Segunda semana de adaptação escolar – e eis que as coisas mudam

adaptacao escolaHoje, iniciamos a segunda semana de adaptação escolar do Léo. Na semana passada, fiz um post relatando como o primeiro dia tinha sido positivo e acabei não escrevendo mais a respeito porque tudo tinha seguido igual: calmo, lindo e tranquilo.

Mas eis que hoje as coisas mudaram. Só porque saiu lá no site da Revista Crescer um texto todo fofo meu contando que tudo ia às mil maravilhas a maionese resolveu desandar. :-)

Bom, vou contar para vocês o que aconteceu.

Hoje cheguei mais cedo na escola para a adaptação do Léo. Em vez de 10h15min, cheguei nove horas. Só que cheguei no horário errado e a professora não estava preparada para isso. Sim, eu, com a minha #cabeçademãelouca, achei que a partir de hoje eu devia chegar às nove horas, mas era só a partir de amanhã. Como a professora estava fazendo a adaptação de outra criança naquele horário, ficou tudo meio confuso. Por alguns instantes, eu não sabia se voltava para casa e ia para lá depois, a professora acho que também ficou meio surpresa como a minha aparição repentina e, claro, o Léo sentiu que algo errado se passava.

Para completar a confusão, a escola estava sem luz. Tinha acabado de cair uma árvore na rua e luz tinha sido cortada. Então, a própria rotina da escola estava meio atrapalhada.

Mas, enfim, foi decidido que o Léo ficaria, mesmo tendo chegado mais cedo do que o previsto, e lá fui eu para a recepção para aguardar as cenas do próximo capítulo. Capítulo esse que hoje não foi tão bom.

Não sei exatamente o que houve, mas o Léo hoje estava bem mais irritado. Talvez ele tenha sentido o clima de confusão no ar, talvez tenha sentido a minha irritação (fiquei P da vida pelo engano e por ter atrapalhado as coisas), talvez tenha sido o fato de ser segunda-feira (a professora comentou que segundas são sempre mais difíceis, porque no final de semana a rotina das crianças muda muito), ou talvez tenha sido apenas o fato dele hoje não estar num bom dia.

Mas, a verdade é que o Léo hoje estava temperamental. Algo próximo do que pode se chamar de mal humorado. Ele estava reclamão, chorãozinho, veio várias vezes correr para o meu colo e até empurrou uma coleguinha que se aproximou de mim (ah, e também tentou derrubar a bandeja de café que estava posicionada do meu lado).

Resumo da ópera: não conseguimos ficar na escola muito tempo. Ficamos uma hora e pouquinho e a professora achou que, por hoje, estava de bom tamanho (até porque, hoje era para ficarmos só uma hora e pouco mesmo, eu é que cheguei antes).

E o que tirei disso tudo: que uma adaptação tranquila depende, e muito, mesmo, da tranquilidade dos pais e, principalmente, daquele que está lá junto, acompanhando a criança. Hoje eu fiquei toda perdida quando vi que tinha errado o horário e que tinha atrapalhado as coisas lá na escola e, é claro, o Léo sentiu isso, sentiu a minha irritação e também ficou mais agitado.

Assim, a minha dica segue sendo a da semana passada: nesse período de adaptação, coração tranquilo, paz e muita calma. Se a gente deixar a peteca cair, os pequenos vão perceber isso direitinho e vão reagir a seu modo. Pelo menos, aqui foi assim hoje.

Agora, espero que amanhã as coisas voltem a entrar nos eixo. Vamos ver!!

Leia outros posts com assuntos similares:

9 comentários

  1. Bia

    Mas conta uma coisa…. Ele saiu bem de casa?
    A maionese desandou só depois da confusão?
    O meu mais velho tem 2 anos e 5 meses e está na mesma escolinha desde os 11 meses.
    No começou foi difícil, mas depois que acostumou, quase nem tchau me dava direito.
    Acontece que a maionese aqui também desandou de 2 semanas para cá, quando recomeçaram as aulas. Ele mudou de classe e, consequentemente, de professora.
    Está dando show desde o segundo dia de aula, pois acho que no primeiro ele nem imaginava que as coisas poderiam ser diferentes… Mas o show começa em casa!!!!
    Na escola disseram que com professora nova é uma nova adaptação….
    E o coração da mãe daquele tamanhozinho….
    Beijos!

    1. Shirley Hilgert

      Sim, saiu bem de casa. Lá que ficou mais chatinho. Mas vamos ver como será hoje. Dedos cruzados! :-) bjs

  2. Danielle

    Então, é o que a coordenadora da escola da minha Luisa disse, quando eles percebem que aquela novidade virou rotina e que eles irão ficar por lá todos os dias, eles dão pra trás. Minha filha tem 1 ano e meio. Ficou na escola desde set/13 até dezembro (levou mais de um mês para entrar sem chorar, mas quando virava as costas parava). Recomeçou a ir na semana passada, não chorou e hoje, segunda, também não. Acho que nesse segundo ano não teremos chororô. Se você perguntar a ela o que ela prefere, claro que responde ficar em casa (eu também prefiro ficar em casa a trabalhar rsrs), mas estando lá ela se diverte, interage bem nas atividades e é muito amorosa com a professora, que é a mesma do ano passado. É assim, eles acostumam, se divertem, mas no fundo é igual a emprego, o melhor dos mundos na cabeça deles é ficar em casa :) Boa sorte para vocês você vai ver como ele vai ficar mais esperto ainda!

  3. Mayra

    Com o meu Henrique nao foi diferente ! Hoje nem quis entrar na escola a tia Dag precisou vir buscar na porta . Depois tudo ficou bem ! Ela me disse que toda segunda e no pós feriado é dia de readaptação ! É muito grude com a mamãe no fim de semana! Fica a dica !

  4. Eliza

    Olá meninas, achei que era só eu que estava passando mal por deixar minha filha
    Nikole de 1ano e 2 meses, ela grita bastante, chora muito, fica período integral e vem
    para casa com os olhos inchados de tanto chorar, eu to tentando ser forte, mas ta difícil.
    Boa Sorte para todos nós neste ano que tem muitos dias ainda pela frente, hehe, bjus a todas
    que estão passando pela mesma coisa.

  5. Adriana

    Shi, calma….acho q vc se cobra de mais, é mto exigente consigo mesma…vc é uma ótima mãe e todas nós temos um milhão de coisas na cabeça…quem consegue ser perfeira todo tempo? Relaxe um pouco, vc está indo bem…
    Gde bjo!
    Adriana

  6. Karin

    Oi ! vmeu filho tem mais de um ano e o ano que vem vai para a escolinha. vou aos eua agora comprar algumas coisas. Pensei nessa mochila de rodinhas, ele gostou ?? Não é muito grande, não?
    E a mochila normal, vc acha que vale a pena? Eu pensei em comprar a lancheira, a mochila de rodinhas e uma mais pequena, que ele leva nas costas, só para passeios pequenos.

  7. Tabata Lara

    O Luca tem 2 anos e demorou muito para se adaptar na escola, quase 1 mes . Agressividade, birras, sono muito agitado… Depois foi otimo, ele ficou alegre, tranquilo e nao me deu trabalho mais. Agora viajamos na semana de recesso e ficamos 2 semanas fora. Na primeira semana que o Luca voltou pra escola foi tudo bem, porém na segunda semana ele tem me dado muito trabalho. Está chorando muito, falando que que não quer ir para a escolha, medo, mas não fala porquê. Chega lá fica bem. Mas a noite não está dormindo bem, dando birra, chora por tudo, igual na sua primeira semana de aula. Será por causa desses dias sem aula ou pode ser outro motivo?

  8. Jodeline

    Difícil meus Deus
    A Giovanna tem 1 e 3 meses, já faz uma semana adaptação e todos já a conhecem. Chora, não bebe nada? Não come
    Estou me sentindo mostro. Parece até que emagreceu
    Em casa come tudo, toma Leite caneca, mas ainda dorme peito
    Será consigo.

Deixe seu comentário