50 coisas que a gente só entende depois que vira mãe

Antes de ser mãe a gente estranha, acha engraçado, não entende, julga e até condena. Mas aí os filhos chegam e a história é outra…

As 50 coisas que a gente só entende depois que vira mãe:

  1. Por que o salto alto sai do guarda-roupa
  2. Por que a mini saia e os vestidos perigosos vão juntos com ele
  3. Por que ficar em casa, num sábado à noite, pode ser o melhor programa do mundo
  4. Por que ver o filhote comer um pratinho cheio faz qualquer mãe ganhar o dia
  5. Por que algumas famílias tem babá
  6. Por que algumas mães abandonam carreiras promissoras
  7. Por que nossas mães sempre foram tão preocupadas
  8. Por que todos sempre repetiam o mantra “aproveite para dormir agora, aproveite para dormir agora”
  9. Por que alguns amigos mudam depois que os filhos nascem
  10. Por que nenhum sentimento se compara ao amor de mãe
  11. Por que todo mundo torce tanto para os três primeiros meses passarem logo
  12. Por que as prioridades mudam (e radicalmente)
  13. Por que você pensa duas vezes antes de tomar um porre
  14. Por que sempre dizem que a gente esquece (a dor do parto, a parte difícil, etc…)
  15. Por que passamos a ver o mundo de outra forma
  16. Por que parece que toda mãe é nossa amiga íntima, cúmplice, confidente
  17. Por que juramos não ter outro e, quando vemos, estamos grávidas
  18. Por que passamos a ter medo de tudo
  19. Por que passamos a ser mais corajosas
  20. Por que dormir vira o melhor programa do mundo
  21. Por que uma viagem de um final de semana pode se tornar uma epopéia
  22. Por que falar sobre cocô é tão natural quanto falar sobre o tempo
  23. Por que a gente pensa duas vezes antes de aceitar qualquer convite
  24. Por que ir ao supermercado pode ser o programa do mês
  25. Por que algumas mães optam por dar chupeta (sem pestanejar)
  26. Por que acordar às 8h da manhã é motivo de comemoração
  27. Por que tomar café da manhã na rua se torna o programa da família
  28. Por que os gastos do supermercado e da farmácia praticamente dobram
  29. Por que a decoração da casa muda
  30. Por que tem tanta mãe lendo tanto blog
  31. Por que ler um livro inteirinho vira meta de ano novo
  32. Por que o tempo começa a passar ainda mais rápido (muito, muito, muito mais rápido)
  33. Por que muitas mães preferem usar roupas confortáveis
  34. Por que maquiagem e cosméticos ficam esquecidos na gaveta (pelo menos por um tempo)
  35. Por que, muitas vezes, não dá tempo nem de ir ao banheiro
  36. Por que a gente sente as dores do mundo com ainda mais intensidade
  37. Por que ir ao salão de beleza vira evento social
  38. Por que os gastos e investimentos mudam
  39. Por que saem os esportivos e entram os espaçosos (estamos falando de carros. ok?)
  40. Por que a até a personalidade da gente muda
  41. Por que a família passa a ser ainda mais importante que já era
  42. Por que o nosso corpo muda, mas a nossa alma muito mais
  43. Por que amamentar, nem sempre, é tão fácil quanto parece
  44. Por que um simples sorriso muda nosso dia
  45. Por que mãe e pai tiram tanta foto
  46. Por que dizem que maternidade é igual a video game
  47. Por que você vai se ver fazendo coisas que jamais sequer sonhou
  48. Por que muitas mães voltam a ser criança
  49. Por que outras mães crescem tanto
  50. E, por fim, por que todo mundo sempre diz: aproveite agora, pois você vai sentir falta (e muuuuuiiiiiiiiittttto !).

37 comentários

  1. Suzy Lapa

    Meoooo Deus que lista demais… adorei! Perfeita descrição da maternidade. Só quem é mãe sabe que é assim mesmo, 50 itens e muito mais.
    Parabéns!
    Suzy
    http://oblogdasuzy.blogspot.com.br

  2. Muito legal. todos os itens… tudo!
    E acho que tem mais tanta coisa né?!?! e a gente vai lembrando e passando… e vivendo!
    Muito bom!
    bjo!

  3. Cassiana

    Lindo!

  4. DoLi Oliveira

    Ai meu Deus!!! Como eu amo esse blog!!!
    Esses textos alegram ainda mais os meus dias!! Me identifico muuuuuittooo!!!
    Amoooooo!!! Parabéns sempre!
    Bjaum

    1. Shirley Hilgert

      Ow!!! Que comentário fofo. Super obrigada, querida! :-)

  5. Daniela Castro

    Chorei ponto. É tudo isso! E como não tenho o pai ao meu lado ainda digo.
    51. Por que você passa a dar muito mais valor ao amor que sua mãe e seu pai têm por você e seu fruto.
    Lindo post! Parabéns!

  6. Lindo mesmo, tb chorei!

  7. Karla

    Tb chorei. Meu segundo bebê tem 3 meses e do segundo dá pra escrever mais uma lista de tanto que aprendemos.

  8. Daniela Rodrigues

    Fico impressionada como vcs conseguem colocar nos textos exatamente o que eu penso rsrs este é blog é demais!!

  9. Gisele

    Oi Shirley! Quando estava grávida sempre lia seu blog e agora, com a Isabella nos braços, continuo lendo mas agora com outros olhos… Engraçado como quando estamos grávidas nos preparamos toda, buscamos mil informações e acumulamos o máximo de “armamentos” para quando o bebê chegar. Aí ele chega e derruba tudo que tanto pesquisamos, buscamos….
    Estou achando a maternidade meio “solitária”, os medos são só seus (pai tb tem, mas não se compara), as inseguranças são só suas e as decisões é você quem toma – com todo mundo falando “escuta seu coração de mãe – que até um tempo atrás não existia e hoje tenho que escuta-lo! Todas as decisões que tomei até agora – ouvindo ou não meu coração – estavam erradas! rs…
    Isabella está com quase 20 dias e assim como ela está crescendo a cada dia, eu tb estou… Torcendo para que algum dia a gente caminhe lado a lado, como realmente mãe e filha.

  10. Anonymous

    Exatamente isso ! Nota mil

  11. Liliane Junqueira

    Opa opa opa, e esse item 17 hein Shi???? (se não quiser publicar esse comentário, não precisa, mas quero explicações!!!!).

    1. Shirley Hilgert

      Ahahaha! Ainda não. JURO! Foi inspirado em amigas. :-) Beijos! Fico feliz que você acompanhe o blog. :-)

    2. Bruno

      Opa… que rufem os tambores!!!

      1. Shirley Hilgert

        Não Bruno, ainda não. Juro! kkk! :-)

  12. Anonymous

    meu bebê só tem dois anos e já tô sentindo falta de quando era neném! kkkk

  13. Adarita Mendes

    É a mais pura verdade!!!

  14. July França

    Só mais um item: Porque é tão difícil circular com o carrinho de bebê nas calçadas de São Paulo, então temos que nos arriscar e andar pelas ruas, mas sempre com muito cuidado e atenta. No final desisti de usar o carrinho :(
    Amei essa lista <3

  15. Julia Buarque

    Tudo isso e mais um pouco (Por que descobrimos que nada, nunca é tão simples haha)!
    E ser mãe continua sendo a minha melhor parte!
    Beijos!

  16. Anonymous

    Muito bom!!! Como é possível mudar tanto!?!? E nasce esse amor incondicional!
    Bjs Débora

  17. Anonymous

    Me diverti muuuuuuito com todos os itens!!
    Um melhor que o outro e todos traduzem a realidade da maternidade.
    Demais!! Adorei!

    Renata- mãe do Davi (1a4m)

  18. Val

    Amei o post! Sou mãe do Miguel, de apenas 06 meses e já sinto saudades de quando era recém nascido. Ser mãe é isso: sentir saudade até das dores do parto, que na hora juramos nunca mais ter filho…!!!

  19. Ap. Curiosamente

    Que postagem linda!!! Já percebi que mãe é tudo isso mesmo!!! Adorei as frases e acredito que o amor de mãe é incondicional!!
    Parabéns por ser mãe e parabéns pelo lindo blog!!!
    Abraços e muitas felicidades!
    aprendendocuriosamente.blogspot.com

  20. Mariana

    Hoje .. minha pequena completa dois aninhos e acabo de ler este post …. para mim fez ainda mais sentido !!! beijo Shirley!!

  21. Tatiana Cali

    Só mesmo vc, com tanta sensibilidade, seria capaz de fazer esta lista tão perfeita … Simples assim !!!

  22. Marilene Gomes

    Essa é minha vida! Mas eu não troco nada de lugar, por que agora eu sou feliz mesmo com todas essas mudanças . Beijo!

  23. Viviane

    Muito legal! <3

  24. vivianny

    Eu acho essas coisas exageradas. Não são regras e nem devem ser. São coisas que acontecem mesmo quando não se é mãe. Muito do que está na lista já vivi antes da gravidez, e para as outras o ser humano sempre tem a capacidade de se adaptar. Quando eu vejo essas coisas de “aproveite para dormir agora” sinto exagero, pois conheço mães tranquilas que sabem levar sua vida em equilíbrio e sem este drama de “dormir é o melhor programa do mundo”. Decerto que a maternidade a faz deixar em “segundo plano” muitas coisas, mas isso é um processo natural da vida e o que é errado é abdicar desses planos por um filho. Sim, filhos são bençãos, irão fazer falta a qualquer mãe um dia, mas o que deve ser preservado é o caráter e a integridade da educação de nossos filhos. Esse sim, eu vejo como o maior presente que uma mãe pode dar a ela mesma.

  25. Simone

    Gostei de ler esse texto, muito bom.

  26. Maira Gardini

    Achei incrível e super verdadeiro!
    Eu amo ser mãe, apesar de me cobrar tanto, de tenar acertar sempre – o que é impossível. A gente erra sim pensando em acertar, chora escondido e se enche de emoção com os progressos dos pequenos. Tem coisa que só quem é mãe sabe.
    O melhor de tudo, é que a maternidade vale muito a pena!

    Beijos!

  27. Ariane

    A lista é realmente enorme, me identifiquei com quase todos! Citei seu texto no meu blog, com os devidos créditos: http://damamae.wordpress.com/2013/11/12/coisas-que-eu-pensava-antes-de-ter-um-bebe/

  28. Alana

    Nossa, sou mãe há pouco mais de um mes e entendo quase todas essas coisas!!

  29. andreia

    Lindo amei so quem e mãe entende,sou mãe e avó e bom de mais!!!!

  30. lais dias

    Amei esse tema. Realmente rezamos para os três primeiros meses passar logo. Fora tantas outras coisas que você disse que tem tudo haver. Show

    1. Macetes de Mãe

      Que bom que gostou Lais!! Bjss

  31. Silvana santos

    Realmente é assim mas adoro viver cada momento da maternidade viveria tudo de novo cada minuto e cada segundo

Deixe seu comentário