Vantagens do desmame natural

desmame naturalPara escrever o post de hoje, convidei uma pessoa que entende do assunto que será abordado aqui, a Gabriela Silva, que é enfermeira, especializada em obstetrícia e gerontologia, consultora em aleitamento materno e doula pós-parto pelo GAMA (Grupo Apoio Maternidade Ativa)  e que, após cinco anos trabalhando em instituições hospitalares (e após o nascimento do seu filho também) optou por prestar assistência em domicílio. 

E hoje, a Gabriela irá falar sobre um assunto bastante importante, quase tão importante quanto a amamentação em si: o desmame.

A amamentação é uma experiência maravilhosa, e muito importante na relação mãe e filho, por isso, a sua interrupção deve ser um processo também muito bem conduzido, para evitar sofrimento para ambos os envolvidos.

Com vocês, o que a Gabriela tem a nos dizer sobre o assunto. Espero que gostem. Boa leitura!

 

DESMAME NATURAL

Por Gabriela Silva

Desmame é quando se dá a cessação do aleitamento materno e nós, seres humanos, somos os únicos mamíferos em que o desmame não ocorre de maneira instintiva e/ou genética e sim, devido a grandes influências culturais e da sociedade. Ao levarmos em consideração o desenvolvimento de uma criança, um desmame antes de dois / três anos é precoce já que o bebê ainda precisa mamar, pois está em processo de individualização, está na fase oral e os benefícios são muitos. De acordo com diversas teorias, o período natural de aleitamento materno para os seres humanos vai de dois anos e meio a sete anos.

Após o primeiro ano de vida o leite materno continua sendo ricamente importante e fornece quantidades significativas de nutrientes em especial vitaminas, gorduras, proteínas e os anticorpos humanos são abundantes durante todo o período de lactação.

A OMS preconiza o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida do bebê e o aleitamento materno até dois anos de vida ou mais, no entanto, no Brasil são poucas as mulheres que amamentam por mais de dois anos.

A razão para isso varia desde retornar precocemente ao trabalho, dificuldade em conciliar a amamentação com demais atividades, orientação inadequada por parte dos profissionais de saúde (o que também pode colaborar para o desmame precoce), desaprovação e pressão da família/companheiro/sociedade.  E, não menos importante, temos os mitos como: amamentar após primeiro ano de vida é psicologicamente desfavorável para a criança, o leite materno não ´´serve mais´´, a criança não vai desmamar sozinha, a criança não vai ser independente e segura, entre outros. É importantíssimo destacar que, muito pelo contrário, crianças que são desmamadas abruptamente podem gerar inseguranças e maior dificuldade em seu processo de independência.

Sendo assim, como o próprio nome diz, o desmame natural para o binômio é o melhor caminho.

Atualmente, e muito diferente do que ocorria há tantos anos atrás, durante nossa evolução como espécie, as mulheres optam se irão amamentar e por quanto tempo querem ou podem e tudo isso se dá devido a inúmeros fatores. Como resultado têm-se não amamentação, introdução alimentar precoce e, consequentemente, desnutrição, mortalidade infantil (principalmente em locais menos desenvolvidos) e inúmeras consequências que não irei abordar aqui.

Na minha opinião, e sempre digo isso em minhas consultorias, o ato de amamentar vai além de saciar a fome de uma criança. Infelizmente e especialmente em nossa sociedade ocidental, ela é vista apenas do ponto de vista de alimentar onde poder e controle estão totalmente voltados para o adulto.

Amamentar é mais que alimentar. Amamentar é o início de uma relação a dois, onde ambos doam e recebem. Amamentar é entrega, é um contato íntimo onde mãe e bebê se conhecem mais e mais. É permitir-se viver intensamente o que a maternidade nos traz, é desafio, enfrentamento, superar-se dia após dia e se descobrir como mulher, mãe, companheira.  O ato de sucção deve ser visto de maneira muito peculiar e respeitosa. Sobre isso podemos falar em outro momento, mas o bebê faz a sucção (principalmente em seus primeiros meses de vida) porque é a única coisa que sabe fazer e através dela supri suas necessidades nutricionais e emocionais.

Amamentar repercute na saúde física e no desenvolvimento emocional e cognitivo da criança e, não menos importante, na saúde física e psíquica da mãe. Amamentar é um processo e o desmame também. Sendo assim, deve haver respeito, tempo, sensibilidade, paciência, diálogo, explicações, enfim.

Infelizmente as mães que amamentam seus bebês com mais de um ano de vida são julgadas e recebem olhares preconceituosos tanto em público como em seu convívio familiar, como se houvesse um problema na relação entre ela e seu filho. Já escutei mães que amamentam escondido para não passar por desaprovações. Sabe, em nossa vida, desde o dia em que nascemos até nos tornamos adultos somos desmamados de alguma coisa, aliás, quando me tornei mãe tive que ´´desmamar´´ dos meus pais, daquela relação em que era apenas filha para poder me tornar mãe e foi um processo gradual. O problema é que quando passamos por algo sem estarmos prontos os riscos de afetar nosso desenvolvimento emocional é realmente grande, principalmente tratando-se de uma criança.

A amamentação é um acontecimento na vida de mãe e filho muito importante e sua interrupção deve acontecer de maneira natural, sem traumas e muito menos de forma abrupta. Muitas vezes, o que vimos e escutamos são mães que vão dormir fora de casa e deixam as crianças aos cuidados de outra pessoa, algumas fazem curativo nos seios e dizem que estão machucados, mentiras, produtos que modificam o cheiro das mamas. Isso tudo é traumático para a criança e pode ainda gerar sentimentos de culpa nela. O processo de desmame não deve ser iniciado em fases de mudança como introdução na escola, mudança de casa/cidade, separação dos pais, retorno da mãe ao trabalho, doença ou qualquer outra situação que por si só já gera estresse e ansiedade.

O desmame abrupto não permite que mãe e criança trabalhem gradualmente as partes físicas e psicológicas que estão envolvidas nesse processo. A mãe, como um exemplo, ao desmamar abruptamente pode ter ingurgitamento mamário, mastite, tristeza e/ou depressão (isso pode ocorrer devido à alteração repentina de hormônios que estão presentes no processo da amamentação). A criança pode sentir-se desolada, rejeitada, insegura, muitas vezes causa rebeldia e com sentimento de perda.

A amamentação é o maior prazer do bebê, insubstituível. Então, gradualmente, o bebê vai colocar outros prazeres em sua vida até o momento em que se sente apto para se desligar desse primeiro vínculo.

Muitas mulheres pensam (ou são induzidas a pensar) que seu filho vai se alimentar melhor ou dormir melhor se for desmamado rapidamente e isso é um mito. Ao contrário, o desmame abrupto pode ter como consequência uma piora na ingestão alimentar e vale ressaltar que após o primeiro ano de vida o bebê pode passar a comer menos. O pediatra espanhol Carlos Gonzalez em seu livro ´´ Mi Niño No Me Come´´ fala sobre isso, ele diz que o motivo da mudança do hábito alimentar por volta do primeiro ano de vida se deve à diminuição da velocidade do crescimento. No primeiro ano, os bebês engordam e crescem mais rapidamente que em qualquer outra época da sua vida extra-uterina.

Dessa forma, podemos concluir que o processo de desmame envolve uma decisão segura, consciente, respeitosa onde não pode existir pressa e, tão menos, iniciar por pressão do companheiro, familiares e a sociedade como um todo, inclusive profissionais como pediatras que ´´impõem´´ o momento ´´ideal´´ do desmame.

Se a mãe não estiver segura, seu bebê também não vai estar e, consequentemente, não teremos sucesso no processo de desmame ou então pode tornar-se traumático para mãe, bebê ou ambos.

Sugiro buscar informar-se sobre o assunto, ler, perguntar. E para as mães que não querem ou não precisam desmamar fiquem tranquilas: os bebês desmamam de forma natural sim, processo que pode levar tempo, o tempo deles!

PS: Em breve, em um  post complementar a esse, irei trazer dicas para o desmame gradual.

0081_M_LFF_5553

Gabriela Giacheta 28 anos, mãe do Miguel, de 2 anos, é enfermeira especializada em obstetrícia e gerontologia, Consultora em Aleitamento Materno e Doula Pós-Parto pelo GAMA (Grupo Apoio Maternidade Ativa).  Ela também é responsável pela página Descobridores de Mundo, na qual compartilha muita informação bacana sobre maternidade ativa e vale à pena ser acompanhada.

 

 

Se você gostou desse post, também poderá gostar de:

Desafiando as estatísticas – dois anos amamentando

69 comentários

  1. Roberta

    Me interesso muito por esse assunto, pois não quero desmamar a minha filha só por causa do trabalho! Isso me angustia muito! Quero que seja natural!

  2. maira

    Parabens pelo texto. Minha filha hj com 1 ano e 10 mese;s ja se comunica melhor e na hora de mamar fala: vem mamãe, ebaaa ebaa (confimando tal satisfação descrita).

  3. PATRICIA CANOVA

    Eu amamento minha filha de 1ano e 7 meses ate hoje, só para dormir mais não deixo ela dormir sem o seu leitinho e ai ela dorme a noite toda e de manhã dou a mamadeira normal. Amo amamentar ela e não sei como vai ser tirar ela do meu peito. As vezes penso nisso, e ate queria ajuda devo ja ir tirando ela do peito?

  4. Fernanda

    Na minha primeira filha eu amamentei exclusiva até 4meses e meio. Por retorno ao trabalho diminui a demanda, amamentava antes de trabalhar, e na volta amamentava o restante da noite. Naturalmente ela largou aos 8 meses e meio. No começo foi difícil psicologicamente para mim, queria ela mais tempo grudadinha… Esse era um momento exclusivo meu e dela, momento que ninguém substitui.
    Estou agora amamentando minha segunda filha, ela está com um mês e meio e pretendo amamenta-la exclusivamente até os 6meses, após quero deixar ela achar o seu tempo…
    Amamentar é a melhor coisa para mãe e bebê com certeza, por todos os benefícios alimentares, mas tb pelos psicológico, amor, carinho!
    Adorei esses post sobre o assunto.
    Beijinhos.

  5. Danielle

    Interessante, mas muitas crianças optam somente por mamar e não deixam introduzir outros alimentos e com a idade também podem ter deficiências de vitaminas.
    Acho que 1 ano ou 2 é o suficiente já que depois é complemento da alimentação. A criança nao desfaz o vinculo da mae e fica complicado. Não somos como os animais, temos vida, trabalho então fica como a mae achar melhor. Imagina então o que seriam das crianças,das mães que nao conseguem amamentar por falta de leite? muitas estão vivas e saudáveis! por favor!

  6. Lenira

    Estou neste dilema….meu filho completou dois anos, gostaria de retirar o habito de amamentar mas, ele ama o tetezinho dele e só dorme assim! Toma leite de vaca e se alimenta bem. O que devo fazer??? Obrigada!

  7. Gisele

    Amo amamentar a minha pequena! Ela está com 1 ano e 2 meses, trabalho e estudo e isso nunca me impediu de amamentar minha filha.Não ligo para olhares feios e a pergunta ” ela ainda mama?
    Amamento onde eu estiver, e quando ela não quiser mais eu paro de amamentar.
    Ps:Ela come de tudo não recusa nada.

    1. Katiele

      Tenho dois filhos… a Sofi, que hoje ta com 7 anos mamou ate os dois. Na verdade, uma semana antes dela fazer dois aninhos, olhou prá teta e disse “não que”… e não pediu mais… assim, bem tranquilo… foi ótimo, sem traumas, sem nada! Uma delicia…
      O Lipe, que tá com 1 ano e 2, mama, e dou mama prá ele onde eu estiver… se ele pediu, eu dou. Amo amamentar… amo parar e ficar olhando prá ele, segurar a mãozinha… e se tive a oportunidade de ter leite, vou dar a teta ate quando ele quiser… como foi com a mana!

  8. Ana Flávia

    Meu filho tem 11 meses e 3 semanas , mamou exclusivamente até os 6 meses e mama no peito até hj. Amamento ele em qualquer lugar e não ligo para olhares e perguntas… Estou muito feliz com isso e sei que estou alimentando meu filho, e sinto que com a amamentação ele e um Bb mais seguro.
    Viva a amamentação !!!

  9. Elaine

    Gostaria de desmamar meu filho pois ele já está com 2 anos e 7 meses.
    Quando estou em casa com ele se deixar fica mamando o dia inteiro, não me deixa fazet nada, ele dorme comigo é a noite inteira mamando acorda toda hr já não sei mais o que faço.
    Gostaria de tirar ele do peito de uma forma que não seja traumatica pra ele e nem pra mim.
    Obrigada Elaine.

    1. Caroline

      Nossa Elaine, vc descreveu o meu dia a dia. Meu filho tem 1 ano e 10 meses e mama o dia inteiro e a noite tbem. Não tenho coragem de tirar, mas estou tão cansada.

  10. Flavia Enelise

    Embora fosse da minha vontade amamentar minha filha até pelo menos 1 aninho, quando ela fez 6 meses ela perdeu quase que totalmente o interesse em meu peito! rs. Ainda tentei por mais um mês continuar, mas no dia em que ela completou 7 meses eu realmente vi que estava insistindo à toa. Ela simplesmente não tinha vontade, o pouquinho que sugava era meio que na “brincadeira”. Fiquei muito triste, até chorei quando vi que aquela mamada seria a última, mas, pelo jeito ela estava mais pronta do que Eu e acabou sendo um desmame tão fácil que eu não poderia imaginar…..! Foi até quando ela mesma quis!

    1. Marisa

      Flavia, o desmame antes de 2 anos nunca é natural e nunca é “porque o bebê quis”. Ele normalmente é causado pela introdução da mamadeira ou da chupeta. Sugiro a leitura do texto a seguir: http://vilamamifera.com/cafemae/mamadeira-contem-substancia-que-seca-o-leite-materno/

  11. Ariane

    Obrigada pelo post! Meu filho tem 1 ano e 4 meses e mama. E eu quero que o processo seja assim, natural! Me emocionei lendo! Abraços!

  12. Aricia

    Bom dia!!!
    Minha filha tem 1 ano e 7 meses e ainda mama. Escuto muitas pessoas falando e tanto mil palpites, mas não dou ouvidos.
    Acho importante demais esse vinculo, quero que ela mesma desmame e não eu tire esse momento dela.
    Nem ligo para olhares de aprovação, sempre quis amamentar e foi e sempre sera a melhor escolha!!! Amei esse post.
    Parabéns!!!

  13. Elisa

    O que mais me dói é pensar em parar de amamentar! É uma das melhores partes da maternidade.
    Graças a Deus não tive nenhum problema no início, e, como trabalho fora, meu filho acaba se dividindo entre meu peito e a mamadeira. Mas sempre priorizo o peito :) Agora ele já fez 8 meses, mas amamento pela manhã e à noite. Às vezes tenho que complementar com leite industrializado, pois ele começa a reclamar que não está vindo leite no peito… E a minha maior alegria é quando vejo que, naquele dia, meu leite foi o suficiente!

  14. Juliana Pinheiro

    Minha filha acabou de completar 2 aninhos e ainda mama! E mama bem e não demonstra nem um pouco que vai largar. E ela também come de tudo…e eu adoro isso!! Quero que seja no tempo dela. Amamentar não me incomoda nem um pouco, pelo contrário, é um momento único de nós duas. A pediatra já falou pra ir tirando algumas mamadas e deixar só a da hora de dormir, mas quando chego do trabalho a pequena já pula no meu colo e pede “mamazinho”. Não tem como negar!! Minha família e meu marido me apoiam, mas sofro preconceito de terceiros, como o de um médico que fui para tratar de dores na coluna. Ele me passou um remédio e eu avisei que amamentava e ele disse que eu tinha era que “dar comida para minha filha”!! Um horror! Quase dei foi um tapa na cara dele. Enfim, não me arrependo de nada. Mamei até os 2 anos e meio e pelo visto minha filha vai nessa também…graças a Deus ela é muito saudável e a única doença que teve até hoje foi garganta inflamada. E acho que devo muito disso ao aleitamento materno!!

  15. Karina

    Voltei q trabalhar quando meu filho estava com seis meses. Ainda o amamentava pela manhã, mas com sete meses surgiram os primeiros dentinhos e então ele começou a me morder. Tentei mais um mês, mas no oitavo mês fiz o desmame pq ele ficava irritado, não mamava direito e começava a me morder.
    Fiquei na dúvida se foi um desmame natural, ou se eu deveria ter tentado mais, mas enfim… ele está se alimentando bem e se desenvolvendo perfeitamente. Espero q continue sempre assim :)

    1. Marisa

      O desmame antes de 2 anos nunca é natural, Karina. Ele normalmente é causado pela introdução da mamadeira ou da chupeta. Sugiro a leitura do texto a seguir: http://vilamamifera.com/cafemae/mamadeira-contem-substancia-que-seca-o-leite-materno/

  16. Margarete

    Meu filho tem 2 anos e 1 mês, o amamento até hoje, ele mama principalmente para dormir, sou duramente critica por minha mãe, irmã e meu marido também não gosta, ambos dizem que é desnecessário, que ele não precisa mais. Já tentei o desmamar por duas vezes, sem sucesso. Às vezes é difícil mesmo, quero dormir uma noite completa, mas não posso porque ele ainda mama durante a noite.

  17. Maria Fernanda

    Achei o post incompleto Mariana… muito interessante sua posição, compartilho de sua opinião, mas pensei que teria um enfoque mais para abrangente. Por exemplo, como lidar quando o leite começa a secar, o psicológico da mamãe, possíveis reações do bebê…
    Eu tenho um filhinho que está com 11 meses, um seio já secou e só tenho no outro, ele mamou exclusivamente até 06 meses, depois fui introduzindo outros alimentos, inclusive os leites artificiais.
    Gostaria de amamentar com fartura até 01 aninho ou 01 ano e meio, mas como trabalho fora e também creio que por questões orgânicas o leite está acabando, sinto uma sensação ruim e de frustração.
    Quem sabe vocês não abordam esse tema da próxima vez…
    Obrigada, e muito bom o post.

    1. Shirley Hilgert

      Maria Fernanda, tudo bem? A ideia é a Gabriela produzir outros textos, abordando a amamentação sob outros aspectos. Em breve eles estarão por aqui. Beijos!

      1. Jayres Lima

        Oi tbém achei muito interessante esse assunto!! E fiquei muito interessada em saber opiniões de outras mamães…
        Meu bebê esta com 1 ano e 6 meses e esta começando a deixar o peito,amamentei exclusivamente até o 6 mês,depois comecei a introduzir papinha e até tentei dar mamadeira mais ele nunca pegou!sempre acordou muito a noite pra mamar,e mamava muito de dia tbém,comecei a tentar amamenta lo só a noite e deu certo,agora de pouquinho ele esta largando o peito,tenho conversado com ele e parece que ele tem intendido,rsrs…quando deito ele pra amamentar e faz sinal de não com a cabecinha(ele ainda não fala) e faz caretinha,rsrs…mais não tem chorado pedindo o tete!!Eu que tenho pensado muito será que é a hora certa de desmama lo?será que ta sendo desmame natural?será que por causa das minhas conversas com ele dizendo pra ele não mamar eu to forçando o desmame??alguém por favor pode me ajudar e me esclarecer se estou no caminho certo,se deveria tentar faze lo mamar mais?!!

  18. Juliana

    Marisa, li o texto que vc sugeriu na página, achei interessante, mas como ele mesmo diz existem casos (poucos, mas existem) de desmame natural por vontade do bebê. Vou te citar meu caso que amamentei exclusivamente no peito, em livre demanda até os 6 meses, sem nenhuma dificuldade. Após os seis meses iniciei a introdução de papinhas de frutas e suquinhos (em copinhos), conforme orientação da Organização Mundial da Saúde. E para minha surpresa minha filha aceitou bem as papinhas e foi gradualmente diminuindo as mamadas em frequência e duração, até que com 7 meses e meio simplesmente rejeitou o peito. Ainda tentei por 30 dias sem inserir a mamadeira, mas aí achamos o pediatra, o pai e eu que não adiantaria mais mesmo. Ainda tentei ordenhar depois deste período e dar na mamadeira, mas ela simplesmente não aceitava meu leite. Como ela não poderia mais ficar sem leite por ainda ser novinha, partimos para fórmulas e ela aceitou super bem. Minha filha tem 1 ano e 4 meses, nunca usou chupeta na vida e nunca havia usado mamadeira antes de rejeitar o peito. então eu devo achar que foi natural não é? Além disso ela é uma criança feliz, segura, saudável e bem nutrida. Lógico que eu gostaria de ter amamentado mais (até pelo menos os 2 anos, como minha mãe fez comigo), mas contra os fatos não haviam argumentos. Peço só que vc reveja e não saia por aí preconizando o NUNCA como uma verdade absoluta, deixando mães ainda mais desesperadas do que já podem ficar quando inevitavelmente esta fase chegar. E para as que amamentam e os filhos aceitam, amamentem, por favor, por todo o tempo que puderem. Faz muita falta, acreditem

    1. Marisa

      Juliana, obrigada pelo comentário e por contar a sua história! Realmente, tudo indica que o desmame da sua filha foi natural. Mas te faço uma pergunta: você dava suco a sua filha em copinho de transição ou em copinho normal?

      Vou tomar cuidado com o que eu digo, sim. Obrigada pelo toque.

      Minha intenção, na verdade, era alertar outras mães, pois há muitas que adorariam amamentar por mais tempo e desconhecem os perigos de dar mamadeira e chupeta. Como você mesma diz, casos como o seu são raros. O que os estudos científicos mostram é que a mamadeira e a chupeta causam, sim, o desmame precoce. E isso precisa ser divulgado.

    2. Juliana

      Oi Marisa!
      Respondendo sua pergunta: eram copinhos normais.
      Não duvido em nenhum momento da sua boa intenção ao fazer o alerta e concordo com vc, quanto mais amamentação melhor. eu queria muito, muito mesmo ter amamentado mais. Carrego essa culpa comigo apesar de ter feito tudo o que estava ao meu alcance. Então quando a coisa vem muito no SEMPRE e no NUNCA me incomoda um pouco mesmo. Mas no mais compartilho da sua opinião.
      Abraço

  19. Mariane

    Este post não poderia ter vindo em momento mais propício para mim! MInha família me pressiona muito quanto ao desmame, pois minha filha ainda acorda cerca de 4 vezes a noite para mamar…Para mim, é um momento de prazer estar com ela durante a noite, pois trabalho o dia todo…Mas para eles é um fardo me ver cansada e acordando a noite toda…Sei que eles só querem meu bem, mas esta pressão tem me estressado bastante…

    1. Tatiana Cali

      Mariane,
      Não permita que pressões externas interfiram tanto assim !!!
      Eu sofri demais com isso com meu primeiro filho e foi muito ruim.
      Consegui resgatar muito disso com minha segunda filha, mas o que perdi não volta !
      Se vc se sente bem com seu bebe, deixe que entre por um ouvido e saia pelo outro!
      Vc verá que valerá muito a pena!
      Bjs

  20. Grassy

    Amamentei meu filho exclusivamente até os 6 meses, depois desse período comecei a introduzir outros alimentos, com 1 ano e 6 meses ele largou o peito…eu ia dá e ele recusava, meu peito inchou bastante, vazava, doía…mais depois de uma semana foi secando! Creio que foi bem natural pois ele nunca chupou chupeta e nunca substitui as mamadas por mamadeiras!

  21. Ana Paula Pillmann

    Shi!

    Quero te agradecer imensamente pelo post de hoje! Eu sou mãe do Arthur que está com 2 anos e 1 mês e continua mamando no peito! E eu continuo com muito orgulho, amor e satisfação amamentando meu filho. Escuto muito e de muitas pessoas na minha família, no meu círculo de amigos e até da pediatra do meu filho que ele deveria parar de mamar, algumas pessoas fazem piadinhas quando estou amamentando!
    E quer saber? Não estou nem aí! O Arthur adora mamar, e eu AMO amamentar!!! É indescritível a sensação que tenho nesse momento! É como se eu transbordasse de amor, nesse vínculo único entre eu e o meu filho, uma relação só nossa, insubstituível. Só retornei ao trabalho agora e muitos me disseram que o leite ia secar, que ia comer na escola e parar de mamar, mas eu continuo cheia de leite, graças a Deus!
    Quero agradecer a Gabriela pelas palavras, o post se hoje tranquilizou meu coração de mãe!

    Um beijo pra vocês!

  22. Ana

    Excelente seu post! Meu bebê completará 1 ano agora em junho e a pressão familiar tem sido grande, para que eu pare de amamentar!!

  23. gabriela

    tenho uma filha de 1ano e 3 meses mas ela está mamando a noite inteira e se deixar o dia todo, é otima para comer ,gosto muito de amamentar mas estou muito cansada,como faço para desmamar ela?

  24. simone

    Gente também sofro com a pressão do marido e amigos para eu desmama minha pequena, ela tem 3 anos e sete meses e é louca apaixonada pelo “pepeu”.
    Quando chego do trabalho ela corre logo pra mama. E só dorme depois que mama. Ainda tenho dificuldades pois nos finais de semana ela fica no meu pé para mama. Adoro amamentar mas as vezes acho que já tá na hora de para. Ela fala que só vai deixar com 5 anos. Fico esperando ela chegar e falar que não quer mais , mas vejo que tá difícil.Ela come de tudo e antes dormir toma mamadeira com leite, mas mesmo assim ela tem que mama. Detalhe ela dormi comigo na cama. Talvez isso esteja atrapalhando ela deixar.

  25. Juliana Dias

    O meu Kerubim tem 1 ano e 9 meses e mama até hj já pensei em tirar-lo mas fico com dó quando chego do serviço é a 1°coisa que ele me pede é o peito,tenho um prazer imenso em amamentar e ouço mto das minhas amiga e vai ficar com o peito caídokkk nem ligo hahahaha..e esses dias ele ficou doente e não comia absolutamente nada e quem salvou foi a amamentação…bjss

  26. Renata

    Adorei o texto, pode convidar a Gabriela sempre! Trabalho e ainda amamento minha filha de 1 ano e 5 meses de manhã e à noite. Adoro esse momento, quero que o desmame seja natural. Ela ainda não fala, mas quando sento na cama e pego o travesseiro de amamentação, ela fica tão eufórica que ri e chora ao mesmo tempo! Às vezes até eu me pergunto o que tem de tão bom aqui no meu peito pra ela ficar assim!

  27. Ana Paula

    Adorei o texto, é muito esclarecedor!! Me tirou muitas dúvidas…eu achava que meu leite já não alimentava minha filha de 1 ano e 6 meses, o próprio pediatra dela me diz que só devo dar o peito de manhã e a noite, o que na minha opinião é difícil, eu não trabalho e tenho a parte da tarde livre, só pra ela, que fica muito tempo mamando . Não são todas as mães que tem esse tipo de informação e na rede pública que é o meu caso, os pediatras não são assim atenciosos como devem ser…
    Ela não é de comer muito, está tomando vitamina e o que me deixa aliviada , principalmente quando ela fica doente é ela ter o peito para mamar, e além disso é maravilhoso, tenho prazer enorme em amamentá-la, pois não pude amamentar minha primeira filha…Obrigado pela enorme ajuda!!

  28. Tatiana Cali

    Muito bom abordar sobre isso… Os preconceitos, os julgamentos alheios acabam interferindo nisso.
    Na minha segunda filha consegui amamentar até 23 meses e quem parou foi ela. Simples assim, um disse pra mim que não queria, que era ruim e parou.
    Sofri um pouquinho, me diverti outro tanto com a história, mas achei legal que fosse assim, no tempo dela.
    Parabéns pelo texto e pelas dicas!
    Tati.

  29. Joyce

    Shi!!

    Obrigada por este post!! Tenho um bebê de 1 ano e quatro meses e ainda amamento. Hoje ouvi coisas do tipo: seu leite só é agua, não alimenta mais, seu filho está grande já.. Confesso que fico um pouco chateada quando ouço essas coisas, mas gosto muito de amamentar, Enzo ama um peito, por isso gostaria que o desmame dele seja o mais natural possível!!

  30. Viviane

    Vamos completar 24 meses de amamentação, eu e minha filha mais nova, Elis. Nem sequer penso na possibilidade de parar de amamentar. Ela que vai me dizer quando não quiser mais. Mas, é incrível como as pessoas se intrometem nesse processo, geralmente me dizendo: ué, por que ainda não parou de amamentar? Já passou da hora! – Olha, quem decide a hora somos eu e a minha filha, as ÚNICAS interessadas no processo. Só tenho a dizer: é muito prazeroso, gratificante, um elo entre mãe e filho. Não troco por nada e espero poder amamentar para sempre ^_^

  31. Andreia

    Meu fez um 1 ano e amo amamentá-lo, aliás ele não aceita outro leite, só gostaria de saber como deixar de dar mamar a ele nas madrugadas, pois ele ainda acorda de madrugada para mamar e isso esta me deixando muito esgotada, pois apesar de não trabalhar fora nem sempre tenho tempo para descansar de dia. Existe uma maneira para ele deixar de mamar de madrugada?

    1. Shirley Hilgert

      Andreia, infelizmente, eu não tenho dicas sobre isso. bjs

  32. Alana

    Amei o que li. Meu filho está com 4 meses e pretendo amamentar até estarmos prontos pra parar!! Parabéns, o blog está a cada dia mais completo, acompanho aqui e pelo IG. Amo!!

  33. Andréia

    Lindo texto!!!! Parabéns. Meu filho tem 11 meses e mama no peito e com certeza vai mamar até quando quiser. Em primeiro lugar porque é saudável e um processo natural e em segundo porque amo amamentar e tenho condições pra isso. Não acredito em nada dessas “besteirites” que se ouve por aí, do tipo: seu filho vai ficar manhoso, nao tem necessidade de mamar depois de 6 meses, o leite não serve pra mais nada, seu filho está enorme não precisa mais mamar no peito, entre outras coisas. Sinceramente não entendo porque as pessoas se incomodam tanto com o fato da amamentação após um ano. Afinal de contas o filho é meu, o peito é meu e o tempo é meu…cada um que cuide do seu como bem entender! No meio de tanta pressão para o desmame tento seguir o melhor caminho me informando e acima de tudo seguindo meu instinto maternal.
    Respeito as decisões ou situações em que as mamãe por inúmeras situações seguem por outros caminhos e hoje como mãe, compreendo de uma forma muito maior, sem julgamentos, pois o processo é diferente pra cada um.
    Mas adoraria que a virtude do respeito fosse mais praticada pela sociedade e principalmente pelas famílias nas decisões e possibilidades de cada mamãe.

  34. Adriana Sogabe

    Vivo esse dilema desde o nascimento do meu filho de 6 meses!
    Descobri 2 hérnias de disco assim que ele nasceu e desde então eu tenho que conviver com as dores, pois não posso tomar medicação forte.
    Pensando na dor, dá vontade de parar de amamentar, mas cada vez que eu amamento ele e vejo a paz que sente, eu desejo vivenciar este momento mágico por mais tempo e conviver um pouquinho com a dor por amor!

  35. Adriana Sogabe

    Vivo esse dilema desde o nascimento do meu filho de 6 meses!
    Descobri 2 hérnias de disco assim que ele nasceu e desde então eu tenho que conviver com as dores, pois não posso tomar medicação forte.
    Pensando na dor, dá vontade de parar de amamentar, mas cada vez que eu amamento ele e vejo a paz que sente, eu desejo vivenciar este momento mágico por mais tempo e conviver um pouquinho com a dor por amor

  36. Kellem

    Meu primeiro filho desmamou naturalmente com 9 meses. Simplesmente não quis mais o peito. E olha que não foi um momento de retorno ao trabalho, viagem…nada…eu oferecia e ele não queria mais.
    Agora estou com uma pequena de 4 meses e que precisarei me afastar dela duas vezes por semana quando ela estiver com 5 meses e meio. Já estou com esquema de congelar o leite, começar a introdução de outros líquidos para questão da fome mesmo…mais o gostinho de amamentar vou fazer de tudo para não perder. Que dica você poderia me dar para evitar o desmame precoce com ela? Obrigada.

  37. Cristiane

    Demais esse post, veio a calhar. Estou amamentando minha bebê de 10 meses e não quero parar por vontade própria, quero que isso seja parte do amadurecimento dela tb. E o que escuto de pitacos….. Foi ótimo ler um texto com conteúdo e que entende nós, mães que amamentam pensando no bem que isso faz pros nossos filhos. Parabéns!

  38. Jayres Lima

    Oi tbém achei muito interessante esse assunto!! E fiquei muito interessada em saber opiniões de outras mamães…
    Meu bebê esta com 1 ano e 6 meses e esta começando a deixar o peito,amamentei exclusivamente até o 6 mês,depois comecei a introduzir papinha e até tentei dar mamadeira mais ele nunca pegou!sempre acordou muito a noite pra mamar,e mamava muito de dia tbém,comecei a tentar amamenta lo só a noite e deu certo,agora de pouquinho ele esta largando o peito,tenho conversado com ele e parece que ele tem intendido,rsrs…quando deito ele pra amamentar e faz sinal de não com a cabecinha(ele ainda não fala) e faz caretinha,rsrs…mais não tem chorado pedindo o tete!!Eu que tenho pensado muito será que é a hora certa de desmama lo?será que ta sendo desmame natural?será que por causa das minhas conversas com ele dizendo pra ele não mamar eu to forçando o desmame??alguém por favor pode me ajudar e me esclarecer se estou no caminho certo,se deveria tentar faze lo mamar mais?!!

  39. Amanda

    Bacana o post, mas como vimos aqui, cada bebê/criança tem o seu tempo. Acho que precisamos auxiliar o psicológico das mães que passam por dificuldades na amamentação.
    Meu bb tem três meses e pretendo amamentar até onde for bom pra ele e pra mim também. A única coisa que lamento nessa história, é saber que nossos bebês começam a se alimentar de leite de um animal! Leite esse que é produziro para alimentar o bizerrinho, que por sua vez, tem sua mãe roubada para produzir leite e ser explorada de forma violenta pela indústria do leite. E logo, o destino do pequeno anjo é a morte, tornando-se a famosa carne de vitela.Pra quem se interessar sobre o assunto, confira no livro Galactolatria. Jogando no Google, vc encontrará algumas resenhas sobre o estudo científico e os malefícios do leite de animais na vida do ser humano.
    Infelizmente a indústria não nos deixam muitas opções sobre o que ofertar no lugar do leite animal e poucos são os pediatras que estudam sobre isso. Muitos bebês sofrem alergias absurdas devido ao consumo de leite animal.
    Deixo minha sugestão para que o tema possa ser abordado aqui com mais propriedade… Não vou me aprofundar sobre o assunto, pois essa não é a proposta desse artigo.
    Sem dúvida, nosso leite é o bem mais precioso que uma mãe pode ofertar a seu filho, seja ele ser humano ou um animal.
    Beijos a todas!

  40. Carla Britto

    Minha filha está com 1 ano e 11 meses, ainda mama no peito. Vou aguardar nosso momento. Amo amamentar, amo ser mãe.

  41. mille

    Amei o texto! No momento ideal! Meu filho está com 1 ano e 1 mês e ainda mama… eu e ele amamos ! Ele ainda acorda umas 3x durante a noite e confesso que às vezes penso em desmame para ver se ele iria dormir a noite toda, mas nunca tive coragem de fazer. Pretendo amamentar até quando ele quiser, mas essa parte de acordar durante a noite ainda me deixa dúvidas e preocupação. Não é só por causa do aleitamento materno? Ele vai dormir a noite toda quando quiser mesmo mamando ou há algo que eu possa fazer? Adoro o Macetes de mãe; )

  42. Jaudete

    Adorei esse post, tenho um filho de 1 ano e 10 meses e ainda amamento à noite, ele ama e eu também conversamos durante o mamá e nos entendemos, sinto amor amor puro e verdadeiro não há dinheiro que pague pena que a sociedade tem preconceitos, ele já está grande não precisa mais de leite, teu leite nem é mais bom etc… fico muito triste, inclusive meu companheiro critica a amamentação. Foi muito bom ler esta matéria.

  43. Katherine

    Amamentei meu filho até os 8 meses de idade…e aí tive mastite nos 2 seios…=/ tomei antibióticos por 2 semanas e meus seios ficaram roxos e os bicos totalmente rachados…meu médico me indicou a não amamentar nessa fase justamente pela quantidade de remédio que eu estava tomando e por que meu seio estava até com pus (duas semanas horriveis hahaha) e aí depois disso ele não quis mais mamar….=/
    nessas semanas ele tomou fórmula e depois nada mais de seio…não pegou mais de forma alguma….mas eu teria amamentado ele por mais tempo sim =)

  44. Sandra

    Boa noite!

    Minha filha tem 1 ano e 6 meses e ainda estou amamentando, e realmente é como você escreveu, os familiares e amigos ficam toda hora perguntando quando vou parar de amamentar, alguns olham torto, mas adoro ter este momento com ela. Meu problema é que ela só dorme se for no peito, e as vezes acorda mais de uma vez durante a noite, não adianta nanar, se não der o peito ela não dorme, quando deixo ela o dia todo no mater ela não dorme, também não toma mamadeira de jeito nenhum. Já conversei com ela várias vezes, expliquei que ela não precisa do mama pra dormir, mas não adianta. Se tiver alguma dica pra me ajudar fico agradecida.

  45. Claudia

    a minha filha esta com 4 anos e mama para dormir,e eu acho q não tem nada de mais, é um momento de carinho e aconchego, ela é uma menina muito esperta come de tudo e já esta na escola .

  46. Tatiana

    Acho interessante essa história de desmame natural, eu mesmo amamentei meus filhos até 1 ano e 1 mês porque eles mesmos me largaram, naturalmente. Mas tenho uma dúvida: é saudável uma mãe amamentar seu filho com 8 anos de idade? Ele ainda não quis desmamar sozinho e a mãe também não quer e o menino fica mamando aonde quer que seja, se a mãe estiver na rua conversando com uma vizinha, tira o peito dela pra fora e começa a mamar, já presenciei isso e realmente, fiquei espantada.

  47. Michelle

    Muito bom o texto, Mas fiquei com o gostinho do quero mais de como fazer. Quero comecar esse processo pensando que mais para frente ele vai para a escolinha.

    1. Shirley Hilgert

      Michelle, a autora irá fazer outros textos. Logo estarao por aqui. bjs

  48. Maria

    Amamentei a minha filha até 2 anos, hoje ela tem 5. Acho que é o suficiente. Até porque quando desmamei não tive problemas nenhum com o meu peito. Pois nem tinha mais leite e fiquei muuuuuito magra. por mais que eu me alimentasse bem só voltei ao meu peso normal quando desmamei. É super importante que a mãe esteja bem para que o Bebê fique também.

  49. Clacir Portella Xavier

    Minha filha tem 1 ano e 5 meses e toma mamadeira, mas para dormir tem q ser no peito e ao longo do dia
    ela também tem q mamar um pouco, as vezes eu penso q é só mania mas agora lendo esse texto vi que é importante continuar amamentando.

  50. barbara

    Amei!!! Tive muita dificuldade na amamentação, muito falaram q meu leite é fraco e muitas outras coisas. Hj minha BB tem 7 meses e quero continuar amamentando por muito tempo

  51. Caren

    Texto muito bom!!! Esperando ansiosa pelas dicas do desmame gradual…
    Beijos!!

  52. Edna

    Olá Gabriela !!

    Minha pequena está com 1 ano e 8 meses, e hoje ela me pede o peito somente para dormir. Qual seria a melhor alternativa nesse sentido? Seja a noite ou na soneca do dia. Mas quando ela está na escola ela dorme sem o peito, então pensei em pedir ao pai dela para tentar fazê-la dormir a noite. Mas fiquei com receio depois de ler o post de causar um trauma ou uma perda muito grande nela. Outro detalhe é que quando acorda de madrugada chora muito e só se acalma com o peito, também tenho receio de como vai ser a reação dela se eu simplesmente não der mais e tentar acalmá-la de outra forma, pois já tentei algumas vezes e desisti, pois ela não para de chorar! Se puder me responder agradeço! Um abraço e parabéns pelo trabalho, lindo!!!!!

  53. carla abranches

    meu nome é carla, tenho uma bebe de um ano e um mês, não que eu queira desmama-la , mais o problema é que estou preocupada com a alimentação dela, ela só quer saber de peito, não se alimenta e não aceita mais nada, quando come algo diferente , se alimenta com aquelas papinhas da nestle e de preferencia de hortaliça, ja fiz papinhas de arroz,caldo de feijão e legumes , porém ela quando come alimentos desse tipo assim , come apenas trez a quatro colheres, e tambem não aceita nenhum tipo de leite em pó e muito menos nenhum tipo de suco, estou preocupada se apenas o leite materno irá suprir suas necessidades

  54. Ludmila

    Olá!! to meio atrasada nesse post mas….li apenas hj e quis comentar….bom minha filha tem 10 meses e ainda mama no peito de manha e de noite pois trabalho fora o dia todo e ela mama mamadeira com a baba apenas 2 por dia e nao muito……mas o que vim aqui dizer é que……há um mes eu estava brincando no chao com a minha filha e ela parou de brincar e quis mamar nesse momento perguntei ao meu esposo o que ele achava e ate quando eu deveria amamentá-la pq eu nunca havia lhe perguntado….e para minha surpresa escuto….”oras…..até quando ela quiser é claro”……..e óbvio minha alegria de ouvir isso pois sempre quis o desmame natural e depois disso fiquei mais tranquila pois tem maridos que nao gostam que a mulher amamente……bom enfim quando me questionam e começam a criticar respondo…foi uma decisão minha e do meu marido….e geralmente as pessoas se espantam e param de falar……ou eu apenas nem respondo e fico olhando com cara de paisagem……hahahaha….

  55. Bruna

    Oi! Eu tenho uma linda garotinha de um ano e um mês que ainda mama e adora! O problema é que ela acaba deixando de comer por causa do peito. Eu queria amamentar até os dois anos, mas agora estou em dúvida. Acontece que ela é tão viciada no mamá que ainda acorda de hora em hora a noite.
    Confesso que após um ano, já me sinto bem cansada das noites sem dormir. Não sei o que fazer. Alguma sugestão?!

  56. Jucene

    Já tem o post sobre as dicas com o desmame gradual de como proceder ?

  57. Jaqueline

    Adorei este texto………Meu filho Alexandre Levi tem 11 meses ele esta mamando 2 x na madrugada e de manhã bem cedo, antes de ir para o trabalho… e a noite quando volto..rsrsrs… Vou amamentar até quando ele quiser … Desmame natural.

  58. Adriana

    Minha filha tinha 1 ano e meio e entrou numa fase muito difícil pois ela não queria mais comer comidinha, somente o que mais gostava e o que ela queria.
    Eu amamentava ela e cheguei a pensar que isso estava atrapalhando na sua alimentação.
    Esta fase durou 1 ano e todos me diziam para deixar de amamentar pois isso estava atrapalhando.
    Eu pensei assim: se minha filha não come de tudo ainda bem que ela mama, se minha filha rejeita a comidinha ainda bem que ela mama, e continuei firme. E quando eu menos esperei minha filha voltou a comer de tudo… Então eu descobri que a amamentação não é o vilão e sim foi o que a ajudou e a fortaleceu nesta fase que não queria comer.E esta fase passou e eu continuo a amamenta-la e ela come muito bem.

Deixe seu comentário