A primeira noite de amor no pós-maternidade (para rir, ou chorar, o que vocês preferirem!)

Há um tempo atrás li um texto cheio de melosidades no qual dizia que, por um tempinho (ou tempão) no pós maternidade, os casais não se encontram, não namoram, não trocam carícias e nem fazem juras de amor (até aí tudo certinho). Mas que aí, numa linda madrugada, entre uma troca de fraldas e outra, entre uma sessão de dar de mamar e outra, o marido e a mulher se vêem. E, após terem cuidado carinhosamente do bebê juntos, o marido pega na mão da esposa, a conduz até o quarto do casal e lá ambos voltam a se enxergar como MARIDO e MULHER, e não só como pai e mãe.

Aqui, nesse ponto exato do devaneio, preciso fazer um parênteses: Gente, dá licença, mas isso não existe! É lindo, enche os olhos da gente de lágrimas, mas é a mais pura conversa pra boi dormir!!! Queria eu saber em que casa de que planeta esse negócio lindo e inspirador aconteceu. Porque, o que a gente está acostumada a vivenciar nos lares de gente real e que paga conta no fim do mês é mais ou menos o seguinte:

O marido e a mulher não se encontram no quarto do bebê, eles tropeçam um no outro naquele espacinho minúsculo e cheio de tranqueiras, e não cuidam do bebê juntinhos, como se essa fosse uma tarefa que normalmente é dividida. O que acontece é que a mãe se descabela para cuidar de tudo enquanto o maridão fica ali do lado, dando apoio emocional e distribuindo pitacos. Quando muito!

E essa, de que ele pega na mão da esposa e a conduz para o ninho de amor deles, também é piada. Porque depois de todo o período da quarentena, que em muitos casos vira uma noventena, mais o tempo que o pobre coitado do marido ficou na seca, no fim da gravidez (e quando é só no fim ainda está ótimo) ele quer mais é arrancar a mulher pelos cabelos daquele quarto e arrastá-la para a cama como na época das cavernas. A verdade é essa. Nua e crua.

E esse negócio de romance na época das cavernas não fica só por conta do maridão, que deu um vem-cá-minha-nêga na esposa. A doce esposa também já é quase uma reencarnação de uma aborígene, já que a última vez que o corpicho da pobre viu uma depilação foi quando essa estava se preparando para o parto. Então, nesse quesito, até que o casal combina. Ele com aquela fome de caça e ela só faltando vestir uma roupinha de pele de algum bicho, porque o cabelo e o cuidado com a pelaiada do corpo é do tempo que surgiram as primeiras pinturas rupestres.

E é nesse clima de dá ou desce que a coitada da mulher, varada de sono, caindo pelas beiradas, resolve que não dá mais para enrolar e cede aos “encantos” do seu esposo. E ambos caem na cama (bom, ela cai mesmo, feito uma pedra, tamanho o sono) e se entregam a uma voraz noite de amor. Sim, é isso que eles juram que vão fazer, afinal, já que estão ali, que curtam o momento. Mas é óbvio que o fofinho do quarto ao lado não deixa. É só o maridão colocar a mão em cima do peito da esposa que parece que o inocente serzinho, que até então dormia placidamente, começa a se acusar. E ele grita tão desesperadamente que até parece que ele também tem a sua própria babá eletrônica e que está acompanhando tudo e tendo aquela reação insana porque precisa defender a sua única fonte de sobrevivência: “Esse peito é meu, tira a mão daí! Esse tu já perdeu, playboy!” (certeza que é algo como isso que ele tenta expressar!). Bom, nem precisa vir o segundo grito. Já no primeiro a mãe está de pé e o pai foi arremeçado contra a parede. A mãe sai correndo do quarto, como se estivesse indo tirar o filho da forca e não do berço, e nessa de acalmar a ferinha passa algo em torno de uma hora. Ou duas, ou três. Ela nem sabe mais.

Bom, mas ela volta. Apesar daquela incursão ao quarto ao lado parecer uma eternidade, ela está de volta. O maridão, que aproveitou esse intervalo para descansar, já está a postos e o embate reinicia. Dessa vez, o bebê dá uma folga e brincadeira parece que vai rolar. Mas só parece, porque, quando menos se espera, eis que ambos sentem uma umidade fora do comum (e que não vem do lugar que costumava vir). Depois de uma breve investigação, percebe-se que a novidade é, nada mais, nada menos, que o peito que resolveu vazar. Sim, porque é só ele não ter que fazer isso que ele resolve fazer. Até mãe que tem pouco leite, que sofre para arrancar míseros 10ml usando a tal da bomba de sucção, nesse momento parece que é agraciada com o dom divino da multiplicação do leite. É um tal de pinga, escorre, espirra, jorra, que ambos resolvem enfiar uma fralda dentrou do soutien e deixar aquela área resguardada para uma próxima expedição.

Bom, mas nem tudo é tosco nessa primeira noite de amor. Pelo menos, o quarto está à meia luz e toca ao fundo uma música calma e relaxante. Tudo obra divina da babá eletrônica, que está ligada, emitindo aquela claridade típica dela e transmitindo os lullabies que tocam na caverninha situada há poucos metros.

E mais uma coisinha, antes que eu esqueça e que vocês venham dizer que eu não avisei. Vocês viram que no parágrafo acima eu falo em PRIMEIRA noite de amor? É isso mesmo, minha gente. Essa noite é como a primeira, aquela primeirinha lá da adolescência, que você nem lembra mais quando foi, como foi e com quem foi. Mas não é pela empolgação, pela curiosidade, pela ansiedade e pelo amor juvenil que fervilhava em vossas veias. Mas pela dor filha da puta que você irá sentir nas suas entranhas quando houver a consumação do tal ato que vocês já estão tentando há quase três horas. Sim minha amiga, depois do parto, seja ele normal, natural, cesáreo, sentado, dentro da água ou o escambau, doi pra cacete para fazer sexo de novo. Eu achei que essa dor mala fosse só para quem teve parto normal, mas já faz um tempinho que descobri que não. Que tudo ainda está tão reivirado lá por dentro que vai doer para todo mundo.

Enfim, isso é mais ou menos como as coisas no terreno afetivo e sexual voltam funcionar depois do nascimento de um bebê. Claro que essa desgraceira toda passa, que a questão do sono aos poucos vai melhorando, que você vai conseguindo tempo para ir no salão e fazer uma depilação, mas isso não costuma acontecer de uma hora para a outra. Por isso, se você anda se sentindo a última das criaturinhas das cavernas porque a sua libido ainda não voltou e a sua vida sexual parece mais um fim de feira, relaxe. Garanto que não é só no seu harmonioso lar que essa situação acontece.

Com o tempo as coisas voltam ao normal, sejam as coisas físicas, emocionais ou transcendentais (mesmo! verdade! eu juro!), e vocês vão estar de novo curtindo e treinando para fazer o próximo baby tão fofinho e gostoso quanto o primeiro.

Em tempo:

  1. Desculpem o uso de palavras de baixo calão. Mas esse texto não teria o mesmo gosto se eu ficasse com papas na língua.
  2. Só para esclerecer: isso aqui é um relato irônico e exagerado, que mais do que traduzir a realidade serve para arrancar algumas risadas. Então, como já dizia a célebre frase da nossa querida Marta Suplicy: relaxe e goze! O negócio é difícil mas não é impossível.

Leia outros textos similares:

E ainda tem gente que acha que mãe não faz nada
Um breve relato (ou não tão breve assim) do que é sair de casa com um bebê
Loucuras e gafes pós maternidade

106 comentários

  1. ana amelia

    pode achar simplesmente perfeito???? exatamente assim …. rsrsrs … ainda bem que a minha fase já passou … e duas vezes!!!
    o blog é ótimo! parabéns!!!
    bjo, ana amelia

    1. Obrigada!!!!! Beijos! :-)
      Shi

      1. Aninha L. L. C. Kiyohara

        Shirley, Gratidão pela sinceridade e estímulo! Me Vi em muitos trechos.
        Inspirador.
        Faz a gente se sentir humana e ver q é normal passar por isso. O velho mantra: Tudo passa!
        Beijões.
        E ainda em tempo: somos um casal q lê muuuiiittooo seu blog. Vc é demais de boa escritora!!!!

  2. Beautiful Sky

    kkk praticamente me vi nesse post,muito bom .

    1. Obrigada! Beijinhos.
      Shi

  3. kkkkkkkkk rachei o bico de rir, é assim mesmo!! fora o fato de que a gente tá meio seca lá embaixo, sabe-se lá pq (das minhas duas filhas foi assim)…a parte da “pelaiada” eu me vi ali amiga, muito bom! E do peito tb, no meu caso não é pinga-pinga, o maridão pegou logo uma esguichada que literalmente apagou o fogo dele, kkk, peito bombeiro! Bjos, adorei o post de hj!

    1. Verdade, esqueci da parte da secura. kkkk!
      Beijos!

  4. Thalita

    Esse negócio de que a mulher CEDE aos pedidos do marido é bem machista. P**, mesmo com sono, cansada, consumida pelos cuidados com o bebê, mulher tb tem desejo.
    A parte da dor na penetração infelizmente é verdade. Mas minha obstetra tinha avisado: usa vaselina, que vai parecer que tem areia lá. E mesmo com a vaselina parecia areia mesmo. Um terror!

    1. Pois é, logo que o negócio começa a rolar de novo leva um tempo até voltar ao normal e ser tudo de bom como era antes. Mas com o tempo, tudo se encaixa! :-)
      Bjs

  5. Anonymous

    Tudo verdade!! Ri muitoooo !! e já estou me preparando pra viver isso de novo! Também me vi no esguicho de leite! Detalhe, eu tinha comprado uma camisola lindaa! preta e com rendas e tralalá, que acabou adornada pela fraldinha pra conter a esguichada! Muito bom esse post!!

    1. Ahahahaha! Ótimo o seu relato.
      Beijos!
      Shi

  6. KatyFiuza

    haha…isso me lembra essa musica aki…

    Quando As Crianças Saírem de Férias
    Roberto Carlos

    Quando chego em casa eu encontro Minha turma esperando sorrindo
    E lá vou eu de xerife ou de homem do espaço No seu mundo esquecer o cansaço E o tempo vai.

    Bem mais tarde o calor do seu beijo Me envolve em amor e desejo
    Mas o nosso amor Não vai longe um deles lhe chama
    Ele quer companhia e reclama E você vai E assim nosso tempo se passa
    quando você retorna sem graça e eu me aborreço.

    Novamente o calor do seu beijo Nos envolve no mesmo desejo
    Mas o nosso amor Dura pouco um outro agora
    Põe a boca no mundo e chora E você vai
    Outra vez você volta sem graça E outra parte do tempo se passa
    E eu me aborreço.

    Novamente o calor dos seus braços Me acende e eu esqueço o cansaço
    De esperar a história é sempre assim Já um outro chamando por mim
    E lá vou eu E assim outra noite se passa quando eu volto e fico sem graça Você já dormiu.

    Quando as crianças saírem de férias
    Talvez a gente possa então se amar
    Um pouco mais.

    desculpem o tamanho do comment, mas eh pra a gente saber que isso acontece ate com “o cara” rsrsrrs

    1. Adorei a música! Chorei de rir!
      Bjs
      Shi

  7. Livia Scannavino

    Bem que eu avisei que a gente ficava “virgem” de novo… ÓTIMO O RELATO!!!! Como sempre adoro ler o que você escreve! Sou sua fã incondicional…..Bjs

    1. Sogrinha, valeu pela dica. Tenho que confessar que lembrei de vc na hora H justamente por esse aviso que vc me deu. Seu filho que deve estar querendo morrer com esse meu texto. Ahahahahah!

  8. Iana Lara

    kkkkkkkkk
    Adorei seu relato!!
    o que a gente pode fazer além de rir disso tudo?
    Td passa e as memórias gostosas ficam
    :D

    1. Ainda bem que passa, né!
      Bjs

  9. Mãe de 2

    Kkkk, td bem verdade! Acabei de passar por isso… trágico!!!

    1. Pense que passa! Isso consola.
      Bjs

  10. Julia Sader

    ADOREI! hahahaha Me vi totalmente nisso ai!!!!

    1. kkkk! A maioria das mulheres anda se identificando. Ainda bem que não somos as únicas. :-)

  11. Lucia

    morriiiiii…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    perfeito texto, bem isso msm…rs rs

    seu blog cada dia melhor, seus textos mais incriveis, excelente, passo aqui todo santo dia, é como um remedio p meu extremo cansaço e preocupações de mãe…

    1. Lúcia, que fofo seu comentário. Amei!
      Super obrigada pelo carinho.
      Bjs.

  12. Sofia Liardo.

    OAIEOAIOEIAOIEOAIEOAIOEIAOEIAOEI

    EXATAMENTE ISSO !!!!
    Fui 5 vezes pior que a primeira vez, isso porque eu tentei umas 4 vezes antes do fato ser consumado, e depois do serzinho inofensivo enlouquecer umas 5 vezes no berço…

    1. Ahahaha! E a gente volta a ser virgem! kkk!
      Beijos e obrigada pelo seu depoimento, Sofia!
      Shi

  13. Anonymous

    A minha “primeira vez” já foi mas ainda passo por isso toda vez que eu e meu esposo tentamos alguma coisa.Minha pequena faz nove meses dia 21/03 parei de amamentar faz um mês e eu ainda estou com “secura” comecei a usar dois remédios agora Colpotrofine e estrogenos conjugados naturais, vou usar por um mês depois volto na Ginecologista..espero que faça efeito.Beijos Amo demais seu blog nossos babys tem mais ou menos a mesma idade e passamos pelas coisas do universo materno ao mesmo tempo é bom sabe que não estou sozinha

    1. Anonymous

      Obs: ela faz 10 meses dia 21/03.Beijos

    2. Oi! O Léo faz 10 meses no dia 22/03. Eles tem quase a mesma idade MESMO! Que legal!
      Espero que a minha experiência, compartilhada aqui, esteja sendo útil.
      Obrigada pelo depoimento.
      Beijos!

  14. Tatiana Cali

    SIMPLESMENTE FANTASTICO !!! To que nao me aguento de tanto rir …. Perfeito !!! Agora, apenas uma ajudinha pra galera que esta passando por isso … Hoje existem cremes a base de agua, bem mais agradaveis e eficientes do que vaselina, como por exemplo o KY gel e similares. Parabens por nos fazer dar boas risadas com nossa tragica e comica historia … rs. Bjs, Tatiana.

    1. Obrigada por estar aqui de novo, querida! Beijos
      :-)
      Shi

  15. Mayatividaderosa

    Conheci o blog nesta madrugada e apaixonei …Este post está maravilhoso.
    Apesar de estranho eu comentar isso, chega a ser engraçado fugir à regra… Tenho uma filha de 17 meses e estou grávida de 5 meses.
    Com um mês de pós parto( cesárea)entramos em ação numa boa, sem dor, sem choro da filhota, sem dramas, sem gel e com todo romantismo/prazer do começo da relação. Resta saber se o pós parto do meninão será a mesma coisa….

    1. Ahahahah! Eu também conheci vários blogs maternos nas madrugadas que passei em claro! Vários sigo até hoje. Viraram vício!
      Obrigada por dar seu depoimento.
      Beijos!

  16. Mariana Couto

    Hahahaha

    Adorei saber dessas coisas meninas estou com 6 meses da minha primeira filha e ate agora não rolou nada de baixo libido com a gestante aqui não, mas confesso q tenho um medinho com essa “primeira vez”. Ah mais pessoas deviam contar sobre isso pq ou só dizem coisas lindas e românticas ou hiper trágicas, mas do sexo q é bom ninguém diz pras gestantes rs.

    Parabéns adoro o blog

    1. Mariana, obrigada! Fico feliz que você curta o Blog. Aproveite para pegar várias dicas e se preparar para a chegada do baby.
      Beijocas!
      Shi

  17. Caru

    Kkkkkkk adorei!!!! Perfeito seu blog eh o máximo adoro suas dicas e comentários parabéns bjos

    1. By Shirley Hilgert

      Caru, obrigada!!! :-)
      Beijinhos

  18. Luciane

    Ontem achei o seu blog procurando dicas para compras nos EUA…ví que tem inúmeras informações e hoje lendo esse texto com meu marido, estamos morrendo de rir. Tirando que ele é um paizão super participativo, o resto é exatamente o que estamos passando. Meu baby acabou de completar 3 meses. Parabéns pela forma leve de escrever…aliás, poderia escrever um livro. Tenho certeza que faria muito sucesso. Já vou indicar o seu blog para 4 amigas que estão grávidas. Com tantas dicas legais, vou acompanhar regularmente o seu blog. Parabéns e obrigada pelas informações.

    1. By Shirley Hilgert

      OI Luciane, tudo bem? Fico super feliz que você curta o blog e que esteja indicando-o.
      Na verdade, sempre sonhei em escrever um livro, mas nunca soube exatamente sobre o que. Mas quem sabe, esses textos bem humorados não acabam virando o embrião para uma coisa mais “profissional”. Vamos ver! :-)
      Beijos! Obrigada pelas carinhosas palavras. Fiquei muito feliz! :-)

  19. Núbia

    Muito bom o texto! Mas deixa eu tranquilizar algumas mulheres grávidas que possam vir a ler os comentários e estão morrendo de medo dessa tal segunda primeira vez.

    Sei que é habitual acontecer o que foi escrito aqui, mas felizmente algumas mulheres têm maridos maravilhosos que, sim, cuidam tão bem do bebê como elas mesmas e que seus bebês deixam a mamãe se divertir com o papai! Graças a Deus até agora tem sido assim comigo (2 meses depois do parto cesáreo).

    A primeira vez depois do parto aconteceu exatamente passados 50 dias. Depilação foi feita pra esse evento, nada de dor de operação ou cansaço… Estava me sentindo ótima – e morrendo de vontade! Lubrificada ao extremo, e isso desde uma semana depois do parto.

    O único incômodo que passei foi o da dor na hora da penetração. Parecia quase uma primeira vez… Aquela cuja dor vai passando à medida que a vagina se acostuma com o contato e entrada do pênis.

    Inesquecível? Também! Maravilhoso? CLARO!

    1. By Shirley Hilgert

      Núbia, tudo bem? Obrigada por compartilhar sua experiência. Com certeza, esse texto foi bem exagerado e mostra só um lado, o que é o mais comum. Mas é claro que tem experiências fantásticas, pais incríveis (meu marido, graças a Deus, é um deles), e noites de amor que ficam bem longe dessas.
      Beijos!

      1. Tamires Miranda

        Isso é assustador!!!!
        Estou com 30semanas, mãe de primeira viagem e não vejo a hora da minha filha nascer pra “dar” loucamente pro meu marido kkkkkkkkk
        Ele é um fofo, cinseguimos manter a relação sexual até agora lógico que a frequência não é a mesma nem de longe por N motivos mas perto de tudo q leio e alguns relatos, estou no lucro. Rsrs
        E sinceramente nem pari ainda e ja conto os dias p termino da quarentena.
        Ler o comentário da Nubia deu um certo alívio, mas tudo isso me deu medo kkkk

        Adoro o blog e tdos os seus textos.
        Bjos

  20. Anonymous

    Muitooooo bom! Compartilhei com todos do meu trabalho!!
    kkkkkkk

    =*
    Ana Paula

    1. By Shirley Hilgert

      Ehehehe! Obrigada! Bjs

  21. Anonymous

    kkkkkkkk foi a cópia fiel do que estou vivendo!!!!!!!!rsrsrsr muito bom mesmo!!!minha filha esta completando 4 meses e agora que tenho tentado ao ‘retorno’!!!! bjs

  22. Clá

    Descobri o blog hoje e achei fantástico!
    Esse post aqui me deu arrepios, tenho pensado no dia da minha nova vez…..minha noventena precisa ter fim, para o bem geral da caverninha mor!
    Vamos ver o que rola!

    1. Clá, que bom que você gostou! Boa sorte aí no fim da noventena. kkkk! Bjs

  23. Aline Venceslau

    Conheci o blog agora e adorei!!!
    Adorei esse texto. Tenho um bb de 3 anos e um bb de 2 meses e é exatamente assim que acontece. rsrsr
    Bjs
    http://www.maenavidareal.blogspot.com

  24. Rose

    enfim, alguém teve a coragem de escancarar……rsrs… o bom, é que podemos dividir e perceber q não fomos as únicas…rsrs… somos normasi! ufa!!! rs

  25. Jaqueline

    Meu Deus já estou imaginando tudo isso comigo, daqui a alguns meses! rsrsrs

  26. Gabriela

    O seu blog é simplesmente PERFEITO!!! Me identifico com vários das situações que você descreve: a dificuldade na amamentação (chorei muito qdo li o seu texto); o lado B da maternidade que ninguém fala e agora esse sobre a primeira noite de amor (no meu caso foi a primeira manhã rsrs), na qual quase morri de dor e já estava me preparando pra ir me consultar com o ginecologista, pois achei que tivesse alguma coisa errada comigo (ninguém me avisou que iria doer tanto!!!). Enfim, parabéns e obrigada por compartilhar conosco suas experiências!

    1. Shirley Hilgert

      Gabriela, que bom que você está gostando! Fico muito feliz! Dê sempre uma passadinha por aqui. A casa é sua. :-)
      Bjs

  27. veronica mourão

    Me acabei de tanto rir!!!terei meu 3°filho na sexta dia 10/05.Seria trágico se não fosse cômico,ainda bem que eu e meu esposo temos bom humor,o que ajudou bastante nessa noite ou dia(do meu 1°filho foi de dia mesmo) tão esperada!abraços.

  28. Nancy Alves Dias

    kkkkkkkkkk, ri muito…… Parabéns, seu blog é maravilhoso, estou adorando…. bjs

  29. Anonymous

    É bem isso,depois de uns 10 meses volta “ao normal”, dependendo do horario tem q ser na sala msm, pois o filho está no meinho, vc sempre senta/deita em algum brinquedo ou mamadeira, no meio do clima, para lembra q não são apenas vcs dois, e agora q o meu filho começou a abrir porta, alcança a maçaneta, que medo dele nos peqgar, quero saber como os antigos tinha um filho por ano, rsrsrsrs vai ver q era a falta de tv…

  30. Lidyana Trindade

    Adorei seu blog … descobri ele ontem a noite meio desesperada para conseguir meu filho de dois meses dormir. Parabéns,seu blog me faz sentir mas calma ..bjs

  31. Simone

    Verdade Verdadeira!!! Ri muito! É bem assim mesmo… E a “primeira vez” que toda mulher deseja ser uma “única” vez, acontece de novo. Pior é quando o casal se programa, passa o dia imaginando a looonga noite de amor e é justamente no dia que o bebe dá uma canseira danada nos dois. E a noite, dormir!

  32. Viviane

    É isso mesmo! Pena não ter encontrado esse texto antes, kkkkkkk

  33. Claudia

    Amei!!!! Muito bom!!! Ri demais…. Lembrei como foi há dois anos atrás….RSRSRSRS….Parabéns pelo blog! Adoro as dicas e o humor dos textos! Bjos

  34. Cris Souza

    Você é muito bem humorada, Shirley! Delícia o texto!

    Nada a ver com a minha realidade, mas excelente, pois sei que reflete a realidade para muitas mulheres. Diria até que para a maioria.

    Vou te mandar um email. Entrevistá-la para uma matéria no meu site, se você aceitar é claro. Conversamos.

    Na minha opinião o seu site/blog é o melhor sobre maternidade que temos na atualidade. E o grupo de discussão do face, um dos poucos que realmente está para trocas e informação e não doutrinamento e agressão. E estou pesquisando sobre isso no momento, visitei muitos espaços e conversei com várias mães.

    Sucesso! Você merece! É perceptível que ama o que faz! E que faz com respeito.

    Grande beijo! Tornei-me fã do seu trabalho.

  35. Mônica

    Eu ri muito com este post. Mas a parte em que diz que é um relato exagerado eu discordo. Acho que é um relato muito real. Engraçado e trágico ao mesmo tempo. Mas muuuuito real.
    Adorei e parabéns pelo blog. Acompanho e gosto muito.
    Abraço

  36. Erika

    O negócio eh desse jeitinho mesmo.. eu conto pras amigas que não tem bebê e elas acham q tô d zoação… rss

  37. Yara

    Adoro esse blog, me identifico muito… parabéns bjs

  38. Talita Alvarenga

    Ri muitíssimo!!! Me identifiquei até com a luz da babá eletrônica. Tirando o fato que meu pequeno não me interrompeu o restante é a minha história também. E doeu muito!!! Mais do que da 1ª vez. Meu parto foi normal e achava que era por esse motivo. O alívio é que no meu caso cada vez era melhor que a última até que agora (4 meses após o parto) voltou a ser excelente!

    Este blog é fantástico!
    Parabéns!

  39. Vanessa

    Nossa ri muito! Depois que meu baby nascer, volto pra contar! Bjs.

  40. Bruna

    Muito legal e verdadeiro. Ri mtooooooo….

    bj

  41. Karla

    Genteeee. perfeito!!! Parabéns! Acabei de conhecer seu blog agora. Meu bebê tem 4 meses. Bjos

    1. Shirley Hilgert

      Obrigada!!!!!!!! :-)

  42. valquiria

    Perfeitas suas colocações ri muito hoje é claro, pq quando aconteceu foi um estress total, mas passou e realmente ficaram só as lembranças boas!Parabéns pelo seu blog!

  43. Lidi

    Este texto é muito bom! Relata exatamente como as coisas funcionam.

  44. Daphne

    Se eu tivesse escrito sobre a minha realidade não éra tão perfeito! Kkkk. Ou é pra chorar? =P

    Bjos.

    PS.: tem um “arremeçado” no texto, troca lá por “arremessado”! ;)

  45. Patricia

    Muito booom!!! Me acabei de rir!!!
    Mas estou até com medo da minha “primeira” vez, até porque vai demorar beeem mais que o normal para acontecer, porque estou gestante de 16 semanas e proíbida de sexo total por causa da minha placenta estar muito baixa… Que dó do maridão que vai ficar na “seca” por muito tempo ainda…kkkkkk

  46. Maria Olívia

    Simplesmente perfeito! Tive crise de riso sozinha na parte de vazamento de leite e babá eletrônica como “trilha sonora”! kkkkkk

  47. Francieli Andrade

    Esse Blog é tudo de Bom !!!

  48. Maira

    Morri de rir… Vc escreve realmente bem! Como disse, é um relato comico e exagerado!!! Mas vou deixar o meu relato de esperança pra quem ainda não passou por isso!!!
    Meu corpo voltou rapidamente ao que era antes, e me senti super bem quando vi o desejo de volta aos olhos do meu marido. Existem bebes quietinhos, que dormem bem e não acordam mesmo quando escapa um gemidinho um pouco mais alto, mesmo dormindo no mesmo quarto dos pais!!! O meu é assim, nunca atrapalhou nem interrompeu nenhuma das nossas “noites de amor”!!! Rssss
    E eu nunca tinha ouvido falar desse negocio de doer, vc fica meio apreensiva, mas não doeu nada, e olha que a seca do marido nem o permitiu ser um principe encantado de delicadeza… Kkkkkkk Então, acho que posso dizer que não é pra todo mundo que vai doer. Eu tive cesarea e só incomodou um pouco na região sensivel da cicatriz, mas só e olha que nem esperamos esse negocio de quarentena! Eu estava me sentindo bem, comigo, com o meu corpo, que sinceramente, estava bonitinho e depiladinho (menos em cima da cicatriz, claro).
    Pra quem ainda não teve o bebe: Calma!!!! Eu não vivo descabelada, meu bebe nunca me fez passar uma noite em claro, eu e meu marido viajamos com ele, vamos a restaurantes, tudo quase normal, a diferença é carregar o bb e a malinha dele junto.
    A maternidade não precisa desestruturar sua vida é só continuar seguindo ela, sem desespero, sem se descabelar!!!!! Eu sou a favor disso!!!
    Bjão imenso!!!

    1. Priscila

      Hahaha…. muito bom!!! Muito verdade mesmo… Adoro seu blog, sempre muito útil e engraçado. Bjos e sucesso!

  49. Cibelly

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… quase morri de tanto rir!!!!

    Estou grávida de 29 semanas e fiquei imaginando minha nova “primeira vez”, aliás que nunca tinha ouvido falar até agora, talvez porquê as pessoas prefiram não falar sobre isso…rs

    Seu blog é excelente.. deixa com gostinho de quero mais, pela leveza que escreve e pela identificação de quem lê!!!

    Parabéns!!!

  50. Larissa

    kkkkkkkkkkk Queria não me lembrar disso, mas eu to rindo até agora!
    Ninguém nunca me alertou sobre isso e outros assuntos que você já postou! Tive que sentir na pele as emoções! rs
    Você é ótima nos seus post’s! Parabéns!

  51. Jeny

    Estou preste a passar por isso, a tal quarentena acaba daqui 7 dias e creio que o maridao já não aguenta mais. Então bora preparar o psicológico a vaselina e a toalhinha, hahahaha….
    E seu blog é ótimo. Amo os posts q vc faz.

  52. Débora

    Shy, seu post não foi irônico e nem exagerado, pelo menos pra mim foi a mais perfeita definição da minha situação.E obrigada por esclarecer que quem teve parto de cesárea também sente dor, já estava indo marcar consulta com meu médico, por causa desta puta dor que sinto.Você é demais!!!

  53. Cristiane Prezotto

    Que delícia de texto!!!
    Ri muito!!!!!!!!!!!!!
    Eu só não deixava meu marido chegar perto da fonte de alimentação dos meus filhos. Enquanto eu amamentei meus seios foram exclusivos dos bebês…
    Beijossss
    dicasdacandinha.blogspot.com

  54. Bia

    Perfeito o texto e a sinceridade! Passei por isso e até cheguei a pensar que nunca mais teria prazer de novo!.

  55. Máy

    Hahahahaaa pura verdade…. é só meu esposo pensar em me beijar q meu pequeno príncipe começa a resmungar… é até um tanto engraçado… e realmente no começo nós (mulheres) não estamos tão la afim… bem pelo menos eu neh ?! E a cada resmunguinho é motivo p parar com td.. pq doe e doooe mesmo… PARABÉNS ao blog.. PARABÉNS as mulheres nós somos PODEROSAS msm !!!

  56. Marcia Prado Faria

    Muito bom!!!! Meu marido leu primeiro e eu só via ele dando risada rsrsrsrsrs. É complicado mesmo no começo mas com o tempo, paciência e principalmente amor, tudo se resolve. Parabéns !!!!

  57. Vanessa Lima

    Ufaaa…pensei que realmente fosse casos a parte, e que eu quem era a problemática!

  58. Tatiana

    Olá! Acompanho seu blog regularmente desde que o descobri durante as madrugadas em claro e confesso que tem sido excelente companhia desde que minha filha nasceu… Há cerca de 3 meses… queria saber como faço para entrar nesse grupo de discussão do facebook!
    Parabéns pela leveza com que aborda todos os temas… me sinto até como se fosse sua amiga mesmo sem te conhecer!

    Beijos!

  59. German

    Buenas!.. muito interesante seu comentario sobre os pais,mas achei muito feminista,pois eu tenho 3 filhas e sempre troquei as fraldas e tambem dei mamadeiras de madrugada sem pensar em sexo,e como eu, seguramente tem muitos outros homens por ai!
    Abrazos!!!

    1. Shirley Hilgert

      Com certeza tem! Meu marido mesmo ajuda e MUITO. Esse texto tinha a intenção de ser exagerado mesmo, bem humorado. :-) Abraços!

  60. Anielly Cunha

    Mas geeente é perfeito!!!!kkkkkkkkkkk
    Acabei de sair da quarentena e to fugindo dessa situação uahuahauhahuaha
    É um medo sobrenatural ^^
    Ameeei esse blog, parabéns!

  61. Isabelle Cristina

    Meu Deus!! Como eu me identifiquei com esse texto! E o engraçado é que eu ouvi muito isso do voltar a ser “virgem” antes de ter a Alice, mas não botei muita fé. Até o momento do rala e rola propriamente disso, eu voltei aos tempos de juventude.
    E a parte do leitinho, foi um JATO! E direto no olho dele! Meu marido parou tudo o que tava fazendo e deu gargalhadas e mais gargalhadas.
    Parabéns pelo blog <3

  62. Daniela

    Shirley Hilgert, boa tarde!

    Foi muito bom ler este texto, me identifiquei muito com ele, e também achei que ‘tudo isso’, estava acontecendo só comigo. A propósito adoro seu blog e a maneira como escreve. Meu baby é o Théo, tem 6 meses e é a melhor coisa que já me aconteceu. Bjos!

  63. Angelina

    Ri muito aqui… adorei o seu relato bem humorado pq é assim mesmo :-)

  64. Sheila

    Parabéns, descreveste bem a situação como ela é na prática. Tenho 2 filhos, sendo que a mais nova ja tem 3 anos. Como dizem nossas mães e avós, tudo passa… e depois vira crônica da Vida Como ela é !

  65. Carine Alves

    Estou no finalzinho da minha gravidez, e hoje meu humor estava abalado, já estava quase começando a chorar devido aos meus sentimentos, quando comecei a ler os relatos e chorei mesmo, mas de tanto rir… Adorei, ja estou imaginando como vai ser!

  66. Viviane Mastelari

    Kkkk nao canso de ler seu relato. Chorando de rir é claro!!!!
    Fiquei sua fã através deste texto e pude comprovar depois de dois meses que minha lindeza nasceu que é tudo verdade!!!! Romantismo meu marido esqueceu, nao lembra nem pra que serve. .kkk
    Mas no fundo é vital para o casal e deve ser praticado com muita paciência e o amor q une a gente…..por mais exausta que a gente esteja. ….a gente sabe entre as linhas que quanto mais atenção damos aos nossos marido, ha uma maior retribuição! !! Ele para de se sentir excluido e vc “sem querer” começa a passar umas tarefas e ele nem vai perceber. .. kkkk
    Vale a pena!!! Pra todo mundo!!!!

  67. Carolina

    hahshahaha ameeeeeeei

  68. Aline

    Ahahaha perfeito!! É assim mesmo! Os seios vazando leite Kkkkkkkkk a gente constrangida e o marido não tá nem aí! Parece que nunca mais vamos nos sentir mulher!! E dói muito mesmo, como da primeira vez! Mas com o tempo tudo volta ao normal..

  69. Eidy

    Caracas rsrs, parece uma vdd biografia, rachando de rir, realmente escreve muito bem, não diria que aumentou nada, minha depilação só aconteceu com 60 dias e qto a “mulher das cavernas” foi realmente como me senti kkkk
    Como é maravilhoso ler isso sinal que não sinos as únicas.
    Amo ler os postes, bjs

  70. Ana

    hahahaha eu achei que tava sozinha nessa, ai que bom compartilhar com minhas amigas mães virtuais.. rsrsrs

  71. Uiara

    Nossa, “chorei” de rir (kkkkk). É exatamente isso!!

    Já passei por isso há quatro anos e estou prestes a passar novamente. Meu parto está agendado para segunda-feira, dia 11 de Janeiro. Já estou me preparando psicologicamente para viver tudo isso de novo.

    Excelente texto. Pelo menos pra mim, nada de exagerado. É a mais pura e limpa realidade!

    Parabéns!!!

  72. Maiana

    Hahahahahahaha
    Passei por isso tudo exatamente, há alguns dias!!!!
    Eu diria que o exagero poético é bem pequeno, porque a realidade é beeeeeem próxima ao seu relato…. Rsrs
    Adoro seu blog!
    Bjs

  73. Marina Dias

    Shirley você não existe rsrs…Bjos

  74. Celi

    Fantastico…. me acabei de rir! É bem por ai mesmo!

  75. Vanessa Souza

    Kkkkkk….muito bom!!!…estou na reta final da minha segunda gravidez, lembrei de algumas coisa e me imaginei em outras….kkkk….comecei a ler e li para meu marido tb…..entre muitas risadas (minhas é claro)…ele disse…VC ri né??!!…kkkkkkk….coitado estou passando por um momento delicado da gestação em q não posso nem pensar em nada disso entao ele é o pobre coitado q está na seca no fim da gestação (quando é só no fim da gestação)…. Kkkk…ótimo ler isso e saber q é td normal e o melhor é q passa!!!!…bjinhos

  76. Raquel

    Não entendi o motivo de tanto ”kkkk”. Estou grávida de 28 semanas e só consegui chorar lendo o texto. Muito bem escrito, mas muito triste. Só consegui chorar imaginando que vou passar por isso. Cada dia mais convicta de que não vou amamentar. É humilhante viver vazando e servindo de comida para o bebê, como um objeto feio e assexuado!

  77. aline

    Olha, mulherada… Não queria dar um combo-breaker aqui nao, mas comigo foi sim um conto de fadas! E olha que meu esposo é 10 anos mais novo: se mostrou bem maduro na paciencia comigo, muito carinho e cuidado! Levamos 29 dias para fazer sexo com penetração, mas antes disso rolava de tudo. As primeiras tentativas doeram e tivemos q ir muuuuito devagar e usar lubrificante… mas ele foi perfeito. E sim, ele literalmente me pegava pela maozinha e me levava pra “dar um trato”depois que eu cuidava da nossa nenem, dizendo que ia me “desestressar”. E ele nunca me penetravaa sem antes me dar um belo orgasmo com sexo oral. A respeito dos pêlos, ele viu que eu estava desconfortavel e fez minha depilaçao (que agora é sempre ele que faz, do jeito que ele gosta). Será que tenho um ET em casa entao? Abraço a todas!

  78. Wane

    Só li verdades hahaha!

Deixe seu comentário