Os 20 maiores choques da maternidade

Antes de nos tornarmos mães, sabemos que vamos enfrentar algumas dificuldades, que ter filhos não é um mar de rosas e quem nem sempre as coisas sairão como a gente imagina. Só que muitas vezes, por mais que a gente até esteja preparada para o lado B, ele nos pega totalmente de surpresa.

Pensando nisso, resolvi fazer o post de hoje, com uma listinha dos 20 maiores choques da maternidade. Essa lista foi inspirada na minha experiência pessoal, na vivência de amigas e no relato de muitas leitoras. E se eu esqueci de citar alguma coisa, não deixem de dar as suas contribuições nos comentários abaixo. A gente agradece!

Os 20 maiores choques da maternidade - legenda

Os 20 maiores choques da maternidade

  1. Nem todo mundo vai respeitar as suas escolhas.
  2. Todo mundo vai achar que sabe criar seus filhos melhor que você.
  3. As pessoas vão criticar a sua escolha do parto. Mesmo que isso não lhes diga respeito.
  4. Nem sempre a sua escolha de parto será respeitada. Muitas vezes, você será vencida pelo sistema.
  5. O bebê não nasce sabendo mamar. Ele aprende com o tempo. Em, muitas vezes, isso pode ser bastante difícil.
  6. Amamentar dói. Por muito tempo. O prazer só vem depois.
  7. Muitas pessoas acharão um absurdo você amamentar em público.
  8. Outras lançarão olhares reprovadores se virem você segurando uma mamadeira.
  9. E ainda haverá uma parte que considerará uma sandice você dar o peito por mais de um ano.
  10. Nos primeiros meses, ou semanas, você poderá sentir uma tristeza profunda. E isso chama-se baby blues. É normal e passa.
  11. Assuntos como parto e amamentação poderão virar motivo de guerra. E das mais pesadas.
  12. Muitas crianças não dormem uma noite inteira até um ano de vida. Outras até dois, três, quatro ou cinco.
  13. Você vai mudar de opinião. Muitas vezes. E mesmo naqueles assuntos que para você eram verdades absolutas e imutáveis.
  14. Você levará mais tempo que o previsto para recobrar a sanidade (sim, os hormônios enlouquecem a gente).
  15. Dormir passará a ser a sua prioridade número um.
  16. Raramente você conseguirá fazer uma refeição junto com as outras pessoas ou então comer um prato quente.
  17. As pessoas estarão mais dispostas a dar pitacos que a dar apoio. Sempre.
  18. Muitas mães tem certeza que a maternidade é uma competição.
  19. Nem tudo que você leu nos livros funcionará na prática. Na verdade, muito pouco dará certo.
  20. Você irá descobrir – e ter certeza –  que tudo sobre a maternidade só se aprende sendo mãe.

66 comentários

  1. Erica

    MEU DEUS…kkkk tudo verdade, minha pequena completa um mês de vida hj e nunca li algo tão verdadeiro, eu teria escrito isto sem mudar uma só virgula…kkkk é por isso que sou apaixonada por este blog:)

  2. Lorena Motta

    Perfeito …

  3. Andressa

    20 vezes sim! Tudo absolutamente verdade! Pior é quando alguém acha que conhece seu filho melhor que você, e ai de ti se ainda discordar do que a criatura está falando! Nossa isso me tira do sério! Como manter a sanidade assim?!??

  4. Polyana

    Adorei!!! Principalmente a parte que raramente faremos uma refeição junto com as outras e praticamente todos os pratos já estão frios…. Adoro este blog…

  5. Priscila

    É difícil até escolher entre inúmeros “choques da maternidade” que a gente se depara. Mas olhando p tudo que já vivi nessa louca viagem que é a maternidade, percebo que o pior mesmo é a comparação que outras mães fazem quanto à criação dos nossos filhos. Coisas do tipo: “Nossa, sua filha caiu e machucou? A minha nunca caiu assim… sempre cuidei muito bem dela”, já me fizeram chorar muitas vezes… e me sentir a pior das mães do mundo!!!! Até que hoje, com minha filha prestes a completar 10 meses, compreendi que cair faz parte do aprendizado deles… cuidado deve sim ser tomado, mas às vezes é inevitável! E nós mães não podemos nos culpar por tudo o tempo todo… não tem como protegê-los mais dentro do nosso ventre… apesar de ser essa a nossa vontade maior!!!!

    1. Daiane

      Tudo verdade!
      Para mim o pior choque é a fraqueza e a sensação de incapacidade dos primeiros dias!
      Outro choque também grande é a proporção de mágoa que sentimos em relação as críticas que recebemos. Sempre tenho resposta para tudo mas, em relação a criação da minha filha, fico tão chateadão que nem tenho resposta…

  6. Isabella

    Oi Shirley!
    Adoro seu blog, você está de parabéns!
    Mas queria fazer uma pequena contribuição. Concordo com tudo, realmente as pessoas vão sempre dar pitacos, vamos passar raiva com certos comentários, mas acho que se optarmos pela leveza, tudo acontece de maneira mais fácil. Vou te dar meu exemplo, tenho 28 anos e uma filha de 9 meses. Ela foi primeira filha, primeira neta, primeiro tudo, então você pode perceber que o q não faltou foram pitacos externos e inexperiência da pobre mãe aqui. No início ouvi demais, sofri demais também, mas com o tempo vi que as decisões que tomamos com a nossa filha só dizem respeito a mim e ao meu marido, e agora adotamos a famosa cara de paisagem. Ou seja, comentários maldosos tidos como “grandes conselhos de uma mãe experiente” recebem como resposta: “Jura? Que ótimo, que bom que deu certo!” E ponto, saímos com a mesma cara que chegamos e aproveitamos para dar boas risadas depois.
    Acho que a maternidade já é penosa demais para sofremos com cada comentário. Não ouvir os outros me deus mais segurança e mais leveza pra curtir essa fase tão especial!
    Parabéns pelo blog!
    Beijão!!!

    1. Cristiane

      Estou grávida de 30 semanas da minha primeira filha, e adorei esse post e seu comentário, me preparo psicologicamente pra ter essa atitude, de cara de paisagem. Tenho bastante medo de não saber cuidar, mas vou fazer o que eu acho melhor e pronto. Que Deus me ajude a superar essa parte difícil!

  7. Cíntia rigueira

    Incrível mesmo. Hoje meu filho está com 1a e1 mês e ainda mama. Recebo olhares e críticas de muitas pessoas. ” ele ainda mama?” e olha q ele só mama em casa! Minha única resposta é e sempre será: ele vai mamar o tempo q for necessário para ele….

  8. Vânia

    E as mudanças corporais, esqueceu? Flacidez, peito, nosso corpo jamais será o mesmo, o que nao deixa de ser um choque. Mas nem tudo é perfeito na vida.Não é?

  9. Carolina

    Não há o que tirar nem pôr nessa lista, simplesmente perfeita!
    Agora minhas favoritas são: pitacos alheios e competição materna – ainda estou me adaptando.

  10. Angelina

    – Pessoas completamente aleatórias tentando advinhar pq o seu filho está chorando: “É fome mãezinha”
    Nessas horas lembro da frase de uma amiga minha: “Fácil mesmo é criar o filho dos outros”

    1. larissa

      oise eh!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! uma vez minha filha estava chorando por que os dentinhos estavam nascendo e ela ficou bem chatinha….. minha tia chegou em casa e começou a falar pra mim que era manha, que eu tinha que fazer isso ou aquilo, que eu estava mimando e fazendo errado…. me irritei tanto que botei ela pra correr kkkk, eu disse em alto e bom tom: _a filha eh minha, fui eu que pari e nao me lembro de vc sentindo as dores comigo, sou eu quem decidde o que fazer com ela e como, e se estou falando que ela nao esta bem, ponto final!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!…… pode uma coisa dessas???? depois ela foi falar para minha mae que eu era estranha, que estava tdo bem e derrepente eu explodi!!!!!!!!!!!!!

    2. Josi

      Perfeito seu comentário!

  11. Camilla

    realmente é mais pura verdade , principalmente na parte onde as pessoas querem mais dar pitacos kkkk

  12. Camila

    Amei o comentário da Isabella! Teria feito assim se tivesse outra oportunidade. Tornaria um período que já é difícil um pouco menos difícil no meu caso rs

    O problema é quando o marido ao invés de te apoiar neste tal período difícil física e emocionalmente, fica ouvindo e agradecendo os pitacos da mãe, e isso acabava a incentivando cada vez mais… Não, não adiantou pedir pra ele, só amenizou quando explodi aí foi bem mais feio….

    Para mim o mais difícil dessa época foi isso mesmo…

    Parabéns pelo blog Shirley, estou sempre acompanhando!
    Camila

  13. Lausiani

    Muito Bom!!!!! Tudo é bem verdade…..Ser mãe é maravilhoso, excelente, ótimo é inexplicável…Mas também é “padecer no paraíso”

  14. Julia

    Adorei os choques citados e os comentários.
    Um comentário que eu acrescentaria ainda é: você vai sim abrir mais mão da sua vida, principalmente nos primeiros três meses, do que seu parceiro.

  15. Janaina

    Aprendi com a maternidade que não tenho mais total controle do meu dia…meus planos, minha rotina, o que eu desejo fazer nem sempre é o que eu posso fazer naquele determinado momento…eu já sabia disso…mas na prática é um pouco mais difícil! E apesar de todas dificuldades não existe nada melhor que ser mãe!

  16. Gabriela

    Adorei a lista, Shirley! Estou com 37 semanas e é bom ir me preparando pra isso tudo!

    Lembrando também, que nem sempre somos a mãe “protagonista”. Muitas vezes somos a outra que dá o pitaco e faz os comentários! Por isso é bom pensar mil vezes antes de falar com outra pessoa. Mesmo se a intenção for boa!

  17. Lud

    Só discordo de um item: amamentar não dói, ou melhor, não deve doer! Se dói é pq tem algo errado, como a pega! Não digo q é facil, pois como está escrito os bebês não nascem sabendo, e nem nós mães!

    1. Anonymous

      Lud, desculpa mas seu comentário se pareceu muito com pitaco… heheheh, me lembrou aquele clássico “não existe leite fraco”

  18. Adarita Mendes

    Tudo verdade!!!!

  19. Beatriz

    Quer mais um choque?
    A mãe não existe!!!
    Fica invisível por mais ou menos 2 anos…

  20. Ana Maria Lopes

    Eitaaaah, estou com medo de ser mãe :S

    1. Karina

      É maravilhoso!!!! Fica tranquila q tudo isso aí é nada perto da felicidade q seu filhote vai te dar!!

  21. Patricia

    Adorei! faltou falar que muita gente acredita q existe leite fraco, q o neném esta magrinho, pq o seu leite é fraco.
    Outra coisa que ouvi muito foi – “Você não precisa se preocupar mais com o corpo, agora você é mãe! ” Como se deixássemos de ser mulher.

  22. Fernanda Teixeira

    Shirlei, o q eu me surpreendi foi q aquele famoso “intervalo” de mamada de 3/3 hs não significavam bem um intervalo. Pensei q iniciasse a contagem qdo o bb terminava de mamar! Me assustei qdo vi q era a partir do momento q iniciava! Minha filha mamava 30 min em cada peito e levava uns 20 min pra arrotar de cada lado. Aí qdo adormecia me restavam apenas 1 hora de intervalo, mas ela sempre quis mamar antes das 3 hs! Afffffff rs

    1. Shirley Hilgert

      Ahahahah! Grande verdade. Isso tb foi um choque para mim. Tinha até esquecido.

  23. ive

    Faltou 1 , no primeiro mês vc perde o raciocìno lógico!

  24. rosane

    Bem assim .. e com 3 filhos vc ainda ouve coisas tipo, pra q três filhos?..ñ tem televisão em casa? .. 3 cesarianas e vc ñ morreu? respondo o mais simples possível e a resposta é a mesma pra todas essas questões… A vida é minha, quem sabe sou eu…. E sim meu caçulinha vai fazer 2 anos e ainda mama peito(muito) e ponho as tetas pra fora em qualquer lugar, no carnaval ninguém reclama…rsrsrs.,,, Parabéns pelo site..

    1. LARISSA

      adorei ROSANE seu comentario eu tambem tiro o peito e dou pra minha filha a hora que ela quizer em qualquer lugar e não me importo e ai de quem falar alguma coisa rsrrs é isso aii minha filhota ainda mama no peito esta com 1 aninho e 3 meses e enquanto ela quizer vai mamar e pronto não me sinto pronta a desmamar ela e nem ela quer seja o que for da vontade de DEUS!!!! BJOSSS

  25. Ana Gama

    Acho que o maior choque e descobrir que nunca amamos assim,que nao conheciamos esse amor… e so descobrimos e acreditamos que existe qdo nos tornamos maes!! ( e sentimos isso novamente e em dobro qdo nos tornamos avos)

  26. claudia

    nossa, muito bom!!! Passei por tudo e ninguém me avisou nadaaa. kkkkkkk

    Amei!! Não tiro uma virgula.

    Meu filho tem 1 ano e 2 meses e agora estamos na fase das pessoas acharem um absurdo ele ainda mamar no peito e fazem comparações porque ele ainda não anda.

    “As pessoas estarão mais dispostas a dar pitacos que a dar apoio. Sempre.” e sempre

  27. Liliane Nascimento

    Só não passei pela dor ao amamentar, graças a Deus foi tudo muito tranquilo e acredito que pelo fato de ter tido muita paciência e ter me mantido o mais tranquila possível, não era fácil, mas fiz isso por ela, que completou 1 ano dia 19 e ainda escuto direto a frase “Nossa vc ainda amamenta”, mas não me importo, não tem nada que me faça mais feliz do quer ter ela nos meus braços, e ver sua carinha de felicidade a cada mamada !

  28. Natália

    Nossa muito isso!! Minha filha esta com 3 meses e aconteceu e acontece exatamente isso. Agora comecei a ignorar, no começo ficava chateada com os pitacos, agora nem ligo faço cara de paisagem. Ahhh e eu amamento minha filha em qualquer lugar, quem não quer ver que não olhe. rsrs … bjo amo suas dicas!

  29. Natália

    Nossa muito isso!! Minha filha esta com 3 meses e aconteceu e acontece exatamente isso. Agora comecei a ignorar, no começo ficava chateada com os pitacos, agora nem ligo mais. Ahhh e eu amamento minha filha em qualquer lugar, quem não quer ver que não olhe. rsrs … bjo amo suas dicas!

  30. Trícia

    Verdadeiríssimo o post!!!

  31. Claudia

    Nossa tudo muito verdade!!! Eu ainda vou incluir uma coisa que me incomoda muito, que é o fato de eu não ter o controle da situação em minhas mãos, sempre fui muito metódica principalmente com horários, e com bebê pode esquecer marcar horário, compromissos, etc… Quem dita as regras e horários a partir de agora é minha filha…rs

  32. Fabrina Dutra

    Na primeira semana de vida do bebê vc vai querer saber se pode devolver a criança. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (depois passa, é claro)

  33. NadjaThalita

    Faltou: Sua memória e concentração nunca mais serão as mesmas. Para sempre meio louca. kkkk

  34. Julianna

    Muito bom! Acrescentaria não conseguir tomar um banho demorado e relaxante por bastante tempo do bebê nascer e ficar muito tempo sem conseguir fazer a unha, cabelo… Passamos de verdade a ter várias outras prioridades…

  35. Elaine

    No meu caso uma das coisas que eu não sabia é que eu perderia minha liberdade de sair para qualquer lugar como era antes da minha filha nascer, hoje tenho que pensar em tudo, no tempo, se está muito friu ou calor, se no local tem fraudário, se é muito barulhento, se tem onde alimentar e etc.

  36. Thais

    Tudo isso mesmo!! Inclusive, com minha filha de 15 dias, estou dando o peito e a cada mamada é um choro meu de dor!! Por mais que eu cuide do seio com pomada e tal, sempre dói! As vezes penso em desistir de amamentar!!!!! Parece uma tortura!!! Mas vou ser persistente!! Espero que melhore!!!

  37. Isadora

    Nossa perfeito, principalmente sobre amamentacao doer e virar uma guerra, otimo

  38. mary

    pura realidade !!!! o que mais que indigna e que querem que eu crie como se criavam 50 40 30 20 anos atras o tempo mudou tenho 24 anos e meu baby 7 meses . vc ainda não da comida pra ele? o coisa que me irritava não amamentarão seu filho? com licença deixa eu amamentar o meu? amamentei exclusivamente até os 6 meses e me orgulho disso !!!! e ele vai mamar ate quando ele quiser!!

  39. Aline

    Adoro esse site…
    As dicas são muitos boas estou na 12 semana de gravidez e estou no período tristeza profunda sem saber o que fazer…estou lendo muito!!!
    Mais espero logo logo estar curtindo meu bebe…
    Alguém teve essa sensação de tristeza sem animo pra nada?/gostaria de dicas…
    Obrigada

  40. Elenn

    Thais, também sofri demais de dor, tomei antiflamatorio, antibiótico, meus seios ficaram muito feridos. Meu filho chorava com fome e eu de dor. Quase desisti também, mas graças a Deus nao o fiz. Continua sendo forte ta?! Vai passar. Hoje amoooo amamentar, vê o rostinho dele se deliciando, os olhos me olhando, as mãozinhas passando em mim é a sensação mais gostosa que existe, é divino mesmo, você vai vê!

  41. Katia

    Pior quando uma pessoa que nunca foi mãe, nem nunca ficou grávida e ainda diz que não consegue entender o amor de uma mãe por um filho, resolve não apenas dar pitaco, mas querer CONTROLAR a SUA maternidade! Jesus…

  42. Patricia Gama-Rosa

    Vou acrescentar mais um.

    As vezes você quer jogar a toalha e sente muita falta da sua vida antes de ser mãe, mas ao mesmo tempo não se imagina sem seu filho!!

    Mães são um poço sem fundo de contradições!!!

  43. Drika Reis

    Oi a todas
    Achei o post legal. Mas generaliza um pouco em algumas coisas. Nem todo mundo sente dor ao amamentar. Nem todo mundo tem filhos que não dormem. E definitivamente nem todo mundo tem Baby blues. Há tantas coisas q acontecem em nosso corpo, nem tudo serve pra todo mundo. A coisa que eu acrescentaria é que a maioria de nós não mostra uma atitude muito relaxada, à vontade. Parece até que não confiamos em nossa capacidade de tomar decisões a respeito de nossas crias. Por isso é que nos incomodamos tanto com os comentários dos outros. Precisamos ser mais centradas e confiantes em nossa intuição e no privilégio que temos de ter filhos.

  44. fabricia

    Sabe o q mais me deixa puta da cara e com vontade d explodir eh q todos os comentarios e criticas ridiculas sobre ser mãe geralmente saum d “MÃES”q passaram por tudo q passei ou pior,sera q a memoria eh taum ruim assim,ou simplesmente querem deixar claro q sou uma fraca apesar d supera-las em quase tudo!

  45. Carol

    Eu tenho um casal de gêmeos de 1 ano e 4 meses, e o meu filho gostava de gritar (brincando). E um dia eu saindo de casa, veio uma mulher e perguntou se eu era a mãe do bebê que gritava, eu olhei pra ele nem respondi, e ela continuou falando, disse que quando o bebê grita assim é cólica e me passou um monte de receitas. Achei aquilo um absurdo. Ela não tem nada que ficar escutando o choro ou gritos do meu bebê e ainda me parar na rua pra dar palpites. Tem gente que não tem noção. É muito desagradável.

  46. Agda Rios Matos

    Amei as dicas. Tenho 28 anos, estou com 5 semanas de gestação e tudo que fala sobre a maternidade me interessa de mais… Obrigada a todas pela contribuição.

  47. Joana

    Tenho 31 anos e fazem 16 dias que nasceu minha filha… Mas fui mãe aos 17 anos, tenho um filho lindo de 13 anos e com essa gravidez me sinto mais confiante em tudo, principalmente com palpites de pessoas sem noção… Por ex: meu filho mais velho nasceu com 4.190 e ele sentia muita fome tive que complementar com mamadeira e fora que sentia muitas dores no seio e minha bb tbm nasceu grande com 4.100 e na propria maternidade eles ja deram o Nan pois meu leite não tinha descido e ela chorava com fome… Fui pra casa e ja comprei o leite, mas queria mto amamentar, pois estou mais madura e tudo estava sendo novo… Só que infelizmente ela não estava ganhando peso, a pediatra disse q eu não poderia tirar a mamadeira. Então intercalo as mamadas e qdo alguém fala alguma coisa eu pergunto, vc deixaria seu filho passar fome? A pessoa não tem nem o que responder… Mas não é fácil… E vc que amamenta só no seio tente não ficar nervosa, pois passa para o bb e tente evitar visitas desagradáveis. Bjos e boa sorte a todas.

  48. Xuxa

    De fato tudo muda, adeus ir aí banheiro quando se está com vontade, banho? Sempre correndo, VC nunca mais viverá para sí, sempre será a última da fila, isso se der tempo, mas não há nada mais maravilhoso e gratificante nesta vida. As mães sofrem, pq de fato nasce uma nova mulher quando o bebê nasce eo instinto de cuidar, mesmo havendo pessoas empenhadas nisto é maior, aliás, Li em outro post algo bem legal… Quer ajudar? Vai varrer a casa, lavar a louça, do bebê deixa que eu cuido, afinal, ninguém nasce sabendo, mas precisa passar pela maternidade de forma inteira para ser mãe

  49. kelly cristine

    Meu bebê tem 6 meses. Amo amamenta, no início doia bastante, mas agora ñ dói mais. Amamentar em público é um dilema. Dou peito pro meu filho aonde ele tiver fome, lógico que se tiver um local apropiado é melhor. No fim de semana estive no Bosque da Barra, meu filho estava chorando com fome e eu longe do carro, não pensei duas vezes, amamentei ele. Mais percebi que duas mulheres que estavam perto s incomodaram. Problema delas, sei o qt o leite materno faz bem e jamais passaria a dá mamadeira pro meu bebê qd estivesse em público só por causa de pessoas como essas.

  50. Suzana Tamie

    Vou complementar com mais um:
    – Você redescobrirá seu casamento. Ter um filho é se apaixonar novamente pelo seu marido.

  51. Eliana oliveira

    Ri muito com o comentário da Fernanda!!! Realmente se reuníssemos tds os comentários teríamos pitacos perfeitos!! Tenho 60 anos, tive dois filhos (maravilhosos), e passei exatamente por tudo que li, tinha dias em que me perguntava: o que eu fiz??? Mas quando olhava cada um dormindo em suas camas, com 2anos e meio de diferença, eu os amava tanto que esquecia tudo e qualquer coisa que havia me perturbado. Lembro da manifestação da hérnia ingnal do mais novo, que coisa ruim geralmente do acontece a noite, fiquei desesperada com aquilo estufado e não conseguia falar com o médico, pensei tts coisas ruins, inclusive que o saquinho dele tivesse subido para a virilha.. Kkkk gritei, berrei, chorei, até que o médico atendeu e mandou fazer compressa morna e ir ao consultório no dia seguinte.. Noite muito longa!!! Como também lembro da falta de ar e sair correndo..a noite, para o hospital!! São tts as situações!! Mas!!passou!!! Hoje são adultos e sou Vó da Manuela de 4 meses e vejo a minha amada nora começar pelo processo..o que eu faço?? Dou espaço e fecho a boca!!! E estou tão orgulhosa deles pais, pq estão passando por todos esses processos com sabedoria, paciência, amor e união!! Na verdade quando se tem amor se consegue tudo!! Einha neta é muito feliz!!

  52. Priscilla

    O que mais me deu um choque, foi ficar acordada noite após noite. Dormir picado durante o dia não recuperava a disposição, e no dia seguinte o nenem está lá precisando de você e ainda tendo que seguir os horários corretos para tomar sol, tomar banho, trocar fralda e mamar. Foi bem estressante no começo.

  53. Chimene

    Uma coisa bem importante a ser dita, que aconteceu comigo e só descobri do que se tratava depois de um bom tempo, é a depressão que acomete algumas mães quando elas param de amamentar. É uma sensação de perda inexplicável, insegurança, aperto no peito constante e muita vontade de chorar. Sentia inclusive medo de sair de casa, achando que algo de ruim poderia acontecer comigo ou com o meu filho. Depois que li a respeito foi mais fácil de lidar com esses sentimentos, que duraram por uns três meses.

  54. Isabela Martins

    Meu filho com menos de um mês já dormia a noite toda , hoje dumo bem melhor, e eu não fiquei triste nem profundamente triste quando ele nasceu, muito pelo contrário e amamentar só doeu nos primeiros dias …

  55. Marcela

    Minha filha completa hoje 1 ano e 8 meses e ainda mama no peito.. e em qualquer lugar!! :D
    Não tô nem aí para os comentários chatos … que sempre recebo e ela vai mamar até quando ela quiser… isso eu decidi e pronto! nem ligo mais para a opinião dos outros! :D

  56. Luciane Ferreira

    Pois é Shirley concordo em gênero, número e grau e pra mim o pior ainda é ter conhecido um lado não tão parceiro do meu marido ele realmente só ” me ajuda” no geral sou eu quem arca com todo o trabalho q envolve ser mãe e mais que isso ter q fazer tudo e não ter direito de reclamar. A gente chega num limite de cansaço físico e psicológico que só msm o fato do bebê preferi a mim é q da um conforto :) por isso amo o blog encontro muito conforto aqui

  57. debora

    So faltou falar q cada criança tem o seu proprio tempo.nao e pq a minha comecou a andar com 1 ano q o seu também vai andar nesse mesmo tempo…pode ser antes ou depois…e vira uma competição pra falar qual criança e mais esperta q a outra kkkk

  58. Thay Tavares

    Uma coisa que eu não concordo aí, minha bebê dorme a noite inteirinha e só tem 4 meses kkk’

Deixe seu comentário