Maternidade – Expectativas x Realidade

Gente, tenho que fazer uma confissão aqui para vocês, super em off. Não comentem, ok? (risos!).

Eu acho que no início da minha gravidez eu bati com a cabeça. Ou sofri uma lobotomia. Ou, quem sabe, fui abduzida por ETs que me devolveram à Terra só com parte da minha memória ativa. Sim, porque eu deletei absolutamente todas as informações relativas ao lado difícil e punk da maternidade e passei os nove meses da gestação achando que quando o Léo chegasse tudo seria perfeito, lindo e cor de rosa.Eu criei, dentro da minha cabecinha doida, uma realidade totalmente irreal, onde tudo correria às mil maravilhas, tudo seria fácil, lindo e tranquilo. Como seu eu e o Léo passássemos os primeiros meses juntos flutuando numa núvem cor de rosa sobre um mar de peixinhos dourados. Insana total!

Sempre que eu parava para imaginar como seriam as coisas depois da chegada dele (algo que a gente faz quase 24h por dia quando se está grávida), as via de uma forma muuuuuuito diferente do que é o verdadeiro pega-pra-capar diário. E hoje, um ano depois de já ter vivido muiiiiiiiiita coisa, tem horas que até tenho vontade de rir da minha santa e antiga inocência.

Bom, mas qual a vantagem de rir sozinha, né? Não tem graça nenhuma. Então resolvi compartilhar com vocês algumas coisinhas. Abaixo, relato como eu pensei que seriam as coisas e a forma como elas realmente aconteceram. Tudo isso para vocês saberem que não estão sozinhas nesse barco desgovernado que muitas vezes se transforma a maternidade. :-)

1. Eu achei que o Léo não fosse conhecer mamadeira tão cedo na vida – sim, achei que o Léo nasceria, seria colocado no meu peito e mamaria até me deixar seca. Só que não aconteceu exatamente assim. No início ele vinha para o meu peito e dormia (não havia jeito de fazê-lo mamar, até a uma consultora de amamentação eu recorri) e depois, quando isso começou a melhorar, ele teve um refluxo horrendo por conta da APLV e aí não conseguia mamar de dor. Enfim, o que eu achei que seria uma das coisas mais prazerosas da maternidade se transformou num verdadeiro pesadelo para mim (também achei que fosse precisar de terapia para superar esse “baque”, mas já passou).

2. Eu achei que, com dois meses de idade, o Léo já dormiria a noite toda – toda vez que eu penso nisso eu tenho vontade de me jogar no chão de tanto rir. Ai, como eu era inocente! Certa vez li, num dos inúmeros livros que devorei, que alguns bebês dormem a noite toda já com dois meses de idade. Bom, li isso e tive certeza: ah, o meu será um desses! Ai coitada! Até hoje tem noites que o Léo acorda de madrugada. Bem dizer, posso afirmar que até um aninho ele acordava todas as noites. No fim, eu já tinha até acostumado, mas me deparar com essa realidade, lá no início, foi bem difícil (eu não digo que durante a gestação eu estava meio abilolada? Que futura mãe, em sã consciência, vai acreditar que com dois meses um bebê pode dormir a noite toda. Que pode, pode, só que é beeeeeem raro).

3. Eu achei que o Léo fosse ser um bebê super calminho, daqueles que não dá trabalho nenhum – ah, aqui está outra doideira minha. kkkkk! Eu tive uma gravidez super-hiper-mega-ultra tranquila e aí fiquei achando que tudo isso passaria para ele e que ele seria o tal famoso bebê anjo da Encantadora de Bebês. Só que não. Claro que isso não aconteceu. O Léo é um bebê ativo, agitado, de personalidade forte e cheio de vontades (super normal, ainda mais vindo de onde veio. kkk!) e eu vivo cortando um dobrado para dar conta dele (sinceramente, minha mãe, a essa hora, deve estar rindo de tudo isso e pensando: a justiça tarda, mas não falha. Ahahaha!).

Bom, o que tirei de tudo isso? Aprendi a respeitar! Aprendi a respeitar o jeitinho do Léo e não tentar colocar a carroça na frente dos bois. Aprendi que não tem porque forçá-lo a fazer coisas que ele ainda não está pronto para fazer (como dormir uma noite inteira, por exemplo) ou a querer que ele seja de um jeito que ele não é (calminho quando, na verdade, ele é um bebê cheio de vida e de energia).

Em nenhum momento ver que o Léo fugiu um pouco do que eu imaginava me deixou  decepcionada ou me fez querer que ele fosse diferente (ok, confesso, gostaria que ele tivesse aprendido a dormir a noite toda mais cedo). Na verdade, acho até que esse choque de expectativa x realidade foi legal para eu começar a ver, desde cedo, o meu pequeno como um ser humano, um indivíduo que se desenvolve independente das minhas vontades, e a aceitar que as coisas podem e vão, muitas vezes na vida, ser bem diferentes do que a gente imagina (e isso para todo o sempre) mas que nada nos fará amar menos os nossos eternos pequenos.

E vocês? Em que ponto a expectaviva não bateu com a realidade? Compartilhe abaixo a sua experiência e sentimento. Vou adorar ouvir o que você tem a dizer.

55 comentários

  1. Renata

    Ai eu ri, hahhaha! A minha filha foi dessas q dormiu a noite toda com dois meses, mas como estou grávida, tento não me iludir e penso q vou ficar noites e noites, por hrs e hrs acordada! Pq depois, oq vier é lucro né beim!

  2. Anonymous

    Bom dia! Durante a gravidez preparei todo o enxoval com tudo menos com mamadeiras, pois acreditava que iria amamentar minha bebê – o que não aconteceu como eu gostaria, pois a pequena desenvolveu a tal APLV e necessita tomar um leite especial – imagina mesmo que tenhamos a intensão da amamentação exclusiva não se deve fazer enxoval sem mamadeira! Passei aperto com isso….

  3. Aventureiro e Pai

    Gostaria de colocar seu texto no meu blog pessoal, claro que com os devidos crédito. Posso ?

    1. Shirley Hilgert

      Olá, pode sim! Será um grande prazer!
      Abraços!
      Shi

  4. Anonymous

    Rsrsrsrs… parece minha história. Minha Lorena tá com 10 meses e tbm achei q fosse ser como vc achou e minha realidade é igual a sua mesmo.Ela é super agitada… detesta ter q dormir e acorda no mínimo quatro vezes a noite. Mas ela é minha vida e cada segundo sem dormir é compensado em cada sorriso que ela dá para mim.

  5. Anonymous

    Tenho dois filhos e um é completamente diferente do outro! O primeiro(Miguel), que hoje está com dois anos é bem parecido com o seu Léo!!! Agitado é pouco! hehehe
    Já o Felipe, que nasceu a dois meses é um poço de calmaria!!! Não dá trabalho nenhum, o bebê dos sonhos da época da gestação!

  6. fabigalvi

    Comigo aconteceu o mesmo, achei minha filha Mariana dormiria bem….porem logo no primeiro mês passava a madrugada toda acorda, hoje ela esta com 5 meses e ainda não dorme muito tempo durante a noite e nem de dia…rs Isso foi e esta sendo um choque para mim, mas com Amor e Muitaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Paciência estou superando dia dia essa fase!!! Ah detalhe, vc tenta de tudo que te indicam…chá, banho quente..etc etc….e com ela nada funciona!!

  7. renata souza

    kkkkkkkkk morri de rir lendo, sou mae de 4 filhos e ja tive tb mts expectativas quebradas, como achar que o segundo parto norma seria tão maravilhoso qnt o primeiro kkkk diga-se de passagem tive 4, mas só o 1º foi maravilhoso mesmo, no fundo tudo que vc falou é verdade, podemos ate parecer meio abobadas na gravidez , idealizando nossos filhotes e mts teorias vao por água a baixo, mas a verdade é que esses pequenos nos ensinam mtttt coisas e é maravilhoso aprender com eles!

  8. Mariana

    Eu tb cai do cavalo com minhas expectativas na minha primeira gestação, a começar pelo parto, eu tinha Td planejado, parto normal, sem anestesia, dia 03 de dezembro…
    O Mateus nasceu dia 26 de outubro através de cesarea.
    Ele dormia a noite toda, mas por ser prematuro, tinha que acorda-lo a cada 3h, aí ele se habituou, e me vi louca!
    Pensei que amamentaria exclusivamente por 6 meses, aí meu leite não dava conta de sustentá-lo, parecia uma água suja de tão ralinho, e com 1 mês e meio começaram as mamadeiras.
    Dizia que meu filho só comeria tranqueira após os 18 meses, e aos 7 me deparei com ele roubando,um kibe de festa da minha mão…
    Hj ele já tem 4 anos e Td isso me faz rir até hj.

    1. Mariana

      Tb tenho outro bebezão de 3 anos, que eu preferi não criar expectativas e deixar que as coisas acontecessem, ele é um trovão, de tão terrível, não pára nem por um minuto! Rs

    2. Bem assim mesmo!
      kkk

  9. Eu também superrrr viajei sobre a maternidade kkkkk… achei que ia conseguir escovar os dentes logo que acordasse rs, que conseguiria assistir um filme inteiro, que ia dar de mama só peito e não ia doer, ele mamaria em 20 min e só ia querer de novo depois de horas (essa é para rir mesmo)… A clássica nada de chupeta… essa desmoronou nos primeiros 15 dias com a incessante necessidade do Davi de sugar e o meu cansando de ficar com o peito na boca dele o dia inteiro rs
    Aff.. foram tantas expectativas desfeitas mas valeu a pena para desmistificar a maternidade que é uma benção mas também exije cuidado e dedicação não só pelo bebê mas por nós mamães.
    Beijokas

  10. Lidiane

    Pareçe que vc descreveu o meu filho kkkkkkkkkkkkkk tenho o Miguel que fará 3 meses dia 05/07 nossa!! estou passando por tudo isso no início foi bem mais difícil pois eu tbm acreditava que meu bebê seria um anjo na realidade ele seria como eu havia imaginado ledo engando ele tbm tem a personalidade dele acorda 2 vezes a noite as vezes até mais, não mama muito, descobrimos que ele tem refluxo, enfim, a única coisa que consegui foi fazer com que ele já durma sozinho no quartinho dele. Amo seu blog, me faz rir e chorar com certos depoimentos já me sinto sua amiga kkk. Me tira uma dúvida qnd o leo era menorzinho só ficava vc e ele em casa ou tinha alguém p te ajudar nas tarefas de casa como almoço, arrumação da casa etc…? pq é difícil não é não?bjussss

  11. Como eu ri e me “achei” no teu post!
    Aqui em casa é bem assim!

    Beijo

  12. Carol Pinheiro

    gente, super me identifiquei! Gabriel fez dois meses e quebrei a cara em praticamente tudo que imaginei quando estava grávida. Ele é um bebê agitado, que agora que estou ensinando ele a dormir de da,porque ele só pegava no sono à noite quando já estava exausto de chorar o dia inteiro. Não tive leite suficiente e precisei recorrer à mamadeira( coisa que não tinha comprado no enxoval, claro!). Pensei que iria fazer escova e unha toda semana como fazia antes(há!); que daria conta dele sozinha na casa da minha mãe com meu marido em outro estado(infelizmente eu aprendi a dar conta, já que não tenha opção, mas não antes de muitas lágrimas caíssem), que ia ter tempo para almoçar e tomar banho tranquila… enfim, zilhões de outras coisas que só quem é mãe sabe.

  13. Sandrine

    Kkkk… mais um post lotado de realidade…
    Da primeira gravidez, lembro que uma amiga tentava me alertar que era dificil, mas eu tinha certeza que “comigo, nao”… kkkk pra mim… O parto foi diferente do que imaginei. A chupeta, ele nao quis (EU era a chupeta dele). Nao dormia de dia, nem de noite. Chorava horrores fora do peito. Nao emagreci tudo, mesmo amamentando o dia todo e comendo com ele no colo, mamando. Nenem que mama a cada 3h, tipico come e dorme? Passou longe daqui de casa…
    Tberm depois, ja achava que ele estava demorando muito pra andar, mas com 1 ano e 2 meses ele estava pronto e rapidinho ja sabia correr! Tbem tentei tirar as fraldas antes dos 2 anos, mas ele nao estava pronto, assim como varios outros exemplos, nao adianta forcar!
    Com a mais nova (4 meses), nao criei expectativas, soh torcia pra nao descobrir que o mais velho era um anjo… hehehe… Gracas a Deus, ela eh mais tranquila que ele, mas tbem mama bastante, briga pra dormir de dia, e nao gosta de ficar longe do colo – de preferencia, em movimento, e muito! Hehehe… Tenho 2 filhotes cheios de personalidade, que ja apareceu desde que nasceram…

    Beijao!

  14. Julianna

    A minha expectativa era de dormir mais… Todo mundo falava qdo eu estava grávida para eu dormir bastante pq depois nunca mais conseguiria dormir, porém achava que isso era mais no começo… Meu filho faz 5 meses semana que vem e não dorme mais do que 3 a 4 horas seguidas durante a noite, não dorme sozinho e às vezes só tira 2 sonecas de 1 hora durante o dia… tem dia que eu estou tão cansada que fico irritada, chorando e gritando com todo mundo de casa igual uma louca. Sei que vai passar, mas quando vejo nos grupos de discussão a quantidade de horas que as crianças dormem durante a noite, dá vontade de chorar… Enfim, estou tentando de todas as maneiras estender o sono dele pelo menos para 2 blocos de 4 horas cada, assim acho que ficaria um pouco menos cansada… Beijos e é ótimo compartilhar experiências por aqui, seus textos são muito bons para vermos que estamos todas no mesmo barco.

  15. Sheila de Souza

    Pura realidade, principalmente para nós mamães de primeira viagem, a gente acha que é tão fácil……fora as vezes que eles ficam doentinhos, assadinhos, que antes de ser mãe, a gente pensa que é tudo descuido, já mordi muito a lingua por causa disso,srsrsrs…por mais que a gente cuide, troquem eles 10 x por dia, as benditas assaduras teimam em aparecer, e as gripes e resfriados(principalmente no meu caso que ele vai para creche) não tem jeito, eles tem que passar por tudo isso, e nós morrendo de preocupação….mas vale cada minuto, amo muito meu lindo com aquele sorrisinho banguela…..

  16. Anonymous

    Eu achava que a minha filha ia tomar leite, pegar uma mamadeira com muita facilidade quando eu tivesse que deixar ela em casa com 5 meses para voltar a trabalhar… Que nada, ela destesta leite , não pegava a mamadeira e só aceita danoninho e olhe lá… Nunca mamou uma mamadeira com leitinho morninho e mucilon para minha alegria e hoje com quase 10 meses ainda mama no peito a noite e de madrugada…
    Como eu adoro leite achava que minha princesa tb ia gostar… fiquei tão nervosa e preocupada com essa rejeição que passei um bom periodo muito estressada!!!

    Alessandra Dias – RJ

  17. Carlinha

    Nossa quando li seu relato, fui ver se não era eu quem tinha escrito…kkk..Exatamente igual aqui, e eu também na santa inocência…rs
    A realidade é outra, e todos os dias tenho aprendido o que é ser mãe…
    as vezes sinto vontade de sair correndo, com medo de não conseguir..
    Mas é um amor tão grande que chega doer….bjs

  18. Anonymous

    Oi Shirley, acho que cai do cavalo com a gravidez, pois me imaginei a gestante mais linda e saudável. Engordei 20kg e ainda tive pre eclampsia! Quanto a amamentacao nao tinha nenhuma expectativa, pois fiz redução de mamas há uns 10 anos e achei que nao teria nada de leite. Comprei muitas, mas muitas mamadeiras e ate hoje nao usei! A Isabela esta com 2 meses e meio e ja dorme a noite toda…. Então vai entender…. Tudo é uma caixinha de surpresas. Tenho ate medo de pensar numa próxima gestação, e acontecer tudo diferente. E citando um livro que li, quanto a maternidade, o segredo é viver ( e aceitar) um minuto de cada vez. Beijos e obrigada pelas dicas, Débora

  19. MamyPops

    Queria Shirley, ótimo texto!! Na verdad acho que essa nossa inocência na gravidez faz parte, inclusive deve ter alguma coisa a ver com os hormônios, kkkkk. Eu também tive uma gravidez perfeita e na verdade a minha filhota de 5 meses e meio é quase perfeita (ela dorme 10 horas seguidas) poréeeeeeem tem um genio forte e eu que sempre sonhei com um bebê calminho calminho… mas como você diz, não podemos mudá-los e aprendemos a vê-los como um ser humano.

  20. Vanessa

    Adoro seu blog, me vejo em tudo que vc escreve. Qd tive meu baby me perguntava a todo momento, cade o glamour? Realmente ninguém nos avisa de todo o caus que vai ser. Qd meu bebê tinha uns dois meses meu marido me perguntou: e aí vc achou que seria mais fácil ou mais difícil? Claaaaaro que eu achei que seria mais fácil. Descobri desde antes de engravidar (tive bastante dificuldade) que nada é como a gente planeja, nada, e outra coisa, não cuspa pra cima que cai na testa, nunca mas nunca mais mesmo critico ninguém rs! Enfim ser mãe é sensacional, é realmente ter o coração batendo fora do corpo, mas cansa e muito rs!

  21. Thalita

    Ah, não acho que seja loucura. É que a gente é crédula. Acredita no que os livros dizem. Meu bebê tem seis meses, mas se por um lado aprendi muita coisa no livro da encantadora de bebês, por outro quero morrer cada vez que recorro a ele porq simplesmente meu bebê embora calmo não faz nada daquilo que a autora diz. É pra rir mesmo.
    O fato é que se eles estão com saúde tudo o mais não é nada. É motivo de aprendizado e crescimento.

  22. Nelice

    Shirley, já virei fã do seu blog e dicas. Leio sempre mas nunca comentei, porém lendo esse post me fez rir muito e me identifiquei com todos os pontos! É incrível como na gravidez sonhamos com o “mundo encantado” quando a realidade é outra. Chorei bastante no comecinho, mas meu esposo me deu apoio, ombro para chorar e um conselho: temos que aproveitar cada fase deles, não importa as noites mal dormidas, pois depois sentiremos saudades de todas essas noites em claro…

  23. O q a gente mais aprende é que muitas coisas não dependem dá nossa vontade como imaginávamos! A minha só mama no peito e agora está sendo um custo pra tomar qualquer coisa, não aceita mamadeira de jeito nenhum, mal mal o copinho. Me preocupo pq vou voltar ao trabalho… Hj ela está com 5 meses e meio e outra novidade que começou é que não quer ficar mais sozinha… Chora o tempo todo só quer colo, e antes ficava super boazinha! Coisas da maternidade, bjos

  24. Vanessa Sayão

    No meu caso a minha bebe era hiper agitada na barriga, embora eu ter tido uma gravidez hiper calma… Quando ela nasceu foi totalmente o contrario,um bebe super calmo, com 2 meses ja dormia a noite toda e antes disso só acordava, mamava e depois pegava no sono de novo. Eu pensava, tirei a sorte grande! Mas depois que ela começou a sentar, marco que eu era louca pra que acontecesse logo virou um caos na nossa rotina. Ela agora não satiafeita em sentar quer ficar em pé… Se joga de um colo pro outro (meu e o do pai) pois ela nã quer ir no colo de mais ninguem.
    Mas assim vamos aprendemos um dia apos o outro… Daqui a poco tudo isso passa e sentiremos saudades!!!

  25. Nossa, vc escreveu exatamente o que aconteceu comigo rsrs, meu filho tbm tem aplv e também é cheio de vontades e muuuuito espertinho p/ os poucos meses que tem!!!Adorei o blog muito bom!!!

  26. Anonymous

    kkkkk, perfeito o seu texto! comigo foi um pouco diferente, algumas coisas que idealizei realmente deram certo, como amamentar exclusivo ate os 6 meses, ate hoje que minha bebe esta prestes a fazer 1 aninho, e dormir a noite toda com 2 meses. Mas o tempo, cadê???kkke sobre o genio, ri muito quando vc fala “minha mãe a essa hora deve estar rindo”..kk a minha também! Como aprendemos com a amternidade não é?!.. minha bebe nao quer saber de outro leite de jeito nenhum, nao bebe nada que seja de leite, e é só pq nao gosta, e eu que gosto tanto!..kk desde cedo aprendendo a aceitar os gostos e jeitos de cada um.

  27. Samara Maciel

    Olha,lendo o seu post e todos esses comentários, acho que tive mta sorte mesmo.
    Meu filho é mto bonzinho. Já com 20 dias ele dormia a noite toda (de meia noite ás 6hs). Hoje ele está com 4 meses e dorme até às 8h30 da manhã. E logo após a mamada tira mais um cochilinho de 1h30. Santo Rafael.. rs

  28. Vivi

    Olá, mamães! Eu estou doidinha para fazer parte do grupo de vocês e adoro ler sobre essas experiências. Agora já sei que não posso criar expectativas nem sonhar demais, até porque a minha mãe conta que eu trocava o dia pela noite… rs! Ainda não consegui engravidar e estou naquela fase de ficar lendo artigos e favoritando sites, como este que adoro. Shirley, você bem que podia fazer um post sobre parto normal x parto cesarea para as futuras mamães como eu. ;) Bjos!!

    1. Shirley Hilgert

      Olá Vivi, tudo bem? Obrigada pela sugestão. Vou incluir na relação de próximos posts. Mas se você quiser dar uma espiadinha no que já saiu por aqui, sobre esse assunto, há alguns relatos de parto na categoria Relatos e Impressões Pessoais. Dá uma olhada lá.
      Beijos!
      Shi

    2. Vivi

      huummm… vou já olhar!
      Obrigada, Shirley!

  29. Vanessa

    Nossa, estando eu aqui as 32 semanas de gestação e muito perto de realmente descobrir a maternidade, meu mundo acaba de desabar! rs Desde que engravidei, paro para pensar como vai ser isso, aquilo ou aquilo outro. Presto muita atenção e torco muitas ideias com minhas primas (ambas já tem filhos com idade entre 1 e 4 anos). Pude acompanhar de perto a gestação e fase inicial das crianças. Cada hora, me sobra uma dúvida. Mas tenho certeza que, assim como aconteceu com uma delas, as crianças serão diferentes, mesmo você fazendo do mesmo jeito. Sei que com minha Isabela não será diferente: idealizo coisas mas tenho consciência de que minhas idealizações podem não dar certo!

  30. Huahuahua…. rachei de rir, eu nunca idealizei muito o meu rebento, na verdade sempre esperei a agitação do Davi, afinal, na barriga ele se mexia como um gato preso em um saco!
    No começo como dormia?! Mamava a cada 3 horas e não tinha cristo que o acordasse, e eu pensava: Como tem mulher que reclama, os bebês dormem muito! Eu faço tudo o que preciso, a ainda navego na internet!!!
    Mas isso foi só o primeiro mês, e para dormir o Davi começou a ter requintes de crueldade, acordar todos os dias às 06hs da manhã e dormir pouquíssimo durante o dia. Mas se a gente não quisesse ter trabalho comprava um boneco, não tinha um filho, e o nosso lema é sempre esperar o inesperado!!!

  31. Eliane

    Meu bebê está com 14 dias e me vi no seu texto.. tanto que o li rindo e chorando ao mesmo tempo… obrigada por compartilhar sua experiência.. além de ajudar muito as mamães de primeira viagem como eu, faz com que não nos sintamos tão horríveis assim… :)

  32. Leyla

    Passei por isso tbm! Eu falava com todos as pessoas próximas que teria o segundo filho rapidinho… vai fazer 7 anos depois que minha bb nasceu. Agora que estou começando a pensar no segundo. Pensando… pois a gente passa por muita coisa! Minha bb dormia de 21:00 a 1:00 da manhã e depois só ia dormir lá para as 10hs da manhã coisa de uma horinha!!! Caraca foram meses difíceis!!! Eu pensava Deus quando vai passar esse sofrimento??? rs agora dá pra rir… mais antes era muito estressante!!!

  33. Amanda Rocha

    Olá Shirley! Amo seu blog e encontrei nele um lugar pra afogar as mágoas. Quando estava gravida imaginava a Alice uma bonequinha com um laço bem grande na cabeça e cheia de frufru, imaginava um bebê calmo, que vai no colo de todas as pessoas sem fazer aquele escândalo e nunca, jamais eu teria dificuldades no quesito sono. Tenho até pena de mim, hoje vejo como é difícil os primeiros meses. Também descobri que ela tem APLV, ou seja, ela não dormia nada, tinha muita cólica e também não consegui amamentar durante o primeiro ano como eu imaginava. Minha linda bonequinha de laço rosa na verdade era um bebê que não dormia bem e hoje em dia com 9 meses, estranha todo mundo e faz um show quando alguém a tira do meu colo. Realmente, como nós nos enganamos!

    1. Shirley Hilgert

      ahahaha! se nos enganamos! kkk!

  34. Cristiane

    A minha sorte foi a que eu li sobre isso antes e durante a gestação, acredito que eu li as informações corretas porque não criei muita expectativa, claro que algumas ilusões a gente sempre tem, tipo o Murilo que hoje está com 1 ano e meio só dormiu uma noite toda a pasmem 1 mês atrás, é a coisa não foi fácil não, mas vale muito a pena, esse e todos os seus posts todas mães deveriam ler antes e durante a gestação, são super úteis e bem escritos, parabéns…

  35. Jéssica Maroco

    Já ri e me identifiquei muito com vários textos seus Shirley, mas esse sem dúvidas é um dos melhores. Que mais ri.
    Minha Manu hoje está com um ano e oito meses e uma das minhas maiores alegrias foi que aos 19 dias de vida dela, eu tomei banho sozinha em casa a tarde enquanto ela dormia no carrinho sem ela acordar antes que eu terminasse. Coisa que jamais imaginei comemorar enquanto estava grávida. Dormir a noite? Coisa mais maravilhosa uma noite de sono interrompido a cada duas horas para dar de mamá. E sede de ÁGUA? Confesso que nunca fui e continuo, agora, não sendo muito adepta a beber água pura. Mas, que diabos de sede desgraçada que se tem enquanto amamenta, jesus cristoooo! Outra grande expectativa é de que trocar fraldas é fácil e que serão duas ou três por dia (juuuuuura né.. ainda mais recém nascido). Mamou, arrotou, adormeceu, eu vou por na cama/carrinho e vou ao banheiro/dormir/comer… #SQN deitou = acordou! Hahahahahahahahahahaha

  36. Katiuscia

    Eu sonhei com pn a gestação inteira e tinha certeza que iria conseguir, pois não consegui e sofri muito por isso.

  37. Dri

    Imagina eu, chegando de Miami com uma almofada especial pra amamentar gêmeos (quase ocupava 2 assentos, kkkk), toda empolgada pq tinha lido que o melhor era amamentar os dois ao mesmo tempo pra poder descansar mais…
    Daí qdo veio a real, eles nunca aprenderam a mamar direito e nem eu aprendi a amamentar direito, tentei de tudo qto foi jeito, vários profissionais tentaram ajudar, acho que o que atrapalhou foi terem dado mamadeira logo de cara na maternidade, sem o meu consentimento.
    A tal almofada? Usei umas duas vezes, não agüentava a dor, parecia que tinha dois jacarés me mordendo, kkkk…. Só consegui amamentar um de cada vez, 5 a 10 minutos cada um, trocando o seio a cada mamada e complementando com fórmula. Graças a Deus que com 2 pra 3 meses minha mãe me mandou a real e me ensinou que tinha que espaçar as mamadas da madrugada, primeiro de 3 pra 4h, 5h, e com 4 meses eles já dormiam “a noite toda” – 6h de sono contínuo é algo próximo ao paraíso pra mãe de gêmeos, ok? ;)
    Bjs

  38. Maiara

    Meu bebê graças à Deus dormiu a noite toda desde que nasceu, ele está com seis meses. É claro que tiveram inúmeras noites que ele acordou várias vezes, mas o normal é ele dormir a noite toda.

  39. Debora

    Adorei seu comentário!!! Realmente tive a mesma experiencia que você! Refluxo, dormir no peito! Somente a questão de dormir fui um pouco beneficiada! O meu pequeno dormiu (desde os 3 meses) e dorme até hoje a noite inteira!

    Mas realmente a expectativa que temos é bem diferente da realidade! Mas hoje amo ele do mesmo jeito e aprendendo a curtir qualquer momento, mesmo os mais dificeis!!

  40. Noele

    Voce falou que o Leo dormia quando mamava, e disse que procurou uma especialista pra te ajudar. Estou com o mesmo problema, o que vc fez pra conseguir. ?

  41. Giselly

    Kkk… a realidade é outra. A vida se transforma literalmente, da noite pro dia, assim que eles nascem! Eu esperava pelo nascimento do meu primeiro filho para conseguir dormir a noite toda já que não teria o barrigão me incomodando. #soquenão hahaha
    Com a chegada do segundo eu já estava bem mais preparada para a jornada!

  42. Mirian

    Tão eu kkkkk ri muito,foi tudo igualzinho sem tirar nem por…. mudam os detalhes mas os mesmos motivos.

  43. Andressa

    Oi! Comigo foi o contrário rss.. Me preparei para o pior mas minha filha q hoje tem 2 anos e 4 foi um BB dos sonhos. Mas agora q já estou me preparando para outro BB posso imaginar o oposto kkk

  44. Ketlin

    Kkkkkk estou grávida de 6 semanas, primeiro filho, e foi otimo ler esse texto pra não me iludir mto kkkkkk bjo

  45. Raquel

    Graças a Deus meu bebê dorme a noite toda , com um mês e meio já dormia , só acorda pra mamar , depois dorme d novo , e vai até as 10hs da manhã, consigo descansar bastante , durante o dia ele só tira cochilos de 30 a 40 minutos

  46. Raquel

    Graças a Deus meu bebê dorme a noite toda , com um mês e meio já dormia , só acorda pra mamar , depois dorme d novo , e vai até as 10hs da manhã, consigo descansar bastante , durante o dia ele só tira cochilos de 30 a 40 minutos .

  47. Marina

    Pior q ficar abilolada na primeira gravidez (eu TB fui dessas…rsrs), é esquecer tido q se passou e TB ficar imaginando um mar de rossas na segunda…… Kkkkk. Minha primeira filha, Fora co 2 anos e 5 meses, ainda não dorme a noite toda, é suuuper agitada, sempre foi….. Aí, a pessoas (eu) engravidou a segunda vez e penso: “já sei tudo, vai ser moleza…..”… Kkkkkkkk (leia-se risos muito altos)…. E agora, estou eu aq, tentando cochilar, as 11 da manhã, por ter acordado a noite toda, de 2/2 horas, por conta da minha BB de 2 meses……..
    Façam me um favor: riam muito alto….

  48. Julia

    As vezes acho q reclamo demais, cheguei até a escutar que minha vida é dificil pq arrumei filho antes do casamento e o q acontecia era falta de adaptação rotina casada. Mas disse q vida casal com filhos nem se compara da vida de casados sem filhos, tinha um relacionamento perfeito hj brigamos muito, além do cansaço, noites sem dormir, nenhum passeio de familia feliz no parque pq ou estamos cuidando do menino ou estamos cuidando da casa, sem tempo sequer de comer,tomar um belo banho, unhas arrumadas entre outras coisas q a realidade foi totalmente diferente daa expectativas.

  49. Juliana

    As vezes acho q reclamo demais, cheguei até a escutar que minha vida é dificil pq arrumei filho antes do casamento e o q acontecia era falta de adaptação rotina casada. Mas disse q vida casal com filhos nem se compara da vida de casados sem filhos, tinha um relacionamento perfeito hj brigamos muito, além do cansaço, noites sem dormir, nenhum passeio de familia feliz no parque pq ou estamos cuidando do menino ou estamos cuidando da casa, sem tempo sequer de comer,tomar um belo banho, unhas arrumadas entre outras coisas q a realidade foi total..mente diferente daa expectativas.

Deixe seu comentário