Moda para mãe

Assim que descobri que estava grávida, algumas peças entraram no meu guarda-para para não saírem mais. São peças que tiveram que acompanhar o novo ritmo da gravidez – mais conforto, segurança e um pouco de charme, claro – e que agora são perfeitas para a minha vida de mãe (aquela coisa se vira nos 30, você deve saber bem).

E isso quer dizer que essas pecinhas basiquinhas estão comigo em 70 % dos looks que eu componho. Se não mais. São aquelas peças coringa, que combinam com quase tudo, que nos deixam confortáveis da hora que acordamos até a hora que vamos dormir, que garantem a nossa segurança visual (nada de pagar peitinho ou bumbunzinho carregando o filho por aí) e que nos dão liberdade de movimento, afinal, dar conta de filho para cima e para baixo requer uma boa dose de ginástica.

Bom, abaixo, trago a relação de peças que eu adotei e que estão sempre comigo, montando os meus looks do dia a dia. Se toparem, convido-as para compartilhem, nos comentários abaixo, quais são os queridinhos do seu guarda-roupa. Quem sabe, você não tem uma dica super bacana que a gente não está lembrando de colocar em prática.

Sapatilhas: na semana seguinte à descoberta da gravidez, saí e comprei a sapatilha mais confortável que encontrei. Depois dela, já comprei outras três iguais, só mudando a cor (modelo exatamente o mesmo). E depois disso, eu virei uma apaixonada por sapatilhas. É aquele acessório que fica bem com quase todo tipo de roupa (calça, vestido, saia, bermuda, shorts, legging), garante um super conforto para os nossos pezinhos que não param (dá para andar kilômetros e a gente não cansa), e dependendo do modelo, pode mudar compleamente um looking (experimente colocar uma sapatilha de onça com um vestido preto. Ou uma dourada com um look marrom e nude. Fica lindo de viver!). Bom, quem me acompanha no Instagram deve ver que vira e mexe eu estou com os pezinhos para cima ou em ação com uma boa e confortável sapatilha enfeitando-os. E em breve, garanto, vocês verão muito mais!

shi_sapatilhas

Algumas da coleção. Não saem mais do meu pé!

Legging: junto com as sapatilhas, as leggings vieram com tudo depois que eu engravidei. Na verdade, eu sempre gostei de usar, mas como trabalhava fora e tinha que cumprir todo um código visual, não era muito indicado. Mas agora que trabalho em casa, nada mais gostoso que uma legging confortável com uma blusa, camiseta ou casaco mais longo (sempre escondendo o bumbum, por uma questão de bom senso. kkk!). E para compor o visual das leggings, eu escolho botas de montaria ou as minhas amadas sapatilhas. Nos dias de mais calor, recorro também a sandálias rasteirinhas.

shi_legging

Legging é outro vício. Coleção de diversas cores. Hoje foi o dia de sair de marrom, nude e dourado. (PS: e cá estou eu de sapatilha de novo!)

Vestidos soltinhos: na gravidez, investi em vestidos mais soltinhos, e aí, claro, tomei gosto pela coisa e eles nunca mais saíram do meu guarda-roupas. Eu agora não posso ver um vestido soltinho que já fico doida para comprar. O que eu acho bacana deles é que ficam bom com sapatilhas, sandálias, botas, sapatos de salto e até chinelos. Tudo parece que “casa” com eles. Além do mais, os modelos bata, se ficarem curtinhos ou se você quiser customizá-los, basta cortar um pouquinho no comprimento e transformar numa blusa para usar com legging ou com uma calça jeans mais ajustada ao corpo.

shi_vestido_soltinho

Vestidos soltinhos. Amo! Sempre fui fã (adoro um estilo romântico). O da esquerda é Bob Store, o da direita Tattoria.

Casacos abertos na frente: outro amor sem volta. Investi neles na gravidez para poder me proteger nos dias mais friozinhos sem apertar a barriga. Mas descobri nessa peça outra paixão. Uso tanto os de modelo bolerinho, mais curtinho e com meia manga (tenho um da Calvin Klein no qual sou viciada, é super coringa), quanto os de manga longa e também mais longos no comprimento. Para esse tipo de peça, o meu material preferido é linha, de algum fio natural.

shi_casacos

Casacos de linha abertos na frente. Adoro esse estilo. Esses são da Lucy in the Sky (esquerda) e da Yogini (direita).

Sapatos de salto anabela: bom, de vez em quando um salto tem que entrar no look, não é mesmo? Nesses momentos, dou prioridade para o salto anabela, que é muito mais confortável e seguro que um salto agulha ou até que um salto grosso. Tenho um modelo da Arezzo que eu amo! Comprei o há uns 6 anos e agora, quando o relançaram com pequeníssimas mudanças, comprei novamente. É ótimo porque vai bem com vestido, saia, calça, etc…

shi_sapato_anabela

Sapatos com salto anabela, não muito altos, são ótimos. Dão estabilidade e são confortáveis. Esse é da Arezzo. Um modelo que está na linha deles há anos.

Acessórios: bom, esses também tem que fazer parte do look. É claro que os acessórios variam muito de pessoa para pessoa, conforme o seu estilo e gosto, mas há alguns que realmente dão um belo trato no visual (transformam qualquer roupa sem gracinha em algo bem mais bacaninha). Colares grandes (eu adoro os com bolas grandes) e echarpes (sou viciada! tantao usadas só para “decorar” quanto para aquecer) são os meus favoritos, já há algum tempo. Eu, particularmente, não sou uma grande adepta de cintos. Quando coloco, sempre fico achando que eles estão me incomodando, mas, para quem gosta, eles são ótimos para dar um up no visual (eu costumo usar cintos mais fininhos, para marcar a cintura em roupas mais largas).

shi_acessorios

Sempre amei echarpes. Mas agora ando na “onda” dos colares de bola. Amo!

Bom, acho que essas seriam as minhas dicas de uma moda bem básica, versátil e charmosa para nós, mulheres-gestantes-mães que precisamos manter o visual em dia sem que isso nos tome um tempão ou depois nos atrapalhe nas tarefas a cumprir.

E não esqueçam de compartilhar as suas dicas de moda e looks aqui também. É só deixar suas sugestões nos comentários abaixo. Eu e as demais leitoras agradecemos!

9 comentários

  1. Tati

    Adorei as dicas. Ainda estou no meu período de gravidez, e acho que minhas melhores aquisições foram as camisas de seda. Comprei umas 4 e estou usando demais, o bom delas é que o tecido é fino, fluído, cai bem com qualquer coisa e como tem os botões acredito que vá continuar usando na fase amamentação!

  2. Carol

    Oi Shirley , tudo bem?
    Além de ter adotado os itens que vc disse, eu tbm adotei as blusas com zíper e botões dianteiros, pois são ótimas para amamentar fora de casa…
    Bjs, Carol

  3. Rizia

    Amei suas dicas de moda, desde que engravidei também comecei investir nas sapatilhas e amei, hoje só não tenho uma coleção maior porque nesse meio tempo veio o verão e as rasteirinhas tomaram o espaço.
    Amo todas as suas dicas, se blog tem me ajudado muuito

  4. Gisele

    Acho que nossos guarda-roupas são parecidos! hihi !! tenho 2 meninas! Amanda com 5 anos e Alice com 9 meses! Na 1ªgravidez não pensei muito em um detalhe super importante: >blusas que facilitem a Amamentação, e nas primeiras semanas sofri com isso, pq não tinha o que vestir e ainda não podia sair pra comprar; depois do susto aprendi a lição! kk Amamentei a Amanda até 1a7m, então usei bastante tempo blusas, vestidos, com decotes >descentes!< que me permitiam amamentar. Agora com a Alice, já pensei nesse detalhe desde o começo da gravidez! #FicaADica bjosss

  5. Marcela

    Oii!! Adorei as dicas… Vc poderia dizer qual a marca das sapatilhas que tu usa?? Comprei duas sapatilhas que achei serem de ótima qualidade e foi um verdadeiro desastre… Estou em busca de comprar algo que realmente me sinta confortável então pode ser uma possibilidade essas que tu usas!
    Obrigada!
    Bj

    1. Shirley Hilgert

      Adoro as da Capodarte. bjs

  6. Roberta da Rosa

    Meu bebê já nasceu e o desafio agora é encontrar roupas bonitas, confortáveis, que não marquem muito a barriguinha e que possibilite a amamentação! Fica a dica (pedido) para um próximo post.

  7. Andréa

    Camisa! Não esqueça de uma boa camisa. De preferência de tecido q não amasse. Tipo jeans. Perfeita pra acompanhar a legging e a sapatilha. Ótima pra gestação, pro período de amamentação e na correria trabalho/escola/casa.

Deixe seu comentário