6 dicas para organizar a chegada do segundo filho

 

Pronto, você já sabe que o segundo filho vem aí. Agora é hora de começar a pensar na estrutura que vocês tem e no que precisará ser mudado nela para acomodar a chegada de mais um membro da família.

Abaixo, enumerei seis coisas que são importantes você pensar e planejar antes do nascimento do bebê. Claro que isso vai variar muito de família para família, mas são questões que não fogem muito à realidade de grande parte das pessoas.

Caso eu tenha esquecido de algo que vocês julgam importante, por favor, deixem a dica no espaço para comentários abaixo:

Arrumando as coisas para a chegada do segundo filho

Photo Credit: rahego via Compfight cc

Sua casa comporta mais um filho?

Seus filhos vão dividir o quarto ou você tem um cômodo extra para montar o quarto do bebê? No meu caso, não tínhamos um cômodo extra, por isso, resolvemos mudar de casa. Irmãos não podem dividir o quarto? Claro que podem. E é até saudável. Mas eu levei muito tempo para conseguir fazer o Leo dormir uma noite inteira e não queria correr o risco dele voltar a acordar quando o bebê acordasse de madrugada. Por isso, optamos por mudar de casa e ir para uma maior. Essa, com certeza, é uma das primeiras e principais coisas que você deve pensar quando receber a notícia do exame positivo: como irá organizar o espaço da sua casa para a chegada de mais uma criança.

Você vai precisar de ajuda?

Outro ponto muito importante a se pensar. Talvez você dê conta muito bem de cuidar de uma criança sozinha, mas com dois a coisa muda de figura. É claro que é possível cuidar sozinha de dois filhos. Ou de três, quatro, cinco, oito…, mas VOCÊ está preparada para isso? Não é porque a vizinha do lado se vira com três muito bem obrigada que você também vai se virar, por isso, não precisa ter vergonha de admitir que uma ajuda será bem vinda. E aí vem a hora de pensar como será essa ajuda: vai ser uma empregada babá, vai ser uma babá exclusiva, o pai vai tirar 30dd de férias para ajudar no período inicial, uma ou ambas as avós vão dar uma mão em determinados dias? Vale a pena sentar e discutir essa questão com o seu marido pois, se deixar para depois que o bebê chegar pode ser que as coisas se compliquem um pouco. Aqui, já decidimos algumas coisas e, dessa vez, assumi desde já que vou querer e precisar de ajuda. Assim, logo que ficamos sabendo da gravidez, contratamos uma emprega (eu só tinha diarista), decidimos que o Otávio vai tirar um mês de férias, para me ajudar nos primeiros 30 dias do bebê, e também já está acordado que um mês antes do bebê nascer, período que condiz com as férias de verão do Leo, uma babá integrará a “equipe”. Exagero? Com certeza tem gente pensando isso, mas há de se lembrar que eu não tenho licença maternidade. Por aqui, será chegar da maternidade e no dia seguinte estar de volta ao trabalho, claro que em ritmo reduzido, mas o blog não pode ser abandonado se não o meu trabalho acaba. Simples assim.

Como você vai organizar a rotina e as demandas do filho mais velho?

O filho mais velho deve sofrer o mínimo possível as consequências da chegada de um irmão. Para ele, um irmãozinho deve significar uma novidade bacana, algo legal, um companheirinho em sua vida. Mas nem sempre é assim que eles encaram. Assim, se for necessário fazer qualquer mudança brusca na rotina da criança é melhor que ela aconteça antes da chegada do irmão, pois a chegada deste, por si só, já será uma mudança e tanto. Ou seja, se vocês estão pensando em trocá-lo de escola, colocar mais horas na escola, contratar uma babá ou o que quer que seja que altere a sua rotina, é importante que isso aconteça o quanto antes, para ele não ter que lidar com mais uma novidade além da presença do seu irmãozinho. Desfralde, tirada de chupeta e mamadeira, troca de berço para cama, entre outros, também são processos que devem, se possível, serem iniciados antes do nascimento do bebê, pois nessa fase as crianças mais velhas tendem a regredir ou não aceitar muito bem essas “novas regras” impostas pelos pais. Aqui em casa, decidimos colocar o Leo em tempo integral na escola e fizemos já nesse semestre, para isso não acontecer justamente quando o seu irmãozinho chegar.

Serão necessário alguns cortes e economias para dar conta desse segundo filho?

Muitas vezes você já fez o planejamento financeiro para a chegada do segundo filho antes mesmo de engravidar. Mas se esse não foi o seu caso, é importante, assim que descoberta a gestação, vocês analisarem as condições financeiras da família para os gastos que envolvem a chegada de um segundo filho e, se for necessário, fazer alguns cortes para garantir uma economia pelos próximos meses.

O carro da família comporta todo mundo?

Essa dúvida costuma afligir mais famílias que estão tendo o seu terceiro filho, mas, muitas vezes, a chegada de um segundo também traz algumas complicações nesse sentido. Esse foi o nosso caso. O carro do meu marido é grande, mas o meu é minúsculo. Com absoluta certeza não consigo dar conta de carregar uma cadeirinha, um bebê conforto, um carrinho e mais as coisas das duas crianças dentro dele (juro!). Moral da história: vou trocar de carro.

O que você fará com o bebê quando voltar ao trabalho?

Essa é a tal dúvida cruel que martiriza as mães desde o primeiro filho e não quer dizer que no segundo ela não ocorra. Muitas mães se perguntam se o ideal, ao voltar ao trabalho, é deixar o segundo filho também na escolinha que o primeiro já frequenta, ou se é melhor contratar uma babá para ficar com esse porque ele é bem mais novinho. Já quem tem uma empregada babá se questiona se ela dará conta da casa e de mais uma criança, ou seja, duas. Assim sendo, no segundo filho, essa dúvida ingrata volta a acontecer e é, mais uma vez, um assunto que dá muito pano para a manga e só a família, depois de uma boa conversa, é poderá decidir o que será melhor.

26 comentários

  1. Joana

    Costumo acompanhar o blog e gosto muito! No momento também estou tendo a experiência do segundo filho… E Não curti muito as dicas :(
    Achei que fossem dicas pra como lidar com a chegada do segundo filho … E Não soluções “fáceis” como: o apto Não comporta… Troca. O carro nao cabe… Troca… Precisa de ajuda… Contrata uma babá, uma empregada e coloca seu filho na escola integral!!! E quando nada disso é possível? Como facilitar a vida da mãe? A chegada do segundo filho em famílias que dificilmente poderiam simplesmente mudar tudo que Não esta adequado!

    Como por exemplo: dicas de como dividir o quarto entre um menino e uma menina…

    Bem…. Fica aqui minha opniao… E tudo de bom pras mamães que assim como eu Não gozam dessas facilidades todas! Muita saúde pira nossos babies!

    1. Shirley Hilgert

      Joana, tudo bem? Sim, tem casos em que não dá para simplesmente trocar ou contratar, aí o ideal é buscar soluções alternativas e que funcionam muito bem. No caso do quarto, a sugestão é fazê-lo em cores neutras e, na cabeceira de cada cama, pendurar um quadro que lembre mais o universo feminino e no outro o masculino. Vi uma decoração assim uma vez e adorei!

    2. Ana

      Ohhh Joana, olha só que legal! Você pode aproveitar essa oportunidade para criar um blog seu e dar dicas de acordo com as suas experiências, ideias e realidade! Bacana, não? Agora, sugerir que um post é ruim só porque você não se enquadra na “realidade” dele, é muito egocentrismo, além de ser uma baita indelicadeza! A maternidade é mega trabalhosa e NADA do que a Shirley sugeriu é exagero! Todas as mulheres deveriam ter condições de ter ajuda para conseguir executar essa árdua tarefa sem sofrer consequências em sua saúde física e psicológica. A minha realidade social, também não é essa, no entanto, depois de ter tido o meu primeiro filho e ter quase surtado de tanta exaustão, te digo que só terei o segundo caso consiga condições semelhantes às descritas neste post. Para mim, falar sobre esse assunto e evidenciar que A MULHER PRECISA DE AJUDA, é muuuito mais importante do que tricotar sobre a cor, decoração ou sabe-se lá o quê do quarto. Você tem 2 filhos e só tem 1 quarto? O fato é que inevitavelmente quando um chorar, o outro vai acordar… não tem muito como dar dicas em relação a isso… Cresci em um apto de 1 dormitório e te digo: minha irmã sofreu um pouco comigo, mas sobrevivemos! É mais difícil mesmo…

      1. Tatiana Galvez

        Olha, compreendo seu ponto de vista assim como compreendo a Joana e o objetivo do post. Acontece que seria o ideal que todos tivessem condições ideais para a chegada do segundo filho e pudessem fazer as “trocas”, mas a realidade da maioria dos brasileiros é outra… e as dicas não se encaixam nessa realidade. São dicas bacanas mas pouco realísticas para a maioria das mães… eu tenho duas filhas e moro num apartamento de dois quartos que foi cedido pelos avós do meu marido. Tenho um salário bom, se comparado com a média brasileira, mas optei por reduzir a carga horária para poder ficar com as crianças… só temos um carro… pagar babá ou empregada? Como????

  2. Fabrina Dutra

    Não achei exagero ter empregada e babá. Quando eu começar a pensar no segundinho vou querer empregada (tenho uma diarista) e babá por tempo indeterminado. Não consegui amamentar a minha primeira filha da forma que eu queria e pelo tempo que eu gostaria. Então quando for a hora do segundinho vou fazer o possível pra que a gente tenha tempo e tranquilidade.

    1. Shirley Hilgert

      Fabiana, o mesmo aconteceu comigo. Tanto stress com o primeiro que não consegui relaxar e amamentar como gostaria. bjs

  3. Ligia Girotto

    Está certinho, temos de nos cercar de pessoas que possam ajudar! O começo com bebê novo não é nada fácil, mas é uma delícia! A dificuldade aumenta ainda mais quando não se tem familiares por perto! beijos

  4. Rafaela

    Eu já estou planejando o segundo, só para daqui um ano, mas pretendo colocar o meu na escola (ele fica com empregada babá) pois ele já vai ter mais de três anos, e deixar o segundo com a babá, mas todas as demais dúvidas ainda não decidi, mas sem ajuda nenhuma acho, pra mim, é claro, impossible!!!! Boa sorte pra vcs 4!!!!

  5. Marcela Tonetto

    Encarei a segunda gravidez com minha filha pequena em casa. Hj a mais velha tem 1/10 e a bebê 2 meses. Confesso que tentei bancar a heroína tanto na gravidez qto no pós parto. Foi difícil fiquei deprimida não dei conta do recado e hj vejo que nenhuma ajyda é demais.

  6. Josiane

    Ola Shirley! Adoro o seu blog! Estou em Miami comprando o enxoval e estou preocupada com o transporte das malas. Vc disse q usa sempre a bolsa de sacoleiro. Por isso comprei uma porem mesmo que eu feche um dos zippers as dimensoes ficam maiores que a perminita pela TAM que sao que 158cm. A minha [e tamanho jumbo e eu fechei um dos zippers para ficar menor. Poderia me ajudar, o que acha? Abs Josi

    1. Shirley Hilgert

      josi, respondi no email que vc mandou. bjs

  7. vivicr

    Sou q nem vc, quero muito o segundo filho, mas está dificil para vir. Mas a casa comporta o segundo filho, já tenho empregada 3 dias da semana q qdo vier o novo bb ficara todos os dias e o carro da familia, troco no meio do ano q vem, agora só falta o positivo, vc está certa temos q nos organizar não apenas psicologica, mas financeiramente e nos espaços, como sempre excelente post. Gostei do nome do Caetano, o mesmo da Mãe de Guri…

  8. katy

    Na verdade estou esperando o terceiro filho, a mais velha 17 anos, a do meio 1 ano e 11 meses e estou com 3 meses de gestação…. estou desesperada, não sei se dou conta , adoro tuas dicas me ajudam muito.

  9. Gisele

    Nossa!!!! Certamente essas são as minhas dúvidas, ou seja, os meus maiores temores.
    Moro num apartamento minúsculo (no qual a missão de acomodar bem os dois filhos é quase impossível) é meu marido não aceita a ideia de se sujeitar a ir para outro imóvel que seja alugado, pois, este é nosso.
    O carro tb é outro problema, temos um só, ele utiliza moto.
    Meus pais moram longe, não terei ajuda, precisaria negociar com a minha diarista para que ela me ajude.
    E quer saber o maior detalhe? Kkk
    Fui demitida e não sabia que estava grávida, me reiteraram, porém, sei que o meu salário tem os dias contados!!!!
    Tenho que rir para não chorar kkkk

    Beijos, amo seu blog!!!

    OBs.: tb não consegui amamentar o quanto eu gostaria o meu primeiro filho, portanto, amamentação é outro fantasma que me ronda

    1. Macetes de Mãe

      Vai dar tudo certo Gisele, logo tudo se ajeita :)
      Obrigada pelo carinho!!
      Bjss

  10. Luciana Brito

    Olá! Meninas, medo todas nós temos. .. As dúvidas não vão passar. Estou decidida a ter meu segundo filho (a) e estou com muitos medos e dúvidas mas se eu for esperar as dúvidas passar acho que não vou ter nunca rsrs… meu filho já tem 7 anos… esse é o momento… bjs

  11. Thaís

    Inadequado… Seria muito bom se todas as leitoras do blog tivessem estrutura para fazer as mudanças sugeridas… Não é o primeiro post voltado pra determinada classe social, indiretamente direcionada que leio por aqui…

  12. valentina

    Condiçoes financeiras para todas essas mudanças nem tds tem, inclusive eu, estou mto decepcionada pois minha filha (a segunda ) vai nascer daqui a 20 dias e estou com a casa virada, n tenho espaço e me sinto deprimida pois gosto decada arrumadinha e td no seu lugar,mas com uma criança de dois anos fica impossivel!

  13. Kaline

    Olá! Descobri a pouco tempo que estou grávida do segundo filho. O meu primeiro filho tem 1 ano e 4 meses, as suas dicas são bem básicas, adorei! Um ótimo começo para me organizar. Beijos

  14. Aliny sampaio

    Só rindo. ..com toda essa ajuda, vc me desculpe, mas vc vai por uma criança no mundo para terceiros criar, né? Vai ser difícil vc encontrar um momento para ser mãe. …..kkkkk

  15. Luzia

    É melhor não ter
    Parece que tá vindo um problema
    E não uma criança
    Tudo bem que haverá mudanças
    Mais pra essas dicas ou ganha bem ou joga na mega compra uma
    Cada troca carro bota colégio integral Jesus e nossos pais que criaram 4 5ou mais é estão bem
    De saúde de vida e são felizes !

  16. sara

    olá querida vou ter uma menina e ja tenho um menino de 1 ano e 10 meses estou extremamente confusa de como vou arrumar o quarto dos dois ja que terão de dividir e o quarto e pequeno me de uma luz por favor….

    1. Macetes de Mãe

      Olá, Sara!
      Na coluna de decoração tem muitas ideias para quarto compartilhado. http://www.macetesdemae.com/categoria/coluna-decoracao-e-arquitetura-infantil
      Espero que ajude :)
      Bjs

  17. Matheus

    Gostei da opinião da Joana…nem todos tem condições de sair trocando tudo…ando lendo coisas q minha esposa me envia para a chegada do nosso segundo filho e achei inútil essas dicas

  18. Elisa

    Perguntas importantíssimas quando o segundo (ou n-ésimo) filho vem por aí. As respostas realmente nao sao financeiramente viáveis para todos, mas daí entra aquilo que cada família que conhece a sua situacao.
    Para a falta de espaco eu sugiro fazer um limpa grande no apartamento pequeno e reorganizar o espaco. Para o problema dos carros, seria de quem fica com as criancas (a mae, no caso) usar o carro maior. Quanto a ajuda pode ser contratando uma cozinheira para deixar comida congelada.
    Enfim, cada um vai vendo o que é possível, mas os questionamentos sao sim muito válidos.

  19. Alice

    Estou grávida do segundo de 9 semanas e a unica coisa que sei é: meu apt e minusculo, tem tres quartos e um é de estudo.nao sei como me desfazer dos meus moveis dele, visto que estao todos cheios de livros e documentos…porém ja estou planejando arrumar alguem p congelar comida p familia e alguem para fazer faxina, coisa que hoje eu nao tenho1 rsss

Deixe seu comentário