Qual o melhor lugar para o bebê dormir?

Imagem: Vanilla Joy

Imagem: Vanilla Joy

Há poucos dias, recebi um e-mail de uma leitora dizendo que sua filha nasce em breve e que ela estava em dúvidas sobre onde colocá-la para dormir assim que chegassem da maternidade. Me perguntou se, pela minha experiência, eu achava melhor ela já dormir no quartinho dela ou se seria mais prático para todo mundo ela ficar nesse iniciozinho no quarto dos pais.

Minha resposta foi: só a experiência dirá. E a sua, não a minha, pois cada caso é um caso. E mais, já adiantei algo que em breve ela irá aprender: muitas vezes, planejamos uma coisa e, quando a estamos vivendo na prática, percebemos que teremos que fazer adaptações. Ou mudanças completas, dependendo do caso.

Aí contei para ela a minha história. Eu havia planejado deixar o Léo no primeiro mês no nosso quarto, no moisés ao lado da nossa cama. Achei que essa seria a solução ideal, pois assim seria prático para eu amamentar e ele também se sentiria mais confortável dentro de um lugar aconchegante e fofinho do que lá naquele berço enorme e frio. Ledo engano! A primeira noite em casa foi caótica. O Léo se remexia demais, fazia mil grunhidos durante a noite, acordava, chorava e, para completar, quando eu via, ele estava com a cabeça enterrada na parte de cima do moisés (não sei como ele fazia isso, mas ele ia “subindo” e a cabeça ficava dobradinha para o lado, toda torta). Eu olhava para ele ali dentro daquele “cestinho” e só pensava: definitivamente, isso não está funcionando.

Aí, o que fiz foi levar o Léo para o bercinho dele, no quarto dele, e eu também me mudai para lá, junto com ele. Para mim, essa foi a solução ideal. O Léo dormiu muito melhor do que havia dormido na primeira noite, meu marido, que estava trabalhando normalmente também, conseguia descansar, e eu ainda contei com o super apoio da minha mãe, que estava por aqui para me ajudar e também dormia com a gente (consegui colocar o Léo e mais nós duas lá porque no quarto dele tem uma bicama. Ficou tudo super apertado, mas foi a solução perfeita para o primeiro mês).

Depois que esse primeiro mês passou e que a minha mãe também voltou para a casa dela (ela mora no RS), eu vim para o meu quarto e o Léo ficou no seu bercinho, já acostumado com o ambiente. E aí, eu passei a acompanhá-lo via babá eletrônica, levantando todas as vezes que se fazia necessário e indo até o quarto dele para atendê-lo (e garanto que foram muitas, mas para mim assim funcionava melhor do que ele aqui no nosso quarto ou eu lá no quarto dele).

Enfim, minha opinião sobre onde o bebê deve dormir assim que chegar da maternidade é: tudo depende! Você só terá essa resposta depois que o bebê estiver com vocês e você sentir na prática o que está funcionando ou não. Tem gente que opta por colocar o bebê ao lado da cama do casal, em moisés ou berço desmontável, e acha perfeito, por um curto ou longo período de tempo. Outros já preferem desde cedo deixar o bebê no seu bercinho e ir até lá quando precisar. Ainda há as mães que fazem e adoram cama compartilhada (eu nunca consegui relaxar quando tentei, morria de medo de dormir e rolar sobre o Léo). E também há as soluções como a minha, na qual eu dormi o primeiro mês no quarto do Léo e depois vim para o meu e fiquei acompanhando ele pela babá eletrônica. Enfim, cada lar é um lar, cada bebê é um bebê, e só a experiência irá mostrar o que funcionará melhor para você. Vale a pena testar e, se precisar, mudar. Se aquilo que você planejou não está dando certo, faça adaptações. Garanto que será apenas uma das primeiras que você fará por toda a vida. :-)

35 comentários

  1. Anonymous

    Comigo funcionou assim: Fiquei na minha mãe quase os 4 primeiros meses do meu baby e como o meu quarto estava interditado eu fiquei no quarto dele, dormindo em um colchão no chão. Totalmente desconfortável, devo dizer. Quando cheguei da maternidade já o coloquei no berço e ouvi, e devo dizer que não deveria ter dado ouvidos, de algumas pessoas que ele estava muito “soltinho” ali. Ai tive a péssima ideia de coloca-lo no carrinho. O que me proporcionou alguns dias de muito choro, quando ele estava com seus quase três meses, para adapta-lo ao berço novamente. Quando vim pra minha casa, como o Pedro já estava adaptado ao seu berço, não tivemos dificuldades em deixa-lo em seu quartinho. Ainda mais que tínhamos a companhia da baba eletrônica com monitor. Devo admitir porém que o primeiro mês foi essencial para a minha adaptação, e não a do Pedro – rsrs, dormir ao lado dele. Dessa maneira já sabia o que significava cada grunhido dele e isso me deixou mais tranquila para deixa-lo sozinho em seu quarto assim que foi possível. Mas cada um cada, comigo foi assim !

  2. patricia

    Verdade.. Cada criança é um caso diferente.. Minha filha de 2 anos, qdo nasceu no primeiro dia já foi pro bercinho dela e lá dormiu boazinha, sempre.. uma maravilha. Já a segunda, que nasceu há 3 meses, tem refluxo, e eu tenho desespero de deixa-la dormir longe de mim, pois se algo acontecer, imagine se eu me perdoaria … e nessa brincadeira, ela esta há 3 meses no nosso quarto, dormindo no cesto, e nós, marido e eu. não dormimos tranquilos, pq sempre ouvimos os gemidos, suspiros, e as eventuais engasgadinhas durante a noite. Estou pensando seriamente na próxima semana de coloca-la no berco dela e eu me mudar pra lá temporariamente, ate que ela se acostume e eu me sinta mais segura, de acompanha-la apenas pela baba eletrônica, pois ela já dorme de 6 a 8 horas por noite, uma mocinha..

    1. Giselle

      Estou passando pelo que você passou com a sua segunda filha.
      Minha neném tem um mês e tem um refluxo muito forte. Ela dorme do meu ladinho e foi isso que me ajudou a salvá-la uma noite, quando ela quase morreu.
      Ouvi uma tossezinha e olhei pro moisés. Ela tinha se engasgado e não estava respirando, já estava roxinha. Eu e meu marido custamos a fazê-la respirar novamente. Até os bombeiros eu precisei chamar.
      Foi o maior susto que eu passei na vida!
      Depois disso, não sei quando vou ter coragem de tirá-la de perto de mim. =(

  3. Tatiane Guimarães

    Eu sou daquelas mães neuróticas e tinha que checar se a bebê estava respirando de cinco em cinco minutos…rsrs no primeiro mês ela ficou no carrinho ao lado da minha cama, mas o carrinho começou a ficar pequeno, então foi para minha cama e o maridão no colchão no chão, mas ela nasceu em Abril, começou o frio, marido tinha que trabalhar, acordava mal…a solução foi trazer o berço para o nosso quarto…agora eu fico tranquila, porém ainda levanto a noite toda para ver se ela está coberta…até quando não sei, mas essa foi a solução pra nós…

  4. Anonymous

    a Catarina nasceu semana passada e eu tinha decidido que ela ficaria no berço ao lado da minha cama…. porem, eu nao conseguia me mexer direito por causa da cesaria e tb sou neurotica q tenho q ver cada barulhinho….. alem disso resolveu fazer um frio de rachar aqui no sul e eu fico com medo q ela fique gelada…. solução???…. certa ou errada ela esta dormindo no meio da gente…. ta bem bom assim, pq meu acesso a ela é facil…. mas assim q eu tirar os pontos e parar esse frio ela vai pro bercinho!!

  5. Maria Rosa Pavin

    Nunca ouvi uma resposta tão sensata quanto essa! Somente quem é mãe e já passou por essa experiência sabe o ‘perrengue’ que são os primeiros meses de um bebê. Se vamos atrás da opinião dos ‘especialistas’, com certeza, enlouquecemos!!! Parabéns e boa sorte para a mãe novata.

  6. Michele Gilioti Guedes

    Comigo aconteceu quase a mesma coisa. Chegamos da maternidade e a primeira coisa que pensei foi em colocá-lo no carrinho, no meu quarto. Mas que nada, o Gui só se remexeu, não queria dormir, chorava e quando cochilava fazia um monte de barulhinhos. Em um certo momento da madrugada, eu já exausta, pedi ao meu marido para tentar fazê-lo dormir e ele, na tentativa, colocou-o no bercinho. Conclusão: o Gui dormiu quietinho o resto da noite! Eu não pude dormir no quartinho dele porque não tinha espaço, moramos em um apartamento pequeno e o meu quarto fica ao lado do quartinho dele, mas mesmo assim temos uma babá eletrônica excelente e qualquer barulhinho estou eu lá ao lado do bercinho para verificar. Assim posso dormir melhor, meu marido acaba descansando melhor e o Gui dorme tranquilinho no berço que o papai fez com todo amor e carinho.

    1. Silvia

      Olá!!
      Estou vivendo esse dilema e minha filha nem nasceu ainda.
      Sofro pressão de família para saber onde vou acomodar minha filha: no quarto dela ou no nosso.
      Hoje fiquei muito triste por causa dos comentários que ouvi e procurei uma solução. Não poderia ter encontrado melhor resposta. Muito obrigada!!

  7. AGUEDA PRADA

    Nossa bem verdade acho que cada um é cada um, eu e o marido já estamos pensando sobre isso, e essa babá eletrônica acho que vamos adquirir, e tem que pensar no que vai ser melhor para o bebê.
    beijaoo

  8. Fernanda Costa

    MEu filho hoje tem dois anos e três meses, dormiu no quarto dele até 6 meses quando começou a sair os dentes meu marido ficou desesperado e disse bota ele na cama, e até hoje está dormindo com a gente e o pior tentei colocar ele para dormir no quarto dele e ele ficou até umas 3 da madrugada e eu que não conseguia dormir, qdo ele acordou e viu que não estava no meu quarto foi para lá deitou e nós dormindo. Isso é tudo muito louco, reclamo que durmo mal com ele na cama, mas quando ele vai para o quarto dele eu que não consigo dormir sem ele.

  9. A Sofia nasceu no final de janeiro,e sai mto bem do hospital apesar de ter feito cesária,de dia ela ficava no berço e a noite no carrinho,mas com dois meses ela já dormia no berço e eu fui junto é claro rsrs….mas tbm não achei justo deixar meu marido sozinho,então peguei a bicama dela e coloquei ao lado da minha cama e ficou até o mês passado,só que ela começou a querer a sair da cama,tentei coloca-la novamente no berço dela,não durou nem dez minutos,fui lá e peguei ela de volta,não aguentei…no mesmo dia compramos um berço desmontável,e está no meu quarto……sei que eu tenho que coloca-la em seu berço,mas o problema ta sendo eu…..(sei que tenho que desgrudar,mas tá sendo difícil)

  10. Gabi Pedretti

    Meu filho dorme no berço e no quarto dele sozinho desde o primeiro dia que chegamos em casa. E por tê-lo costumado assim desde que nasceu ele dorme a noite inteira sozinho até hoje com oito meses. Agora que ele está maiorzinho eu deixo-o brincando no tapete ou no berço sozinho no quarto para ele gostar do ambiente e não ter medo de ficar sozinho. Ele adora, passo pela porta e mando um beijo ou falo algo para saber que estou por perto. O meu problema é fazê-lo dormir sozinho, porque até hoje ele só quer dormir mamando =/

  11. Blog da Marcieli

    Minha Marina vai nascer em Março do ano que vem e essa é minha maior preocupação: onde deixá-la dormir. Eu gostaria de deixá-la dormir no quartinho dela. Penso que lá ela ficaria melhor, pois não tem barulho e está tudo preparado pra ela. Já meu marido diz que ela tem que ficar no nosso quarto, que ele não quer deixá-la sozinha. Mas acho que criança deve ter um sono tranquilo e me preocupo porque no nosso quarto tem barulho de televisão (meu marido sempre assiste antes de dormir), tem barulho de portas do closet e do banheiro.. não sei.. tenho a impressão que será incômodo tanto pra ela quanto pra nós. Depois que ela nascer volto aqui contar pra onde a Marina foi.. rsss….

  12. Bacana que vc expresse que qualquer um possa abrir possibilidades para seus filhos. Assim evitamos “você tem de fazer isso e ponto”. Também acho que cada caso é um caso. Podemos avaliar sugestões, mas o dia a dia mostrar qual a necessidade ideal. abs

  13. Anonymous

    Verdade, cada bebê é único e cada mãe também! Não existe regra. Você tem que fazer o que deixa seu coração em paz. Aqui em casa a Isabela dormiu no moises ao meu lado da cama até os 2 meses. Depois foi para o berço dela. Esta dando certo…. mas nunca se sabe o dia de amanha, né? Bj Débora Fazzio

  14. Tatiana Cali

    Muito bom Shi, é assim mesmo … Cada uma de nós sabe bem os perrengues que passamos e com isso a melhor solução para a gente e o nosso bebê.
    Apenas uma orientação técnica: os pediatras recomendam que o bebê fique no mesmo quarto dos pais até o sexto mês de vida. A explicação é que neste período dormimos pouco, o cansaço é excessivo e temos momentos de “apagão” na madrugada. Estando no mesmo ambiente, seria mais fácil perceber uma necessidade do bebê. Aqui em casa somos um tanto neuróticos com isso pois já perdi uma sobrinha que tinha refluxo por broncoaspiração e todas as crianças desta geração nova daqui vieram com este “defeito de fábrica” … Então por aqui, os bebês ficam no quarto dos pais até um ano ou até que o refluxo melhore. Mas em bercinho, para que a mudança para o quarto não seja tão sentida! :)
    Bjs, Tati.

  15. Anonymous

    A gente planeja, planeja e planeja e, no final, temos que nos adaptar às necessidades da criança. Durante toda a gestação estava certa de que meu filhote (hoje com dois anos e oito meses) iria dormir em seu quartinho tão bem pensado para ele. Ao contrário do que acontece na maioria das casas, Matheus dormiu os primeiros meses em seu bercinho, no quartinho dele, sem maiores problemas (a não ser os tão normais chorinhos durante a noite dessa fase). Mas depois dos 10 meses foi dormir conosco depois de ficar bem doentinho. Hoje nós (os pais) estamos super (mal) acostumados com o calorzinho dele na cama… Somos nós que teremos que “aprender” a dormir sem ele no quarto (já que todas as vezes que tentamos colocá-lo na caminha, ele dormiu a noite toda sem maiores problemas). A necessidade de dormir com ele agora é nossa…

  16. Nara Eloy

    Ai gente, já estou neste dilema. Meu bebê tem dois meses, nos primeiros dias ele dormiu no carrinho ao lado da nossa cama, mas logo ficou apertado, ele chegou a dormir no berço no quarto, e eu estava no meu quarto e minha mãe com ele. Agora ele dorme no berço desmontável ao lado da minha cama. Só que quero muito passá-lo para o quartinho dele, mas morro de medo dele engasgar, sufocar e eu não escutar. Como vocês fizeram para perder ou amenizar este medo? Tenho babá eletrônica, mas não tem monitor e é muito barulhenta.

  17. Viviane Pichineli

    Meu bebê tem 22 dias, estou me sentindo muito mal porque hoje ele tem muita dificuldade para dormir de noite e de dia. Sinto que ele está muito cansado e não consigo ajudá-lo. Estou muito angustiada com isto. Para ajudar, estou fora de casa, o bebê está dormindo no carrinho, o local tem muitos ruídos, estou apreensiva com a nova adaptação que ele terá que passar quando eu for pra minha casa.

  18. Cristiane

    Muito bom encontrar mães que passam pelo mesmo dilema. Minha Valentina vai completar dois meses e desde o primeiro dia dormiu no berço, que está no meu quarto. Queria tê-la colocado em seu próprio quartinho, mas o marido foi muito contra e acabei cedendo. O bom é que é ele que, na grande maioria das vezes, pega ela pra eu amamentar ou põe a chupeta,quando precisa, durante a noite. Percebi que não preciso ficar preocupada se ela vai engasgar ou qualquer coisa durante a noite. Coloco ela sempre deitada de lado, e com uma lâmpada acessa só pra facilitar na hora da amamentação. Já pretendo adquirir uma babá eletrônica e colocá-la no seu quarto, já que durante o dia ela dorme sozinha no nosso quarto e por isso penso que não terei problemas. Tudo é uma questão de calma e confiança, que se adquire com o tempo.

  19. julio

    A minha Manuele tem três dias de vida e desde o primeiro dia dormi no seu berço no próprio quartinho, hoje pensei em colocar ela no nossa quarto pois to meio receioso de deixar ela no quarto sozinha, mas acho o carrinho muito desconfortável até mesmo porque ficar mais de três horas no carrinho por mais confortável para o bebe não é legal. Penso que o melhor local é o quartinho.

  20. Rafaella Damazio

    Estou amando suas dicas, estão esclarecendo muitas de minhas dúvidas! Bjos

  21. Sandra

    Cada caso é um caso, pra mim colocar o Lucas no moisés ao lado da minha cama funcionou perfeitamente. Ele era bem tranquilo e não acordava chorando com muita frequência. Ele só foi para o bercinho após completar um mês. O importante é buscar alternativas para achar a solução ideal. Adoro seu blog, beijinhos!

  22. Isa

    Oi Shirley!
    Acho que vc ainda não fez um post sobre o que vou te perguntar…rs…
    Onde vc pretende colocar o segundo bebê para dormir (caso não tenha um quarto para cada filho)?
    Quando o meu nascer o mais velho terá 2 anos e 5 meses. Ele dormiu sozinho desde o primeiro dia no seu quartinho e queria acostumar o segundo assim tb, mas tenho medo que os choros e vai e vém da madrugada atrapalhem o sono do maior…
    Vc já pensou em como irá fazer?! Me conta!!!

    1. Shirley Hilgert

      Isa, tudo bem?
      O plano é o bebê já ir direto para o seu quartinho e eu ficar dormindo no quarto dele durante o primeiro mês (ou mais, se precisar). Fiz assim com o Leo, e deu certo, mas cada bebê é um, né?
      E eles vão ficar em quartos separados. Justamente porque o Leo demorou muito tempo para dormir bem à noite, não gostaria que a movimentação no quarto do bebê à noite atrapalhe o sono dele. Aí deixarei os dois em quartos separados.
      Bjs

  23. Paloma Blanque Garcia Pereira

    Oie..
    No meu caso, desde o primeiro dia coloquei meu filho no quartinho dele e no beicinho dele.
    Dormi no meu quarto tendo em mãos uma babá eletrônica com câmera
    Felizmente, nunca tive problemas.
    Detalhe….Como temos receio do bebê engasgar, ele dorme em um colchão anti refluxo. Pela babá eletrônica dá para ouvir até a respiração dela.
    É necessário ter muita disposição para deixa-lo dormir no quarto dele porque, sem dúvidas, você levantará bastante…
    As vezes nem está acontecendo nada, mas você acaba indo se certificar de pertinho kkkkk

  24. Bruna

    Meus filhos sempre dormiram comigo. Nem tentei usar berço, carrinho ou outra coisa. A primeira filha que hoje em 6 anos eu só montei o berço como uma extensão da minha cama quando ela começou a rolar. Com o segundo que hoje tem 1 ano e 4 meses eu nem berço comprei. Coloquei o colchão no chão e assim estamos, funcionou perfeitamente bem desse jeito aqui. :)

  25. Nani

    Meu bebê dormiu num moisés em cima da nossa cama, no meio de nós dois, até o 3º mês..Ele dormia bem, e facilitava para amamentar… foi bom para nós e, acredito, para ele também. Hoje dorme no berço, sem traumas de adaptação.
    Nunca teve problemas para dormir.
    Não existe uma regra, ou o certo e o errado… cada mãe vai fazer o que sente ser melhor para o seu bebê.
    Parabéns pelo depoimento… o melhor que já li até hoje!

  26. Patricia

    Olá Shirley, minha bebê está com 3 meses e sempre dormiu no Moisés ao lado da minha cama a noite e de dia no seu berço. Agora estou programando deixá-la no berço direto mas ainda estou receosa. Ela já vira de bruço porém nem sempre consegue levantar e sustentar sua cabeça e tenho medo de acidentes. Você poderia me dar uma orientação?

    1. Shirley Hilgert

      Patrícia, o ideal é checar essa questão com o pediatra, pois envolve saúde e segurança da bebê. Bjs

  27. Cristiane

    Eu estou gravida de 6 semanas. Mas vou por junto ao quartinho uma cama,onde depois do berço ele passara a dormir nela(quando crescer),e quando ele(a) nascer quem dormira nela sou eu,ao lado
    do bercinho :)
    Mas amei sua resposta,não poderia ter aido melhor.

  28. Paulo Augusto

    Achei essa postagem muito legal. Meu filho dormiu no meu quarto apenas no primeiro mês, após, começou a dormir no berço dele. Acho que o resultado foi fantástico. A não ser que a criança tenha algum problema, sugiro que a criança durma no quarto dele. É bem mais benéfico.

    Parabéns pela postagem.

  29. Jessiara

    Realmente, planos não funcionam muito. Enquanto estava grávida, sempre disse que meu filho dormiria no quarto dele, mas quando vi aquele rostinho pela primeira vez, não pude resistir.. dormiu na minha cama até os 5 meses e confesso que só esta dormindo no berço (isso há 2 dias), por insistência da minha mãe. Não me arrependo em nenhum momento destes nossos primeiros meses e agora que ele já está maia firme, consigo ficar mais tranquila.

  30. Fernanda

    Com os meus dois bebês, Sofia hoje com 2 anos e 5 meses e Miguel com 6meses, coloquei no.Moisés ao lado da minha cama, assim eu e marido nos revezávamos. Os dois foram para o quartinho deles com 6 meses e nunca tive problemas com choros, noites acordados, etc.
    Acredito muito que a confiança e segurança que os país sentem passa para os bebês

  31. Vanessa

    Meu bebê está com 9 meses e praticamente dorme no nosso quarto desde que nasceu. As poucas vezes que o deixei no berço, no seu quartinho, tive que levantar inúmeras vezes e não descansava nadinha, sempre preocupada… Nos primeiros 2 meses, dormiu no carrinho, depois passou para um moisés que ganhamos e agora dorme na cama, comigo. Porém estou preocupada, pois o marido teve que ir para um colchão no chão e anda reclamando que está dormindo mal. Agora que meu filhote está maiorzinho, vou tentar acostumá-lo no berço, acho que será melhor para nós três. Posso passar algumas noites no quarto dele, para que se acostume e não tenha medo.

Deixe seu comentário