Gravidez Ectópica

Nos primeiros ultrassons que fiz, tanto na gestação do Leo quanto agora, uma das coisas que o obstetra costumava observar era se o embrião estava implantado no local correto – dentro do útero – ou se tratava-se de uma gravidez ectópica. Graças a Deus, nos dois casos, o embrião estava no lugar certinho e o risco de gravidez ectópica estava descartado.

Mas o que é, afinal, uma gravidez ectópica. Como citei acima, é a gravidez que se desenvolve fora do útero, ou seja, quando o embrião implanta-se em algum outro local do aparelho reprodutor, mas mais comumente em uma das trompas (95% dos casos).

gravidez ectopica

Photo Credit: bies via Compfight cc

 

Uma gravidez ectópica é uma situação de risco, infelizmente. Não há chances do embrião sobreviver – ele tem que ser removido – e ainda há a possibilidade dela não ser identificada a tempo e acabar rompendo a trompa onde está instalada e, assim, causar uma hemorragia interna e colocar a vida da gestante em risco.

A gravidez ectópica é identificada através do exame de ultrasson ou, então, por meio dos seus sintomas: sangramento e dor súbita e forte, principalmente de um dos lados da barriga e que vai se espalhando pelo abdome. Esses são os sintomas mais comuns e costumam ocorrer cerca de duas semanas após o atraso menstrual entretanto, ainda há outros que podem ser relacionados ao problema: transpiração excessiva, tontura, diarréia, sangue nas fezes, desmaio e dor no ombro (se houver hemorragia interna e essa estiver atingindo o diafragma).

A maior parte das gestações ectópicas são identicadas antes da trompa romper e aí é possível agendar uma cirurgia para a retirada do embrião, entretanto, se não for identificada a tempo e houver o rompimento, o ideal é se procurar um hospital o quanto antes, para garantir o tratamento adequado a tempo de evitar maiores complicações.

Abaixo, trago para vocês o relato de uma leitora que passou por uma gravidez ectópica. Vale a pena ler o seu depoimento para informar-se e entender melhor o problema.

Gravidez ectópica – relato da leitora

Dia  27/06/14 resolvi ir até um hospital, por conta de uma dor pélvica que apresentava-se somente do lado direito. Parecia uma cólica e como eu suspeitava estar gravida, o médico pediu pra que eu fizesse o exame de sangue pra confirmar e aí investigar o motivo da minha dor. O resultado do exame foi positivo e logo fiz o ultrassom. Fiquei um pouco aflita, por que não foi possível ver o embrião e muito menos ouvir o coração, que só e possível por volta das 6 semanas de gestação, mas resolvemos aguardar.

Por conta disso, de não ver o embrião nesse primeiro exame, resolvi não contar a ninguém sobre a gravidez até que eu fizesse o próximo ultrassom e tivesse certeza que estava tudo bem. Referente à dor que eu estava sentindo, me receitaram um remédio pra dor e mais nada.

No dia 1/07, de um minuto para o outro, senti uma dor muito forte e acabei desmaiando. Fui levada ao hospital e atendida às pressas. O médico me examinou e já me mandou para enfermaria tomar medicação pra aliviar a dor. Ouvi quando ele orientou a enfermeira a me deixar de jejum total e preparar a sala do ultrassom. Enquanto tomava a medicação, tive uma queda de pressão e me levaram com urgência para a fazer o exame e, nesse momento, o médico me disse que eu estava com uma gravidez ectópica.

Nunca tinha ouvido falar sobre o assunto até esse momento, então ele me explicou que se trata de uma gravidez gerada fora do útero, quando o espermatozóide não consegue chegar até o útero por algum motivo, como obstrução das trompas ou inflamações pélvicas.

Como ele me informou, infelizmente, é uma gravidez que não se desenvolve, se ela for diagnosticada a tempo e possível evitar maiores danos mas, no meu caso, a trompa havia rompido-se e, por conta disso, sofri uma hemorragia interna e tive que ser operada às pressas.

Já se passou um mês e estou me recuperando bem. Fiquei muito abalada psicologicamente por conta da perda, mas estou superando, até porque tenho um filho de dois anos que precisa de mim e eu dele.

Esse é o meu relato e o meu intuito com ele é compartilha informações com outras gestantes que, assim como eu, também desconhecem o problema. Espero que ele tenha sido útil.

8 comentários

  1. Ines Cavalcanti

    Bom dia.

    Há uns cinco anos atras eu tive uma gravidez ectópica. Graças a Deus não precisei fazer cirurgia para retirar.

    bjs

  2. isabelle

    Aconteceu com a esposa do meu primo, entretanto ela tomou medicaçao e ficou e repouso absoluto e o embrião desceu p o utero. Hj ela tem uma linda bebezinha de quase um ano!

  3. Silvaneide

    Boa tarde!!!! Passei por uma ectópica esse mês. Tive que fazer uma cesária mais o médico não achou o feto só um coágulo próximo a trompa o qual foi retirado sem causar danos a mesma. Vocês sabem se é normal não achar o feto? E refazer todos os exames depois…beta, endovaginal, alguma de vcs refizeram dias após a cirurgia?

  4. Renata

    Aconteceu comigo a 2 anos atras, tive que ser iperada as pessas e por pouco não morri, mas graças a Deus hoje estou firme e forte e saudável, e hoje consegui engravidar novamente e estou de 5 meses, gravida de um menino e esta tudo ótimo graças a Deus…

  5. Fernanda

    Minha primeira gravidez foi ectópica e saiu naturalmente antes mesmo do meu primeiro ultrassom. Foi assustador quando aconteceu. Mas um ano depois estava grávida novamente e tudo foi normal graças a Deus.

  6. Audy

    Olá meninas. Tenho um filho de quase seis anos, foi uma gestação tranquila. Em outubro de 2015 estava menstruada e com muita cólica. Tomava injeção contraceptiva, a menstruação próxima do fim e as cólicas cada vez piores. Fui ao hospital e com exame de urina, de sangue e mais ecografia, diagnosticaram apendicite. Mas quando o médico abriu, a surpresa: gravidez ectópica, o cirurgião operou pela cavidade da apêndice, e eu fiquei sabendo só depois que recobrei a consciência da anestesia. Perdi o feto e a trompa esquerda. Era um assunto que jamais tinha ouvido falar. Mas tudo que li depois é que isso ocorre com primeiro filho. Agora meu esposo decidiu que quer outro filho. Há chances de isso acontecer novamente?

  7. Jessica

    Sempre tive um sonho de ser mae, sem meu namorado concordar fiquei varios meses sem tomar anticoncepsional , pois eu queria engravidar, queria dar um presente para nos, mais… nem tudo acontece como queremos, ai foi quando menstruei normal passados os dias, veio novamente a menstruacao, so que bem escura e intensa, isso durou quase dois meses, foi ai que o medico me pediu varios exames , dai descobri que estava gravida, fiquei muito feliz pois era isso que eu queria demais, so que eu ainda continuava sangrando, foi quando meu namorado descobriu um medico em outra cidade muito bom, foi ai que descobri que estava gravida de uma gravidez ectopica, meu Deus o que isso, nunca ouvi falar nisso, fiquei louca , pois o medico disse que teria que Passar por uma cirurgia , eu nao acreditava porq eu tinha esperanca de que teve um engano, mais no dia 28/02/2015 não teve outra, fui operada perdi meu bebezinho e minha trompa esquerda , sofri demais foi terrivel passar por essa situação sem ter preparação pisicologica, minha recuperação foi terrível não comia não bebia, e chorava muito, pois não entendo porque logo comigo, depois de alguns meses tive que fazer exames de rotina descobri um cisto, tudo indicada uma nova cirugia em menos de 7 meses, como poderia passar por outra cirurgia se o meu pisicologico nunca se recuperou, bom… mais com medicamentos e muita fe o cisto desapareceu, mais no mesmo dia outra notícia , o médico ja me falou: o cisto sumiu mais agora você tá com mioma dentro do útero, meu Deus baixei a cabeça e fiquei muito triste, minha vida será sempre assim, quero tanto ser mae, é o meu grande sonho, passei por tudo isso, estou de pé para tentar novamente, so que meu namorado não me entendi, ele acha que o que aconteceu posso apagar , e isso nunca vai acontecer, pois eu perdi meu filho a minha parte a minha trompa o meu sonho, isso nunca! DEUS me abencoe e me guie pois nao tenho força para seguir so, e meu namorado não quer me ajudar a lutar.

  8. Cris

    Ano passado tive gravidez ectopica, sentia muita dor no lado direito, e sentia tbm uma bolinha.. como nao desconfiava de uma possivel gravidez pq eu sangrava, fui ao medico, fiz exame de sangue e deu negativo, só constou no exame que eu estava com infecção urinaria. me deu gases, barriga mega inchada. um dia senti o feto mexendo, e desceu um corrimento rosa, ai que desconfiei pq na minha primeira gravidez tive um aborto espontaneo, e tive o mesmo corrimento. fui ao hospital e fizeram resonancia, descobriram que estava gravida de 2 semanas e 1 dia. tive que fazer uma cirurgia para tirar a trompa do lado direito, infelizmente. A medica disse p nao engravidar agora pq posso ter novamente outra gravidez ectopica. mas minha outra ginicologista disse que nao tem nada a ver. Fiquei em duvidas se pode ou nao acontecer novamente pq ja tive a gravidez ectopica

Deixe seu comentário