Vai nascer! 10 fotos que não se deve esquecer de tirar na hora H

O nascimento de um filho é o que pode acontecer de mais importante e marcante na vida de uma mulher (na vida das que optam por ser mãe, é claro!). E por conta disso, creio que 99% delas queiram registrar, nos mínimos detalhes, esse momento tão especial.

Aqui em casa não foi diferente. A gente, que por natureza ama fotografia, chegou até a cogitar contratar uma equipe profissional, mas aí desistimos, por dois simples motivos. Primeiro porque é uma bica de caro, e depois porque eu comecei a achar que o nascimento é um momento de choque para o bebê e não queria mais gente “estranha”, mais luz, mais barulho e mais furdunço na sua chegada por aqui.

Aí, já que optamos por fazer as coisas por nossa conta mesmo, não sobrou muita opção. Quem teve que fazer as fotos foi o maridão, afinal eu, apesar de estar com as mãos livrinhas da silva, pois optei parto normal, não ia ter muito discernimento para fazer os clicks. E não que o Otávio também estivesse muito apto a fazer isso (pois ficar de pé, sem desmaiar, já estava sendo muito para ele) mas pelo menos ele estava menos grogue que eu.

Bom, registro feito, fotos reveladas e já dispostas bonitinhas no álbum (sou das antigas e ainda gosto de “revelar” ), agora consigo ver  claramente o que ficou bacana e o que ficou de fora. E é com base nessa experiência que fiz a listinha abaixo, que traz a relação de fotos que a pessoa com a câmera na mão não pode esquecer de tirar na hora H.

Montei essa listinha e resolvi compartilhar com vocês porque sei que, no calor da emoção, qualquer um esquece de registrar até o que é óbvio. Então, se você não quer que alguns furos aconteçam nesse “ensaio fotográfico” tão especial leia atentamente essas dicas e depois a repasse para o seu marido. Ou melhor, imprima e peça para ele carregar na carteira, reler todo santo dia até a data do parto e, quando chegar a hora, ainda colar ali do ladinho da mesa de parto, para ir relendo, fotografando e fazendo o check! (ahahaha! jura! basta uma lidinha para ele e um pedido de “não esquece, tá?”).

Enfim… vamos à lista se não fico aqui em devaneios pelas próximas horas.

1. Foto geral: é legal ter uma ou várias fotos gerais da sala de parto, da equipe, etc… Só para começar a criar o clima na hora de montar o álbum. Afinal, a preparação para o climax é tudo.

2. Foto do casal: peça que uma enfermeira, o anestesista ou o médico assistente pegue a câmera por alguns segundos e faça um registro do casal. O último de vocês dois como CASAL, pois em breve, muito em breve, serão uma FAMÍLIA (ai que lindo! Já começo a lembrar do me parto e quero outro!).


3. Foto do relógio, marcando a hora do nascimento: essa é uma das mais difíceis de lembrar, pois quando o bebê nasce, a primeira coisa que se faz é querer ver a carinha dele, tocar nele, beijá-lo, etc… Depois, claro, vem a vontade de tirar uma fotinho dele, dele com a mãe, dele com o pai… enfim… dele com o mundo, porque agora ele é o mundo de vocês. Mas pelo menos coloquem essa imagem na listinha das fotos. Se der para fazer, bacana. E se o “fotógrafo” não lembrar, também tudo bem, o que não vale é chegar em casa e querer o divórcio só porque essa imgem faltou. Ok?

4. Foto do bebê: bom, essa ninguém precisa ser lembrado de fazer. É claro que o bebê será fotografado. (Nananinanão! Não é bem assim! Tem que lembrar sim, pois como disse, no calor da emoção, tá todo mundo doido lá dentro!).

5. Foto do bebê com a mãe: muito, muito, muito importante essa foto! Justamente a que eu não tenho (blé!). Quer dizer, até tenho, mas tem a mão de uma enfermeira em cima do rostinho do Léo. Meu marido ficou tão afoito para filmar o nascimento (o vídeo ficou linnnnnndo! sempre choro ao ver), que quase esquece de tirar uma foto minha com o baby. Assim, ele fez a foto aos 47 do segundo tempo, quando a enfermeira já estava tirando o Léo de mim, e aí ficou com aquela mãozonha na frete. Droga! E se você resolver amamentar o bebê ainda na sala de parto, esse é outro registro que não pode deixar de ser feito.

6. Foto do bebê com o pai: hora de chamar ajuda. Alguém vai ter que fazer uma foto do papai com o bebê, afinal, ele também teve participação nessa produção. Só para lembrar…não poderá ser você. Ok?

7. Foto do casal com o bebê: mais uma vez, chame no grito alguém da equipe e peça essa foto. Linda, a primeira de vocês como família (também não temos. Snif! Snif! Snif! Só depois, no quarto, é que percebi isso).

8. Foto das pessoas que estão do outro lado da janelinha: algumas maternidades tem uma janelinha que permitem que familiares, amigos e toda a trupe que está por lá veja o bebê logo após o seu nascimento. Nessa foto meu maridão caprichou. Ficou linda! Encatadora! Dá para ver a expressão de alegria, felicidade, alívio, amor, e tudo o mais dos ansios avós, que aguardavam para conhecer o mais novo membro da família. Linda! Linda! Linda! Também sempre me emociono quando revejo essa imagem.

9. Foto do bebê sendo pesado: essa foto mostra o baby em cima da balança enquanto o peso dele  aparece no display. Outro clássico das fotos de nascimento!

10. Foto do pezinho pintado: quando o bebê nasce, o pezinho dele é pintado para carimbar um papel que a maternidade nos dá. Falo aqui “um papel que a maternidade nos dá” porque eu e meu marido conseguimos perder esse papel em algum lugar da maternidade então nem sei o que dizia nele. Como eu já comentei acima, nessa hora a gente endoidece! (mas eu queria tanto esse papel que se perdeu para sempre! Tanto, tanto!).

Bom, acho que essas são as fotos básicas, que não devem (ou deveriam) ser esquecidas. E é claro também que sempre uma ou outra vai passar batido, mas se der para pegar parte desses momentos já está valendo. No fim, no fim, o melhor mesmo fica gravado na memória. E para sempre. Isso eu garanto! Pois pode não estar perfeita a foto Léo em cima do meu peito, mas eu lembro perfeitamente do momento que ele foi colocado lá e do imenso amor que invadiu meu coração nessa ínfima fração de segundo que mudou a minha vida para sempre.

8 comentários

  1. Agra Priscilla

    esse papel com o carimbo do pé fica no cartório onde faz o registro da criança.. eu deveria ter tirado uma cópia mas nem sabia!! do proximo eu tiro uma cópia!!

    1. Viviane Oliveira

      o papel com o pézinho vai junto no livrinho de vacina da criança ou num cartão a parte com todos os detalhes do nascimento do bebe que tbm é entregue a família, pelo menos aqui na minha cidade é assim!!! bjim

    2. Jeane

      Ganhei o meu no hospital de clínicas de Porto egressos e fiquei com o cartão com a marquinha do pé. :)

  2. wildvanya silva

    que linda as fotos parabens mamae nao vejo a hora de ser o meu o a minha kkk felicidades”

  3. vanessa monteiro

    seria lindo se todas as mães tivesse essa oportunidade.. tem maternidades publicas que não permitem câmeras nas salas de parto.

  4. tatiana

    Oi esse papel com o pé do bebê é o registro de nascido vvivo, documento necessário para registrar o bebê no cartório. Eh a impressão digital do bebê. Literalmente o primeiro RG. São três vias, um fica no hospital, o outro fica com outros país para o registro, e o último normalmente vai para unidades e saúde da família fazerem o acompanhamento do pós parto e puericultura… mas na maioria dos lugares esse documento se perde.

  5. gislaine

    sonho em ser mae desde bem nova…mas o marido nao quer um filho agora,pois estamos nos adapitando a nova vida de casados ainda.o geito e esperar Deus agir nesse sonhoo e que a vontade Dele seja feita!

  6. Cynthia

    A dnv do meu príncipe não tinha o pezinho dele carimbado não. #torevoltada rsrs

Deixe seu comentário