Qual é a hora ideal de ter o segundo filho?

segundo filhoQuando a gente é solteira, a primeira pergunta que nos fazem é quando a gente vai casar. Quando casamos, é quando vamos engravidar. Depois do primeiro filho, é quando vem o segundo. E aí, quando o segundo chega, ainda seguem perguntando se vem  o terceiro. É, não é moleza, parece que estamos sempre devendo alguma coisa para alguém.

E sabe qual é a minha opinião sobre isso? Para mim, ninguém tem obrigação nenhuma de nada. Ninguém tem que casar, ninguém tem que ter o primeiro filho e muito menos o segundo ou terceiro. A pessoa tem se quiser, se bem entender, se isso estiver nos seus planos ou, se não estiver, se as coisas acontecerem.

Mas enfim, independente da minha opinião (essa de que ninguém “tem que” nada), não é bem assim que as coisas acontecem. E vocês devem imaginar a pressão que eu sofro pelo segundo filho. Bom, não sou só eu. Parece que toda mãe, é só o primeiro pimpolho fazer um aninho, que ela se torna forte candidata a ter o segundo, e aí é família, é amigo, é  vizinho, é a metade do mundo perguntando quando vem o próximo.

E como todo mundo pergunta, eu também me fiz essa pergunta. Ou seja, agora que sei que quero ter um segundo filho (confesso, demorou para eu voltar a pensar no assunto. ahahahah!), me questiono qual é a melhor hora para isso.

Tenho amigas que engravidaram quando o primeiro filho tinha apenas seis meses e outras que vão ter o segundo agora, 14 anos após o nascimento do primeiro (minha mãe esperou 17 anos para engravidar de mim!!!). Considerando essa diferença de tempo tão grande, o que é o ideal? É melhor que se tenha logo, para passar toda a parte difícil de uma vez, ou é melhor esperar mais tempo, para as coisas já terem acalmado e a família poder respirar um pouco antes da chegada do segundo?

Sinceramente, não sei a resposta e, mais uma vez, afirmo uma coisa que para mim é óbvia: não tem uma hora que é A IDEAL, aquela que será perfeita para o nascimento de um segundo (ou terceiro, quarto…) filho. Mas há a hora que chega para cada mãe, para cada casal, para cada família, e aí a mulher vai sentir que está pronta para ser mãe novamente, independente das pressões externas e dos pitacos alheios (ou vai sentir que para ela deu, fechou a fábrica).

Agora, volto a bater numa tecla que eu repito muito por aqui, quando o assunto é maternidade: não adianta planejar muito, as coisas acontecem quando tem que acontecer. As decisões são tomadas muito mais instintivamente do que racionalmente e parece que é aí que elas dão certo.

Ou seja, vale a  pena fazer cálculo, pensar, discutir e tomar uma decisão racional na hora de ter o primeiro, segundo ou terceiro filho? Vale sim. Mas a verdade é que essa é uma decisão que a gente toma muito mais com o coração do que com a cabeça. Afinal, se fosse 100% racional, muita gente não teria o primeiro filho e menos casais ainda se arriscariam a pensar no segundo. Nessa coisa de maternidade e filhos, o que manda mesmo é coração e aí, não há muito que a razão possa fazer.

 

40 comentários

  1. sanla

    Concordo com você estas decisões são muito mais instintivas que racionais… eu já jurei que não teria um segundo mas hoje com a minha bebê com 1 ano e meio venho pensando em um segundo daqui a alguns anos 3 ou 4 anos. tenho medo dela ser sozinha assim como eu que sou filha única.

  2. sanla

    Concordo com você estas decisões são muito mais instintivas que racionais… eu já jurei que não teria um segundo mas hoje com a minha bebê com 1 ano e meio venho pensando em um segundo daqui a alguns anos 3 ou 4 anos. tenho medo dela ser sozinha assim como eu que sou filha única.

    1. INGRID DE MELO

      OLA MENINAS MAES RSRS ESTOU AQUI PARA FALA Q EU TENHO UM MENININHO DE 1 ANO E 3 MESES E ESTOU PENSANDO QUAL É A MELHOR HORA DE EU TER OUTRO BEBE MAIS N SEI A HORA ME AJUDE RSRS

  3. Nagela Cardoso

    Shi, vc falou, falou e não falou quando quer outro bebê!! Fala pra genteee!!! No meu caso, eu tenho 27 anos, tenho uma irmã de 9 e outra de 4 anos, minha mãe é malucaaaa rsrsrs….. A irmã de 9, é o meu tudo, meu xodó e eu a tenho como filha, pois são 18 anos de diferença. A menor, de 4 anos, é a melhor amiga do meu filho, pois a diferença é de 2 anos da tia para o sobrinho. Eu acho linda a amizade deles, eles brincam, brigam, se protegem e se amam e eu sinceramente, queria outro agora que estamos no pique, mas infelizmente, estamos planejando a compra do nosso imóvel e filho é beeeeem caro! Mas por mim, eu teria agora, com diferença de 3 anos, pois eles serão amigos, cúmplices e iriam interagir um com o outro. O meu marido é 6 anos mais novo que o irmão e minha sogra se arrepende muuuito, pois passou a vida toda, separando eles das brigas devido a diferença de idade!!

    E ai Shi, fabrica aberta para o novo BB?

    Um beijo em vc e no príncipe.

    Nagela e Gustavinho!!

    1. Daniela

      Eu tenho 32, e meus irmãos tem 33 e 31, temos uma diferença minima de idade, porém brigamos muitooooooo qdo crianças…. hahahahaha minha mãe tbm vivia separando brigas!!! Mas dps da adolescencia, ficou tudo melhor e hoje somos mto unidos, um ajuda o outro e um compra a briga do outro!!!
      E eles são apaixonados pela minha filha, que é a mascotinha da família!!! e tbm penso em ter o segundo, mas antes tenho outras “prioridades”…preciso de um tempo, pois a minha nasceu prematura e é mto dificil a fase de hospital, e por ter medo de acontecer td de novo, ficarei postergando a chegada do segundo!!

  4. vanessa rosa

    oi Shi! Já que o papai do céu me mandou dois de uma vez só, a minha fábrica já fechou! hehehehe beijos, mana

  5. Ana Luisa

    Oi Shirley, tudo bem?
    Essa é uma pergunta que surge no coração de todas as mães, com certeza!
    Eu sempre penso na minha pequena quando surge o medão de ter um outro bebê. Afinal, ter irmão é bom demais! Então me questiono se eu não estou sendo muito egoísta de privar minha bonitinha dessa maravilha só porque estou com medo/preguiça de começar TUDO de novo! Rsrsrsrsrs
    Aqui em casa somos 5 irmãos, com uma diferença de 11 anos do mais velho para o mais novo. Sim, minha mãe foi louca!
    Eu sou a segunda, com uma diferença de 1 ano e dois meses do mais velho. Quando eu nasci ele não andava ainda! Minha mãe conta que foi tenso demais. Porém, quando eu já estava com uns três anos e ele com quatro, ela não acreditava que a parte mais difícil tinha passado e que ela já tinha dois filhos! Minha irmã chegou 5 anos e meio depois de mim. Aí sim o negócio foi feio!! Hahaha Meus pais contam que eles já tinham saído da vibe, sabe? Já não tinham mais que se preocupar com fraldas, choros e noites sem dormir….tiveram que começar de novo, do zero. Por causa disso, depois da minha irmã, os outro dois vieram com diferença de dois anos certinho. Minha mãe disse que foi ótimo. Difícilimo, mas muito bom. No fim os filhos vieram em 1988, 1989, 1995, 1997 e 1999. O mais novo está com quinze anos hoje! O tempo passa rápido demais! E meus pais dizem que hoje é uma delícia conviver com os filhos adultos, dois já casados. Quando a gente se reúne é uma festa muito boa!
    Acho que aqui em casa eu não devo domorar muito também não….a bonequinha está com sete meses…vamos ver! Rs.

    Beijos!!!

  6. Juliana

    Shirley, eu diria que qdo se tem o segundo ou terceiro filhos a pergunta muda para “e aí, não vai fechar a fábrica, não?”!!! Eita sociedade enxerida!!!

  7. Nathália

    Olá, bom dia. Amei o texto. Realmente expressou a angústia de toda mãe. Minha mãe teve minha irmã 8 anos depois e meu irmão 13 anos depois de mim. Ela conta que foi muito duro, pelo fato de ter começado tudo de novo e também porque eles não tiveram pique e paciência para brincar com o meu irmão, pois já estavam mais velhos, com a carreira consolidada e com a mil por hora. Eu adoraria ter outro filho agora. A minha princesa está com 1 ano e 7 meses, mas eu a tive com 20 anos. Ainda tenho que correr atrás da minha profissão e me estabilizar na vida, porque a grana é pouca. Quem sabe quando ela tiver uns 3 anos, eu anime, porque acho que até uns 4 anos de diferença é muito gostoso, porque as crianças ainda brincam muito juntas e o irmão mais velho começa a pedir um irmãozinho, e acho que isso facilita não haver ciúmes do mais velho. Beijoooooo enorme.

  8. Gabriela

    Olá Shirley,
    Tive outra filha quando o primeiro estava com quase 10 anos e achei que seria bem mais fácil….ledo engano as brigas e implicâncias são as mesmas e o ciume então nem se fala….realmente não existe hora certa, em qq momento o que realmente precisamos com a chegada do segundo é uma dose extra de calma e paciência!!! Bjs

  9. Katherine

    Acho que a primeira coisa a se perguntar é se vc tem condições financeiras de colocar seu filho numa boa escola,pagar um curso de inglês (ou o que for) dar suporte pra que ele crescer com uma boa educação e se sim se vc teria como bancar isso pro segundo filho…eu sou muito contra a ideia de “amor é o suficiente”….meu filho tem 5 anos e não pretendo ter outro até que eu e meu marido tivermos ganhando pelo menos o dobro de agora…o que talvez nunca aconteça hahaha….
    É lindo,maravilhoso tudo de bom ter filhos,mas eu penso primeiro em como vai ser depois…financeiramente.

    1. Tatiana

      Concordo com vc, Katherine! Eu e meu marido sempre quisemos e falamos que íamos ter dois filhos… ainda não descartamos… mas ouvi uma frase dia desses que resume o que estamos sentindo hoje: filho é luxo! Se nossas condições financeiras melhorarem a ponto de podermos dar aos dois todo suporte que desejamos, teremos o segundo ;) Beijos!

    2. Keudma

      Concordo com vc Renata. Tenho apenas 1 filho de quase 6 anos e apesar de ama-lo muito, não tenho a miníma vontade de ter outro, não vejo a maternidade de uma forma tão lúdica e linda. Filho é luxo, responsabilidade. No caos que vivemos, um filho está de bom tamanho. Entretanto respeito a opinião de cada um.

  10. Bom eu tenho uma filha de 8 anos e outra de 3 meses, me arrependo dessa diferença tão grande. Estamos planejando o terceiro com diferença de 3anos, pra não ter tantos problemas kkkkk, ai a fábrica fecha.

  11. Beatriz

    Oi flor! Concordo que há muita cobrança… Eu sempre quis o segundo, mas o fato do marido ter demorado a decidir e as pessoas me questionando incomodava bastante. A verdade é que não existe mesmo a hora “ideal”. Até porque cada filho é único, cada caso um caso, cada família tem uma rotina. Instintivamente acho que a gente acaba sabendo a hora, ou uma força maior manda pra gente! Eu decidi e veio, assim, rápido. Acho que não foi por acaso e nem sorte… Boas escolhas por aí! E fique sossegada, a gente não deve nada MESMO pra ninguém…rs

    Beijos
    Bia
    http://www.maedacabecaaospes.com.br

  12. Leda

    Bom, a diferença dos meus filhos é de 4 anos. Escolhi engravidar quando meu filho ja andava, comia e ia ao banheiro sozinho. A minha casa se cercar vira hospício e se cobrir vira circo. Uma bagunça só, eu e meu marido trabalhamos muito, mas conseguimos conciliar tudo. Eles se amam muito e brincam também. Eu não encaro o terceiro (meu marido já até operou), mas acho fundamental ter irmãos, é uma delícia

  13. Vanessa

    Esse é um assunto bem complicado. Tenho 3 filhos com diferença de 5 anos do mais velho pro do meio e 4 do meio pro caçula. Acho essa história de briga entre irmão vai sempre acontecer, independente da idade de cada um.
    Acho que é meio cliché, mas cada mulher sabe sua hora, não se esquecendo que no final o que prevalece é a vontade de Deus. acho que a gente se coloca disponível pra receber outro filho e Ele lá em cima decide quando será!

  14. vivicr

    Shirlei, trocando de apartamento e post de q hora para o segundo filho, estou achando q teremos um blog de dois bebês daqui a pouco, rsrrs.
    Tenho um filho de 3 anos e meio, sempre achei q iria ter outro filho logo em seguida, mas como você mudei minha área de atuação depois do filho, esperamos um pouco para tentar o outro, mas a idade vem chegando, a hora ideal nunca vem, mas a vontade/insanidade é maior que a razão, não é preguiça é o momento certo, depois da nossa primeira empreitada, fizemos uma boa viagem e tentamos o segundo filho, quando estava desencanando, com novos projetos heis q eu veio o novo positivo, mas infelizmente teve falha genética e a gravidez não evoluiu, foi um momento dificil para todos, para meu filho tb, pois ele foi o primeiro a sentir a presença do bb e para contar que o irmão virou uma estrelinha foi complicado, ontem mesmo ele desenhou o irmãozinho e o q me deixou mais triste é q era uma menininha.Infelizmente essa foi a minha segunda perca, agora estamos tentando novamente, desencanada e sabendo q a proximidade de idades não vai ter mais, mas tem momentos q somos incapazes de prever o q vai acontecer, por isso, tente logo, estou com 35 anos, tem como conseguir antes do game over e o detalhe é que gostei tanto de ter filho q até pensava em 3, voltei a tentar novamente, vamos ver o q Deus prepara para mim.
    Quanto ao momento ideal, hj meu filho maiorzinho eu não acho ruim a distancia, irmãos são irmãos sempre, eu curti todos os momentos do Tadeu e agora q tenho um menino mocinho começar tudo de novo vai fazer com q eu consiga acompanhar e curtir todos os momentos do próximo sem ficar louca/stressada.
    Quanto às pessoas, sempre vão te exigir, cobrar, quando me enchem o saco, conto da perca para ficar sem graça e mudar de assunto.

  15. Jaqueline Oliveira

    Tenho um bebê de 6 meses e estou com 8 semanas. No meu caso foi melhor assim…kkkk

  16. Alessandra

    Aqui temos apenas o Fernando e será somente ele. Filho único mesmo. Ele tem vários primos, dois deles
    Com idades bem próximas, então companheiros ele terá. Escolhemos assim porque dessa forma conseguimos prover a ele tudo o que queremos .

  17. Helen Ginanti

    Olá! Minha primeira vez aqui, apesar de acompanhar alguns de seus textos desde o ano passado via FB. Para mim, a decisão do segundo filho foi mais difícil do que o primeiro… talvez pelo fato da Maria Luiza, hoje com 5 anos, ter me dado muito trabalho. Além de ser super chorona e manhosa, a Malú teve 8 (sim oito!) otites até seus 14 meses de idade, quando decidimos colocar drenos em seus minúsculos ouvidinhos. Naquela ocasião pensar em ter um outro filho era algo muito distante para mim. Mas quando ela completou dois anos uma voz começou a sussurrar em meu ouvido: “preciso dar um irmão para a Malú”. Na verdade a ideia de ter ao menos dois filhos sempre me acompanhou, mas estava adormecida dentro de mim. Entre pensar e decidir ter outro filho foram mais dois anos! E quando a Malú completou 4, decidi que seria mãe novamente.
    Durante esses dois anos pensando várias coisas foram analisadas: a diferença de idade entre eles (“seriam eles tão amigos se eu esperar tanto?”); a atenção dada a minha filha (“será que ter um bebezinho agora não me privará de curtir momentos tão importantes só com ela?”), a minha paciência (“será que não é melhor passar por tudo de uma vez ao invez de esperar as coisas se acalmarem e começar tudo de novo?”), minha idade (“sera que se eu esperar muito não correrei o risco de não conseguir engravidar mais?”). São MUITAS questões. Mas quem sabe respondê-las somos nós. É uma decisão que só diz respeito a nós mães. A mais ninguém.
    No meu caso resolvi esperar as coisas acalmarem. Ter outro filho com o temperamento que a Malú tinha seria loucura. Ela era muito grudada comigo, demorou para sair das fraldas, eu trabalho fora e já dava pouca atenção a ela… decidi que gostaria de curtir mais nosso momento a sós, sem irmão. E também queria mudar de emprego. Era importante para mim, minha auto-estima. E quando percebi que a Malú estava um pouco mais madura e consegui provar quem sou no meu novo emprego, engravidei. O Luca nasceu esse ano. Esta com 3 meses e a cada dia tenho mais certeza que tomei a decisão correta para MEU estilo de vida.O ciúmes existe, claro. Com um ano de diferença manifesta-se de uma forma. Com dois, de outra. E com cinco, de outra completamente diferente. Ainda estou de licença maternidade e meu dia a dia resume-se em driblar o ciúmes dela, dando-lhe atenção, acompanhando sua lição de casa, tendo momentos só nossos… talvez se a diferença entre eles fosse menor e ela não entendesse tanto as coisas, essa fase seria menos tumultuada. Porém, será que se a Malú tivesse dois anos (um bebê ainda), ela entenderia meus momentos a sós com o Luca na hora da amamentação, por exemplo?
    De fato, é uma decisão difícil, mas que não pode ser muito pensada!rsrsrs. Porque a aventura da maternidade só é entendida por nós, mães. E na minha opinião, um irmão é a herança mais valiosa que podemos deixar para nossos filhos. Boa sorte em sua decisão! Abraços,

    Helen, 36 anos, orfã de mãe aos 8 anos de idade e que tem certeza de que a vida segue muito mais leve com seus dois irmãos (Jeff, cinco anos mais velho e Bianca, 11 mais nova, a razão do meu viver – fruto do segundo casamento do meu pai).

  18. luciana

    Ser mãe foi a melhor coisa na minha vida, mas não tenho dúvida nenhuma de ter apenas 01 e admiro amuuuito a CORAGEM de quem tem o segundo, terceiro…

  19. Fernanda

    Tenho 2. O segundo veio de surpresa. Eu só descobri quando fiz uma ecografia de rotina, e estava de 4 meses. Não que mais. Os dois parecem como se fossem 1000.

  20. Celina

    Eu tenho um filho de 1 ano e, hoje, não tenho vontade de ter mais um. Me sinto completamente realizada com 1 filho.

  21. Renata

    Minha Júlia está quase saindo do forno. Quando me perguntam se é o primeiro bebê, já respondo: Primeira e última! Sei que minha gravidez foi mais tranquila que a de muitas mulheres, mas é um processo muito desgastante, pelo qual não faço a mínima questão de passar novamente.

  22. vivicr

    Sempre quis ter uma diferença pequena entre meus filhos. Mas qdo meu filho tinha 1 ano e 1/2, fizemos alguns investimentos e esperamos um pouco com quase 3 anos voltamos a tentar, engravidei iria dar uma diferença de 3 anos e 10 meses, mas perdi. Hj mudando o pensamento anterior acho q consegui curtir todas as etapas da primeira infância do meu filho e irmãos vão ter amor independente da diferença de idades. As minhas irmãs q tem 4 anos de diferença saem juntas muito mais do q eu com 2 anos de diferença, ou seja é mais por afinidade ou eetapas do q idade em si. Mas estamos tentando um irmão para nosso filho.

  23. Nadyr

    Logo que casei meu marido já queria ter filhos, a gente já estava junto tinham 8 anos.
    Com 2 anos de casada por descuido engravidei da minha filha q hj tem 3 anos… quando ela tinha 1 ano meu marido já falava no segundo e eu nem queria pensar nisso… a dúvida de ter logo pra crescer junto e esperar pra descansar um pouco daquela fase tão intensa era grande!
    Minha filha estava com quase 3 e eu comecei a pensar mais nisso, mais um descuido eu engravidei… com 3 meses de gravidez meu marido faleceu e minha vida virou de cabeça pra baixo, hj meu filho está com 6 meses e minha filha vai fazer 4 anos e estamos todos bem e nos entendendo!
    Planejar é bom, mas não é a certeza que tudo será como colocamos na planilha, a vida da gente vai acontecendo e de uma forma ou de outra sempre damos conta daquilo que temos!
    Bjs, adoro seus textos!

  24. joice

    eu tenho um filho de 3 anos e tenho muita vontade de arrumar um segundo rsrsrs
    alias acho que ja estou esperando o segundo e estou muito feliz
    por isso amo meus filhos incondicionalmente

  25. Fran

    Tenho 32 e uma menina de 2 anos e 5 meses.
    Eu não gostaria de ter mais um exatamente pela preocupação de poder dar uma boa educação, estrutura.
    Mas meu marido sempre falou e fala até hoje sobre ter dois filhos. Fiz planilhas e contas e mais contas para ver as coisas se encaixavam.
    Bem, parei de tomar anti concepcional e estamos na “luta” – que luta horrível fazer amor rsss – para um segundinho, mas depois dele já combinamos, a fábrica fecha.

  26. Vanessa

    Tenho um menino de 9 anos,sou casada a 19 e tenho 34 …antes qndo me perguntavam eu respondia sem pensar que não…mais com a idade batendo a porta, qndo me questionavam comecei a pensar nessa possibilidade de uma forma mais real,como se faltasse alguma pra completar a família, um sentimento veio a tona e me sinto corajosa o que antes no ocorria.Quanto a parte financeira realmente não é fácil é um desafio e sinto que estaria falhando em não tentar…não estou grávida ainda mais conversei com o marido e meu filho sobre a família aumentar , é importante plantar e semear a idéia no coração e aceitar as escolhas. Pretendo engravidar em 2016 e vejo a maternidade pela segunda vez de uma forma mais simples e sem tantas dúvidas.

  27. alana

    Olá tenho 19 Anos aos meus 14 anos por um descuido tive um filho que hj ele tem tem quatro anos logo que engravidei eu me casei assumir todas as responsabilidades de uma mulher e mãe pois cuidei do meu filho deis do primeiro momento q descobri que ele existia dentro de min.terminei meu estudos fiz cursos corri atrás dos meus objetivos trabalhando sempre. Só que infelizmente meu casamento com o pai dele não deu certo agente se separou cada um seguiu sua vida e eu conheci outra pessoa e me casei novamente ah 7 MESES meu esposo quer muito ter um filho comigo e eu estou despertando o desejo de ser mãe novamente meu filho me cobrá um irmão e meus pais aguarda ansiosos eu dar mais um neto a eles sou nova mais sou uma pessoa muito responsável trabalhadora e tudo que posso dou a meu filho que já tenho é tenho condições de ter mais um só q fico um pouco insegura pois tenho medo de críticas por causa de minha idade oq eu faço?

  28. Patricia

    Tenho 33 anos e uma menina de 6 meses. Sinto-me realizada como mãe. Minha filha foi muito esperada, planejada, desejada e querida. Mesmo antes de engravidar, sempre sonhei com um (na verdade, “uma”!) e meu sentimento não mudou. Parabéns as mamães de 2 ou +, que encaram e embarcam no desafio é emoção de criar e formar filhos!

  29. Edilene

    Oi tenho uma menina de 1ano dois meses pretendo ter outro logo mas não sei se vai ser fácil pelo caso de dar atenção pro outro e ela ficAr só

  30. jussara

    tenho uma lindeza na minha vida de nome enzo ele faz 4 aninhos em maio agora e eu to louca pra dar um irmaozinho pra ele so que eu ja tenho 40 anos completos em janeiro agora ou seja nao seria interesante esperar mais ja que quero ser mae de novo nao vó rrrrrrrrrrrrrr.porem o medo do momento que o nosso pais esta passando( zika) me faz frear o impulso to com muito medo de nao ter e me arrepender pro resto da vida,que conselhos poderiam me dar?

  31. Tatiane

    Bom dia,tenho 34 anos e um filho de 8 anos,casada a 13 anos…estou querendo arrumar um segundo filho,mas tenho medo por conta sa idade e dessas doenças de mosquito…estou na dúvida.

  32. Jany

    Tenho 30 anos, um filho de 3 anos e 4 meses. Estou querendo engravidar novamente. Mas tenho medo de não ser o momento certo ainda.

  33. Natalia Vasconcelos de Rezende

    Gente eu tenho uma filha de 9 meses , e eu quero engravidar novamente , pq o meu marido não é o pai da minha primeira filha e eu quero muito dar esse privilégio para ele de ter o nosso bebê , ele ama a minha filha como se fosse dele tbm ;)

  34. Regiane Desoz

    Olá tenho 35 anos e uma filha de 7 anos eu e ela queremos muito, mas meu marido sem vontade kkk, devido a todo o trabalho. Penso que tudo passa fralda, leite noites sem dormir kkk. O que pega mesmo e a escola.

  35. Patricia

    Tenho 36 anos e um filho de 3 aninhos. Sempre pensei que 1 é pouco, 2 é bom e 3 é demais…mas ando mudando de ideia a cada dia. Um dia quero o segundo, noutro dia tenho medo e desisto. Estou entre o anticoncepcional e o acido fólico faz tempo… mas hoje decidi que vou arriscar… vou me preparar para esperar o segundo baby… pois como diz a bíblia: o coração do homem faz planos, mas a resposta certa vem de Deus”. Hoje não estou numa condição financeira muito estável, mas tenho fé de que ao longo do tempo vamos poder dar uma vida digna aos dois.

    1. Patricia

      Menina depois conta aqui estou nesse impasse,meu filho tem 10 anos eu estou com 30 ultimamente venho pensando muito em im segundo filho,financeiramente falando não teria mesmo,mas existem outras questões, não quero meu filho só quando eu e meu esposo não estivermos mais aqui,hoje eu perguntei a ele o que ele achava de ter um irmãozinho, ele disse não saber o que dizer, de qualquer forma se optarmos pelo segundo filho sera daqui ha 2 anos,preciso me prepara psicologicamente,sofri violencia obstétrica, tenho muito medo.
      Boa sorte a vc que venha saudável para completar sua família, com fe em Deus um dia eu chego lá.

Deixe seu comentário