Organizando a primeira festinha de aniversário

O tempo passa tão rápido que, quando a gente menos espera, o nosso neném tão pequeno já esta fazendo um aninho. Por isso, é muito importante começar a pensar na festinha de aniversário desde cedo. Mesmo que você ainda não vá contratar ou fechar nada, já é legal ir se organizando e pensando em alguns detalhes.

Algumas dicas que eu costumo compartilhar, para evitar correria de última hora, são bem simplesinhas, mas muito eficientes. Vamos a elas:

Você pode começar a pensar em todos detalhes da festinha – decoração, atrações, buffet, etc.. – e ir anotando tudo em um caderno ou uma planilha para nenhuma ideia se perder.

Na sequência, vale a pena definir o tema da festa ou, pelo menos, fazer uma listinha bem restrita de temas que mais lhe agradam (dois ou três). Isso porque, se você ficar com muitas ideias na cabeça, irá perder o foco e não vai conseguir sair do lugar.

Outra opção é criar uma pasta de referências, na qual você irá guardar as ideias que mais lhe agradam. Essa pasta pode ser real (recorte e guarde ideias de revistas), digital (salve em uma pasta no seu computador o que você mais gostar) ou ainda virtual. Não sei se vocês já ouviram falar da rede social Pinterest, mas ela é muito útil para esse tipo de situação. No Pinterest, você pesquisa imagens por assunto e depois vai salvando em pastas específicas (boards) que ficam organizadinhas dentro do seu perfil. Quando for fazer a pesquisa, lembre-se de colocar o assunto em Inglês e em Português: birthday party, first birthday party, baby party, festa aniversário, festa aniversário um aninho, etc… Quanto mais você pesquisar, mais ideias legais irá encontrar. Depois é só ir salvando o que lhe agradar.

Quando for definir o espaço onde acontecerá a festa (buffet infantil, salão de festas do prédio, sua casa, casa de algum parente, etc… ) tenha em mente o número de convidados x a estrutura que esse espaço oferece. Lembre-se que tem que haver um número mínimo de toaletes, espaço suficiente para acomodar mesas, cadeiras e atividades, espaço adequado para instalar a estrutura do buffet (se for em casa ou salão de festas), entre outros. Avalie também a época do ano, se tem propensão a chuva ou não e, se tiver, se o espaço coberto comporta todo mundo. E lembre-se: independente da época do ano, fazer festas ao ar livre é sempre um risco, então tenha em mente que talvez seja mais seguro instalar uma cobertura no espaço.

Se você optar por fazer a festinha em um buffet infantil, assim que o bebê completar três meses (aquela fase que a gente não tem cabeça para nada a não ser cuidar do bebê e sobreviver) já está na hora de começar a pesquisar lugares. Parece loucura começar a ver isso tão cedo, mas é importante para evitar que justamente o lugar que você escolheu esteja reservado para outro evento, o que é bastante comum quando se deixa isso para última hora.

Se a festa for no salão de festas do prédio, já converse com o zelador ou com a síndica e veja o que é necessário para fazer a reserva do espaço na data escolhida bem como a estrutura que o espaço oferece.

Já se a sua opção for por fazer a festa em casa ou na casa de algum parente (casa dos avós costuma ser cogitadas para isso), veja com antecedência se os donos da casa permitem (no caso de festas na casa de terceiros) e se é necessário providenciar alguma pequena reforma, alguma mudança ou organização especial. Se for, tenha em mente que talvez seja melhor você mudar o espaço escolhido.
Alguns profissionais, como mágicos, personagens ou profissionais de foto e filmagem costumam ser bastante requisitados então, assim que você tiver definido o dia da festa, já vale a pena contratá-los e fazer a reserva da data.

O buffet de salgados, os doces, o bolo, a decoração e outros detalhes podem começar a ser vistos um pouco mais para frente, quando o bebê estiver com idade entre seis e oito meses. E lembre-se: em se tratando de buffet, doces, bolo e afins, ou seja, alimentos, peça uma degustação antes de fechar o contrato.

Lembre-se de providenciar atividades para entreter as crianças, e que elas sejam adequadas para a idade dos presentes. Algumas opções de atividades que costumam acertar em cheio são: piscina de bolinhas (crianças de 1 a 3 anos de idade), recreação, tobogã, pula-pula (crianças a partir de 4 anos) e cama elástica (agrada todas as idades).

Ao definir o horário da festa, lembre-se da rotina do seu filho. Ele é a pessoa mais importante desse evento, então tudo tem que ser organizado pensando no seu bem estar. Festas infantis costumam durar em torno de quatro horas, então, se seu filho costuma ir para a cama às oito horas da noite, não vale a pena iniciar a festa depois das 16h. Isso porque, quando chegar o horário do sono dele, não terá jeito de mantê-lo acordado ou de bom humor. Então, é preferível iniciar a festa mais cedo para que, no auge da comemoração, ou seja, na hora dos parabéns, ele esteja bem disposto, participe e aproveite.

Antes da festa começar, tire algumas fotos em família, fotos da decoração, foto do espaço. É importante para você ter um registro de tudo organizado e bonitinho, pois depois, só Deus sabe!

Providencie algumas lembrancinhas extras. Vai que algum convidado resolva levar alguém!

Imagem: http://www.hwtm.com

E agora? Você deixou para a última hora. Isso é motivo para desespero?

Não, se você não conseguiu fazer as coisas dentro dos prazos sugeridos acima, não precisa entrar em pânico. Dá sim para organizar as coisas num menor espaço de tempo, mas, nesse caso, o que pode acontecer é você ter que abrir mão das suas primeiras escolhas e aceitar opções alternativas (Ex: queria fazer no buffet X mas terá que escolher outro ou mudar para uma festinha no prédio). 

Outra opção também é contar com a ajuda de uma organizadora profissional de eventos, que já conhece uma gama bem variada de fornecedores, tem bom relacionamento com muitos deles e poderá ajudá-la na organização de vários detalhes.

Alguns lembretes importantes:
  • Preparar uma festa com antecedência ajuda na forma de pagamento (é possível o parcelamento), por outro lado, quanto mais tempo você tiver para planejá-la, mais cheia de detalhes ela pode se tornar e, assim, claro, mais cará ficará. Então, muito cuidado!
  • Antes de pesquisar fornecedores aleatoriamente, peça indicação de amigos que já tenham feito esse tipo de evento. Isso evitará que você contrate fornecedores que darão dor de cabeça.
  • Fique sempre de olho no calendário, para ter certeza de que a data escolhida não cai em um feriado e você tenha a maior parte dos convidados ausentes.
Kika Duarte é organizadora profissional de eventos há 12 anos. Entrou nesse mercado, que ela prefere chamar de universo encantado, por conta da sua paixão por balões, bolos, doces e, principalmente, sonhos realizados e sorrisos de satisfação.
Kika também é dona da Auguri Festas e da And Many More e, mais importante de tudo, é mãe da Marcella, uma menininha linda, doce e para lá de esperta de dois aninhos de idade.

1 comentário

  1. Catarina Pinheiro

    AAAAmeiiii o Post!!!
    O meu pequeno Samuca esta com 8 meses e meio e não vi nada estava conversando com o papai que já esta na hora de nos organizar!

    http://mundodesamuel.blogspot.com.br/

Deixe seu comentário