Festa infantil: casa x buffet

Vida de mãe é assim, uma dúvida em cima da outra. E em se tratanto de festinhas infantis não poderia ser diferente.

Depois de você passar pela etapa de decidir se faz ou não uma festinha de aniversário (sim, isso não é uma necessidade, é algo que a gente escolhe) vem outra dúvida crucial: E agora? Fazer em casa ou num buffet infantil.

Ambas as alternativas tem seus prós e contras, dependendo do seu ponto de vista e da sua necessidade, e hoje vou falar um pouquinho sobre ambas.Quer fazer em casa? Então vamos lá, você não pode esquecer que…

Primeiro ponto, lembrar que nem sempre uma festa em casa tem custo inferior a uma festa em buffet. O quanto você irá gastar dependerá muito da estrutura do espaço (sua casa ou salão de festas do prédio). Assim, antes de se decidir por essa alternativa, é preciso avaliar algumas coisinhas:

  1. Se o espaço tem mobiliário suficiente (mesas e cadeiras) para dar conta de todos os convidados ou se você terá que alugar. Lembrando que no caso deste tipo de locação, quase sempre, o frete fica por conta do contratante e não da empresa, o que encarece ainda um pouquinho mais.
  2. Se o espaço comporta a instalação de brinquedos ou a realização de atividades (afinal, é uma festa infantil e temos que pensar na diversão das crianças) e que isso também terá um custo nem sempre tão insignificante (por exemplo, a locação de uma piscina de bolinhas + uma cama elástica, que são brinquedos bem populares, costuma sair em torno de R$ 350 a 400 na cidade de São Paulo).
  3. E, ainda, se há necessidade de contratação de uma cobertura, para o caso de eventuais chuvas. Se tiver que contratar cobertura, aí já fica beeeem mais complicadinho, pois o preço para esse tipo de serviço costuma variar em torno de R$ 40,00 o metro quadrado instalado (valor médio praticado na cidade de São Paulo).
 Mas é claro que fazer uma festa em casa ou no salão de festas do prédio também tem o seu lado positivo. Super positivo, por sinal.Um deles é a liberdade que você tem para decidir o horário que a festa irá começar e acabar, dependendo, é claro, da sua negociação com as empresas contratadas (lembrando que o tempo normal médio de servíço dessas empresas é de quatro horas).

Ainda, para aniversariantes pequenos, de até dois anos, essa opção é fantástica, já que a criança poderá tirar a sua sonequinha ou fugir da “muvuca” indo para a paz do seu próprio bercinho. Com certeza, para eles é ótimo.

Outros pontos super positivos de se fazer em casa é que dá para pensar em cardápio e decoração personalizados e fazer uma festa pequena, mais íntima (o que é uma delícia), sem ter que se preocupar com o número mínimo de convidados (coisa bem comum em buffets, que costumam estipular um mínimo de 50 pagantes por festa, estando eles presentes ou não).

A opção será buffet? Então lembre-se que…

Os horário de início da festa são estipulados pelo buffet e, normalmente, são ao meio dia ou quatro da tarde. O horário de término também é pré-determinado e você pode ter no máximo uma hora extra, a qual tende a ter um preço bem salgado (verifique esse detalhe antes de fechar o contrato, peloamordedeus!).

As festas também costumam ter um estilo mais padrão, pré-definido, tanto em termos de decoração quanto de atividades e do que é servido, o que para algumas pessoas gera a percepção de que todas as festas em buffets infantis são iguais.

Por outro lado, as festas nesses locais, via de regra, são muito mais fáceis de organizar já que praticamente tudo fica por conta do espaço. Para mamães e papais com agenda corrida e pouco tempo livre, é o ideal, pois basta escolher a data e o tema da festa (dentre as opções oferecidas pelo buffe) que do resto o local se encarrega.

Por fim, o que tenho a dizer é: independente da escolha feita – festa em casa ou buffet – você deve sempre optar por empresas/fornecedores sérios e, de preferência, que venham através da indicação de amigos ou conhecidos que já os tenham testado. Dar uma espiada em blogs e sites, para pegar referência, também é super bacana, principalmente se esses canais mostrarem festas reais e passarem a indicação dos fornecedores que as produziram.

Como eu disse lá no início, qualquer festinha vai depender muito do estilo dos pais e das suas possibilidades. E no fim, o que importa mesmo é comemorar a vida, e independente de onde for, será muito bacana.

Kika Duarte é organizadora profissional de eventos há 12 anos. Entrou nesse mercado, que ela prefere chamar de universo encantado, por conta da sua paixão por balões, bolos, doces e, principalmente, sonhos realizados e sorrisos de satisfação.
Kika também é dona da Auguri Festas e da And Many More e, mais importante de tudo, é mãe da Marcella, uma menininha linda, doce e para lá de esperta de dois aninhos de idade

21 comentários

  1. Katherine

    Bem diferente do que aqui….hehe pra alugar cama elástica + piscina de bolinha + máquina de algodã doce paguei R$180,00 pra festa do meu pequeno que será semana que vem …já os buffets aqui cobram em média R$1.800,00 sem contar comida/bebida/decoração…só pelo espaço/brinquedos…um absurdo…muuito caro meeeeesmo….

    1. Shirley Hilgert

      Katherine, que maravilha esses preços! Bom, acho que é São Paulo que é insano. Aqui está tudo pelo hora da morte. Um horror! Bjs

  2. Juliana Trindade

    Eu escolhi fazer a festinha da minha pequena num buffet e não me arrependo da escolha. Apesar de não ter aproveitado nada pq ela deu um trabalhão foi tudo otimo, além do mais, não ter que me preocupar em limpar a bagunça depois foi maravilhoso.
    Estavamos tão cansados ao fim da festa que 4 horas pode parecer pouco mas na realidade é o ideal. Fechamos um pacote para 90 pessoas que no fim não foram nem a metade, mas pudemos levar tudo para casa, doces, salgados e bolo que foram muito bem aproveitados do restante da semana.
    Ja a de 2 aninhos vou fazer uma festinha pequena e só para as crianças no salão do prédio mesmo.

    1. Shirley Hilgert

      Na festa do Léo também várias pessoas confirmaram e acabaram não indo. Acho que a quebra em festa infantil costuma ser beeeeeem significativa. Bjs!

  3. Anonymous

    Eu fiz dois anos em buffet e agora estou em duvida do q faço, ou melhor tenho q me convencer q a festa em buffet é merlhor, mas quero pagar pouco e o básico q arrumei é feio, e para ajudar irei viajar por 15 dia, 1 mês antes da festa, ou seja se deixar para eu fazer vai ficar corrido, ou seja tenho q arrumar um buffet bom e barato em santo andré, sp se vcs souberem de algum site q diga bem ou mal de buffet infantil como falam de hoteis me dê um toque…

    1. Shirley Hilgert

      Olá, se eu souber de algo, aviso, mas por enquanto não conheço nenhum em Santo André. Abraços!

  4. Huummm, parece que eu conheço essa história…rsrsrs…
    Apesar de ainda faltarem pouco mais de seis meses, já estou às voltas com as dúvidas sobre a festinha do João. O tema já está decidido e já tenho ideia para as lembrancinhas. Adoraria fazer em casa, mas janeiro é época de chuva e a história da tal cobertura pega mesmo! Nesse final de semana vou tentar visitar o buffet. Mas confesso que a opção por fazer em casa ainda está ganhando. Vamos ver o que rola!

    1. Shirley Hilgert

      Depois me conte o que você decidiu! Fiquei curiosa!
      Beijos, querida.
      Shi

  5. Karine

    Shi, te achei quando procurava o tema de festa de princesas. Fiquei encantada com as ideias que você mostrou. E o tema deste post, hoje, é a “pedra no meu sapato”. Minha filha vai fazer 03 anos e os dois primeiros foram em buffets, agora queria fazer em casa, mas tô encontrando muita gente que está tirando a minha coragem.
    bjk
    karinepossari.blogspot.com.br

    1. Shirley Hilgert

      Oi Karine, tudo bem? Eu fiz a festa do Léo na casa da avó dele e foi tudo de bom, muito legal e nem deu tanto trabalho assim. Tem um post sobre isso. Dá uma olhada.
      Ah, e vou lá conhecer o seu blog. Bjs!

  6. Gabriela

    Oi, mais uma vez parabéns pelo blog. Seus artigos sempre vão direto ao ponto!!! Estou me organizando para os preparativos do aniversário de um aninho do meu príncipe, que será em janeiro. Vou fazer numa chácara, que inclusive foi onde me casei, que é da Associação de Fiscais que meu sogro participa, ou seja, não vou precisar pagar pelo espaço. O lugar já tem tudo, mesas, pratos, copos, etc. Acho que o maior problema de se fazer algo mais “livre” é que a gente acaba inventando muita coisa. Estou com mil ideias na cabeça, rsrs. Adorei seu post sobre a festa do seu filho; ficou realmente linda. Tudo o que vc tiver pra escrever sobre o assunto é bem vindo!!! Obrigada, bjo!!!!

  7. Acho que vou fazer home fest, mistura das duas, em casa(no salão do ap dá minha mãe) com tudo feito pelo bufet… Mas ainda estamos olhando se a diferença vale a pena.

  8. Silvia

    Sempre faço em buffet, acho muito mais cômodo e seguro esse ano fiz a festa da minha filha no Buffet Kity Park aqui em São Bernardo e gostei muito.. como ela já está mocinha optei pela festa teen, todos adoraram… ano que vem vai ser as bodas dos meus pais e provavelmente vamos fazer a festa com eles.. fica a dica para quem é da região http://www.kityparkbuffet.com.br/

  9. Marcela

    Sempre lembro das festa infantis que minha mãe fazia em casa pra mim. Nunca tive festa em buffet, mas sempre foram festas legais. Ela sempre trabalhou por conta propria e tinha tempo de montar e preparar as coisas. Hoje sei que muitas mamãe optam pelo buffet pela praticidade, já que não tem tempo para cuidar de tantos detalhes. Pensando nisso montei o Marcela Mosconi Gastronomia Criativa, um buffet completo À domicilio que monta o cardápio personalizado de acordo com o perfil do cliente e convidados. Estou amando fazer isso, percebo que o cliente curte muito mais por ser o anfitrião e receber seus amigos, ainda mais com comida boa e de qualidade sem dor de cabeça. E ainda deixamos o local organizado, pois levamos toda estrutura de um buffet, sem utilizar nada do cliente. Fazemos eventos a partir de 15 pessoas.

  10. Nara

    Esse ano fiz em casa mesmo no salão de festas do nosso prédio, mas confesso que tive muito mais trabalho! Mas como nao tinha opção por estar buchudíssima de 38 semanas no dia da festa, seria mais fácil para remarcar as coisas caso entrasse em trabalho de parto. A festa foi linda de dia com os mais chegados, um buffet de crepe e tive que alugar um pula pula e piscina de bolinhas. O custo foi muito menor do que em casa de festas.

  11. Josi Frare

    Minha pequena vai fazer 2 aninhos em dezembro e já estou ficando de cabelo em pé, pois não tenho espaço pra fazer a festa em casa, minha única opção é buffet e sei que sai bem sagado para o bolso. Ano passado fiz em buffet, foi tudo de bom, a única coisa que não gostei foi o tempo, e também pq tem horário pra tudo, minutos antes do parabéns ela dormiu, tive que acorda-la…
    Queria achar algum espaço que eu pudesse alugar e aí eu faria todo o resto…Mas aqui em SP não tem opção.

    Bj

  12. Niuzette

    Estava buscando informações sobre buffet de crepe e acabei encontrando seu site, adorei as dicas, também estou com muitas dúvidas quanto ao aniversário da minha filha. vi que a Nara contratou um buffet de crepe, poderiam me dar alguma indicação, não conheço nenhum. Obrigada!!!

  13. Leila

    Fiz uma pesquisa, em casa gastaria em media 1.800 reais, e num buffet gastaria em torno de 2.800, ou seja 1 mil reais a mais. Será que vale a pena mesmo?

  14. Mônica

    Olá meninas
    A tomada de decisão nesse momento é complicada pois depende de questões alheias à nossa vontade. Creio que todas queremos a melhor festa possível, mas querer nem sempre é poder. Por isso vou deixar uma dica aqui, encontrei um site chamado Top Buffets, onde divulgam os melhores Buffets Infantis e a Domicílio, e eles aceitam pedido de cotação via facebook, então se estiverem com alguma dúvida relacionada a valores etc, enviem a cotação, e eles correm atrás do resto.
    O endereço é http://www.topbuffets.com.br

  15. Adriana

    Olá meninas!! Preciso de ajuda das mais experientes numa questão!! Vou fazer o aniversário de um aninho da mh bebê num buffet, mas demorei tanto p decidir qual era o melhor q perdi a data q queria no sábado! Só tem na sexta, mas tenho medo do pessoal faltar pq é um dia normal de trabalho ou chegarem no meio da festa! O q vcs acham?

  16. Ticiane

    Olá… Sempre fiz o aniversário das minhas filhas em casa mesmo, mas o próximo aniversário da Laura (minha caçulinha) resolvi fazer no buffet. Com seis meses de antecedência comecei a me organizar, encomendei lembrancinhas num mês, contratei o buffet no outro, encomendei os convites no outro mês, etc. Bom, o aniversário é dia 21 de janeiro de 2016 e está tudo acertado e faltando pagar pouco. Mas confesso que fica mais caro mesmo, mas com a vida corrida que temos, as vezes compensa…

Deixe seu comentário