Como escolher a cadeira de alimentação do bebê

Vira e mexe eu recebo um e-mail ou alguém entra lá no grupo de discussão Macetes de Mãe pedindo dicas para escolher a cadeira de alimentação do bebê. Eu, particularmente, não tive muitas dificuldades nessa escolha. Decidi que que iria comprar um cadeirão e não uma cadeirinha de acoplar (meu apartamento comportava mais esse trambolhinho), que não o iria trazer dos EUA mas comprar por aqui mesmo (muito grande para trazer de lá) e aí só faltava escolher o modelo.Para decidir o modelo, também foi muito simples. Fui até uma loja e escolhi um cadeirão levando em conta, principalmente, o seu custo x benefício (e confesso, sem na época entender muito bem sobre o que era bom ou ruim, necessário ou dispensável). Só que por sorte, acertei na escolha. Escolhi um cadeirão que atende super bem as minhas necessidades e do Léo e não deixa a desejar a nenhum modelo super-hiper-mega-ultra equipado (apesar do seu modelo ser simplesinho e ter saído em conta).

Bom, agora que já tenho uma boa experienciazinha no assunto (meses usando o negócio), me sinto confortável para compartilhar algumas dicas com vocês.

Abaixo, tudo que você precisa saber antes de fazer a escolha da cadeira de alimentação do seu bebê. Espero que ajude!

Por que ter uma cadeira de alimentação para o bebê:

Porque é importante o bebê se acostumar, desde cedo, com um lugar para fazer as suas refeições. Não que ele não possa sair desse lugar de vez em quando, até porque ele faz várias refeições fora de casa, mas para ajudar na criação da sua rotina de alimentação. Bebês funcionam na base da rotina (que pode ser quebrada de vez em quando, mas é importante que ela exista) e quando ela está estabelecida, eles tendem a ficar mais calmos, pois já sabem o que esperar de cada situação, e a cooperar mais. Assim, a cadeira de alimentação ajuda a estabelecer a rotina da alimentação (estou aqui então sei o que vou fazer agora) e, por consequência, ajuda papais e bebê nessa nova experiência.

O que levar em conta na hora de escolher a cadeira de alimentação do seu bebê:

Basicamente, três quesitos devem ser levados em conta na hora de escolher o modelo da cadeira de alimentação:

  • Espaço disponível na casa/apto: não adianta você sonhar com um cadeirão enorme e cheio de funcionalidades se você vive em um apartamento minúsculo. Antes de você escolher se vai querer um cadeirão ou uma cadeirinha compacta de acoplar à mesa ou cadeira, é importante levar em conta essa questão (se falta espaço onde você mora, também lembre-se de ver o tamanho que o cadeirão escolhido fica quando fechado, caso você opte por essa alternativa).
  • Verba disponível: esse não é um dos itens mais baratos do enxoval do bebê. Muito pelo contrário! Já cheguei a ver cadeirões que custavam mais de 2.500 reais (uma insanidade). Então, é importante você decidir um valor que poderá ser investido nesse item antes de fazer a escolha do modelo e marca.
  • Seu estilo e preferências: aqui você deve parar e pensar o que você busca num modelo de cadeira de alimentação, além dos itens já citados acima (tamanho e valor). Nesse quesito se encaixam: estilo (clean, cheio de “fru-frus”, modernoso,…), componentes (cheio de detalhes e acessórios ou bem básico), cor (cor que tenha a ver com o sexo da criança ou cor neutra, que serve para ambos os sexos), entre outros,…

O que não pode faltar numa cadeira de alimentação:

  • Segurança: independente do modelo, ela deve ser segura. Se for cadeirão, não pode ter o risco dele tombar, se for cadeirinha compacta, dessas de acoplar em cadeiras ou mesas, ela deve prender com facilidade e ficar bem firme. Ambos os modelos não podem apresentar nenhum perigo para o bebê. Dê preferência a modelos que tenham cintos de segurança, se possível, de cinco pontos, pois há bebês mais ativos e corajosos, e aí, é melhor que eles estejam bem firmesinhos para não tentarem fugir da hora do lanche. Outro detalhe importante: escolha modelos que tenham o retentor entre pernas, e ainda daqueles mais larguinhos e firmes (os bebês vivem tentando sair por baixo da bandeja. Bom, pelo menos o meu).
  • Conforto: a cadeira de alimentação não precisa ser uma poltrona de fofa e macia, mas deve ser minimamente confortável, afinal, o bebê vai se alimentar ali e ninguém gosta de comer quando está desconfortável. Assim, sugiro escolher um modelo que tenha uma cobertura acolchoada, macia e fofinha.
  • Facilidade para limpar: escolha um modelo que contenha somente (ou a grande parte) de peças com material impermeável (veja, principalmente, se o acento é coberto com esse material). Além disso, o modelo não deve ter muitos detalhes que atrapalhem na hora da limpeza (vocês não imaginam onde bebês conseguem jogar, enfiar, introduzir restos de alimentos). Se possível, escolha uma cadeira que solte com facilidade as partes que costumam sujar com mais frequência, como a bandeja da cadeira. Há alguns modelos que possuem duas bandejas, uma em cima da outra, e a de cima pode ser retirada para lavar.
  • Cor neutra: na minha opinião, o ideal é comprar a cadeira de alimentação numa cor neutra, por dois motivos. Primeiro, porque esse negócio de rosa para meninas e azul para meninos não está com nada e porque, mesmo que você seja super a favor disso, se escolher esse item numa cor neutra, não vai querer/precisar comprar outro quando o segundo baby chegar (se for do sexo oposto do primeiro). Economia! Economia, minha gente!

O que acho desnecessário numa cadeira de alimentação (na minha opinião):

  • Opção de reclinar: eu, particularmente, acho isso desnecessário, pois como a intenção da cadeira é servir como lugar para o bebê comer, creio que uma posição só, sentandinho, é suficiente. Mas há modelos que oferecem essa opção e talvez você possa preferir. Mas só para você saber: o modelo que eu escolhi por acaso tem (eu nem sabia) e eu nunca usei.
  • Ajustes de altura: há modelos que tem opção de ajuste de altura da cadeira, da bandeja e de outros acessórios, mas também é desnecessário, na minha opinião (é interessante, mas não tenho e sobrevivo muito bem sem).
  • Rodizios: rodizios são rodinhas nos pés da cadeira. São interessantes, mas não necessários, também. Eu não sinto falta nenhuma por não tê-los, até porque acostumei o Léo a comer sempre no mesmo lugar e não preciso ficar arrastando o negócio de um lado para o outro.
  • Música: algumas cadeiras também vem a opção de som/música, para o bebê se entreter. Acho que não vale o custo. Meeeeeeesmo!
  • Brinquedos: alguns modelos vem com brinquedinhos acoplados. Desnecessário. Só para gastar mais dinheiro também (se quiser, você mesma pode dar um brinquedinho para o bebê brincar na hora que está comendo, o que não indicado, mas muitas vezes faz-se necessário).

Alguns modelos disponíveis:

Fiz uma breve pesquisa para levantar alguns modelos de cadeira de alimentação disponíveis no mercado. Vamos a eles:
Cadeirão Standard Galzeano
Nunca cheguei a testar, mas sei que é bastante comercializada. Parece ter uma estrutura bem segura (base dos pés larga, tem cinto) e ser fácil de limpar (o acento é de material impermeável). Os pontos negativos, pelo que vi, é que ela não é tão confortável (o encosto é um pouco estofadinho, mas o acento não) e o retentor entre pernas é bem fininho (prefiro que seja mais larguinho e firme, pois isso é super importante, na minha opinião).
Preço deste modelo: de R$ 130 a R$ 170 (de acordo com o site Buscapé)
Cadeirão Merenda Burigotto
Um modelo um pouquinho mais completo que o anterior: tem opção de reclinar (que acho desnecessário), possui duas bandejas sobrepostas (o que ajuda na hora de limpar) e o retentor entre pernas (que acho super importante) me parece mais seguro que o do modelo acima.
Esse é o modelo que eu escolhi e acho um ótimo custo benefício. Ela é segura e confortável e seu preço não deixa a gente pobre).
Preço deste modelo: de R$ 250 a R$ 280 (de acordo com o site Buscapé)
Merenda Burigotto – o cadeirão que eu escolhi, super na sorte, mas que deu certo. Não me arrependi.
Mamalove 5046 Burigotto
Outro modelo da Burigotto, que contém todos os detalhes que eu comentei no modelo Merenda e ainda alguns extra (que acho desnecessários): porta bebida retrátil, cinco posições para ajuste da altura, assento removível que pode ser usado como cadeira de descanso ou como assento de elevação e rodízios.
Preço deste modelo: de R$ 460 a R$ 540 (de acordo com o site Buscapé)
É super bonitinha, mas tem vários acessórios que a encarecem e são totalmente desnecessários.
Cadeirinha compacta para acoplar à mesa – modelo Easy Lunch Chicco
Esse tipo de cadeira é acoplado à mesa e tem como principal benefício o fato de ser super compacto (não ocupa lugar nenhum na casa) e de poder ser levado para ser usado em qualquer lugar (desde que a mesa seja firme).
Nunca cheguei a testar e também não conheço ninguém que tenha. Mas é uma alternativa para casas/apartamentos pequenos e para famílias que costumam comer bastante fora de casa.
Preço deste modelo da Chicco: R$ 289 (de acordo com o site Buscapé)
O modelo Easy Lunch da Chicco é acoplado a mesas. Super compacto e prático para quem costuma fazer várias refeções  com o bebê fora de casa.
 
Cadeirinha compacta para acoplar a cadeiras – modelo Fisher-Price Booster Leãozinho
Esse modelo acompla às cadeiras da casa. A vantagem é que é compacto, não ocupa o espaço de um cadeirão, mas, por outro lado, não é tão confortável e alguns modelos não podem ser usados por muito tempo.
Preço deste modelo da Fisher-Price: de R$ 180 a R$ 200 (de acordo com o site Buscapé)
Cadeirinha de acoplar da Fisher-Price, modelo Leãozinho.
Cadeira Bumbo
Esse modelo é um tipo de cadeira que é muito usado para “ensinar” os bebês a ficarem sentadinhos ou simplesmente como alternativa de lugar para eles ficarem enquanto ainda não sentam. Entretanto, há a opção de acoplar uma bandeja à cadeira Bumbo e aí ela vira também uma cadeira de alimentação. Ponto negativo: muitas mães comentam que bebês com perninhas mais grossas não conseguem usar a cadeira Bumbo. Além disso, ela também não pode ser usada por muito tempo, justamente porque a criança cresce e não cabe mais nela. E também, pelo que me parece, a bandeja dela é bem pequena. Eu, definitivamente, não compraria para o fim de cadeira de alimentação.
Cadeira Bumbo com bandeja de alimentação.
Uma observação final:
Há modelos de cadeirinha que acoplam à mesa bem mais em conta que esse da Chicco, então, pode ser uma boa opção para quem quer economizar na grana e no espaço. Já os modelos que acoplam a cadeiras, costumam só economizar espaço, já que o seu valor é muito similar aos cadeirões que, na minha opinião, são bem mais interessates, já que são mais confortáveis, podem ser usados por mais tempo e me dão a impressão de serem mais seguros.

Leia mais sobre esse tema em outros sites e blogs:

36 comentários

  1. katherine

    A cadeira do meu filho é a primeira….e ele vai fazer 4 anos e a cadeira esta lá…firme e forte e ele ainda usa!!! haha a estampa é diferente mas o modelo é igual….é prática de limpar…a bandeja sai fácil…e em 4 anos ela nao chegou nem a pensar em rasgar o “plástico”que reveste …eu aprovei!!

  2. Helena

    tenho a easy lunch da chicco e está aprovadissima!! super segura, confortável e fácil de lavar… Ela desmonta e basta colocar na máquina de lavar… Sai novinha. Perfeita p quem viaja muito como eu… Sempre levo na mala! Super recomendo!!! Bj, helena

  3. Laryssa Werneck

    Perfeito seu texto! Como sempre atendendo todas as dúvidas possíveis de uma mãe de primeira viagem! Beijos!!!

  4. greco .miura

    optei pela acoplavel pq nao queria mais um trambolhao em casa rs, mas acho o cadeirao mais seguro. apesar de nao recomendar que a criança fique sozinha momento algum no cadeirao, na acoplavel entao, em hipotese nenhuma mesmo mas to satisfeita de acordo com minhas necessidades. a dele é essa e é facil de achar em grandes lojas
    http://webapps.easy2.com/cm_mvc/GenericIndex?page_id=36373470

  5. Juliana Kuhnert

    essas q acoplam a mesa me parecem super praticas, mas nao podem ser usadas em mesas de vidro. Abraços

  6. Fernanda West

    Eu comprei a Tatamia, da Pég Perego, e adorei! Ela vira balanço e quebra o maior galhão!!! Rsrs

  7. Eu comprei o segundo modelo: Merenda Burigotto.
    Também adorei, boa de limpar, super confortável e segura. Além de não ser tão cara.
    Pra nós é meio trambolho, mas nossa mesa é de vidro, então não acho conveniente acoplar.

  8. Texto excelente, atende a todas as dúvidas e parabéns pela sua simplicidade não é cheia de frescuras pensa bastante em economia, ou seja, custo benefício. Parabéns mesmo!!!!

  9. Muito bom seu texto, tirou todas as minhas dúvidas.
    PARABÉNS

  10. Anonymous

    O segundo modelo que colocou acho que é Peg-perego, não?

    1. Shirley

      Burigotto e Peg-Pérego sao a mesma empresa! :-) Bjs

  11. Junia

    Vou comprar a cadeira do meu filho e achei bem útil este post. Obrigada!

  12. Viviane

    Shirley, obrigada! Mais uma vez me ajudando nessa aventura de ser mãe. Por coincidência, estava buscando informações justamente sobre essa cadeira da burigotto. Depois, venho aqui deixar minhas impressões sobre o produto. Parabéns pelo seu trabalho que se tornou leitura obrigatória para mim…rsrs Bjo

  13. Ana Claudia

    Oi Shirley! Que bom achar esse seu post! Estou tendo um trabalhinho para escolher a cadeira de alimentação para o meu filho… Estou inclinada a comprar essa mesma que vc comprou. Minha única dúvida e: ela fecha, fica mais compacta para guardar num canto, por ex?
    Obrigada pela ajuda!
    Beijo,
    Ana.

    1. Shirley Hilgert

      Sim! Ela dobra e dá para deixá-la fechada num canto. bjs

  14. Caroline

    Oi Shirley, bom mais uma vez nos ajudando, estou querendo comprar uma caderinha e vc me ajudou muito com esse texto, como com vários outros.
    Parabéns pelo seu trabalho, vc ajuda muita gente. Eu, por exemplo,sempre consulto seu blog para me ajudar em diversas fases da minha bebê que hj está com 7 meses.
    Beijos.

  15. Juliana

    Minha filha de cinco meses teve seu primeiro machucado causado por um cadeirão de refeição da marca Peg-perego, modelo Tatamia. No primeiro uso, no momento que fui tirá-la, o cinto tinha uma rebarba que arranhou feio a perna dela. Que controle de qualidade péssimo dessa empresa! Um produto destinado a bebês acontecer isso. Um produto caro ainda!

  16. San

    Axo que o post ficou incompleto… tem tanta coisa importante pra verificar em cadeirões…

    1) Cinto de 5 pontos: entrem no youtube e vejam como a criançada pinta e borda em cadeirões com cintos de 3 pontos.
    2) Rodinhas. Verifique se podem ser travadas, pra quem tem piso de madeira eh bom não pegar as de plástico, pois arranham o chão todo.
    3) Ajuste de altura: se a ideia é trazer a criança pra mesa posteriormente é interessante, vc pode retirar a bandeja e abaixar ao nível da mesa. Algumas mães gostam de dar a papinha sentadas no sofá, a coluna agradece.
    4) Opção de reclinar é interessante para mamães que usarão a cadeirinha desde 4 a 6 meses (quando o bebê não senta. Se o bebê for novinho não conseguirá utilizar uma cadeira sem essa opção.
    5) barra de proteção entre as pernas: isso é SUPER importante e precisam ser acopladas na cadeira e não na bandeja.. primeiro que ajuda a reduzir o peso da bandeja e facilita a limpeza, sendo que enquanto estamos tirando o cinto a criança automaticamente se estica e pode escorregar, a barra impede que isso aconteça.

    Sobre a Baby Bumbo não é uma cadeira de refeição e essa cadeirinha já sofreu diversos recalls, ela força a criança a sentar prematuramente sem que seu tronco e pescoço estejam prontos e ainda por cima só pode ser usada no chão, perdendo totalmente a utilidade para alimentação.. nem devia estar na lista.

    Fui recentemente na Alô Bebê ver as cadeirinhas e me surpreendi como a grande maioria eram bambas e fracas. tomem muito cuidado com a escolha, pq é um dos itens que mais geram acidentes.

    1. Shirley Hilgert

      Muito pertinentes as suas observações. Obrigada!

  17. San

    Vou ter que discordar com vc flor… Acho que tem tanta coisa importante pra verificar em cadeirões é um item que recebe pouca atenção, mas se for pensar a criança utilizará até uns 3 anos em média se vc dividir o valor de uma boa cadeira por vezes de uso o custo benefício é maior que o carrinho…

    1) Cinto de 5 pontos: entrem no youtube e vejam como a criançada pinta e borda em cadeirões com cintos de 3 pontos.

    2) Rodinhas. Verifique se podem ser travadas, mas d^preferência para as que não tem e pra quem tem piso de madeira eh bom não pegar as de plástico, pois arranham o chão todo.

    3) Ajuste de altura: se a ideia é trazer a criança pra mesa posteriormente é interessante, vc pode retirar a bandeja e abaixar ao nível da mesa. Algumas mães gostam de dar a papinha sentadas no sofá, a coluna agradece.

    4) Opção de reclinar é interessante para mamães que usarão a cadeirinha desde 4 a 6 meses (quando o bebê não senta. Se o bebê for novinho não conseguirá utilizar uma cadeira sem essa opção.

    5) barra de proteção entre as pernas aumenta a segurança: isso é SUPER importante e precisam ser acopladas na cadeira e não na bandeja.. primeiro que ajuda a reduzir o peso da bandeja e facilita a limpeza, segundo que enquanto estamos retirando o cinto a criança automaticamente se estica e pode escorregar, a barra impede que isso aconteça.. se estiver fixada na bandeja essa proteção se perde.

    6) Bandeja: Dupla bandeja como falado no post ajuda bastante a limpeza, vc pode simplesmente retirar e o baby continua na cadeira. Sem isso vc teria que colocá-lo em outro local ou “tentar” dar uma limpada básica com ele bagunçando o coreto. Mas outra questão que esquecemos de verificar é a distância da bandeja… muitas mães reclamam, pois algumas cadeiras ficam muito longe do corpinho do bebê.. aih a comida cai toda no colo dele. Alguns cadeirões tem ajuste de distância também, que é super bacana.

    Sobre a Baby Bumbo não é uma cadeira de refeição e essa cadeirinha já sofreu diversos recalls, ela força a criança a sentar prematuramente sem que seu tronco e pescoço estejam prontos e ainda por cima só pode ser usada no chão, perdendo totalmente a utilidade para alimentação.. nem devia estar na lista. O tempo de vida útil desse produto é super pequeno tbm, bobeira investir nele.

    Fui recentemente na Alô Bebê ver as cadeirinhas e me surpreendi como a grande maioria eram bambas e fracas. tomem muito cuidado com a escolha, pq é um dos itens que mais geram acidentes.

    1. Andressa Oliveira

      San,

      Qual vc comprou? Está gostando? Estou com muitas duvidas.

      Bjs

  18. Cris

    Comprei a da fisher-price do leaozinho e estou super satisfeita, porque a altura que a criança fica na mesa faz com que ela seja parte da refeição, junto com os adultos. Agora, com 2 anos, meu filho nem usa mais a mesinha, e a cadeirinha serve como assento de elevação para que ele possa fazer a refeição à mesa junto conosco.

  19. Maria Olívia

    Para mim também não foi tão difícil escolher. Levei em conta que a minha filha vai ao berçário desde os 5 meses e meio e quase não faz refeições em casa, então optei pela cadeirinha portátil, que podemos acoplar em qualquer outra cadeira comum. Observamos também que, como as famílias minha e do meu marido são do interior, nós viajamos pelo menos uma vez por mês para vê-las e é super prático dobrar e levar a cadeirinha, não só em viagens mas também a restaurantes. Compramos uma da Fisher Price, bem parecida com essa do leãozinho, e, até agora, não tivemos contratempos.

  20. Jéssica Gaetan

    Tbm optei pela cadeira portátil!! Comprei uma da chicco, não está o modelo ai, ela é mto Bia e prática, paguei 200,00, foi bem gasto, levo ela pra cima e pra baixo, casa da Vo, restaurantes( pois não gosto das cadeiras q eles oferecem, não tem segurança alguma) qdo fui p praia levei Tbm…. Ela pode ser usada até uns 3 anos, só retirar a bandaja, fica de apoio para sentar junto a mesa com todos!!!!

  21. Caren

    Oi…adorei as dicas me ajudaram bastante…estou no momento para comprar o cadeirão…tinha pensando em comprar a essa menor…mas achei que colocar em cim da cadeira ou de qualquer outro local não é muito seguro. Mesmo que meu apartamento não seja muito grande e já está cheio de coisas do bebê vou preferir o cadeirão. Obrigado Shirley me ajudou muito…

    1. Shirley Hilgert

      Nunca vi ao vivo nem testei, mas pela foto parece bacana. Bjs

  22. Mônica

    Olá, Shirley, boa noite!!
    Qual foi a cadeira que vc comprou???

    1. Shirley Hilgert

      Merenda da Burigotto. bjs

  23. Marcela

    Acabei de comprar a cadeirinha de leão da Firsher Price ,pois como moro em apto tenho problemas com espaço . Assim que chegar comento sobre pois espero que seja uma boa escolha. E no site da Americanas está com um preço ótimo

  24. Marcela

    Olá! A cadeirinha do leão da Firsher Price que comprei pro meu bebê chegou e está super aprovada, primeiro pq não ocupa espaço fica na cadeira e segundo meu filho que tem apenas 6 meses já sabe que quando senta na cadeirinha ele vai comer ,além de ser uma graça e super segura,fácil de limpar tbm,foi uma ótima compra.

  25. Ana Paula

    Menina, sempre recorro à sua página! Obrigada mais uma vez! Simples e prático :)

    1. Macetes de Mãe

      Obrigada pelo carinho, Ana!
      Volte sempre :)
      Bjss

  26. Maura Mello

    Gostaria de saber como eu faço pra adquirir essa cadeira de alimentação que coloca na mesa

    1. Shirley Hilgert

      Maura, pesquise no Google. TEm várias lojas que vendem. bjs

  27. Cintia

    Estava muito perdida de como escolher a cadeira de alimentação da minha bebê, mas com este post tirei muitas dúvidas. Obg

Deixe seu comentário