As 50 coisas que a maternidade me ensinou

Algumas coisas eu tentei durante décadas na minha vida, mas nunca consegui colocar em prática. Outras nem passava pela minha cabeça que um dia eu iria aprender. Teve que a maternidade bater à porta para algumas fichas caírem, alguns aprendizados serem adquiridos e muitos mudanças acontecerem.

Não sei se com vocês é ou foi assim, mas essa é assim que as coisas são por aqui. Nesse mais de um ano como mãe, posso dizer que aprendi muito mais do que ensinei, e que sigo aprendendo dia após dia, abaixo de muito riso e algumas lágrimas.

Com vocês, a listinha das 50 coisas que maternidade me ensinou (PS: garanto que tem muito mais coisas ainda!).

  1. Aprendi a ter mais paciência.
  2. Aprendi a importância de contar até 10. E repetir a contagem quantas vezes forem necessárias.
  3. Aprendi a não me estressar quando me atraso.
  4. Aprendi a ser mais tolerante com o atraso dos outros (ainda mais quando esses outros tem filhos).
  5. Aprendi como me tornar surda por alguns instantes (ou minutos. quem sabe horas)
  6. Aprendi a desenvolver uma audição super aguçada quando se faz necessário.
  7. Aprendi que por mais que eu tente fazer o certo, sempre tem gente dizendo que está errado.
  8. Aprendi que não há certo nem errado em muitos casos.
  9. Aprendi a respeitar muito mais as decisões alheias.
  10. Aprendi a ouvir meu coração.
  11. Aprendi o que um simples “nã”, “dá”, “pá” querem dizer.
  12. Aprendi a entender e obedecer um simples dedinho apontado.
  13. Aprendi a pedir ajuda.
  14. Aprendi que nem tudo pode ser aprendido em livros.
  15. Aprendi que quanto mais o tempo passa, mais segura nos tornamos.
  16. Aprendi que educar é mais difícil que parece.
  17. Aprendi que encontrar o equilíbrio entre a disciplina e a falta dela nem sempre é fácil.
  18. Aprendi que o tempo voa. Mesmo! Muito mais do que voava antes.
  19. Aprendi a cantar canções infantis. Dezenas dela.
  20. Aprendi a sobreviver com míseras quatro horas de sono diárias.
  21. Aprendi o valor de uma noite inteira de sono.
  22. Aprendi que nem sempre a gente consegue fazer tudo certo.
  23. Aprendi que a perfeição, realmente, não existe.
  24. Aprendi que a gente vai fazer coisas que jamais imaginou que faria, só para ter uns segundos de paz.
  25. Aprendi que gente vai mudar de ideia. Muito mais do que imagina.
  26. Aprendi que os amigos podem mudar.
  27. Aprendi a selecionar melhor os meus programas.
  28. Aprendi a pensar mais no dia de amanhã.
  29. Aprendi a ser mais criativa.
  30. Aprendi a ser mais emotiva.
  31. Aprendi a ser mais controlada.
  32. Aprendi a perder o controle sem peso na consciência.
  33. (Re) Aprendi a rezar.
  34. Aprendi a ser menos cética.
  35. Aprendi a ser menos teimosa.
  36. Aprendi a ser mais generosa.
  37. Aprendi a ser mais corajosa.
  38. Aprendi trocar fraldas.
  39. Aprendi a dar banho.
  40. Aprendi a carregar a casa dentro de uma mala.
  41. Aprendi os cinco grupos alimentares e a importância de cada um deles.
  42. Aprendi  mais de 10 técnicas para fazer arrotar e umas 50 para fazer dormir.
  43. Aprendi a superar as dificuldades.
  44. Aprendi que não há felicidade que sempre dure nem há mal que nunca acabe.
  45. Aprendi a não dar tanta bola para coisas pequenas.
  46. Aprendi a rir de mim mesma (algumas vezes rir de nervoso).
  47. Aprendi que há horas que é melhor calar (tipo na hora do pitaco, sabe?).
  48. Aprendi que não há um modelo único e perfeito de maternidade e que cada mãe está tentando fazer o seu melhor.
  49. Aprendi a crescer um pouco mais a cada dia.
  50. Aprendi que o amor infinito realmente existe.

20 comentários

  1. Liliane Palumbo

    Quantas verdades!

  2. Que coisa linda! me vi em vários… =)

    Aprendi a não ter nojo de tudo, porque as vezes estamos tomando café da manhã, almoçando ou fazendo um lanche e o bebê faz o número 2 dai nos deslocamos para trocar e retomamos o café normalmente.

    Que coisa linda, sou muito grata a Deus por isso!

    bjs carinhosos

  3. Anonymous

    Aprendi que se nao fosse Deus e sua infinita misericordia nada disso seria possivel!!!

  4. Mae Consumista

    Aprendi a não julgar as outras mamães… E a contar até 5mil… Aprendi a inspirar e respirar e não pirar…

  5. Ana Paula Dutra

    …aprendi que o choro do bebê pode ser tantas coisas,como soninho chegando ou um arroto preso…e não se desesperar quando a cólica chega e só o q vc pode fazer é amenizar a dorzinha dele …

  6. CHRIStIANE RAMOS

    Aprendi o quanto dei trabalho e que tudo que eu faça pela minha mãe será pouco.
    http://poaxadrez.blogspot.com.br/

  7. MGV

    Aprendi o significado de amor incondicional…

  8. Sarah

    Oi Shirley, tudo bem? Nós nos conhecemos lá no evento da Boehringer, ficamos lá na frente esperando o táxi para ir embora rs… Procurei teu blog e achei. E de cara já vi vários posts bacanas. Este é lindo, acho que toda mãe se identificou!

    Se quiser conhecer meu blog, o link é:
    http://maedobento.blogspot.com.br/

    Curti tb a página no facebook, vou acompanhar. E vamos manter contato, sempre é legal trocar ideias com outras mães!
    um beijo!

  9. ARIANE ABAD

    MUITO BOMMMMM!!!!!
    RI, CHOREI …..
    BEIJOS

  10. Ana PNaves

    Shiirley, estou gestante de 27 semanas, li seu post e adorei seu blog!
    Uma das maiores ansiedades que sinto eh ponderar / escolher ficar em casa cuidando do bebê E/Ou trabalhar fora, voltar a estudar…
    Vc se encontrou como blogueira, poderia nos contar mais sobre essa descoberta?
    Meu bebê lindo chegará em novembro, estamos muito felizes!
    Parabéns pelo post e pelo blog!

  11. Anonymous

    Muito bom, muito bom, muiiito bom!!!
    é otimo quando há pessoas que conseguem colocar pra fora os sentimentos que são iguais p a maioria!
    Voce é otima! parabens,

  12. Priscila

    Nossa é exatamente assim! Hj minha bebê faz 3 meses e é muito gostoso. Aprendi a dar valor a uma noite de sono, o significado dos choro e o verdadeiro amor.

    Beijos!!

  13. Luciana Cavagnolli

    Oiii Shiirley! Gostei muito de todas as coisas q vc escreveu, me vi em todas, minha filha tem 1 ano e 4 meses. Lendo as listas, lembrei de tantas coisas, casos engraçados, tristes, as vezes dolorosos, mas a vida de mãe é assim mesmo, não é. Os gritos, os nãos, os sims, as bagunças, os choros, os risos. Tudo enfrentado e superado com a ajuda de Deus. E para as mães de primeira viajem e que ainda estão gravidas, podem ter certeza, que tudo que ela escreveu é a mais pura verdade. BJÃO!!!!!!!

  14. Aline Dutra

    Que lindo e verdadeiro!! É exatamente assim!

  15. Franciele Bartnick

    Aiiiiii me ensina tbm as tecnicas para arrotar e as 50 pro bebe dormir!!!rs

  16. Cristina

    No dia que meu filho ficou totalmente paralisado e aos gritos de medo por causa de uma barata voadora, aprendi a não ter mais medo e matei a bichinha sem pensar.

    1. Macetes de Mãe

      Adorei, Cristina!! kkkk!
      Bjss

  17. helaine

    Aprendi o que eh APLV e q pode exisitir vida sem leite, 100% sem… rs…e acima de td aprendi q td passa, inclusive os piores komentos

  18. Viviane

    Aprendi que apesar das dificuldades de marinheira de primeira viagem a acreditar que cada dia me torno uma mãe melhor e aprendi a ser grata todo dia pelo meu filhote❤

  19. Michele freitas

    Me emocionei….realmente é tudo isso, muito tudo isso só faltou a parte do pai.

Deixe seu comentário