma olhada no seu filho e acompanhá-lo por um tempo. Ele poderá tirar suas dúvidas, orientá-la direitinho e ajudar seu filhote a ficar bom o quanto antes. Atualmente, o Léo está ótimo. Já provou queijo e iogurte e ficou tudo bem, agora só falta testar o leite mesmo. Vou fazer isso em breve, só estou esperando passar uma viagem que já está programada. bjs

  56. karina

    ola shirley faz mais de um mês que estamos na luta com a minha pequena alice ela nunca pegou o peito devido a fendo no palato mole ao qual ela nasceu, sempre mamadeira e o volume era bem pouco porem faz mais quase dois meses que ela é muito irritada principalmente na hora das mamadas ( hoje ela tem quatro meses) ela tomou algumas latas do pregomim porem não se adaptou a gastropediatra indicou o neocate mais ainda não chegou estou anciosa aguardando e com muita esperança que este leite ela se acerte faz alguns dias que a barriguinha dela fica muito estufada, as mamadas estavam sendo quase quase impossíveis eu estava ficando quase louca de ver minh pequena com fome e não conseguir mamar hoje ela toma motilium e label pois tem refluxo tb, e esta com losec…não vejo a hora de passar esses dois meses logo e minha alice melhorar, aconteceu comigo tb as pessoas diziam que ela era irritada por minha causa… beijos vou acompanhar sempre para sabe de mais noticias que talvez me ajude.

    1. Shirley Hilgert

      Karina, com o Neocate melhora sim. Não é de uma hora para a outra, mas com o tempo as coisas normalizam. ATualmente o Léo já come derivados de leite. Em breve devemos dar leite normal para ele também, para testar. Bjs. Boa sorte!

  57. Lys Marcela

    Realmente a APLV e muito Mais comum do que eu poderia imaginar. Eu nem sabia da existencia dessa alergia ate poucos meses atras. Tenho uma bebe de 9 meses, Sarah, que foi diagnosticada com APLV, aos 6 meses de idade…mas ela ja Tinha essa alergia Desde os 3 meses. O problema maior causado pela alergia foi na pele. Ficou horrorosa, super machucada, ela teve muita coceira no rosto que as vezes ate sangrava. Foi um periodo muito dificil. O pediatra e a alergologista pediram para eu parar de consumir tudo que fosse feito a base de leite de vaca. Estou Nessa dieta ha uns 3 meses. Ja Perdi varios kilos e nao esta sendo nada facil ficar sem comer certos alimentos. O pior de tudo e que a Sarah ainda tem umas bolinhas vermelhas nas bochechas devido aos Tracos de leite…so pode ser isso! Ja entrei com pedido do neocate e estou aguardando a aprovacao do processo. Os medicos falaram que ela vai tomar esse leite ate os 2 anos e depois aos poucos vamos ver se a alergia sumiu. O pediatra disse que o neocate tem um sabor horrivel. Alguem tem alguma dica de alguma coisa para colocar no leite, caso a Sarah nao goste do sabor?
    Obrigada!
    Bjs

    1. Shirley Hilgert

      Sim, o gosto é bem ruim, mas alguns bebês aceitam fácil. O meu foi um deles. Teria que checar e ver como a sua filha reage. Bjs e boa sorte!

  58. Beth

    Ola,muito legal seu blog,e esse assunto sobre o leite perfeito.Mas tenho uma grande duvida espero que possa me ajudar….Minha filha apresentou alergia a lactose quando bebe,descobrimos após muito sofrimento dela,choro nas mamadas,febres altas e rapidas,muitos gases,mas não diarreia,ela teve acumulo de fezes no intestino,o que medico nenhum me explicou a causa…….Mas enfim,com 1 ano a pediatra a liberou da dieta as poucos,com 1 ano e 9 meses ela começou a aceitar o leite de vaca,tudo normal,até alguns meses atras quando ela começou a ter febres altas e rapidas,se queixar de dores fortes e passageiras na barriga,e dificuldades para ir aos pés,em momento algum penssamos que poderia ser algo relacionado a tal alergia,mas depois de algumas conversas com pediatra e gastro,fiquei surpresa por o fato dela não consiguir fazer cocó ser um sintoma sim da alergia.Ela tomou um otimo laxante por um tempo,após parar tudo voltou,paramos então com o leite de vaca e começamos com o leite de soja o que para nossa surpresa funcionou.Será então que tudo isso foi um quadro dessa tal alergia?Existe algum exame que possa detectar a tal alergia?????Obrigado pela atenção.

    1. Shirley Hilgert

      Olá, eu não sou da área médica e nem conheço bem o caso da sua filha, por isso, realmente, não saberia responder as suas dúvidas. Você tem que conversar mesmo com o pediatra. bjs e boa sorte!

  59. Laise

    Olá Shirley,

    Lendo seu texto eu e emocionei. Essa é uma longa jornada!! tenho uma criança de 2 anos e 2 meses que tem APLV, que foi descoberto aos 2 meses de idade por muita insistência minha!!
    Até hoje sofro muito porque como ela já ta maior as vezes fica impossível de controlar tdo que come!!
    Já passei a jornada do Neocate, hoje ela toma só suco e tadinha mesmo assim vive no médico!!
    Ela teve e ainda tem quase tdos sintomas acima, menos choque anafilático.. Até hj trato de asma, dermatite na pele… Minha moça ta bem fortinha de tanto corticoide que toma nem sei mais o que fazer!!
    Pra mim é muito difícil lidar com isso ainda mais com crianças tao pequeninas!!! Tem apenas uns meses que ela dorme bem a noite e apenas 2 dias que dorme no quarto sozinha!!! A irritabilidade dela era imensa tem pouco tempo que ta mais calma!! Tem alguns sintomas que a gente nunca sonha que vem do leite!!! Mas tenho certeza que ela vai ficar boazinha!! E outra certeza se tiver outro filho como sei que o meu leite demora descer vou aceitar dar pra ele apenas Neocate!!!
    Te agradeço muito por ter falado sobre esse assunto pq é mto difícil e os bebes sofrem muito ate descobrir!! Mas descobrindo a melhora é surpreendente!! Com certeza temos q conviver com isso por muito tempo, mas com informação e tratamento passamos com mais facilidade!!
    Parabéns pelo post.
    Laise

  60. Alessandra Soares

    nossa Shirley,li seu depoimento..e me vi nele.meu bebe foi diagnosticado com 2 meses,mas confesso q não levei muito a sério..achava q a medica tava louca…eu só dava LM.mas mesmo assim retirei o leite da minha dieta e retornei a tomar e comer apos 6 semanas..e foi horrivel!meu bebe teve diarreia por 10dias fidida e preta.Foi qndo decidi tirar ele do peito e ficar só no nan soy ou aptamil soja.ele teve começo de pneumonia…sofremos muito.eu sofri demais por ter q tirar ele do peito..chorei muito.Mas agora ele está super bem,faz 4 meses q ele esta em tratamento,tanto da ALV,qnto do refluxo oculto.Só q tá ficando dificil… ele quer comer as coisas e quase tdo vai leite ..morro de dó. ele está com 11 meses.eu tbm pego oleite do governo 10 latas por mes q nos ajuda muuuuiiitooo!a medica disse q daqui a um ano vai introduzir o leite de vaca,espero q de tdo certo.abraços

  61. Carolina

    Olá sou Carolina, mãe da Laila que foi diagnosticada com APLV aos 6 meses, a coisa tbem começou aos poucos e só foi piorando, mas ela só tinha cólicas e gases. Já vamos completar 6 meses de dieta, ela e eu, porque continuei amamentando (escolhi não dar outro leite) e estou bastante ansiosa para testar algum alimento com leite (faremos isso no início do ano q vem), gostaria de saber se alguém já teve seu bebe curado após 6 meses de tratamento, ou será pouco tempo? como foi a introdução do leite de vaca e derivados?

  62. Cris

    Olá, o diagnóstico de APLV do meu filho aconteceu aos 6 meses, até então estava sendo tratado como refluxo, com essa idade fizemos uma cintilografia que apresentava um atraso no esvaziamento gástrico de 2 horas fazendo com que ele vomitasse até 1 hora após a sua alimentação, fizemos também uma endoscopia que mostrou uma esofagite crônica devido as crises de vômitos constantes. Com esses exames e o possível diagnóstico de APLV fui procurar uma gastropediatra que tentou mudar o leite para o Alfaré ou Pregomin, mas não deu certo, tivemos que começar com o Neocate, porém o tratamento correto para o seu problema começou quando ele tinha 8 meses, até aí sofri muito, ele então nem se fale. Comecei uma dieta rigorosa, leite especial, e muita leitura. Hoje ele está com 3 anos e continua com sua dieta restrita e recebendo Neocate, não tolera nada diferente da dieta proposta pela gastro. Aprendi muito com esse menino, mais do que poderia imaginar, sei que ele tem suas restrições, mas tenho esperança que um dia ele possa melhorar!!!!!

    1. Shirley Hilgert

      Cris, ele vai melhorar sim. Fé em Deus! Beijos e tudo de bom para vocês. Shi

  63. Karla

    Olá Shirley e Lys!
    Shirley, nem tenho como agradecer a ajuda de seu site para minha filha. Desde as compras iniciais até agora que ela está com 2 meses e meio. Obrigada por sua dedicação por todas nós!!!
    Minha filha também foi identificada com APLV e está tomando Neocate.
    Nos primeiros dias ela gostou do leite mas depois não queria saber de mamar. Fiquei desesperada pois apesar de ter feito a dieta e ter leite, ela e meio cansadinha para mamar no peito em todas as mamadas e a única opção seria o Neocate. Conversei com minha pediatra que me indicou colocar em 120ml de Neocate 3 gotinhas de adoçante de sucralose (de acordo com ela não tem problema pois não e absorvido pelo organismo) e também 2 gotinhas de baunilha (aquele pontinho que colocamos em bolo) que e natural. Além disso sempre deixo a mamadeira morninha. Depois dessas modificações ela vem mamando. Não tão bem quanto eu gostaria pois ela nunca foi tão motivada para mamar, mas está ganhando peso, o que e mais importante. Até aluguei uma balança para ficar menos tensa quando ela não mama bem.
    Beijos

    1. Shirley Hilgert

      Oie! A antiga pediatra do Léo tinha indicado também essas gotinhas de essência de baunilha caso ele não aceitasse (não foi o caso, ele aceitou). Mas no início é assim mesmo, eles demoram para se acostumar com o gosto (que é ruim). Depois a coisa engrena. :-) Beijos e boa sorte!

  64. Carla

    Olá, sempre pesquiso sobre apvl e me identifiquei muito com o relato de todas vocês, sou do interior da paraíba e sou mãe do Pequeno Ítalo de 1 ano e sete meses que tem apvl forte, vou relatar um pouco de minha luta.

    Tudo começou ainda na gravidez, quando fui bater minha ultima ultrassom a PBF que mede o grau de maturidade do bebe e o médico me disse que o intestino dele não estava maduro, dois dias depois comecei a sentir dores e fiz cesariana, também como vocês meu leite não desceu logo, e já no hospital deram LA a ele, a pele dele ficou muito vermelha, a pediatra achou que era alergia a roupinha, mas pediu alguns exames que deu que ela tava com muito ferro concentrado no sangue por isso ele teve que passar mais 2 dias no hospital tomando soro para desconcentrar o ferro no sangue, quando chegou em casa começaram as diarreias incontroláveis, não melhorava por nada, até começar a sair muito sangue nas fezes e o médico diagnosticar como apvl, ele passou o leite pregromim e me orientou em como consegui-lo pelo sus, até os seis meses de idade tudo ia bem, as vezes ele tinha crises mas 3 ou 4 dias depois tava bem, mas depois dos seis meses percebi que ele não ganhava peso, depois disso ele passou a perder peso, levei na gastro que passou pra ele uma dieta com sólidos e desde os seis meses ate hj com 1 ano e sete meses continuo na luta pelo ganho de peso, nao sei mais o que faze hj ele esta pesando Kg 8,400.

    1. Shirley Hilgert

      Carla, o jeito é confiar que um dia irá melhorar. Se você está tendo o acompanhamento de um bom profissional, com certeza, ele está de olho no ganho de peso do seu filho e tomará providências se for necessário. Nem toda criança precisa ser gordinha. Conheço várias que são magrinhas e super saudáveis. Beijos e boa sorte! Shi

  65. Karla

    Olá Shirley! O Léo permanece com APLV? Se sim, você já tentou inserir alimentos ou leite? Como foi a reação dele? Bjs

  66. Michelli

    Olá. Meu bb está com 1 ano e dois meses, e está com suspeita de APLV pois teve 21 dias de diárreia. Há 3 dias comecei a dar o Pregomin e apareceram sangue nas fezes, antes eu nao percebia nada. A diarréia já parou. Alguém teve algo semelhante?

  67. caroline

    …………TENHO PREGOMIN ALGUÉM TROCA?…..

    O meu filho também apresentou sangue nas fezes no terceiro mês agora ele fez 10 meses e está passando esse mês em teste para ver se esta livre da alegria por em quanto nao teve reação, com isso estou precisando do APTAMIL SEM LACTOSE e TOPO TROCAR UM APTAMIL SEM LACTOSE POR PREGOMIN que eu já tenho, alguém se interessa? Bj a tds td vai dar certo no começo ficamos chateadas afinal queremos somente o bem dos nossos anjos mas isso é tão comum e passageiro que nós ajudando somoa mais forte até carol87martins@hotmail.com

  68. Ariana

    Boa noite
    Minha princesa foi suspeitada de APLV com 3 dias de vida, ela nasceu e teve icterícia nível 4 e passei ela em um hospital aqui em São José dos Campos abençoada por Deus e ela coida da minha princesa ate hj ela com 1 ano e 3 meses e so para ajudar minha pequena e um bebe atopco pois tem APLV e outras varias alergias e ja tentamos usa o nan soy e ela não aceitou entrou em crise so por Deus viu.

  69. carolin

    olá , boa tarde a tds mamães , minha princesinha tb oi diagnosticada com alergia a lactose, ela tem 4 meses,ficou 2 meses com sintomas, (diarreia , sangue (filhetinhos)nas fezes) pensava q era por conta da vacina rota vírus, por coincidência os sintomas começaram a aparecer 2 dias depois q ela tomou a vacina, a levei na gastro-pedi, a msm me passou um monte de exames, até cintilografia, para descartar outras doenças,bom graças a Deus , n apareceu nada de anormal, além da colite q já sabíamos q ela tinha , agora estou de dieta (restrita) , pois ela só mama, e tenho fé q vai passar, a gastro disse q a melhora aparece em torno de 8 semanas, mas eu já estou vendo melhoras , com 1 semana de restrição, a diarreia dela passou, n solta punzinho como antes,e seu cocozinho esta mudando de cor! estou mt confiante !! vai passar !!! boa sorte p tds mãezinhas!!

    1. Shirley Hilgert

      Que bom, Carolin!!! Felicidade para vocês!

  70. Re

    Shi sei que deve estar muito ocupada, mas por favor se puder me responder ficaria imensamente grata…quando o Léo teve esofagite demorou muito para melhorar vc sabe quanto tempo? Ele continuou mamando pouquinho, chegou a perder peso? Ele continua tomando os remédios para refluxo?Vou te contar o pq destas perguntas e te peço desculpa por tomar seu tempo… Meu filho está com 4 meses ele tomava Label desde 15 dias de vida, ele regurgitava pouquinho, mas nada em grande quantidade e chorava depois que mamava. Quando estava com 2 e meio o médico achou desnecessário a continuidade e tirou ( vc já conhece essa história né )Cerca de 10 dias depois começou a chorar muito para mamar, mamando pouco ou recusando. Procuramos uma gastropediatra que inicialmente receitou o Label novamente e também o leite pregomin para fazer um teste terapêutico e disse ser esofagite e tb que que pode ser que o refluxo ( confirmado por rx o refluxo) seja sintoma de alergia ao leite, 20 dias depois não houve nenhuma melhora então ela trocou o leite para neocate e remédio para o omeprazol pq ela acha que a esofagite está muito persistente agora faz 8 dias e ainda nenhuma de melhora ta um sufoco dar mamar para ele e muito triste também estou tendo que fazer ele dormir para conseguir que ele mame 60ml. Estou seguindo todas as orientações fico com ele 30 min de pé rampa de travesseiro e colchão também remédio dado certinho leite. Também dou o peito tirei tudo tudo mesmo de leite , derivados, traços, soja da minha alimentação. Ela disse que caso não melhore vai ter que tirar ele do peito para ter certeza que não há nada que está causando ( só não tirei ainda pq estou aguardando orientações )Tem tb outros alimentos que poderiam causar mas para eu tirar esses inicialmente. Ele nasceu prematuro com apenas 2 kilos mas desse jeito está difícil fazer ele ganhar bastante peso. Não sei mais o q faço, um mês e meio assim…A esofagite demora muito para sarar e melhorar os sintomas, quantos dias seria o padrão para melhora mais ou menos esperado em geral, nos casos de alergia ela é mais persistente mesmo?E o leite qual o tempo esperado depois da retirada do leite e derivados para melhora dos sintomas?Ele não tem aqueles sintomas como diarreia e dermatite apenas o refluxo , queria apenas uma perspectiva, uma luz, dicas, sei lá…Ela autorizou dar mingau mas daquele sem nada de proteína de leite de vaca e papinha hipoalergenica para ajudar na alimentação dele. Vc acha que in sólidos ajuda em alguma coisa? Tento dar água para ele, ele não gosta toma um pouquinho com dor e depois vomita, parece que dói mais.
    O q vc fazia para o Léo mamar? Shi obrigada por sua atenção, acredito que seu filho esteja curado se deus quiser e caso não esteja está muito próximo com certeza…sempre leio seus relatos e torço muito por vc, e só insisti pq conhecia seu blog pois o Médico no começo me disse que ele não tinha nada…
    Beijos e mais uma vez obrigada .

    1. Shirley Hilgert

      Sim, a esofagite dele demorou para melhorar. Acho que começou a melhorar (ele parou de chorar para mamar) uns 4 meses depois (ou mais). Isso pq, mesmo tomando os remédios, o refluxo continuava e ele nao estava 100% ainda.
      Hoje ele nao toma mais remédios. Já deve fazer um ano que parou (tem um ano e oito meses agora).
      Tirando o leite e derivados o tempo de melhora deveria ser de até oito semanas. No caso do Léo, ele melhorou com três, mas dizer que ficou bom e que a gente pode tirar os remédios foi bem mais tempo (4 meses o mais, como falei acima).
      Sobre fazer o Léo mamar: eu dava em parcelas. Dava um pouco, ele gritava, parava, andava com ele. Sentava ele numa cadeirinha (aquelas vibratórias da Fisher Price, sem vibrar) dava de novo (tinha que mudar de lugar, colo ele nao queria) e assim ia. Eu levava uma hora para fazer ele mamar 120ml de leite, mais o menos (ele sempre mamava 70/80 e começava a gritar). Aí eu enrolava, enrolava enrolava para ele tomar mais uns 40 ou 50ml.
      Bjs e boa sorte!

      1. Re

        Oi Shi obrigada de coração mesmo por ter respondido. Fui na médica ela achou melhor tirar o LM mesmo e deixar ele só com o neocate. Tenho uma leve desconfiança do ovo, pois leite e derivados eu já tinha tirado tudo. Ela me encaminhou para outra cidade para fazer uma avaliação pq aqui não tem como ele fazer outros exames como endoscopia ( acho q por ser bebe sei lá) por exemplo. Ela disse q faz pouco tempo mas que não custa investigar outras linhas enquanto isso, que nem no seu caso.
        Vamos aguardar se deus quiser vai dar tudo certo…também estou dando em etapas, as vezes dou a mamadeira em pé com ele na minha perna…
        A endoscopia foi tranqüila quando o Léo fez? Fico preocupada.
        A médica introduziu os sólidos com quanto tempo? E as frutinhas ele já ta comendo? Obrigada mais uma vez.
        Beijos

  71. camiladiniz

    Olá Shirley!A sua história parece muito com a minha,o meu filho com 15 dias comecou com dificuldades para mamar,muitos gases,olho lacramejava, diarreia e regugitava,passei em 7 pediatras e nada falavam q era cólica forte e refluxo,tentei todos os leites e nada,o Matheus chorava 24 horas um desespero,ate aparecer um anjo na minha vida doutora Ana,deu o diagnóstico APLV receitou neocate na primeira mamadeira com o neocate uma maravilha,dormiu bem,mamou bem foi uma bênção.Começou a luta para conseguir o neocate pela secretaria de saúde de belo horizonte,passou pela pediatra,nutricionista e alergista do SUS ótimo atendimento,conseguimos o neocate 11 latas por mês.Com 4 meses o Matheus fez o teste de Provocação oral da proteína do leite,graças a Deus o Matheus esta curado,criou a tolerância da proteína do leite de vaca.Hoje esta com 7 meses toma aptamil,come tudo q tem leite sem problema,é um meninão lindo e saudável.
    Tenham fé que tudo vai dar certo!!!!!!

  72. Larissa

    Olá, Shirlei! Meu nome é Larissa e vou tentar resumir a história de meu bebê:
    Odin tem três meses e 10 dias. Nasceu com baixo peso e ficou na UTI por 15 dias pra tratar de fortes hipoglicemia e infecção. Por ter usado ainda pra se alimentar, só foi mamar no meu peito aos 10 dias de vida. Essa questão da amamentação sempre foi muito complexa: ele mamava pouco tempo, chorava e se chorava pra trás e não ganhava muito peso.,
    Após três pediatras que insistiram muito só com LM, fomos atendidos pelo melhor pediatra aqui se Brasília ( que inclusive cuidou dele na UTI). A primeir consulta com dr. Donald foi aos 2 meses e ele se assustou com o pouco ganho de peso de Odin:, não pesava nem 4 kg ainda… Insistiu ainda só com LM, mas não adiantava, a situação seguia a mesma…
    Resolveu entrar com complemento, tentando um leite sem lactose. Ganhou peso nos primeiros 5 dias! Ufa! Pensamos que o problema estivesse resolvido.
    Dai tornarmos a pesa-lo uma semana depois e pea nossa surpresa, Odin tornou a ganhar pouquíssimo peso e continuava chorando ao mamar. Foi qd tivemos a suspeita do refluxo. Entramos com Losec e aptamil Ar: Odin na primeira semana mudou muuuuuito! Dormia melhor, chorava menos e havia engordado horrores!! Pensamos mais uma vez que teríamos um filho mais calmo evoque seu peso iria decolar!
    Mas pra nossa frustração cinco dias depois, Odin começou a chorar mais que o comum, vomitar, mamar muito pouco, tosse seca, nariz escorrendo, prisão de ventre, olhos remelentos e lacrimejando… Fomos pesa-lo e não deu outra: não engordou nada!
    Eu já não tinha mais lágrimas, um mês oscilando entre alegrias e esperanças X medo e inseguranças e frustrações.
    Foi qd dr. Donald lançou a hipótese da alergia à proteína do leite de vaca – APLV. Suspendemos imediatamente o aptamil e começamos com neocate. Comecei uma dieta mega rígida: sem leite e derivados, sem ovo, sem carne vermelha e sem nada de soja. Ele demorou muito pra pegar o neocate pois o gosto é horrível . Ele já mamava 120 ml passou a mamar de 80 a 100 ml. Começou a dormir melhor, vomitar menos, mas ainda chora de dor, devido ao refluxo e ainda está muito instável com relação ao peso: uma semana engorda e na outra não…
    Agora está tomando Label e montilium.
    Confesso que a maternidade está muuuuito difícil! N faço planos mais, pois é horrível sair de casa com ele: do nada começa a chorar e em algumas mamadas ele chora muito… Muito triste…
    Não sei mais o que fazer, dr. Donald disse que se a situação permanecer assim, começará uma bateria de exames pra investigar mais profundamente…
    Estou muito triste e preocupada: ele tem 3 meses e 10 dias e só pesa 4.880 kg :(
    Espero que meu filhote melhore… :(
    Obrigada!

    1. Shirley Hilgert

      Larissa, tudo bem? Desculpe a demora no retorno, mas é que seu comentários havia se perdido. Achei de novo hoje. Como está se filho? Começou a ganhar peso? Dê notícias. Gostaria de saber de vocês. Beijos!

  73. celma lopes

    boa note Sherley achei legal você colocar a sua experiência sobre APLV para todos nos ver eu já estava suspeitando que meu filho poderia ter tolerância a lactose após ler sua experiência tenho agora 98 por cento de certeza pois ele tem muitos dos sintomas que você descreve a cima amanhã mesmo procurarei o pediatra dele para relatar fico triste pois não queria parar de alimenta lo meu pequeno esta com 2 meses e 13 dias

  74. Muito bom o post bem bacana !!

  75. Dayanny

    Estava buscando informações sobre APLV e achei seu relato.Estou em completo desespero. Logo que nasceu deram NAN a minha Laura sem meu consentimento. Logo eu daria porque meu leite demorou cerca de 4 dias para vir. E com isso continuei complementando com ele, mas em pouquíssima quantidade. Como ela tinha muuuita cólica, tirei o leite e seus derivados de minha dieta e assim, até quase 3 meses foi tranquilo, mas minha filha vinha perdendo o apetite e eu sem saber o que fazer, fui a vários pediatras e a única coisa que pediam era exame de urina. Constatou-se uma sutil infecção urinária eque logo foi tratada mas o apetite nada. Dai minha vida virou de pernas pro ar. Cada mamada era um desespero, uma loucura. Berros e mais berros de se ouvir a distância. Já não sabia mais o que fazer e com isso cada vez mamava menos. Pronto, meu leite praticamente secou e ficamos no NAN confor. Maia e mais pediatras, sempre insisti no muco nas fezes e diziam ser normal, que raiva só de lembrar. Enfim um pediatra que não atende pelo Convênio (R$ 400) a consulta pediu um exame de sangue no qual constatou anemia. M e explicou que ela tira o apetite, mas e as fezes extremamente fedidas, irritação constante. Suspeitou de intolerância a lactose. Mudei para o NAN sem lactose e foi um fim de semana tranquilo. Chegado os resultados descartou a intolerancia, voltamos pro Nan Pró e meu desespero junto. Mais dias e dias assm, pobrezinha da minha filha… A solução, alimentar dormindo. Ela aceitava bem, desde que não acordasse. Maaas, os dias foram passando e ela crescendo, dormindo menos e ai volta tudo e eu “mas doutor e a APLV?” Vamos investigar! Ontem, 06/03/14 mais uma vez fui dar mamadeira e ela berrava a cada engolida, ficando em apenas 20ml, ou seja, o que geralmenet mama acordada. Liguei para o pediatra e esse agora sim suspeitou de refluxo e APLV. Mandou comprar o leite especial e dar Label. Bem, o leite ela não aceitou de forma alguma, está desde ontem com 3 mamadeiras de NAN, sim, dei dormindo pq não aguentava mais ouvir o estomago dela roncando. Comprei leite de cabra e liguei pra ele que liberou. Estou insegura, mas sei que acabarei cedendo. O Label ainda não dei, pela mesma insegurança, mas darei. Nossa, estou com uma ferida enorme no coração, minha filha tem hj 4 meses e 18 dias e desde sempre indaguei sobre a APLV sem sucesso, deixaram chegar ao extremo do sofrimento dela para se tomar uma decisão. Estou desolada, frustrada e sem direção.

    1. Shirley Hilgert

      Comigo também foi assim. Não chegamos a quatro meses, mas a quase três. Se você conseguir fazer sua filha tomar o leite ideal para casos de APLV, isso é o ideal. Sei do que você fala, o sofrimento é sem tamanho. Boa sorte para vocês! Vou torcer e rezar. Beijos.

  76. Ana Julia

    Shirley
    Estou passando pelo mesmo.
    No meu caso minha bb tem 3 meses e começamos a dar aptamil pois nao estava ganhando peso.
    Ai começou meus problemas, 2 semanas com esta bb gritando horrores dia e noite com colicas.
    Ela nao tem diarreia e nem refluxo, mas tive de cortar toda minha alimentação de leite.

    Nao está sendo facil, e começei a dar Pregomin, mas minha bebe não aceita de jeito nenhum. E estou desesperada pois começo a trabalhar daqui 30 dias. Nem tentei ainda pegar pelo SUS, pois enquanto ela nao começar a pegar mesmo o leite não compensa o esforço das filas.

    Ja percebi q ela tambem tem alergia ao leite de soja, pois tomei e ela gritou de colicas.

    Estou pensando em comprar por conta propria o aptamil pepti e se ela não se der bem, usar o Neocate. Ai sim ir para o Sus pegar o leite.

    Meu desespero é ela não pegar nenhum LA nestes dias.
    Poderia me passar o contato do seu gastro?

    1. Shirley Hilgert

      Ana, como vai? Vou te mandar o contato do gastro do Leo via email. ok? bjs

  77. paula

    ola, sou mãe de uma menina de 5 anos que tem APLV , o ultimo susto foi ano passado ,ela foi passear em buzios e já não estava muito bem .
    tinha bolinhas no corpo, tosse, e um pouco resfriada,acho que a mudança de temperatura fez ela piorar.
    ( moro no rio de janeiro) ela passou mal a noite toda com falta de ar , tive que ficar fazendo nebulizações,de manha pegamos a estrada procurando um hospital( que ate hoje não sei onde fica) passamos por 36 pardas em alta velocidade, foi o pior momento da minha filha você ver sua filha praticamente morta e não poder fazer nada, porque voce tem que chegar a cabo frio .
    em são pedro da aldeia tivemos que pedir ajuda a policia para abrir caminho no transito.
    chegamos ao hospital eu não tive forças para sair do carro, fiquei com meu filho de 12 anos.
    tinha que tentar me acalmar, foi o meu marido que entrou com ela .
    ela teve 2 paradas respiratorias,
    quando melhorou teve que ser transferida numa ambulancia da amil.
    foi a hora que consegui ver minha filha, ela ja estava bem melhor,ela teve uma crise de asma gravissima,e uma efizema pulmonar.
    tive que andar de ambulancia com ela mais com uma equipe maravilhosa que veio brincando, com ela.
    ela foi tranferida para o cti da sancir ( em vila isabel)
    La tambem a equipe do cti era muito boa , ficamos 4 dias ( de muito sofrimento, já que hospital principalmente para criança é muito ruim)
    detesto, tenho horror e minha filha que já teve 3 internaçoes esta traumatizada.
    ficamos ao todo 7 dias no hospital,depois que voltamos para casa ela não pode voltar a estudar porque o colegio nao queria menistrar a bombinha
    esse ano tive que trocar de escola,e estou a procura de um alergista para saber como posso tratar a doença da minha gigi, ja que sempre tratei como intolerancia a lactose, agora descobri uma aplv, mais uma asma que nao existia.
    minha vida virou de cabeça para baixo ja fui em 3 alergistas que acho que sao loucos,me perguntaram como eu sabia que ela nao podia tomar leite(eu com exames) o IGE dela e super alto.
    muito obrigado por ter um espaço que podemos escrever e desabafar um pouco.
    boa noite!!!

  78. karina

    ola td bem? estou com minha filha de dois meses e 15 dias com muitas cólicas muitos gases e muito choro ao mamar,noto que ela faz um barulho estranho coma boca ou com anriz como se do nada lhe falatsse o ar…vo no seu post qu vc também notou um barulho estranho… sophia nasceu com glicose baixa e por isso na maternidade mesmo derma já suplemento a ela…viemos embora e quando meu leite desceu de acordo a aprtior desse dia sophia não tem mas sossego,me lembro que levei ela no pediatra ele disse q era impossível ser cólicas pq cólicas so aparecem no 20 dia de nascida, mas então pq ela ficou se 4spremendo a noite td e isso ate hoje… estou perdida nem sei mas oq faço… por ela afzer esse barulho e sofrer muito e q axo q ela tem aplv vc poderia me ajudar com alguam dica não vi esse sintoma do barulhinho emnehum post sera q ele e valido como sintoma?? obrigada por ajudar bjos

    1. Shirley Hilgert

      Karina, infelizmente, não consigo ajudar. Não conheço o caso e também não sou uma profissional da área médica. Você tem que conversar com o pediatra. É o mais indicado. bjs

  79. marisa alves

    ola Shirlei. meu caso é muuito parecido com o seu, principalmente a parte do apoio que não tivemos das pessoas nem o do marido… confesso que em vários momentos me sinto esgotada e sozinha, mas minha linda baby é quem me da forças. hoje ela tem sete meses, diagnóstico de aplv, depois de muita persistencia minha lutando contra todos que achavam que eu estava neurótica, ela toma neocate, e papinhas, ma vira e mexe tem uma crise de cólica, muitos gazes, parece que qualquer alimento novo tem dificil aceitação, tenho muito cuidado e não tem contato nenhum com proteina de leite, agora estamos pesquisando refluxo oculto, ela ja fez uso das medicações mas parece que pioram as cólicas na epóca, mas vamos la novamente… enfim, foi muito bom ler os relatos e perceber que não sou neurótica ou exagerada a não ser exagerada de amor pela minha filha, assim como essas mães que encontrei aqui. vamos continuar persistindo em encontrar respostas para garantirmos melhor qualidade de vida para nossos filhotes,pois eles merecem e por eles tudo isso vale a pena, bjo a todas…

  80. Sara

    Olá, você lembra se o coco do seu filho antes do neocate era aguinha verde como que um suco de couve liquidificada? Ou era elástico e verde? Tenho uma filha com 5 1/2 meses. Obrigada.

    1. Shirley Hilgert

      Não lembro mais perfeitamente, mas acho que era esverdeado sim. E tinha muito muco. Isso lembro com clareza. bjs

  81. Cristiane dos Santos

    Olá…tenho um bebe de 3 meses,ele tomou aptamil,nestogene,mas tive q encorporar minguau com leite de vaca,nunca teve diarreia,mta colica,as vezes ate constipação,mas parei pois ele começou a arrotar demais,colocando sempre um pouco da mamadeira para fora,as vezes ate 3 vezes apos a mamadeira,nao é vômito,sujando suas roupas….dai estou dando a ele ninho fases,ele consegue fazer coco,da uma certa cólica,as fezes tem cheiro parece de azedo,mas nao causa assaduras…mas,tenho notado q aumentou com este leite os arrotos,antes com o leite de vaca não era tanto..ele tbm está mto irritado,quase nao dorme durante o dia,maos na boca direto,muita baba…ele tem coceiras nos olhos,ouvidos q ate atrapalham seu sono..não sei se seria rinite,já que eu tenho e meu filho mais velho tbm…..na noite ele come a cada tres horas,arrota e dorme bem….tem crescido bem lindo,bem gordinho(qdo nasceu pesou 4kg)..mas não entendo o porque de tantos arrotos……

  82. Laiz

    Oi Shirley, faz tempo que desconfio que minha filha tenha APLV, mas todos os médicos que a levei custam a acreditar nisso. Me identifico com todos os seus relatos, vejo minha vida neles! Vc poderia me indicar os médicos que chegaram ao diagnóstico do seu filho?
    Obrigada.
    Bjs.

    1. Shirley Hilgert

      Enviado para seu email. bjs!

  83. Sabrina

    Olá!

    Estou desconfiada de que meu filho tem apvl. Hoje ele está com 2 anos e 2 meses, lendo todo o seu depoimento, não me restam muitas dúvidas e enfim, depois de um tempo, descobrir a causa de tudo chega a ser um alivio.
    Desde que nasceu sempre sofreu muito com cólicas, irritabilidade, choro constante, dermatite, vômitos…sofri muito, e meu filho tb..e os médico sempre me disseram que era normal as cólicas, troquei leites e nada…sempre ficou muito doentinho, mas nunca desconfiaram disso, passei por muitos médicos.
    Ele teve esofagite, fez algumas endoscopias, chegaram a desconfiar de HIV ou Câncer, pois a maioria das pessoas que tem esofagite tem imunodeficiência, mas o meu bebe tomou muito corticóide por causa da tosse e bronquite, e acabaram culpando o corticóide como causa da esofagite. Hoje, após 40 dias de diarréia líquida, e após um exame de sangue oculto nas fezes com resultado positivo, o pediatra pediu pra suspender o leite e derivados, e iniciar a introdução do similac sensitive, pra ver como ele reage. Espero ter encontrado a causa de tudo, e começar uma nova vida. Espero que seja passageiro, pois será muito dificil, afinal meu filho adora leite, iogurte, queijo, é fascinado! Mas faremos o que for preciso pra que fique bem. Obrigada pelo blog!

  84. Debora

    Me identifiquei muito com seu depoimento sobre aplv. Quanto tempo seu bebe apresentou melhora significativa? Ele fez endoscopia? Vi que ele tomou remedio para espfagite. O gastro que levei meu bebe trocou apenas o leite nao passou medicacao, pelo menos por enquanto. Meu bebe quase nao dorme o pouco que dorme é no colo. Estou enlouquecendo mesmo porque tenho 2 mas gracas a deus o outro esta bem

    Obrigada

    1. Shirley Hilgert

      Debora, senti que o meu filho melhorou mesmo por volta de 9 meses. Ele fez endoscopia com quatro meses. bjs

  85. CHRISTIANE

    GOSTARIA DE INDICAR A TODOS OS PAIS COM FILHOS PORTADORES DE APVL QUE ALIMENTEM SEUS FILHOS COM O LEITE DE QUINOA.
    DESDE OS 4 MESES MEU FILHO SE ALIMENTA EXCLUSIVAMENTE DELE. JÁ FAZEM 3 MESES, E ELE NUNCA MAIS TEVE NENHUM DOS SINTOMAS. NUNCA MAIS CÓLICAS, FEZES COM SANGUE, URTICARIAS, PERDA DE PESO, NEM SE QUER CHORO!!!
    AGRADEÇO A DEUS TODOS OS DIAS POR TER COLOCADO A QUINOA EM NOSSAS VIDAS!!!!!!!!!
    OBRIGADA SENHOR!!!

  86. Audrey

    Oi Shirley, nossa, fiquei um pouco aliviada e surpresa ao ler teu post e tantos comentarios de maes com esta situaçao de aplv e refluxo oculto com seus babies. Meu bebe esta sendo diagnosticado com estes dois, vou mudar o leite agora p aptamil pepti e gostaria de saber como identificar a diarreia? Vejo muco, mas nao sei dizer se tem diarreia… Obrigada

    1. Shirley Hilgert

      Sugiro falar com o pediatra para pegar essa orientação dele. abs.

  87. Karen

    Oi Shirley
    O Léo ainda tem APLV? Estava com dúvidas e após ler seu post tenho certeza que minha bebê tem APLV. Ela está com quase 5 meses e o pediatra insistia em dizer que era cólica e que isso é normal. Mas fizemos o exame de sangue oculto e deu positivo. Vou procurar um gastropediatra agora mesmo. Você sabe quanto tempo essa alergia pode durar ?

    1. Shirley Hilgert

      Karen, o Leo está curado. UFA! E sobre o tempo que a alergia pode durar, varia muito de criança para criança. A grande maioria deixa de ter o problema até um ano (mais ou menos 80% das criancás), do restante, outro bom percentual deixa de ter até 2 anos (caso do Leo). Algumas poucas o problema perdura até 5 anos e outras para a vida toda. Ou seja, grandes chances de passar até um ano. E o quanto antes diagnosticar e tratar, excluindo o leite da dieta da criança, mais fácil e rápida a recuperação.

    2. Karen

      Oi Shirley, obrigada por me responder.
      Conversei melhor com o médico e ele sugeriu iniciarmos o uso do leite pregomin pepti.
      Espero que tudo isso passe o mais rápido possivel.
      Bjo.

  88. Juliana Inácio Fresneda da Silva

    Boa tarde Shirley, o meu filho foi na situação mais difícil, pois o meu bebe esta em crise respiratória já alguns meses, mas mediante ao seu blog fico mais confiante na melhora e cura dessa alergia…

    Obrigada pela grande ajuda!!

  89. Elenize

    Olá Shirley, como não achei seu blog antes meu Deus… A cada dia q leio seus post fico mais feliz em saber que meu pequeno Gabriel vai ficar bom… tudo que vc passou estou passando mas já estamos em tratamento e tenho certeza que vc está me ajudando muito… Estou cada dia mais confiante e feliz… Abraços pra vc e seu pequeno Léo

  90. Ana

    Oi Shirley!
    Tu pode me contar como foi a retirada do Losec mups do teu filhote? Tô tentando tirar da minha filha e hj ela se sufocou com o refluxo, coisa q ela já não fazia.
    Procurei na internet e vi q esse remédio causa dependência.
    Se tu puder me contar como foi tua experiência ficarei grata.
    Ana

    1. Shirley Hilgert

      Ana, quando retirei, o Leo estava bom e não teve mais refluxo. Mas dei por meses, acho que uns seis meses. bjs

  91. vivi weissglas

    bom dia, adorei seu blog
    moro na suecia e acredito que meu filho tem este refluxo oculto , eu mesma identifiquei atraves de pesquizas pois medicos aqui tratam isso muito normal.
    adorei ler tudo que vc falou sobre o assunto.obrigado

  92. Jacqueline

    Bom dia!!!
    Antes de mais nada quero lhe parabenizar pelo blog. Muito útil, claro e verdadeiro.
    Tem algum tempo que pesquiso sobre aplv, visto que tenho um filhote de 1a e 7m e, em alguns momentos, me questiono se ele tem ou não a alergia. Com dois meses de vida Arthur foi diagnosticado com refluxo oculto, tb tomou losec mups por uns 6 meses. Mamou LM até 10 meses e depois tomou Similac até completar 1 ano. A partir daí inserimos o Milnutri, que ele se adaptou super bem, porém, volta e meia tem episódios de fezes moles e amareladas, porém, sem rastros de sangue. É estranho porque nem sempre acontece, as vezes fica uma semana inteirinha fazendo fezes normais, e outra, mole. Não chora para tomar mamadeira, não reclama de cólica e é super ativo. Está crescendo e ganahndo peso… Fez vários exames (rast para glúten, ovo e leite de vaca – todos negativos; teste do hidrogênio expirado – tb negativo, aguardo resultado da análise molecular para intolerância à lactose). A pediatra dele tb é gastropediatra, vamos dar parisin para ver se essas fezes podem ser ocasionadas por vermes (acho que não, pois ele já tomou Anitta com um ano e Flagyl com 1a e 4m) e vamos tentar mudar o leite (Nam 3, Enfagrow, Ninho +1…) para ver se é devido ao Milnutri, visto que com o Similac ele não tinha fezes assim. Se nada resolver, ela pretende fazer uma dieta a base de soja por, pelo menos, 30 dias para retirar a pulga atrás da orelha. Será que pode ser pela retirada do Losec? Será que se fosse aplv os sintomas não seriam mais frequentes (tem vezes que fica uma semana inteira fazendo fezes normais)? Não sei mais o que pensar…. ME AJUDE, POR FAVOR!!!! Obrigada!!! Bjs

    1. Shirley Hilgert

      Jacqueline, bem complicado a gente responder por aqui. Só quem pode falar algo a respeito é o pediatra, que conhece o caso do seu filho. bjs e boa sorte!

  93. luciana

    Olá, alguém pode me ajudar…
    meu filho tem 2 anos e 10 meses e a 5 mesea descobri q ele tem APLV( atraves de um exame de sangue, nivel baixo) porém o medico nao pediu q mudasse nada na alimentação dele, so q tem um mes q ele ta com uma diarreia q vai e volta em intervalos de 3 dias, ele sempre teve muita tosse e nariz escorrendo( medico falava q n era nada, hj vejo que pode ser por conta da alergia) tem alergia no bumbum constante…
    nao sei se devo mudar alimentação( ele adora leite), é normal surgir essa alegia ja grandinho?? Tem cura????
    Me da uma luz, por favor!!!
    Bjuss

  94. Rachel

    Shirlei quem foi seu pediatra que diagnosticou o Leo? Minha filha tem mtos dos sintomas q vc descreve mas ganha peso bem por isso ninguem acredita que possa ser APLV. Desde q nasceu tinha o sono muito agitado, ficava se debatendo no berço. Achavamos q era refluxo. Depois vimos que ela soltava puns e atribuimos a colica e gases. Ela nunca mamou tranquila no peito, cheguei a pensar quer era um hidratante que eu passava que podia estar escorrendo no peito. Mamava 5 min e parava se debatendo e regurgitava de tanto agito (ou por algum outro motivo). Agora com 3 meses as coisas parecem ter piorado. Eu cortei por um tempo leite mas nao prestei atençao em
    Coisas com traços de leite etc. Nao vimos melhora ela ja estava tomando pregomin ha 1 mes! Tem muco nas fezes, todas! Estou convencida de que é aplv e queria dar neocate mas meu marido acha exagero. Estou indo hj numa especislista em sp! Torça por mim! Nao aguento mais ve-la assim!

  95. Aline Prado

    Olá!
    Estou tentando diagnosticar um quadro alérgico em meu bebe. E gostaria de saber porque você diz que os sintomas respiratórios são os mais graves.
    Obrigada,
    Aline

    1. Shirley Hilgert

      Porque em alguns casos pode levar à morte por asfixia. É raro, mas pode acontecer.

  96. Carol

    Shirley, tudo bem? Minha bebê tem refluxo gastroesofágico e, por enquanto, o pediatra está tratando como refluxo primario, mas sem afastar a possibilidade de aplv. Ela tem pouco mais de um mês, e apresenta alguns dos sintomas indicados em seu post. Ela tb é amamentada e toma nan AR, porém é um bebê que engorda acima da média, calmo, dorme super bem e não chora ao mamar. No entanto, o refluxo incomoda, na hora de arrotar, ela se agita, parece q o trato intestinal está irritado.. E o coco dela parece diarreia, mas não tenho certeza, Pq recém nascido faz coco bem líquido, não faz? Enfim, estou na dúvida, não sei o q pensar, se vc pudesse me dar uma luz… Os bebês com aplv costumam sempre chorar muito e ficar irritados? Se isso for premissa para aplv, fico mais tranquila, mas se não for… Preciso encarar essa possibilidade com mais cautela. Obrigada, agradeço se puder ajudar

    1. Shirley Hilgert

      Carol, sim. Todos os bebês com APLV que conheço sempre choravam muito e se mostravam muito irritados. Bjs

  97. dani

    Oi shirley ! Tudo bem?
    Preciso da sua ajuda. Meu bebe de 6meses ele muito agitado, nervoso , ate belisca. penso que é sono pq ele nao dorme direito nem dia nem a noite ,com 2 meses percebi que ele tinha alergia ao leite pq sempre que tomava leite de vaca ele ficava todo vermelho e com diarreia. Agora com 6 meses a tosse dele voltou tosse toda vez que mama eu nao sei o que faço fico tentado saber o que ele tem , ele não chora mas nao acho normal uma crianca dessa idade bilisca, sinto que tem alguma coisa incomdando. Sera que poderia me passa o tel o gastro do léo ? Quero leva -lo no bom mais nao conheco sou de são paulo bjus !

  98. Bárbara

    Olá Mamães!

    Mas que coisa chata e complicada essa APLV né?! Minha filhota foi diagnosticada com dois meses de vida (agora está com 3 meses e meio).
    é bem complicado esse período, pois ela chorava muito, o dia todo, e ficava muito irritada. Comecei a achar que não era apenas cólicas quando o choro começou a ser o dia todo.

    Com a exclusão de leite e derivados da minha dieta e o auxílio do Pregomin Pepti a Clara já esta super bem. Mas essa alergia é bem complicada de se lidar, em conversa com a Pediatra ela explicou que a APLV é qualitativa e não quantitativa, isso significa que se ingerirmos uma colher de leite ou um copo cheio de leite a reação é a mesma…por isso é tão importante o cuidado da dieta.
    Gurias vamos trocando idéias, meu instagram é bahbarrow, adicionem lá!

    beijão para todas

  99. Fabricio

    Shirley, vc pode me passar por email o contato do pediatra?

    1. Macetes de Mãe

      Olá, Fabricio!
      Contato enviado para seu e-mail.
      Bjs

  100. Joyne

    Gostei muito do site.
    Milha filha de 9 meses foi diagnosticada com alergia alimentar, e eu estou na dieta bem rigorosa nada de trigo, arroz,carne vermelha, café ,cacau,leite de vaca e cabra, .
    Tudo pelo bem dos nossos filhos🙏

  101. Carina

    Oi!!

    Meu filhote está com 1a10m e a pediatra o diagnosticou com Intolerância a Lactose somente por exames clínicos.

    Já cortei toda a lactose da alimentação dele porém ele continua apresentando manchinhas vermelhas, nariz com MUITA secreção, canal lacrimal inflamado assim como uma pontinha da boca… Além disso agora ele deu pra tossir muito após a mamadeira da madrugada.

    Estou tão confusa… A impressão que tenho é que, assim como você fez, primeiro temos que pesquisar e esgotar todo o Google, montar nosso diagnóstico e levar para a pediatra apenas para elas confirmarem :(

    Será que pode ser refluxo oculto também?

    Beijos!

    1. Shirley Hilgert

      Carina, só o médico poderá responder. bjs

  102. Vanessa

    Shirley,

    Meu filho terá que fazer endoscopia e estou apavorada… ele tem refluxo bem forte e chora muito para mamar…. como foi com o seu filho?

  103. Sara

    Oi Shirley,
    Antes de tudo, obrigada pelo blog e por compartilhar sua experiência. Estou suspeitando que meu bebê tenha e falarei com o pediatra. Só queria perguntar algo, o Leo precisou fazer algum tratamento para a colite, que você mencionou, ou foi “melhorando sozinho”? Obrigada

  104. Ana Paula Drozniak

    As mães com filhos alérgicos a Proteína do Leite.

    Sou mãe de um menino de 3 anos, meu filho teve alergia a Proteína do Leite, passei momentos difíceis com ele quando ainda era muito bebê.

    No inicio não sabia nem por onde começar, afinal não podia tomar leite artificial e tinha que introduzir uma dieta de restrição a leite e derivados, assim como eu também fiz a dieta para poder amamentá-lo por mais tempo.

    Então criei um blog: http://sermaeeumarte.blogspot.com

    Neste comento sobre minhas experiências de mãe, e também sobre a alergia do leite.

    As mães que quiserem compartilhar experiências, trocar informações, se sintam a vontade a entrarem no meu blog e deixarem comentários.

    No que eu puder ajudar fico à disposição também.

    Abraços

    Ana Paula Drozniak

  105. Marta Caetano

    Minha filha ja esta com dois anos e quatro meses e depois de uma linha caminhada com APLV resolvi retirar total o pregomin derivado hidrolizado tb dado pelo governo por que ela estava comendo tudo inclusive chocolate. Não sei bem por que mas entrei direto no leite ninho então desde esse dia minha filha está tendo diarreia diariamente distensão abdomibal e completa falta de apetite. A medica não ve isso como alergia mas queria saber se alguém tem relato sobre algo parecido pois pensei que minha filha estivesse curada e nada me tira e mente que isso tudo foi reação da APLV.Gostaria de alguma luz ja estou me deseperando pois bem líquidos ela quer ingerir. AGRADEÇO E ABRAÇOS

  106. MARISTELA FERRONATO

    Bom dia!

    Meu filho tem 1 ano e10 meses e tem APLV, ele mama o Aptamil AR e não aceita outro leite, ja tentei Aptamil Soja, Ades, leite de cabra… Estou desesperada, não sei oq fazer.

    1. Shirley Hilgert

      Maristela, converse com o pediatra. Ele poderá ajudá-la. abs.

  107. Simone

    Bom dia, Shirley!
    Minha história é muito parecida com a sua. Minha filha está com 5 meses e, como minha dieta não está surtindo efeito, decidi desmamar e dar neocate exclusivo. Só que tá difícil dela aceitar. Leva quase uma hora pra tomar míseros 90 ml, quando a pediatra passou 150 ml de 3 em 3 horas. Como foi com seu filho? Ele demorou pra aceitar? Estou dando puro a temperatura ambiente.
    Um abraço e parabéns pela linda história de superação!

    1. Shirley Hilgert

      Simone, ele aceitou fácil, mas também demorava para tomar. Isso porque ainda se sentia desconfortável. Só quando ele melhorou do refluxo que ele foi começar a tomar mais rápido e maior quantidade. Bjs

Deixe seu comentário