7 Coisas para ensinar ao seu filho desde cedo

Esses dias, me peguei pensando sobre coisas que já podemos ensinar aos nossos filhos desde cedo, muito cedo, e que terão valor para a vida toda. Coisas que em exemplos do dia a dia, que são absolutamente compreensíveis para crianças de dois anos (ou até menos), no futuro, farão toda a diferença em suas vidas (e de quem os cerca).

E com esse pensamento em mente, resolvi fazer uma listinha e compartilhar com vocês. Vejam quanta coisa simples podemos ensinar desde já, através de nossos exemplos e palavras, e que, com certeza, transformarão nossas crianças em adultos melhores.

7 Coisas para ensinar ao seu filho desde cedo

7 coisas para ensinar ao seu filho desde cedo (e que farão toda a diferença no seu futuro)

1. A aceitar o não: mostrar, desde cedo, que o não faz parte da vida, que é importante lidar com frustrações e seguir adiante e que, muitas vezes, é numa negativa recebida que se abrem oportunidades para novas experiências e aprendizados. Como fazer isso: seja econômico no não, mas quando tiver que usá-lo, vá até o fim. E explique sempre o motivo daquela negativa, mesmo que você ache que seu filho ainda não irá entender.

2. A respeitar o próximo: ensine, desde cedo, seu filho a respeitar os outros, sejam eles pessoas mais velhas ou amiguinhos. Como fazer isso: você pode começar ensinando atitudes simples, como dizer um “obrigada”, “por favor”, “com licença”. Isso faz com que nossos filhos não sejam só educados, mas saibam também perceber e respeitar o próximo.

3. A dividir: é dividindo que a criança aprenda que ela não é o centro do mundo e que muito conquista quem sabe compartilhar. Como fazer isso: ajudando a criança a dividir um brinquedo com um amiguinho ou irmão, numa atividade do dia a dia, mostrando que elas podem construir coisas juntas e que aí é ainda mais divertido, entre tantas outras situações.

4. A cuidar das coisas: aprender a cuidar do que é seu ou do outro é primordial. Isso ensina o valor das coisas, ensina conceitos de sustentabilidade, ensina que os recursos não são ilimitados e que para termos um futuro seguro e tranquilo temos que cuidar do presente. Como fazer isso: crie uma hortinha para o seu filho, tenha um animal de estimação, ensine-o que é importante consertar as coisas quando elas quebram ou guardá-las quando elas são tiradas do lugar.

5.  A falar sempre a verdade: a criança tem que perceber, desde cedo, que não existe meio termo em se tratando de verdade. Claro que ela pode ser educada e dizer uma verdade sem magoar, mas mentir é inaceitável. Como fazer isso: dando o exemplo. Nunca minta para o seu filho. Nem nas situações mais corriqueiras. Se você vai sair de casa e ele vai ficar aos cuidados de outra pessoa, despeça-se antes de sair e diga que vai voltar. Simplesmente não suma do seu campo de visão.

6. A se comunicar: estimule sempre seu filho a falar, a dizer o que pensa, a demonstrar seus sentimentos. Assim você conseguirá ajudá-lo em um momento difícil, de angústia, e ele também se sentirá mais confortável para se abrir com você. Como fazer isso: desde cedo, pergunte coisas para criança, peça para ela contar como foi o seu dia na escolinha, do que ela brincou com os amiguinhos, como se sentiu em determinada situação.

7. A amar: Ame e ensine seu filho a amar. Mostre para ele que amar e querer bem os outros é bom, faz bem e alegra o mundo. Como fazer isso: dando o exemplo. Demonstrando que você o ama (com beijos, abraços, carinho e palavras), demostrando que você ama e tem carinho por outras pessoas.

 

 

 

 

12 comentários

  1. Eliete

    Concordo com tudo e estou muito feliz por já praticar, ” inconscientemente’ alguns itens citados. Já li uma vez que dar o exemplo é a melhor maneira de ensinar, por isso me policio quase o tempo todo quando estou com meu filhote…ele tem só 1 ano, mas já reproduz muitas de nossas atitudes…. Curti muito!!! bjosss

  2. Deise Bicudo

    Achei isso bem OBVIO não? Tudo isso fez parte da minha educação e com certeza fará parte da educação da minha filha. Mas entendo o post sou professora e vejo em sala de aula que muitas crianças não sabem disso, e as vezes me pego dizendo isso pra mães na reunião da pais, me sinto uma intrusa mas são coisas MUITO BASICAS, achei que todo mundo aprendia isso quando pequeno!

  3. Franciani

    Adorei as dicas, especialmente a de ensinar a amar, essa é fácil! Ser mãe me permitiu experimentar o amor mais gostoso que existe, aquele que não exige nada em troca.

  4. paty

    não ser grossinha com o autor quando comenta um post legal também é educação, não?

    1. DÉBORA

      Muito bom esse post. Graças a Deus estou no caminho certo. rsrsr <3

    2. Priscila

      Muito bom! Não ligue pra gente ranzinza não!!

  5. Jane

    Lindo!! Esse post!! Maravilhoso!!!!

  6. Giselle Ramos

    Lindo post, Shirley! Tenho praticado isso com minha filha, mesmo ainda pequena. Compartilhei na fanpage do meu blog. Parando para pensar no assunto, eu acrescento mais duas coisas:

    8) A esperar: é difícil entender que as coisas não acontecem no momento que queremos, mas no momento que tem que acontecer. Dificuldades em esperar gera ansiedade, o que só prejudica a criança e todos ao redor. Como fazer isso: explique para a criança que o programa que ela gosta vai passar depois que acabar o outro desenho, ao invés de colocar o programa o YouTube. Um exemplo bobo, que o obriga a esperar.

    9) A fazer a sua parte: nem sempre as coisas dão certo, a vida é assim. Mas se você fez a sua parte, pelo menos pode colocar a cabeça no travesseiro tranquilo. Como fazer isso: valorize as atitudes dele durante o processo, não se prenda ao resultado final. “Você jogou muito bem, filho” (mesmo que o time dele tenha perdido).

    Beijos

  7. maria teresa

    Amei acho otimo ensinar sempre os filhos a serem pessoas melhores no futuro!

  8. LUCIANA MARQUES VIANA

    oi boa noite preciso tirar uma duvida meu filho tem 7 anos ando observando que quando brinca com as primas n anda deixando elas pegarem seus brinquedos e ja guarda ,ele e´filho unico conversei e expliquei q isto num pode o q faço a respeito da situaçao obrigado

    1. Macetes de Mãe

      Olá, Luciana!
      Você deve conversar mais vezes sobre o assunto com ele. Acredito que com o tempo você já vai perceber a mudança.
      Bjs

  9. Amelia Guedes

    Há um texto maravilhoso que diz…tudo que eu precisava aprender na vida, aprendi no jardim da infância. Vou transcrevê-lo, é longo, mas vale a pena: A maioria das coisas que eu realmente precisava aprender sobre como viver, fazer e ser, eu aprendi no Jardim de Infância.

    Sapiência não se encontrava no topo da montanha das escolas de pós-graduação, mas no pátio do jardim.

    Essas são as coisas que aprendi: compartilhar todas as coisas; “jogue limpo” e não bata nos colegas. Não pegue nada que não seja seu; limpe a bagunça que você fez. Coloque tudo de volta nos seus lugares. Peça desculpas quando você magoar alguém. Sempre dê a descarga e lave as mãos, sobretudo, antes das refeições. Viva uma vida equilibrada: além de trabalhar, desenhe, pinte, cante e dance um pouco todos os dias. Lembre-se também de que leite frio e biscoitos fresquinhos podem ser bons para você.

    Tire uma soneca à tarde e, quando sair às ruas, cuidado com o trânsito, dêem as mãos e permaneçam juntos. Cultive a imaginação. Lembre-se da semente de feijão que a professora colocava no vaso de água. As raízes cresciam para baixo e as folhas para cima e ninguém sabia explicar por quê. Nós somos parecidos. Os peixinhos do aquário, os passarinhos da gaiola, as sementes do feijão, todos morrem também.

    Recorde-se do grande e melhor conselho da época: Olhe! Olhe ao seu redor! Tudo o que você precisa saber está aí a sua volta. As regras de ouro: paz, amor, ecologia e uma vida saudável.

    Imagine como o mundo seria melhor se todos tivessem um lanchinho com leite e biscoitos às 3 da tarde e, em seguida pudesse brincar. Imagine se fosse política nacional que todos os cidadãos tivessem que limpar a sua própria bagunça e colocar as coisas de volta em seus lugares. Imagine se todos dessem as mãos e permanecessem juntos.

    Adaptado e traduzido por Paulo R. Motta

    Fonte: Tudo que Eu Devia Saber Aprendi no Jardim de infância – Robert Fulghum – ed. Best Seller (ISBN 8571239045)

Deixe seu comentário