Desabafo de uma mãe com um filho com APLV

neocateEu já comentei aqui no blog antes que meu pequeno Léo, agora com oito meses, tem APLV – Alergia à Proteína do Leite de Vaca. Fiz dois posts sobre isso. Num eu conto toda a história até confirmarmos o problema, aos três meses de idade, e no outro eu descrevo os detalhes de como conseguir gratuitamente o leite Neocate, que é o mais indicado para ser usado nesses casos (e custa uma fortuna!).

Evitei fazer mais posts falando da alergia do Léo porque eu nunca quis fazer desse problema o foco da minha vida. Se quisesse, juro que dava para escrever um post por dia, contando detalhes, chorando pitangas, reclamando da vida, me lamentando e até dando dicas de sobrevivência para outras mamães que vivem o mesmo problema. Mas esse não era o foco do blog (e já tem diversos blogs por aí que são 100% dedicados ao assunto) e muito menos eu queria reviver aqui, no mundo virtual as dores que eu já enfrentava no mundo real.

Mas eis que tenho visto, devido aos desabafos, dúvidas e comentários feitos no grupo de discussão Macetes de Mãe, que há diversas outras mamães que vivem na mesma situação (ou como eu mesma digo em alguns momentos, vivem o mesmo pesadelo).

Pois é pensando nessas mães que eu faço o post de hoje. Espero que o meu desabafo sirva para outras mães saberem que não estão sozinhas e que isso faça com que, mesmo após um dia de recaída, a gente volte a acreditar que um dia as coisas vão mudar.

Como eu já comentei acima, confirmamos a APLV do Léo aos dois meses de idade. Mas eu já desconfiava do problema desde que ele tinha menos de um mês. Ele sempre teve desconforto para mamar e, com o tempo, começou a berrar quando tinha que se alimentar. Para completar, tinha intestino super preso e muitos, muitos, muitos gases. E depois de um tempo, passou a ficar com a pele seca e a ter diarréia (coisa totalmente incomum para ele, de intestino “travado”).

Até confirmarmos o problema, com exame clínico, o Léo sofreu muito. Tentamos três tipos diferentes de leite e nenhum ele conseguia mamar bem. Foi um período muito difícil, que eu tive que encarar basicamente sozinha, pois não tinha babá para me ajudar, meu marido trabalhava o dia todo (até bem tarde) e minha mãe morava em outro estado. E para completar, por eu ser mãe de primeira viagem, me sentia super insegura e totalmente perdida, sem entender o que meu filho tinha.

Mas eis que veio o diagnóstico e aí eu achei que tudo estaria resolvido. O Léo passou a tomar exclusivamente o Neocate, leite especial para esse tipo de problema, e eu passei a acreditar que, conforme a pediatra havia comentado, dentro de 10 dias ele estaria bom, sem nenhum sintoma (gases, pele seca, refluxo oculto, choro nas mamadas). Bom, isso não aconteceu e foi a primeira vez que o meu mundo caiu. Passaram-se 10 dias e nada do Léo melhorar. Aí fomos num gastro pediatra que disse que os sintomas da alergia poderiam levar oito semanas para realmente irem embora. Nesse momento, entrei em pânico, eu não acreditava que conseguiria viver por mais oito semanas aquele pesadelo. Não podia acreditar que veria meu bebê, de dois meses, sofrendo daquele jeito por mais dois meses.

Mas foi aí que tive uma grata surpresa. O Léo melhorou depois de apenas três semanas. Quando ele estava com três meses era como se eu tivesse outro bebê em casa. O Léo passou a mamar como uma criança normal, passou a sorrir mais, interagir, tirar sonecas de dia e dormir quase a noite toda. Era o milagre do Neocate! Eu estava no céu! Só que a minha alegria durou pouco. Quando estávamos fazendo o tratamento do Léo com o Neocate e com medicação específica para esofagite (causada pelo refluxo) por um mês, a melhora foi tanta, que os dois pediatras dele (ele tinha a pediatra regular e um gastro para tratar o problema) indicaram pararmos o tratamento com medicamentos (cortar o Losec Mups e o Mylanta, que o Léo tomava diariamente).

Cortei sem pestanejar, pois o Léo estava ótimo e não tinha porque dar remédios desnecessários para ele. Mas aí a minha alegria durou bem pouquinho. Dez dias depois, o Léo voltou a demonstrar desconforto para mamar. E ele, que já mamava uma mamadeira de 150mls sem nenhum chilique, passou a dar trabalho para mamar míseros 80mls. Entrei em pânico, surto, desespero, o que mais vocês puderem imaginar. Voltei ao gastro pediatra e achamos por bem realizar alguns exames no meu pequeno, para identificarmos realmente o que ele tinha.

Confirmamos que ele continuava com refluxo oculto (através do exame EED – Esôfago, Estômago, Duodenograma) e aí, partimos para a endoscopia com biópsia, para ter certeza de que esse refluxo não era resultado de um problema orgânico. Endoscopia e biópsia feitas, descobrimos que ele não tinha nenhum problema orgânico ou de má formação (graças a Deus), mas que continuava com esofagite. Voltam os remédios que ele já tomava (Losec e Mylanta) e incluimos ainda o Motilium.

E lá estávamos nós para a primeira recaída depois que o Léo iniciou com o Neocate. E lá estava eu vivendo o pesadelo de novo. Até o Léo melhorar, todas as mamadas eram com choro, provavelmente por conta da esofagite e de um intestino ainda bem machucadinho.

O tempo foi passando e ele melhorando beeeeem aos pouquinhos. Nunca ficou 100%, mamando super bem ou uma mamaderia cheia. Sempre fazê-lo mamar era um desafio. Eu começava dando a mamaderia no colo, aí ele reclamava, eu partia para a cadeirinha, ele mamava um pouco e reclamava, eu ia para o carrinho e assim ia.

Graças a Deus, fora da hora de mamar, ele sempre foi uma criança ótima: sorridente, feliz, brincalhona e carinhosa. E também sempre ganhou bem peso , apesar de todo o desconforto (o refluxo dele era oculto, então ele não regorgitava o que mamava). Mas era só chegar a mamaderia perto dele que o chilique começava.

Bom, aí o meu foco passou a ser o início da alimentação sólida. Se o Léo tinha refluxo e se era isso que causava tanto desconforto para mamar, quando ele começasse com frutas e papinha salgada o problema acabaria, afinal, sólidos causam menos refluxo.

Vivi no céu por um tempo, pois o Léo aceitou super bem banana e maravilhosamente bem pera. Chegava a comer 2 bananas prata e 200g de pera. Eu estava certa que o problema estava chegando ao fim. Só que aí demos mamão e ele fez cocô com sangue. Bom, acabávamos de descobri que, além de leite, o Léo era também alérgico a mamão. Tristeza! Mas continuei de cabeça erguida, pois as demais frutas (banana e pera) estavam indo bem.

Mais umas semanas se passaram e eu introduzi a primeira fase da papinha salgada. O Léo aceitou super bem e não teve nenhuma reação negativa. Foi a glória. Só que, em contra-partida, ele começou a se negar a comer frutas. Nao abria a boca de jeito nenhum para a banana e a pera que ele tanto adorava. Achei aquilo incomum, mas não 100% inaceitável, pois eu já estava estranhando a reação do organismo do Léo a esses dois alimentos. Quando ele comia banana ele parava de fazer cocô (trancava total, eu tendo que até usar supositório de glicerina nele) e quando ele comia pera o intestino dele ficava super solto. Ainda, quando ele comia qualquer uma dessas duas frutas, ele demonstrava desconforto para mamar. Ou seja, as frutas realmente não estavam fazendo bem, tanto que ele estava se negando a comer.

Com a orientação do gastro pediatra cortamos as frutas e fomos para a papinha salgada que, como eu comentei, foi super bem aceita.

Optei por ficar no suquinho de laranja lima (que ele continuava mamando bem), nas papinhas salgadas (almoço e jantar) e no leite. E ele foi ficando ótimo assim que cortei a banana e a pera. Melhorou tanto, tanto, tanto nas últimas semanas que eu estava de novo achando que o problema estava chegando muito, muito, muito próximo do fim.

Mas toda essa expectativa foi por água abaixo depois da última consulta com o gastro pediatra. Ele pediu que eu começasse a segunda fase da introdução de papinhas e incluisse na dieta do Léo diversos novos alimentos. Me orientou a fazer isso com muita cautela mas eu, super inocente, achei que ele já estivesse bom e que tudo bem eu introduzir mais de um novo ingrediente por vez. Moral da história, fiz uma papinha contendo inhame, brócoli e couve e o meu pequeno quase virou do avesso. Mais uma vez, estávamos eu e Léo quase voltando à estaca zero. De um dia para o outro, meu bebê que estava mamando 210mls por mamada e comendo 220g de papinha salgada por refeição, sem reclamar, voltou a mamar 150 com muito custo e passou a se negar a comer papinha. Simplesmente, também não abria mais a boca para comer a papinha salgada, como foi com a fruta.

Essa última recaída foi há dois dias. Eu fiquei arrasada! Sem chão! Desesperada! Não era possível que eu estava vivendo tudo de novo depois do Léo ter ficado tão bem. Fiquei com raiva (nem sei do quê) e me senti injustiçada. Por que isso tinha que continuar acontecendo? Por que com ele? Por que comigo?

Foi aí que liguei para o meu marido (que para completar estava viajando) para desabafar e deixar o choro rolar solto (choro de cansaço, indignação, dúvida, medo e mais um monte de sentimentos desconexos).

Ele me ouviu. Na verdade, escutou, escutou, escutou e escutou e, em vez de se indignar e sofrer junto comigo simplesmente me disse que eu preciso aprender a conviver com o problema e a criar menos expectavas com relação à cura definitiva do Léo. Me disse que um dia ela virá, mas que não devo, toda vez que ele tiver uma melhora, achar que agora tudo estará resolvido, até porque, no dia que isso estiver resolvido, outros problemas virão. Menos sérios, mais sérios, mas problemas também. E que, a partir do momento que viramos pais, é isso que acontece conosco: começamos a encarar diversas situações desconhecidas, sobre as quais não temos o mínimo controle, e as quais vão nos tirar do nosso eixo.

Mas cabe a nós juntarmos os nossos caquinhos, nos fazermos interias de novo, e tocarmos a vida para frente, pois nossos pequenos precisam da gente assim, por completo, ainda mais quando eles passam por seus momentos difíceis.

Nem preciso dizer que na hora, fui tomada por indignação sem tamanho. Eu ligo para desabafar e ainda tenho que ouvir uma lição de moral? Ah, me poupe! Mas hoje, que o Léo está melhor (está mamando com dificuldade, mas comeu super bem a papinha salgada com os ingredientes que eu já havia testado e aprovado) e eu já acalmei, olho com frieza tudo que aconteceu e tenho certeza de que ele está certo.

Mamães com filhos com APLV: digo e repito todo santo dia que só uma mãe que tem/teve um filho com APLV consegue entender o sofrimento e o desespero que é viver nessa situação. Tenho certeza que há e doenças muito mais complexas e muito mais sofridas, mas essa alergia também o seu lado negro. Lado negro de não termos certeza do que o nosso filho tem, de não sabermos quando irá passar, de termos medo de introduzir qualquer alimento novo na sua dieta (o que devia ser um prazer acaba virando um sofrimento), de passarmos meses sem sair de casa porque cada vez que eles mamam é abaixo de gritos desesperados, de termos que cuidar 100% do tempo se eles não estão tendo algum contato com leite e por aí afora. Ou seja, vivemos 100% do tempo alertas e esperando o dia que o problema irá passar e, esse sofrimento cessar.

Digo ESSE sofrimento, pois como comentou meu marido, esse vai embora, mas chegam outros. Faz parte da nossa vida de pais viver essa montanha russa de alegrias e decepções e manter a cabeça sempre erguida e o peito sempre aberto para enfrentar o que está por vir e, quem sabe, amortecer o choque para os nossos pequenos.

Então… “vambora”! O Léo hoje está melhor que ontem e espero que amanhã esteja melhor que hoje. Foco no que tem de legal, para ter forças para encarar o lado difícil da maternidade/paternidade.

108 comentários

  1. Anonymous

    Meu filho tem 4 anos e continuo sonhando com a cura… luta ardua essa…

    1. By Shirley Hilgert

      Realmente, luta árdua. Mas a gente há de vencê-la! Boa sorte!

  2. Blog da Fabi

    Lindo o seu relato… realmente so quem é mae de uma crianca com APLV é q sabe a ardua tarefa que se tem diariamente!!! Subidas e decidas…. na espera incessante pela tao sonhada CURA!

    1. By Shirley Hilgert

      Obrigada, Fabi! Não podemos perder a fé e a força, né! Abraços!

  3. Paola

    Shirley, escrevi no seu post anterior e fiquei na maior expectativa quanto a melhora do Rafael com a introdução ao Neocate. Esperei quase dois meses para ver um dia seu sem dores e desconfortos, parecia interminável… um bebe de 7 meses com fortes cólicas. Confesso, que os grupos de mães do facebook com filhos a alergia alimentar me ajudaram bastante. Agora, ele tem quase 8 meses, mas me sinto muito aliviada por não ter, até o momento, reações com aos alimentos solidos. Apesar de não ter um cardapio muito variável, aquilo que o Gastro liberou está indo super bem. Como alerta, o meu filhote por indicação desnecessária da pediatra tomou vitamina C. Com isso descobri que ele não pode nada de suplemento de vitaminas e ferro, além de remédios que tenham corante amarelo (tartrazina), pois agridem o seu intestino. Força para nós todas! Paola

    1. By Shirley Hilgert

      Que bom que ele está indo bem com os sólidos. Isso é ótimo! O meu está rejeitando as frutas, mas enquanto estiver bem com a papinha salgada não vou esquentar a cabeça. Tudo tem sua hora, né! Abraços, Paôla. Melhoras para o Rafael!

  4. Taciane

    Shirley, que depoimento lindo!
    É a primeira vez que visito seu blog, mas não podia deixar de comentar.
    Seu post me tocou profundamente e, apesar, de não ter um filho com APLV, seu desabafo( e os conselhos do seu marido) me trouxeram uma nova percepção de minha realidade como mãe.
    Muito obrigada! E que Deus abençoe muito você e seu pequeno! Que a cura venha logo, e se tardar, que você tenha forças para sempre seguir em frente com coragem e cabeça erguida.
    Abraço

    1. By Shirley Hilgert

      Taciane, obrigada pelo seu comentário. Fico feliz que meu depoimento tenha trazido algo positivo para você. Um grande abraço e continue aparecendo por aqui. :-)

  5. Luana

    Shirley estou vivendo esse momento porem meu bebe tem um ano e dois meses. Sofro muito e ele nem neocate aceita. Sua unica maneira de mamar é no peito. Ele nao ganha peso ha meses e nao come quase nada. Mas é ativo e nao reclama de dor. Espero que passe logo. Obrigada por compartilhar.

    1. By Shirley Hilgert

      LUana, tudo bem? Desculpe, mas seu comentário passou despercebido (não recebi por e-mail) e só o vi hoje. Só uma mãe com um filho com APLV sabe o sofrimento que é. Espero, de todo coração, que seu bebê melhore logo. Vou ficar SUPER NA TORCIDA! Quando tiver novidades, escreva! Beijos! Tudo de bom para vocês. Shi

  6. Anonymous

    bom tenho um bb Aplv e o melhor leite para eles é o materno, claro que algumas mães não podem amamentar, mas para amamentar tem de haver dieta de exclusão de traços de leite e derivados inclusive, louças separadas e o neocate causa isso mesmo, a exclusividade nessa fórmula ocasiona imaturidade do intestino e os bbs exclusivos costumam reagir a tudo na introdução alimentar, lembrando que cítricos devem ser evitados antes de 1 ano em bbs alérgicos pq causam irritação da mucosa intestinal!

    1. By Shirley Hilgert

      Olá, tudo bem? Com absoluta certeza o melhor para bebês com APLV é o aleitamento materno exclusivo, mas, infelizmente, eu não consegui. Fiquei bastante triste na época, na verdade arrasada, mas temos que superar, seguir adiante, e alimentar nossos filhotes da melhor forma que conseguirmos. No meu caso, teve que ser com o Neocate. Abraços!

  7. Tatiana Cali

    Uma amiga me passou este link e venho compartilhar minha experiencia. Tenho um filho com 5 anos com intolerancia a lactose. Pareceu complicado no inicio, mas a variedade de produtos existentes nos fez tirar de letra. Entao, ha um ano e meio qdo minha pequena Clara nasceu, os primeiros sintomas, pensei q a historia se repetisse. Ela no “peito” e eu na soja. Mas o q inicialmente parecia ter resolvido, com os dia pareceram so piorar. Refluxo, q vasava pelo nariz, intolerancia a lactose e depois a soja. Fiquei neurotica e obscessiva com tudo o q comia. Ela ganhava peso, mas as crises e choro eram desesperadoras. Pensei q um dia me denunciariam a policia pois o choro era desesperador. Seis meses se passaram e o pediatra nao acreditava nos meus relatos, ja q no consultorio ela brincava e estava com bom peso. Comecamos a introduzir os alimentos e so qdo entrou a carne vermelha foi q ela recusava. As coisas so melhoraram qdo um dia, num atendimento de emergencia ela apresentou a crise de choro. Pedi a medica da emergencia avaliar e contei o historico dela. Ela entao me falou da reacao q estas criancas fazem a carne vermelha. Eu disse q nao dava mais pois ela recusava e ela me falou:” corta a sua carne da dieta ou corta seu peito dela!” E me recomendou uma gastro. Nao pensei duas vezes, mais uma restricao na minha dieta. Foi entao q ela comecou a melhorar. Ha cerca de um mes comecei a dar para ela o Pregomin pepti, bem mais em conta q o Neocate, e gracas a Deus ela aceitou – o q nem sempre acontece nestes casos. Teve um pouco de constipacao no comeco, mas ja passou. E’ uma luta constante. Na creche eu levo todo o alimento q ela consome. Tudo gira em torno da alimentacao dela. Continuo amamentando e com a formula de complemento. Meu recado pra vc e’ forca !!! Creia q com o amadurecimento as coisas amenizam. Nao e’ q resolva, mas melhora, alivia. Cada alimento novo e’ um sobressalto – aqui a ultima novidade foi alergia a aveia, fora quase todos os sabonetes infantis do mercado, inclusive o glicerina. Mas eles vao nos ensinando e nos vamos aprendendo com os sinais q eles dao.
    Espero q o Leo, assim como a Clara, tambem encontre a estabilidade.
    Boa sorte !!!! Tatiana.

    1. Tatiana,tudo bem? Obrigada por deixar seu depoimento aqui. Vi que você também escreveu em outro post. Fico feliz!
      Eu fiquei muito interessada no seu depoimento e queria te fazer umas perguntas, tudo bem? Você disse que seu filho teve alergia à aveia e a sabonete infantil. Quais foram os sintomas que ele apresentou a esses dois itens? E quais são os sabonetes seguros para ele? Pergunto isso, pq eu vou introduzir aveia e aí já quero poder comparar. Além disso, também acho legal saber qual é um sabonete infantil que não traz problema para o bebê. Eu uso da Johnsons e nunca notei nada, mas até por isso que questiono qual foi a reação que ele teve. Pois o Léo pode até estar tendo algo e eu não ter notado. Acho bem difícil, mas vai que…!
      Beijos! Obrigada!

    2. Tatiana Cali

      Ola Shirley, tudo bem?! Bom, em relacao aos sabonetes, a Clara faz pequenas lesoes na pele, como uma dermatite de contato q e’ mais grave na regiao genital, q chega a ficar como “carne viva”. Esta reacao ela apresentou com o Dove baby, o Glicerina da Granado, Johnsons, Proderme, Soapex, Protex … Por incrivel q pareca, o q estou usando hoje e’ o Life Buoy azul, q ate agora nao deu problema. Acho q se o Leo tivesse reacao, vc ou o pediatra ja teriam percebido. A aveia, o q ela teve foi como uma assadura so em torno da regiao anal. A gastro explicou q qdo faz reacao ao alimento modifica o pH das fezes q tornam-se irritantes para a pele. Assaduras q nunca melhoram falam a favor de alguma alergia. Fralda, pomadas, sabonetes e alimentos… Tem q investigar! Quando suspendi a aveia, melhorou sozinho, sem medicamento.
      Sei q com o problema dos nossos pequenos ficamos neuroticas com tudo, mas tente relaxar um pouco… Minha pequena aceitou o Pregomin, o Leo so o Neocate. Mas a minha faz reacao aos diversos sabonetres e o Leo nao fez! Entao nao va pensando q com a aveia ele tb tera algo … Pode ser q ele aceite super bem, mas so a introduza com orientacao do gastro.
      Fique com Deus. Tatiana.

    3. Tatiana, super obrigada pelos esclarecimentos. Realmente, o Léo não teve alergia de nenhum sabonete. Com relação a alimentos, o único que temos 100% de certeza que ele é alérgico, além do leite, é mamão, que ele fez cocozinho com sangue depois de comer. Pera também irritou bastante o intestino dele e tem outras coisas que também fizeram ele ter diarréia, mas como eu introduzi várias coisas juntas (louca! inconsequente!), não sei exatamente o que foi que fez mal.
      Agora estou em uma semana que o Léo está só no leite de novo. Amanhã volto aos poucos com os alimentos, testanto tuuuuuudddo de novo. Afff! É a na nossa história, né! Como diz meu marido! Bjs. Obrigada pelas informações.

    4. Tatiana Cali

      Muita sorte nesta reintroducao !!!! Assim, com um de cada vez fica mais facil de entender o q realmente faz mal. Quando radicalizei e recomecei a introduzir alimentos, descobri q varios q eu pensava q tivesse problema nao teve mais. Creia q tudo vai dar certo! Bjs

  8. GRAZIELLE

    Nossa parece que to vendo A MINHA HISTORIA COM MINHA FILHA QUE TAMBEM TEM APLV.FOIDIAGNOSTICADO A POUCO TEMPO APESAR DE EU SEMPRE FALAR PARA MEDICA QUE ALGO DE ERRADO ELA TINHA.ESTAVA TRATANDO ELA COM LEITE PARA QUEM TEM INTOLERANCIA A LACTOSE E NA VERDADE ELA TEM APLV.O MEU MUNDO AINDA ESTA TUDO MUITO CONFUSO,CHORO BASTANTE E NINGUEM DA FAMILIA ENTENDE O PROBLEMA.ESTOU ADAPTANDO ELA NO NEOCATE POIS NAO SE ADAPTOU AO PREGOMIM PEPIT.ELA FEZ 7 MESES E AINDA NAO CONSEGUI INTRODUZIR ALIMENTOS NELA.O PIOR DE TUDO É FAZER AS AVÓS ENTENDEREM QUE ELA AINDA NAO PODE COMER E QUE SERA UM ALIMENTO POR VEZ.POUCO OS MEDICOS ENTENDEM SOBRE ISSO…SO QUEM PASSA SABE A LUTA QUE É.

    1. By Shirley Hilgert

      POis é, Grazielle, nem sempre é fácil os médicos darem o diagnóstico certo de APLV. Muitos bebês sofrem por meses até os médicos descobrirem o problema e nó sofremos junto.
      O Léo está com 9 meses, come bem, mas poucos alimentos. Fruta, por exemplo, ele não aceita nada bem.
      Mas o jeito é não desistir. Seguir tendo paciência e esperanças de que logo o problema passe.
      Abraços. Boa sorte para vocês.
      Shi

  9. Anonymous

    Bom dia!

    Gostei muito da sua história, pois através dela descobri que não estou sozinha nesse novo mundo. Meu Bêbe acabou de fazer 10 meses, e a apenas 10 dias descobri que existe APLV e que ele tem. Venho sofrendo com ele desde que voltei a trabalhar a 6 meses e parei o aleitamento exclusivo. Ele tinha crise de asma constantes e aparentemente incurável, pois as crises não passavam nunca.
    Depois de muitos tratamentos de asma, com vacinas, remédios de imunidade e bombinha, descobri em meio a uma crise horivel que ele teve no começo do mês. Assim que trocamos o leite, 1 semana e ele nunca esteve tão bem, sem um chiado.
    Mas não aceita frutas.

    Gostaria de fazer a festa de 1 ano dele e não acho um Buffet… se alguém tiver algum contato em São Paulo que saiba agradeço.

    Beijos Vivi

    1. By Shirley Hilgert

      Vivi, que bom que ele está melhor! Já é um ótimo começo. O Léo tb não aceita bem frutas. Algumas prendem demais e outras soltam horrores. Então estamos só na papa salgada e no suquinho de laranja. Com o tempo vou tentar de novo.
      Boa sorte com o seu pequeno! Depois me conte como estão as coisas.
      Bjs

  10. samanta

    shi criei um blog sobre o assunto, gostaria d postar seu depoimento por la? tambem pode me mandar seu banner pra eu indicar o seu blog – q eu adoro e leio sempre?! =)
    aguardo retorno, um abraço
    http://aplvsemneura.wordpress.com/

    1. Shirley Hilgert

      Olá Samanta, tudo bem? Desculpe a demora, é que as coisas estao corridas por aqui.
      Vc poderia me mandar um e-mail para o endereço shirley@macetesdemae.com para eu te responder com esses materiais?
      Acho que assim fica mais fácil.
      Beijos e muito sucesso com o blog! Pode deixar que vou passar lá para conhecer.
      Shi

  11. Oi Shirley. Minha filha teve uma recaída hoje. Os últimos 20 dias foram tão bons que hoje o meu mundo caiu. Minha Nanda tava mamando 140 ml e hoje quase não consigo que ela mamasse 65 ml. Dói meu coração ver a carinha dela choranod e sofrendo tanto! Vou voltar a dar o Losec e o Montilium para ela. Amanhã é um novo dia ne??? Como tá o Léo atualmente??? Bjos

    1. Shirley Hilgert

      Olá, Maria Cecília. É assim mesmo, uns dias melhores e outros piores. Sofri muito vendo o Léo tendo dificuldade para mamar, mas garanto que isso passa. Hoje ele está com um ano e um mês e mama e come super bem. Ainda não testamos o leite normal, ele segue no Neocate, mas como ele está bem, estou tranquila e sem pressa em mudar de leite.
      Ah! As comidinhas dele também são sem leite. Mas como ele come super bem o que foi liberado pelo pediatra, também não estou ansiosa para introduzir os alimentos com leite.
      Beijos e melhoras!

  12. Fabiana

    Puxa….como foi bom ler sobre isto! Meu segundo filho teve Refluxo oculto e o terceiro, assim que nasceu, apresentou os mesmos sintomas e fomos tratando logo no início, porém, percebi que havia pouca melhora, por fim, faltando 6 dias para fazer 7 meses – após um episódio de diarréia – chegou-se a conclusão que era APLV…bem, já no dia seguinte, ele dormiu que nem um anjo…porém, ontem já teve desconforto a noite e hoje, observei a mesma coisa, ficando com ele no colo por até 3 horas após a mamada…
    Ao mesmo tempo que é desesperador saber que não passa assim tão rápido, fico aliviada por saber que é assim mesmo.
    Sempre me culpei por chorar e me desesperar, pois sei que existem doenças terríveis e muito difíceis de se conviver, mas, eu sou humana e ficar sem dormir, assistir impotente seu filho sofrer…é péssimo.
    Tenho 3 filhos (5a, 3a e 7 meses) e já uma boa experiência…o meu nenê entrou cedo na papinha…bem, enfim, trocar experiências é muito bom.
    Obrigada.

  13. Renata Lobato

    Na procura de receitas sem leite “caí” no seu post, quando li parecia que eu estava escrevendo, tive problemas muito parecidos com o seu. Meu filho não pegou peito e sempre chorou muito mesmo, com quase dois meses teve otite que nos levou ao diagnostico de refluxo oculto, foi medicado e não melhorava o choro, fomos trocando de leite até que chegamos ao Aptamil Pepti, melhorou bastante, até que veio a introdução aos sólidos e meu pesadelo voltou. Tudo muito parecido com sua historia. Enfim depois de muitas exclusões e introduções, filmei meu pequeno em uma das crises, sempre foi muito dificil para todos acreditarem em mim, já que ele aparentava sempre uma criança saudável, e mostrei para o Ped dele. A partir daí as coisas ficaram menos obscuras, fizemos um exame de sangue que se chama Imupro 300 (http://www.microecologia.com.br/imupro.php?x=), ele detecta reações alérgicas a 271 tipos de alimentos, não é um exame barato, mas valeu cada centavo, me tirou do escuro, hj Arthur tem 2anos e 2 meses, e digo que está 99% melhor, não está 100% pq fizemos o exame esse ano e seu organismo ainda está desintoxicando. Pesquise a respeito desse exame, quem sabe não possa te ajudar como muito me ajudou.
    Parabéns pelo depoimento! E melhoras para o seu pequeno.

    1. Shirley Hilgert

      Olá Renata, tudo bem? ADOREI a dica do exame. Meu pediatra não havia comentado sobre ele comigo. Na próxima consulta vou questioner a respeito. Enquanto isso, vou dando uma olhada no link que você passou. Super obrigada! Abraços!

    2. Raquel Souza

      Oi Renata, boa noite!
      Como já fazem 2 anos do seu post, não sei se ainda verá minha publicação… espero que sim!
      Ano passado fiz o IMUPRO 300 em minha filha… esse ano quero fazer em meu filho… já tiveram reações graves… ela teve 3 edemas de glote e ele 1 edema de glote e 3 choques anafiláticos… quem me falou do médico foi uma imuno que conheci aqui em Fortaleza, e o pediatra era em São Paulo.
      Ela melhorou bastante, mas teve que voltar a comer tudo para fazer uns exames passados pela gastro.
      Minha dificuldade é que aqui n tem nenhum médico que acredite ou siga esse exame… por ser do exterior, disseram que não é reconhecido no Brasil, mas previro tratar a causa do que a consequência e vi a melhora de minha filha… mas os custos são muito caros…
      O médico me disse que se eu morasse em Sçao Paulo, pediria pra eu ir todo mês.
      Queria saber onde você mora e quem é o pediatra.
      Tenho muito interesse e queria saber se tem algum mais próximo da minha cidade.
      Deixarei meu contato telefônico também, que é meu whatsapp, ok? (85) 98753.0391

      1. Tamara Couto

        Olá minha filha vai completar 4 meses foi diagnosticada com Aplv aos 2 meses mamando exclusivamente no peito e até hj não teve nenhuma Melhora já cortei leite soja etc da dieta vai foi pro pregomin pert e agora está no neocate e nada estou desesperada! Vc levou ela
        Em qual médico em SP?? Esse exame só faz com 6 meses?? Se puder me passar o contato do médico, pois moro em
        Teresina mais estou querendo levava pra SP. 😘😘😘

        1. Shirley Hilgert

          Respondi no seu email. bjs

        2. Carolina

          Nossa, me emocionei com esse post!. Meu filho foi diagnosticado com APLV aos 4 meses, ate la foi um sofrimento ve-lo chorando a cada mamada (amamentei ate aos 8 meses) a pele seca e muitas vezes com feridas. Ele não conseguia dormir por mais de 2 horas….enfim, foi um drama e quase um divorcio com meu marido! Estava exausta, mae de primeira viagem, sem dormir, meu bebe so chorava, nenhum medico me falava o que ele tinha, eram palpites de todos os lados. Ate escutei que eu tinha um bebe manhoso e por isso chorava tanto.
          Bem, aos 4 meses, descobri da pior maneira que meu filho era alérgico a proteína do leite da vaca. Como não aguentava mais ” a tal hora da mamada”, resolvi que não iria mais amamenta-lo e começaria com fórmula, sem lactose, por sugestão da pediatra do meu filho. Meu Deus, foi um dos piores dias da minha vida!!! Preparei a madeira, com o coração na mão por não conseguir e não ter a paciência para amamenta-lo mais, e passei a bendita da mamadeira para meu marido. Foi imediata a reação do meu filho…..em 5 minutos estávamos no hospital. As primeiras gotinhas que entrou em contato com meu filho foram suficientes para deixa-lo completamente inchado e vermelho no rosto. Graças a Deus, moro muito perto do hospital, e a medica que nos atendeu foi categórica! Seu filho tem alergia ao leite e se voce deseja continuar amamentando tera que fazer uma dieta rigorosa, lendo rótulos, separando talheres, para que não tenha contaminação cruzada etc ….
          Bom, nessa hora me culpei, por não ter desconfiado antes e essas coisas que toda mãe pensa que esta fazendo errado, chorei e chorei mais um tanto.Chorei lembrando que a cada vez que ele dava o “show” na hora da mamada, era dor que ele sentia!! Ah meu coração, ficou quebrado em muitos pedacinhos!!!
          Eu nao moro no Brasil, mas dentro de 1 mês estava com viagem marcada e consegui agendar uma consulta, com um super medico especializado em alergia, que tem varias pesquisas nos EUA, na area de alergia alimentar, e o próprio pediatra do meu filho conhecia suas pesquisas e seu trabalho. Foi uma coisa de Deus, ja que as consultas com ele e pra 5,6 meses de espera! Consegui uma brecha, as 21:00 em seu consultório e la fomos todos para Rio De Janeiro.
          Dr. Aderbal Sabra, foi um anjo na minha vida e do meu filho. Descobrimos que alem de APLV ele tinhas alergias a vários outros alimentos ,o que ja evitou vê-lo sofrer na hora de introduzir os alimentos sólidos.
          Hoje meu filho tem 15 meses, e super esta saudável, come muito bem, dentro do que esta liberado e toma PURAMINO. Ele não se adaptou com o gosto do Neocate. Meu seguro de saúde não paga por esse leite, então são $500 por mês com o leite dele. E muito caro, mas ‘e que funcionou e nunca mais vi meu filho chorar na hora da mamada!
          No começo foi muito difícil, tinha pânico a cada vez que alguém comia algo e fosse pegar meu filho ele poderia ter uma reação, o que aconteceu algumas vezes. Hoje em dia coloco minha boca no trombone em alto e bom som!!! Lavem as mãos para pegar Lucas. Não estou nem ai pra quem fazer cara feia!!!! Sou a mãe paranóica do grupo, não me importo! Afinal de contas, quem tem que cuidar da saúde do meu filho sou eu e meu marido!
          Sinto a dor e frustração de cada uma de voces, com os relatos, mas como tudo na vida passa; “Isso também passara ” .
          Beijos.

          1. Erica

            Carolina, Shirley, como vcs conseguiram diagnosticar as alergias alimentares, além da PL. O meu bb é APLV, e ultimamente, tem recusado quase todos os alimentos da IA. Será que é rejeição por não se sentir bem ?

  14. Mara Marcia

    Querida, me identifiquei demais com você, que coisa… Minha filha tem 2 anos e 3 meses e tem baixo peso e estatura. Ela demorou para começar o tratamento com o neocate (com 8 meses). O que mais me abala é que ela está atrasada no seu crescimento, mas é inteligentíssima, graças a Deus. Sinto tudo isso que você relatou e mais um pouco, mas eu nunca descrevi em palavras, e parecia até que eu que tinha escrito este relato…meu marido também é como o seu…Costumo juntar meus caquinhos quando a levo para as consultas e vejo que não cresceu…
    Um grande abraço!

  15. Tatiane

    Oi, adorei seu relato! Acho q só uma mãe que passa por isso pode entender essa dor! Meu bebê foi diagnosticado aplv com dois meses e hoje ele completa 5 e ainda sofremos porque a forma dele reagir a essa alergia é muito dura para uma mae. Ele reage com sangue nas fezes e cada vez que trocava meu filho ter que ver tanto sangue me abalou demais.Medicos e mais médicos e ninguém resolveu, e prá ele nem o neocate parou a perda de sangue assim que eu por minha conta troquei o neocate por leite de arroz e papunhas e agora ele a uma semana vai apresentando melhora, espero que dure !!!Mas as noites ainda tem muitos gases.Agora só me resta rezar e esperar em Deus .Bjs e obrigada por compartir seu problema pq assim vemos que não estamos tão sozinhas .bjs

  16. Adriana Molina

    oi querida, boa noite!!
    Meu filho tem 9 meses e tem APLV, toma o leite pregomim, mas de uns tempos pra cá ele tem acordado a noite com fome, tenho que dar mamadeira de madrugada. Voltando a passar noites acordada, acho que ele tem sentido fome, pois dou apenas papas salgadas e frutinhas, vc tem alguma dica do eu poderia dar de diferente para ele??? Algum engrossante no leite, sei lá… minha pediatra disse para bater o leite com frutas, mas ele não gosta, estou ficando doidinha, pois ele é bem faminto quer comer tudo que a gente come.Está bem difícil!!

    1. Shirley

      Olá Adriana, tudo bem? Sinceramente, não sei o que dizer para ajudá-la. Primeiro teria que ter certeza de que o bebê está acordando por fome mesmo, e isso é difícil de saber. De qualquer forma, o ideal é vc sempre tirar esse tipo de dúvida com o pediatra. Abraços.

  17. Carolina

    Puxa, descobrimos o APLV no meu bebê com 25 dias, hoje está com dois meses, mas ainda estamos acertando a fórmula, que hoje é o Pregomin e começamos com remédio para refluxo ontem, esta menos irritado com o leite, porém o refluxo tem me deixado neurótica, algumas vezes começa a engasgar depois de mais de 1 hora que mamou… Que sufoco tem sido. Lendo seu post acabei ficando desapontada… achei que quando começassem os alimentos a coisa ficaria mais tranquila… Tenho outro filho de 4 anos e sempre reclamei dele não comer de tudo eu dizia que com seu irmão eu faria diferente e ele comeria… Espero que o Léo esteja ótimo e torço que meu Murilo também melhore logo, pois como você diz só quem passa para saber o sofrimento. Ah ADORO seu blog.

    1. Shirley Hilgert

      Carolina, boa notícia: depois que passou o perrengue inicial do Léo tem algumas reações com alguns alimentos, ele ficou ótimo no quesito alimentação. ATualmente ele come super bem e quase tudo! Chega a dar gosto! :-) Bjs

  18. Carolina

    Olá Shirley, me diz uma coisa, o Léo tomou Pregomin Pepit também?

  19. Izabela

    Olá, li seus depoimentos e confesso que ja estou sofrendo há dois meses, quando descobri a alergia em meu filho que hoje tem 3 meses e meio. Ainda amamento, estou na dieta de exclusão, o que não tem sido nada fácil. O Pedro tem refluxo, toma losec e fágico. No mês de outubro para novembro, chegou a melhorar bastante, mas agora, regrediu. Estou sofrendo tanto com isso. As vezes penso em tirar o peito dele, mas quando eu tento dar o pregomin ele nao aceita de jeito nenhum e quando consigo, não demora muito e ele coloca tudo pra fora. Ta bem difícil. Tb dou sozinha aqui. Meu marido trabalha o dia todo e minha mãe mora em outro estado. Não tem sido fácil. Com essa dieta então…
    Mas sei que Deus esta conosco e que um dia isso tudo passa. Já tentou introduzir o leite normal no leo?
    Grande abraço e Deus abençoe!

    1. Shirley Hilgert

      Izabela, o Léo já tem comido derivados de leite, como queijo e iogurte (mas bem pouco, ele não é grande fã) e tem ido tudo bem. Vou dar leite para ele depois do final de ano, só para evitar qualquer problema nessa época. VAmos ver! Mas te garanto que o problema passa. Aos poucos, mas vai melhorando. Hoje o Léo está ótimo e quando dou algo para ele comer não me preocupo se tem ou não leite. bjs

  20. Carolina

    Oi Shirley, estou nesse processo de melhoras e recaídas com o APLV do meu bebê, tivemos que trocar a fórmula Pregomin para Neocate pois começou a ter reação. Como você relata que o Léo tinha refluxo, gostaria de saber se ele não afogava/engasgava com isso? Se ele sempre dormiu tranquilamente no berço? Estou sofrendo há 3 meses com meu bebê por não conseguir coloca-lo no berço com receio do refluxo, ele dorme com travesseiro anti-refluxo, porém se mexe excessivamente. Bj

  21. patricia

    Olá,gostei mto de tdo que descobri aqui, minha bebe esta cm 8 meses se alimenta super bem come de tudo mama no peito e mamadeira come frutas e legume amassados. Mas desde mto novinha tem alguns sintomas que vc relatou, não chora mto é um bebe que esta sempre dando gargalhadas é bem gordinha e experimenta tdo que oferecemos sem recusar.O problema é que está sempre com manchas vermelhas na pele e ressecamento na pele. Vomita de vez em qndo poucas vezes e está sempre cm irritação na região dos olhos e rosto teve os sintomas de refluxo qndo era mais novinha mas agora deu uma melhorada. O pior é que os medicos nunca dizem o que ela tem?

  22. Roberta

    Olá,

    Meu filho tem APLV, ele tomou o Pregomin Pepti e agora toma o Nan Soy.
    Eu ainda tenho algumas latas fechadas de Pregomin e gostaria de doar para quem precisa, sei o quanto esse leite eu recebi do governo de São Paulo gratuitamente por alguns meses.

    Quem estiver interessada pode me enviar um e-mail .

  23. Rosana Melo Tanure

    Nossa!!! Fui às lágrimas com os depoimentos. Força!!! Meu filho tem 7 anos e quando descobri a alergia, ele tinha menos de um mês e era muito guloso e tentei introduzir complemento alimentar (Nan). Fui correndo ao pronto socorro mais próximo da minha casa, pois meu pequeno bebê, estava todo inchado, cheio de placas vermelhas…ele tem reação anafilática!!! Graças à Deus, ele consegue comer uma variedade muito grande de legumes, verduras, frutas, carne de vaca e de frango sem problemas. Está acontecendo uma campanha nas rede sociais que irá nos ajudar bastante, #poenorotulo para que possamos oferecer alimentos sem riscos a nossos pequenos. Bjs no coração!

  24. Maíla

    Seu depoimento realmente e lindo, parece que você descreveu o que eu estou passando na minha casa. Minha bebe de 5 meses chorava o dia todo, so começou a melhorar depois que saiu do peito e iniciou o aptamil pepit, com 4 meses. Agora esta no pregomin pois o refluxo e menor com ele. E totalmente desesperador a hora de mamar , muitas vezes choro junto e fico profundamente triste e desconsolada. Mama no maximo 100ml com muito choro ou simplesmente sem vontade de mamar, quase não dorme e so aceitou a papinha de banana e não aceita nenhum outro. Creio em Deus que tudo vai melhorar mas também estou com dificuldades de um bom gastro que me tranquilize e me de confiança. O seu bebe já está com qual idade? Estou aguardando um milagre do Senhor Deus. Bj e obrigada pelo desabafo.

    1. Shirley Hilgert

      Maíla, meu filho está com um ano e 10 meses. Introuduzimos leite normal na dieta dele há um mês. Ele está ótimo agora.
      Realmente, no início, a APLV é um horror. Mas com o tempo melhora. Tenha fé.
      Abraços.

  25. Carolina

    Shirley, como todas as outras mães aqui, quero agradecer pelo seu relato. Meu bebê tem quase 2 meses e iniciei a dieta de restrição ontem. Como meu leite diminuiu muito esses dias (e foi aí que tudo piorou pq dei Nan pra ele) já complemento com o Neocate. Estou ainda muito triste com o possível diagnóstico e ao mesmo tempo me sentindo culpada quando choro pq sei que isso é algo passageiro, tem coisas muito piores que outras mamães têm que passar.
    Pelo jeito cada criança evolui no seu ritmo, alguns demoram mais para conseguir comer de tudo e outros são mais tranquilos. Sabendo que o Léo já toma leite normal com menos de 2 anos me deixa mais animada.
    Que Deus tranquilize o coração de todas as mãezinhas que recebem esse diagnóstico, inclusive o meu!
    Abços

  26. BOA TARDE , SOU UMA MÃE QUE ESTÁ SOFRENDO PELA TERCEIRA VEZ COM FILHAS COM ALERGIA ALIMENTAR. MAS DESTA VEZ ESTÁ PIOR POIS MINHA FILHA TEM ALERGIA E REFLUXO OCULTO . E O PIOR É QUE TEM VÁRIAS COMPLICAÇÕES QUE NÃO CONSIGO ENTENDER , ESTOU TRATANDO COM UMA GASTROPEDIATRA DO HOSPITAL ALBERT EINSTEIN EM SP E ELA ME DISSE QUE COM O TEMPO PASSA , MINHA BEBE TEM CÓLICAS DIA E NOITE, DESDE QUE NASCEU NÃO DURMO A NOITE INTEIRA E O PIOR É QUE FICO COM ELA NO BRAÇO SE CONTORCENDO A NOITE TODA E ELA NÃO PODE COMER MUITA QUANTIDADE E O MAMA ENTÃO TEM QUE SER DE PINGO EM PINGO DE NOITE SENÃO NÃO DORME NEM PICADINHO E SÓ DORME COM TYLENOL .
    TODOS OS RELATOS QUE VENHO LENDO DESDE JUNHO DE 2013 É QUE OS BEBES TEM VÁRIAS REAÇÕES ALÉRGICAS MAS NUNCA LI QUE OS BEBES TEM CÓLICAS CONSTANTES COMO A MINHA BEBE ELA GEME E SE CONTORCE A “NOITE INTEIRA” ……ESTOU ESGOTADA .
    E INTRODUZI O NEOCATE DESDE 5 DIAS DE VIDA , ESTÁ COM ALIMENTAÇÃO SUPER RESTRITA , NÃO COME FRUTA E SÓ SOPINHA DE BEBE E TAMBÉM INTRODUZI UM ALIMENTO DE CADA VEZ POIS JÁ HAVIA PASSADO POR ISSO E JÁ SABIA QUE ERA UM PROCESSO LENTO MAS NECESSÁRIO.
    ESTOU ESGOTADA E GOSTARIA MUITO DE CONHECER MÃE COM O MESMO PROBLEMA QUE O MEU PARA VER QUE NÃO ESTOU SOZINHA ” POR FAVOR ME ESCREVAM PARA TRANQUILIZAR MEU CORAÇÃO”.
    E OBRIGADA A TODAS AS MÃES PELOS E-MAIL E OBRIGADA SHIRLEY POR ESTE BLOG MARAVILHOSO QUE TEM AJUDADO MUITAS MÃES NUM MOMENTO TÃO COMPLICADO.
    UM GRANDE BEIJO A TODAS AS MÃE

    MÉRCIA HELENA SÓRIA.

  27. Carla

    O Davi nunca teve problemas para comer, na verdade temos problemas para fazer ele parar de comer,
    mas a uns 2 meses , começaram a sair manchas na pele dele , e nenhum pediatra soube diagnosticar a causa, esta tomando antialérgicos e passando vários hidratantes, para que a pele não fique tao ressecada, ele se incomoda muito com as manchas, elas surgem em cerca de 3 dias, ficam aproximadamente uma semana, e somem, depois de alguns dias voltam a aparecer, gostaria de saber se alguém teve alguma experiencia parecida.
    A sim, ele só toma leite de soja.
    Por que leite puro,faz extremo mal a ele, ele fica com refluxo, diarreia,então damos leite/iogurte de soja a ele, mas ele come bolachinhas de maisena, ou de leite.

    1. Gisele

      Olá! Voltei ontem a noite, do consultório da pediatra; com os folhetos sobre APVL. Minha filha tem 11 meses, e desde que nasceu, tem uma alergia na pele, que vai e volta. Estamos tratando com antialérgicos e pomadas e hidratantes; mas sempre vai e volta. A pele é muito ressecada, faz lesões nas dobrinhas q chegam a sangrar. Mas quanto a alimentação, nunca demonstrou nenhum sintoma! Mama no peito, aliás mama muuuito! tenho muito leite! Come de tudo! Tenho uma filha de 5 anos, então tudo q a maior come a menor quer comer tbm, isso inclui yougurtes, Danoninho, chocolate e bolachinhas. Ela nunca teve refluxo, nem tem problemas intestinais! Só a pele! Ela dorme relativamente bem! Digo isso pq ela gosta de me fazer de chupeta, então até eu conseguir por no berço, já é bem tarde quase 3h da manhã! Mas tirando isso, é muito ativa, brinca e sorri o tempo todo, chora só fazendo birrinhas, ela já sabe fazer birra! hihi! E ontem a pediatra disse que pode ser APLV. Estou começando a dieta de restrição. Estou com medo que seja isso mesmo; mas ao mesmo tempo seria uma explicação né! Eu já tentei dar outro leite pra ela, mas ela não aceita, mas eu acgava q era porque preferia o peito, já que yogurte e Danoninho ela consegue comer! Então Carla; acho q estamos na mesma situação!

  28. Priscila

    Boa tarde, Shirley, gostaria muito de ouvir sua opinião, tenho uma bebe de 6 meses, ela nunca mimou bem o leite materno, se jogava para trás e recusava o leite materno, assim começamos a dar o complemento (nan sem lactose) e alugamos uma bomba de leite pois eu tirava também!!! Com o complemento nunca foi 100% calma pois tinha muitos gases e quando mamava dava para escutar o leite caindo no estômago e nunca mamou muito porém ganhava peso muito bem, fazíamos uso de label pois sempre desconfiamos de refluxo! Com 5 meses teve uma crise muito grande com choros, gases e arrotos fortes, resolvemos então marcar uma gastropediatra que ouvindo todo meu relato disse que ela teria que tomar neocate, não aceitei pois não acreditava que ela tivesse APLV achava que se tratava apenas de refluxo oculto, logo em seguida começamos a adaptaçao dela na creche e a introdução das frutas e alimentos sólidos, estava tudo certo e com 1 mês de creche ela vomitou e começou a recusar os alimentos, voltaram também os arrotos, compramos o neocate ela que já mamava pouco começou a comer menos ainda muitas vezes mama só 40 ml de leite, fico apavorada!!! Descobrimos que ela também não ganhou peso de um mês para o outro! Voltamos na gastropediatra, contamos toda a verdade que demoramos a dar o neocate pois não acreditávamos que ela tivesse APLV e sim um refluxo (sem vômitos) de uns tempos para cá elevem apresentando um chiado no nariz mais achávamos que era por conta da mudança do tempo pois tivemos uma mudança de estação. A gastro passou a endoscopia para ela e um exame de sangue!! Estou com muito medo de fazer a endoscopia!!! Peguei uma licença no trabalho mais já tenho que retornar estou muito preocupada com a falta de apetite dela! Não sei o que faço?! Me tire uma dúvida pode-se fazer teste alérgico em bebes? Como vou saber se ela ter alergia com algum alimento, ela passa o dia todo na creche, a papa de frutas é sempre com 3 frutas misturadas e ela aceitava super bem, só não ganhou peso mesmo comendo bem! Estou super nervosa, agora dando o neocate dela sem aceitação nenhuma está mamando 60ml no máximo!!! Como devo proceder?? Um bjo e sou super fã do blog!

    1. Shirley Hilgert

      Priscila, o único teste que realmente funciona em bebês é a exclusão do causador da alergia e observar se os sintomas melhoram. Outros testes podem dar falso negativo.
      Sugiro você seguir à risca as orientações do pediatra de agora em diante e ter calma para aguardar a melhora chegar. bjs

  29. Gabriela

    Oi Shirley, talvez vc seja a luz que eu tanto procuro. Meu bebe está com 5 meses, ele sempre golfou muito desde que nasceu. Tive que introduzir o LÁ desde que nasceu pois eu conseguia suprir de LM, não produzia o suficiente. Sempre teve muito gases e intestino muito preso. Tem dermatite atopica, já diagnosticado. Teve uma crise de tosse e coriza forte que está tratando com remédio de acordo com o pneumologista. Mas de 1 mês e meio para cá, tem berrado pAra mamar. A pediatra acha que tem refluxo e medicou com label e agora com motiilium. E toma o NAN AR. Melhorou um pouco mas só mama com muita distração porque se depender da vontade dele só vai 60ml. Estava desconfiada de intolerância a lactose mas lendo seus posts estou achando que deve ser aplv. Será?! Quarta eu tenho consulta com a pediatra, o que vc me aconselha a pedir para ela, qual exame? Desculpa o post longo mas estou desesperada para ver meu bebe mamando normal. Ah! Fruta ele aceitou bem. Mas continua preso mesmo comendo mamão.

    1. Shirley Hilgert

      Gabriela, tudo bem? Não há exame que identifique com clareza a existência ou não de APLV. O teste é clínico, ou seja, o pediatra pede para cortar a ingestão de leite, derivados e alimentos com traço de leite da dieta da mãe que está amamentando ou pede para a mãe que dá fórmula oferecer um leite com proteína extensamente hidrolisada ou, então, uma fórmula de aminoácidos (no caso, o Neocate). Se fazendo essas mudanças o bebê melhorar, então é APLV.
      Pelo que vc falou, está com toda cara de ser, mas não sou médica e não posso afirmar. Só quem pode confirmar isso é o pediatra. Se possível, busque um gastropediatra ou um alergologista para atendê-la, nem que seja só nessa consulta, e exponha exatamente o caso do seu filho e a sua suposição. Isso é o ideal a fazer.
      Bjs e boa sorte!

  30. Gabriela

    Oi Shirley, obrigada pela explicação. Aceitei sua sugestão e procurei um alergologista que enfatizou que não era APLV pois meu neném engorda e cresce. Mas os sintomas foram piorando neste meio tempo, com a entrada de chiado no pulmão, sangue nas fezes, conjuntivite e muita coriza que não passa. Na verdade me lembrei que ele tem este nariz trancado e regurgitação desde que nasceu. Enfim, ontem procurei um gastro e diagnosticou a APLV. To arrasada mas aliviada por saber que tem tratamento e cura. Vi no seu post que os sintomas demoram a passar, meu pequeno começou ontem com aptamil pepit e ta irritado toda hora, é assim mesmo? Pois antes ficava irritado somente qdo ia dar mamadeira, durante e logo após, mas depois passava. Tb não sei se é da conjuntivite pois não curou direito e hj ta completamente ruim os olhinhos. Desculpa o desabafo. To muito preocupada. Obrigada
    Bjos

    1. Shirley Hilgert

      Gabriela, quando o Leo tomou Aptamil Pepti ele seguiu passando mal. O Aptamil Pepti tem proteína do leite hidrolisada (quebrada em partículas menores), o que deveria agredir menos o organismo da criança. Mas, para muitas crianças, isso não funciona. Não pode ter a proteína do leite mesmo que hidrolisada, tem que ser leite sem proteína que, no caso, até onde sei, o único que é assim é o Neocate (mas isso tem que checar com um médico, não tenho certeza).
      Se so seu filho seguir passando mal, converse com o pediatra sobre a possibilidade de passarem para um leite com proteína EXTENSAMENTE hidrolisada (que não sei qual é o nome) ou para um sem proteína, com aminoácidos no lugar (que até onde sei só é o Neocate). Bjs e boa sorte!

  31. Débora

    Olá Shirley, meu nome é Débora, sou nova por aqui, aliás, aqui e em todos os demais sites. Minha filha tem 3 anos, tem APLV desde que nasceu praticamente, mas devido a uma confusão na interpretação no exame, acabei agravando a alergia dela durante os 3 anos, porque acreditávamos que era apenas uma intolerância a lactose. Não tive informação nenhuma e não tinha maiores conhecimentos sobre APLV, estou me sentindo bem perdida porque é como se eu tivesse descobrindo agora, terei que refazer toda a rotina de alimentação dela, adaptar novamente tudo. Gostaria de dar um toque a quem estiver por aqui, não confunda INTOLERÂNCIA A LACTOSE com APLV. Pois é muito diferente e pode trazer muitas consequências.

  32. Iris

    Oi, Shirley! Reconfortante ler seu desabafo! Obrigada a todos que contam suas histórias, dificuldades, vitórias, pequenas conquistas…realmente só quem tem um bebê com APLV sabe como as coisas são…
    Minha bebe tem 8 meses. Foi um longo caminho (4 meses) até o diagnóstico – os médicos não acreditavam nos meus relatos porque ela ganhava peso e no consultório seu comportamento era outro. Abraços, força, coragem, carinho e fé a todas as mamães e papais!

  33. FrAncielle

    Oiee gostaria de saber a idade do Léo quando vc começou com as papinhas e frutas tenho um filho com aplv e refluxo oculto exatamente como o Léo ele tem 5 messes a pediatra dele liberou as frutas durante uma semana e depois as papinhas salgadas mas ainda não tive coragem de dar o que vc acha ?

    1. Shirley Hilgert

      Eu dei quando o pediatra receitou, que foi aos cinco meses e meio. So cuidei para usar pratos, facas, panelas e demais utensílios novos, para evitar qualquer traço de leite. Boa sorte!

  34. Erika

    Olá, Shirley!
    Td bem?
    Sou mãe da Sarah de 3 meses e a mais de duas semanas notei que gradativamente não estava querendo mamar no peito, só estava conseguindo fazer ela mamar qdo estava com sono. Parece que está com falta de apetite, pois não chora de fome nem dor , dorme a noite toda e fisicamente está bem.

    Comentei com o gastro pediatra que acompanha o refluxo dela e ele me orientou a expluir da minha alimentação leite e seus derivados. Mesmo assim, não houve melhora.

    O gastro está suspeita que possa ser aplv e pediu para eu dar o Neocate. Desde terca-feira (02/09) ela vem tomando mas mto pouco. Na terca-feira e quarta-quarta só tomou em torno de 230 ml por dia.

    O seu filho pegou rápido esse leite? Como foi o processo de introdução?

    Entendo que tem o período de adaptação, por causa do sabor tb. Mas estou preocupada com o baixo volume que ela está tomando. Mesmo mamando no meu peito só dormindo, acho que mamava mto mais.

    Grata,
    Erika.

    1. Shirley Hilgert

      Erika, meu filho fugiu totalmente do padrão e aceitou rápido o leite sim. Mas isso não é comum. Bjs

  35. Kalynka

    Shirley, me ajuda por favor! minha bebe tem 5 meses e trata de APLV desde os 2, agora teve de novo sintomas como refluxo e irritabilidade, pois a mando da gastropediatra dela coloquei Pediasure no Leite Pregomin pepti que ela toma! pior coisa que fiz, desde então to desconfiada de tudo! Gostaria de saber qual suplemento de ferro o Léo tomou e vitaminas?

    1. Shirley Hilgert

      Kalynka, o Léo só toma vitamina D. Nunca tomou outro complemento/vitamina além desse. Beijos!

    2. Raquel

      Uma nutricionista tb recomendou pediasure, mas eu li na embalagem que tem concentrado de proteína do leite, daí não comprei e nunca mais voltei nessa nutricionista. Não tem jeito, temos que ler tudo.

  36. Ene

    Tenho uma filha de 1ano ela tem alérgia a vitamina c .
    desde de bebê ela tem muita coceira e vermelhidão nas dobrinhas , Agora comecei anotar que ela e alergica a alimentos.

  37. Mariana

    Bom dia.
    Qual exame clínico foi feito para diagnosticar a alergia? Estou testando a 5° fórmula (Pregomin) é a pele da minha filha está cheia de manchinha vermelha.
    Obrigada

    1. Shirley Hilgert

      Mariana, o exame foi de observação. O médico fez mil questionamentos, nós demos todas as respostas, e aí o diagnóstico provável foi dado. bjs

  38. maiara

    Boa noite mamães a dois meses venho trocando o leite da minha filha e nada ja tomou 5 tipos de leite e todos ela da diarréia imediata ela te 5 meses e agora minha pediatra me passo o leite NEOCATE e fui pesquisa sobre ele e e um abisurdo e nao tenho condições de compra e o pior e que o meu leite seco, alguem sabe como faço pra adiquirir ele de graça ….. me ajudem mamães..beijos

    1. Shirley Hilgert

      Maiara, aqui no blog tem um post que explica como conseguir essa fórmula de graça aqui na cidade de São Paulo. Dá uma olhada: http://www.macetesdemae.com/2012/08/como-conseguir-gratuitamente-a-formula-especial-para-bebes-com-aplv.html

  39. Amanda Soares

    Olá Shirley! Dia a dia acompanho seu blog e tem me ajudado muito. Eu e meu marido sempre sonhamos com a nossa Alice, mas o que não imaginávamos é que seria um pesadelo os primeiros meses dela. Com quase dois meses Alice começou a evacuar sague, toda vez que eu ia trocar a fralda eu gelava por dentro( não gosto nem de lembrar!) ali estava ele, sangue!!! Enfim, fomos em vários gastropediatras, exames e mais exames, ecografias, raio x, dentre outros. A Alice tinha APLV. Fiz a dieta de restrição a leite e mesmo assim ela ainda sangrava. Em um ato de despero fui ao gastropediatra decidida a parar de amamentar( sem contar a dor dos seios rachados), ele passo o Neocate, desde a primeira vez que a Alice tomou o santo leite ela melhorou bastante. Foi a primeira vez que ela dormiu duas horas seguidas, eu chorei de tanta alegria, eu que parecia uma louca que o meu maior desejo era dormir pelo menos duas horas na madrugada. Hoje a Alice está com nove meses e super bem. Só quem entende o que é um bebê com APLV é quem tem em casa um. Um beijo para você e o Léo.

  40. Iriany

    Status: lendo e relendo tudo que você escreve sobre APLV. Li, inclusive, sobre o fim da APLV do Léo. NA verdade, leio tudo que você posta, mas APLV tem sido minha vida nesses últimos dias.Tenho um filho de oito anos e outro de cinco meses com suspeita de APLV. Estou na dieta de exclusão há um mês e há dois dias ele começou a melhorar. A diferença entre meu caso e o seu é que o meu só mama no peito.
    Shirley, o que eu quero mesmo dizer é: muito obrigada por escrever sobre maternidade. Seu blog é perfeito para qualquer mãe. Me ajudou muitoooo. Se um dia pensares em acabar com o Macetes de Mãe, por favor, não o faça!

    1. Macetes de Mãe

      Fico muito feliz em saber que o blog está te ajudando Iriany!
      Muito, muuuito obrigada pelo carinho!
      Bjss

  41. Ana

    Olá!
    Li os seus posts sobre a APLV e tenho uma bebé com 3 meses que está com os mesmos sintomas, quando leio o post parece que está a descrever a minha menina. Só que os médicos não me acreditam quando lhes falo da APLV e peço o despiste porque a bebé engorda bem. Só que agora a pele dela está a ficar muito seca e a testa já está com eczema. Não sei como fazer para me levarem a sério…

  42. Aline

    Olá Shirley,
    Tenho um filho de 4 meses e há mais de um mês a hora do mamar tem sido uma luta, uma tristeza. Ele se recusa a mamar. Foi diagnosticado refluxo oculto e agora suspeita de aplv. Estou com a dieta de exclusão + neocate há 3 dias. Porém o apetite dele ainda não voltou. Só tenho conseguido dar a mamadeira com ele praticamente dormindo. Queria saber qut tempo demorou para o apetite do Léo voltar ao normal. Estou muito aflita. Adoro seu blog. Obrigada por escrever sua experiência tem me ajudado muito. Aline.

    1. Shirley Hilgert

      Aline, como faz tempo, não me recordo direito. Acho que foi bastante tempo, viu. Não foi de um dia para o outro. bjs

  43. Aline

    Oi shirley vc podia me passar o contato da erika? Estou com o mesmo pronlema dela da nao aceitacao do neocate.

    1. Shirley Hilgert

      Aline, infelzimente, nao tenho mais. :-(

  44. LILIAN

    Adorei seu depoimento. Meu filho agora está com três anos, melhorou muito da APLV que descobri quando era bebê, com um mês. Mas as vezes com algum deslize tem grandes recaídas… como a última vez, comeu brigadeiro… um mês de refluxo… Só quem é mãe que passa por isso sabe, fora as pessoas que pensam ser frescura nossa…aff Sábias as palavras de seu marido… é isso mesmo…

  45. alynne

    ola a minha historia e muito parecida com a sua, meu filho tembem e alergico a proteina do leite, sem saber comecei com o nan confor, logo depois ele ja comecou com vomito e diarreia graças a deus nao com sangue mudamos de leite e demos o nan soy, diarreia e vomito de novo ele com a penas 3 meses perdeu quase 1kg em uma semana, fizemos o exame e deu alergia a priteina do leite, tivemos que mudar para o neo advance que gracas a deus ele esta eceitando muito bem

  46. Pollyanna

    Ola! Meu filho foi diagnosticado ano passado com APLV. No início confundi com intolerância a lactose e o tratamento foi retardado. A pediatra não foi tão clara, e eu me perdi no tratamento. Hoje meu pequeno Henry tem 3 anos e sempre adoece. Os sintomas são Tosse, acompanhadas de cansaço e muitas vezes com febre alta. Fica dias sem querer comer. Ele toma leite de soja: ADES, SOLLYS. acompanhados de frutas e farinhas isentas de leite. Sofro muito e me sinto culpada.por às vezes não tomar certos cuidados.
    Não é fácil ver os nossos pequenos doentes. Quero muito que isso passe logo! a dieta pra eles é muito difícil e mexe com o psicológico, pois já entendem muitas coisas.

    1. Shirley Hilgert
  47. Nicolly Wolf

    A banana prata prende o intestino já a caturra solta .

  48. Fernanda

    Shirlei, tudo bem?
    Estou precisando de ajuda!
    Meu bebe tem 6 meses. Mamou esusovo ate 6, e eu fazia dieta de exclusao. Mss volta e meis mamava menos, vomitava, pouco gsnho peso, etc.
    agora introduzi solidos e dou Aptamil Pepti. No inicio-3 dias tudo bem. Mascele mamava 180 agora so 80, recorgita, nao aceita mais comida, dorme reclamando, e acho q esta emagrecdnfo.
    Estou com gastropediatra mas mesmo asdim fiquei desesperada, pois n melhora e so piora…
    Como jntroduzir solidos afinal numa ctianca com Aplv?
    Alguma luz por favor?
    Onrigada

  49. Vanessa

    Lendo seu relato, parece que estava falando do meu filho… Ele está com 5 meses e há 2 meses venho sofrendo com a dificuldade de amamentá-lo devido cólicas e gases na hora da mamada, além do intestino preso e o refluxo. Pior é todos acharem normal… e você fica parecendo louca, por não achar normal… Desde 6ª feira, começamos com o Neocate, até agora não vi melhora, mas sei que tenho que ter paciência. Gostaria de saber como você faz para dar o Losec Mups para ele, pois é outra luta, fazê-lo engolir aquele pozinho… rs… boa sorte com seu bebê e rezando para que tudo de certo com meu bebê também

  50. Vanessa

    Seu filho toma o Losec Mups, tem alguma dica de como dar esse medicamento sem estress? Pq estou ficando doida tentando fazer com que ele tome …

  51. maria eduarda

    Oi! Minha filha tb tem aplv… eu ainda me sinto muito insegura, pois ela tem alergias a outras coisas. Ela adoece muiiitttooo e eu me desespeero…. preciso conversar com outras maes que passam pelo mesmo problema… as pessoas nao entendem. Camila ta com anemia, dai a gastro passou uma vitamina pra ela(Protovit Plus), sulfato ferroso, zinco e provance. O zinco e o provance pra diarreia. soq que eu notei que ela esta com uns carocos no roisto e pescoco. vcs dao que vitamina C pra seus filhosd? Pode Cewin?

  52. francini

    Descobri hoje que meu filho tem APLV

  53. ROBERIA

    MINHA FILHA É APLV TEM 7 MESES E AINDA NÃO CONSEGUI A INTRODUÇÃO DE SÓLIDOS. SÓ SE ALIMENTA DE NEOCATE LCP. ESTA GANHANDO POUCO PESO E INDO PRA UM QUADRO DE ANEMIA PORQUE REAGE AS VITAMINAS (FERRO). FIQUEI CURIOSA QUANDO VOCE FALA EM HOMEOPATAS. PODE ME EXPLICAR MELHOR?

    1. Shirley Hilgert

      Roberta, eu consultei com um médico homeopata que, na época, tratou o Leo com homeopatia e ajudou bastante. Para mais esclarecimentos sobre homeopatia, pesquise no Google que tem muita coisa e outros sites podem explicar melhor que eu. bjs

  54. priscila

    Ola !
    Meu baby tem aplv e comecei a usar nele dove baby e esta empolotando ele todo na embalagen nao informa se tem leite, vc tem alguma experiencia para me ajudar… ?

    1. Shirley Hilgert

      Priscila, quando o Leo tinha APLV não cheguei a usar esse produto. Por favor, entre em contato com o SAC do produto para checar. bjs

  55. Barbara

    Que lindo depoimento como me ajudou, parabéns por poder dividir sua experiência e poder nos ajudar. Estou no mesmo barco descobri a APLV agora meu bebe com 8 meses tem sido dias difíceis pois ele não tem aceitado o Neocate. A vontade de desistir vem mais lendo seu depoimento me motivou a tentar e não desistir. Obrigada obrigada. Que Deus abençoe seu bebê trazendo logo a cura.

  56. Thayra Barbosa

    Olá. Tenho 24 anos. Minha mãe conta que tive muitos problemas com leite quando bebê. Refluxo, choros e feridas pelo corpo. Muita dificuldade. Para conseguir que o leite ficasse no meu estômago. Sempre colocava para fora. Começaram a me dar leite de cabra, e os sintomas desapareceram. Depois comecei a usar leite normal e “nunca mais” tive problemas. Na verdade acho que acostumei com os sintomas que não eram tanto. Há alguns meses, meu organismos desandou, fui na gostro e descubri que sou alérgica ao leite. E estou nesse dilema também. Sempre senti os sintomas, so que nao me encomodavam tanto (gases, refluxo, coceiras moderadas e vermelhidão na pele.) são coisas que podem acontecer e que voce acaba tratando cada coisa como um caso diferente. E foi passando até que não deu mais. Hoje sinto muitas cólicas intestinas e diarreias frequentes. Arrepios e suor quando como chocolate (alto índice de leite). Enfim… Só queria pedir para que cada mãe não pense que um dia seus filhos vão poder voltar a introduzir o leite normalmente. Talvez até consigam, mas fiquem de olho, porque pode voltar a tona e com mais intensidade. Não culpo minha mãe (só fiquei sabendo desses acontecidos de infância a uns dias atrás) de maneira alguma. Assim como vocês querem acreditar que isso vai acabar, minha mãe também acreditava.. Mas acho que mais cedo ou mais tarde pode voltar. Como foi o meu caso depois de 24 anos. (Lembrando que sempre sentia e achava que era normal, porque acabei me acostumando com os problemas e achando que nao era nada.de mais.
    Boa sorte para as mamães e fiquem de olho nos seus filhos. Porque uma alergia é para a vida toda. Alguns com maior intensidade outros menor.

  57. Annanda

    Entendo perfeitamente! Meu filho também tem APLV… Alguma mãe que dá neocate e o filho após mamar vomita????? Ele tem refluxo também, toma losec mups… Constipação com peg 4000…. E agora deu pra vomitar após o neocate, e detalhe que ele já está com o neocate há mais de 4 meses e agora em menos de 1 mês começou com os vômitos após o neocate… Alguém na mesma situação????

  58. Luciana

    Annanda, não sei se você verá meu post, mas caso veja, por favor me diga como resolveu o problema do vômito após o neocate. Meu bebê tem 3 meses e está vomitando muito depois de tomar neocate. Mesmo mamando super pouco ele ainda vomita, tanto que eu preciso até trocar de roupa (a minha é a dele). Vou pedir a orientação do pediatra também, mas como li seu relato, gostaria de saber como foi que resolveu. Muito obrigada!

  59. Maíra

    Olá! Sempre leio o blog e gosto mto! Meu filho tb tem aplv, tem quase 5 meses agora. Lendo seu depoimento me identifiquei demais! Ele tb tem refluxo oculto, e toma losec mups e label. Conseguimos parar no Pregomin pepti, e ele melhorou mto! Logo mais começo com os alimentos, e a pediatra me orientou a primeiro dar papinha salgada, para depois introduzir as frutas… Estou na expectativa assim como vc estava! Estou torcendo mto para q ele aceite bem!
    O seu filho sarou?

    1. Macetes de Mãe

      Olá, Maíra!
      Obrigada pelo carinho!
      Faça tudo direitinho que vai dar certo :)
      Simm! Aqui nesse post eu falo sobre: http://www.macetesdemae.com/2014/03/aplv-acabou.html Espero que te tranquilize.
      Bjs

  60. Aline Sodré Greff Karwatzki

    Faze difícil essa, mas passa . Minha finha foi diagnósticada tardiamente com 1 ano e 1 mês. Mas desde 17 dias de vida sendo investido diagnóstico. Mamava com muito custo 30 ml uma crianças de 1 ano😱. Risco de sonda gástrica para aumento de peso. Lutei… E muito mas consegui. ELA NÃO PRECISOU USAR SONDA 😅😰UFA! Foram 3 anos de luta , 3 anos de altos e baixos . Vencemos Aplv e hoje com 7 anos minha filha nem sonha por quantas coisas passamos juntas em hospitais internações. Graças a Deus tudo passou e hoje ela esta bem . Desejo força a todas as mamãe de APLV e esperança que um dia a cura chega 🙏

  61. Gabriela

    Achei muito maravilhoso seu post! Minha bebê teve somente até os 5 meses e sei como é duro esse sufoco! Acho muito legal quando leio relatos que falam a verdade sobre a maternidade! Nos desesperamos muitas vezes e nos lembramos constantemente que precisamos seguir em frente!!! Muita sorte para vocês! Que o seu pequeno supere isso rapidamente e que vocês tenham sempre muita força e paz no coração! Estou na torcida! Bjos

  62. Roberta

    Olá Shirley!! Estou com um problema com meu filho de 4 meses mto parecido com o seu. Vc é de sp? Queria o contato do gastro Q solicitou esses exames da esofagite pois, apesar do meu bb estar há quase 4 semanas tomando neocate, ele apresentou melhora das cólicas mas agora apareceu uma dor diferente! Ele berra de chorar e não há posição Q melhore seu desconforto! Já chorei junto várias vezes! A gente está acompanhando com um gastro, mas queria outra opinião… Se puder me enviar o seu… Muito obrigada!

    1. Macetes de Mãe

      Olá, Roberta!
      Enviei o contato para seu e-mail. Melhoras para o pequeno.
      Bjs

  63. DEBORA

    DESCOBRI QUE MINHA FILHA TEM ALERGIA NO 7 MES DE VIDA DELA, NEM SABIA SE EXISTIA APLV, ELA TEVE UMA DIARREIA COM SANGUE QUE DUROU 10 DIAS, E SO ASSIM FOI DIAGNOSTICADA PELO PEDIATRA AINDA NÃO CONSEGUI LEVAR ELA NO GASTRO POIS MORO NO INTERIOR E SO TEM NA CAPITAL, TO SEM CHAO MINHA FILHA TA COM UMA ANEMIA QUE JA DURA SETE MESES E VITAMINHA NENHUMA VAI LÁ, TO NA FASE DO SEM CHÃO, DESESPERADA, ACHO QUE TO A BEIRA DE UMA DEPRESSÃO, MINHA FILHA SOFRE MUITO COM ISSO E EU JUNTO COM ELA.

    1. Macetes de Mãe

      Olá, Debora!
      Te desejo boa sorte. Vai dar tudo certo! Aqui no blog tem vários posts sobre APLV, alguns podem te ajudar a amenizar.
      http://www.macetesdemae.com/categoria/aplv
      Espero que ajude!
      Bjs

  64. Vanessa leites

    Bom dia shirley . tenho uma bebe de 2 meses que nasceu prematura de 35 semanas. Não tenho quase nada de LM e consigo dar 1 vez no maximo duas vezes no peito. Quando coloco bo peito ela chora e se joga pra traz e não quer mamar mas na mamadeira mama super bem e nem apresenta desconforto. Só que ela tem muitos gases e solta bastante pum mas a barriga ta sempre cheia de gases. Ela dorme super bem tanto de dia quanto de noite no maximo geme um pouco e faz forca. Ela gorfa poico , normalmente quando faz pouco tempo que mamou w fica fazendo forca pra soltar pum. Ela quando estava mamando mais LM evacuava todos os dias porem agora que está com LA ela demora dias pra evacuar mas quando faz é pastoso. O coco é verde com sementinhas porem como ele a toma o nam supreme linque é normal por ser rico em propioticos. Agora dez vez enquanto aparece uma alergiaxinha tipo umas bolinhas pequenas branquinhas ou levemente avermelhadas no rostinho e pescocinho e a pele fica ligeiramente grossinha. O medico levantou a suspeita de Alpv porem esses tbm são sintomas comuns dos primeiros meses dos bebes. Estou bem apreensiva pois essa dúvida esta me matando. Eu acredito que não seja Alpv pois apesar dos sintomas que relatei ela é um bebe super calmo que mama e dorme super bem e não tem e nem teve nenhum episodio de choros inconsoláveis nem cólicas. Queria muito a sua opiniao como mae! Desculpa ontextao (amonseu blog).

  65. Danielle

    Tudo bem?  Parece que estou lendo os meus próprios relatos. O meu Davi está com 3 meses e descobri que ele ia fazer 2. Meu filho primeiro começou com um refluxo muito forte de sair leite pelo nariz, pele do rosto com carocinhos, sentia muita cólica se contorcia até que surgiu uma assadura que só foi aumentando,  recorri a vários médicos pq o bumbum ficou em carne viva e ele tinha uma diarréia forte eu usava em torno de 16 fraldas por dia.
    Ele usou 12 tipos de pomadas diferentes, os médicos acharam que era candidiase . Eu mesma levantava essa hipótese para os médicos que diziam que eu estava errada e que precisava ingerir alimentos com leite por causa do peito,  eu por minha conta fui retirando tudo, até que fui a uma alergista e implorei p passar os exames. E foi certinho meu medo era verdade,  a princípio ela mandou dar o neocate e parar de vez com o peito. Chorei em 2 dias o que não chorei em 2 anos. Pq meu bebê gritava querendo o mama, não aceitava o neocate, aí fui a gastro pediatra que me acalmou e me colocou na dieta para continuar amamentando. O Davi não se adaptou muito bem ao neocate , teve muita cólica, vômito e muita prisão de ventre, comecei a dar o aptamil pept está se acostumando , só quem passa por isso sabe como é  difícil,  dolorido. Pq nos sentimos inúteis ao ver nossos filhinhos sentido tantas coisas e não podermos fazer nada de verdade.

Deixe seu comentário