O uso correto e os benefícios do wrap sling

O assunto do post de hoje é wrapsling, aquele sling que carrega o bebê “amarrado” ao corpo da mãe e que, em função da posição em que a criança é colocada, ajuda a evitar a displasia, um problema que pode prejudicar o quadril dos pequenos.

E quem irá falar sobre a forma correta de se utilizar o wrapsling e de todos os seus benefícios para mãe e bebê – inclusive no que diz respeito à amamentação – é a consultora em aleitamento materno Gabriela Silva, que já colaborou com o Macetes de Mãe escrevendo outros dois textos sobre amamentação (Leia no final desse post os demais textos da Gabriela já publicados aqui no blog).

wrapsling - motivos

Photo Credit: wrapsodybaby via Compfight cc

 

Os benefícios do uso do wrapsling

Por Gabriela Silva

Os carregadores de pano estão sendo muito utilizados atualmente. Na minha opinião, poderiam ser ainda mais utilizados pelos imensos benefícios que trazem para o bebê, para a mãe e para a relação de ambos. Acontece que, nem sempre, as mães são bem orientadas, fazem a amarração correta ou carregam o bebê da forma adequada e isso acaba atrapalhando as coisas e muitas mães desistem do seu uso, o que é uma pena.

Existem vários tipos de carregadores de bebês: o sling de argolas, mei tai, cangurus ergonômicos, pouch sling, wrap sling e tantos outros. Eu, particularmente, amo o wrap sling. Minha experiência com ele foi super positiva. Quando iniciei meu trabalho com amamentação ficou ainda mais nítido que toda mãe deveria ter e usar um carregador de bebê. Juntamente com minha mãe, que é costureira de mãos cheias, corremos atrás e atualmente confeccionamos o nosso wrap sling semi-elástico com todo carinho e amor. Dessa forma, em função da minha experiência na utilização e até produção desse acessório, vou falar um pouquinho sobre ele aqui.

I wrap sling é um carregador que tem 5 metros de comprimento por 70 cm de largura. Ele pode ser usado desde o primeiro dia de vida do bebê até o momento em que for confortável para a mãe e a criança (geralmente 12-15kg). Acho importantíssimo ressaltar que algumas mães sentem-se confortáveis em carregar por mais tempo e outras não. Se alguém me perguntasse qual o melhor carregador de bebê responderia que para cada fase podemos pensar em um: nos primeiros meses de vida optaria pelo wrap sling, que se ajusta perfeitamente ao corpo do bebê, depois usaria o mei tai. Isso é a minha opinião ok? Não é uma verdade absoluta.

Algumas mães se assustam quando falo que pode colocar desde o nascimento e convido vocês para uma reflexão: você já ouviu falar do método canguru? Pois bem, esse é um método utilizado para bebês que nascem prematuros e/ou com baixo peso, que na maioria das vezes precisam permanecer em uma unidade de terapia intensiva e depois vão para o alojamento conjunto e, após alta médica, vão para a casa juntamente com a mãe.

No método canguru preserva-se que o recém-nascido fique a maior parte do tempo em contato com a mãe / pai e pele a pele. O adulto deve estar sem a roupa e então o bebê é colocado, também desnudo, junto com o cuidador. Tudo isso sob orientação de profissionais capacitados para manter a segurança do bebê.

Esse contato pela e pele traz inúmeros benefícios como:

  • estimula a amamentação;
  • regula a temperatura corporal;
  • aumenta o vínculo mamãe e bebê;
  • aumenta a tranquilidade e segurança de ambos – mamãe e bebê;
  • facilita a digestão do bebê, devido ao posicionamento fisiológico;
  • auxilia na eliminação de gases e também em casos de refluxo;
  • acalma, proporcionando mais e melhores horas de sono;
  • mantém o bebê como se ainda estivesse no ambiente uterino por estar em contato com a respiração, batimentos cardíacos, caminhar e temperatura corporal da mãe, entre outros.

E, para quem esta carregando, também existe muitos benefícios:

  • distribuição do peso do bebê;
  • praticidade para realizar outras atividades;
  • aumento do vínculo, entre outros.

Dessa forma, com tantos benefícios, porque não manter um recém-nascido a termo, com peso adequado, também no colo e no calor da mãe?

Já falei sobre teoria da exterogestação lá na minha página e do quanto um recém-nascido precisa permanecer no colo, em contato pele a pele, com a temperatura da mãe, seus batimentos cardíacos, seu caminhar. Tudo isso remete ao útero e o bebê se acalma e, melhor que isso, cresce e desenvolve-se física e emocionalmente.

Confira esse vídeo sobre a teoria da Exterogestação:

Criar com apego, dar colo, carregar sem medos também alimenta. Na realidade, alimenta muito mais do que podemos imaginar. Sendo assim, o babywearing é a forma de se deixar permitir criar com apego, com muito colo, com muito calor humano e que, além de tudo, facilita nossas vidas no dia a dia.

Maneira correta de carregar o bebê no wrap sling:

Antes de mais nada, é importante se dizer que a anatomia humana deve ser respeitada quando colocamos um bebê em um carregador. Ou seja, ele deve estar em posição ergonômica e fisiológica o que trará benefícios imensuráveis como eu já destaquei acima.

Podemos levar um bebê no wrap sling de frente para nós (barriga com barriga), de lado (envolto na nossa cintura), nas costas (também voltado para nós) e podemos até, inclusive, amamentá-lo usando o wrap sling.

O bebê deve ficar sempre “acocorado” (em posição de sapinho) dentro do wrapsling. Essa é sua posição fisiológica e, dessa maneira, ele vai desenvolver  o hábito de uma posição ergonômica importante para o seu desenvolvimento. Se o bebê não for posicionado em um carregador de forma ergonomicamente correta ele poderá ter seus vasos sanguíneos comprimidos na região da virilha bem como sofrer um encaixe inadequado da articulação e cabeça do fêmur (osso presente em nossa perna), o que pode levar à displasia (entenda melhor o problema através das imagens que aparecem no final do post).

Assim, fica clara a importância do bebê ser corretamente posicionado dentro dos carregadores e do quando isso traz benefícios para o seu desenvolvimento físico, emocional e motor.

Assim sendo, na hora de utilizar um wrapsling e garantir a segurança, o conforto e o adequado desenvolvimento do seu bebê, você deve observar alguns pontos importantes:

  • teecido deve ser totalmente ajustado desde o bumbum até a região da nuca;
  • você deve sentir segurança após a amarração, do contrário, o bebê pode estar “solto demais”;
  • as perninhas juntamente com o bumbum devem formar a letra M (o bumbum fica abaixo e as pernas na altura do umbigo do bebê);
  • a coluna do bebê vai assumir o formato de um C;
  • não devemos forçar a abertura da perna do bebê (devemos respeitar a abertura natural para o bebê permanecer em sua posição fisiológica);
  • nunca levar o bebê de costas para quem o está carregando;
  • tomar cuidado para o bebê não ficar muito alto ou muito baixo (alcançar a testa do bebê para dar um beijo é a altura ideal);

Posso carregar meu bebê de frente?

Não. Como citei acima ele nunca deve ficar de costas para você. O bebê / criança não pode ser carregado de frente para a rua primeiramente porque não assume uma posição ergonômica e segundo pela grande exposição que existe, sem que ele possa se voltar para o colo da mãe quando se sentir inseguro.

E amamentar no wrap sling, pode? Claaaaaaro. Nenhuma contra indicação.

E, muito importante: No caso de dúvidas, procure ajuda de quem entende para poder utilizar esse acessório adequadamente. E lembre-se que na internet encontramos de tudo, inclusive orientações erradas. Há muitos tipos de amarrações que podem ser feitas, no entanto, tudo depende do material do seu wrap sling. Se é de malha, semi-elástico, elástico, sarja, enfim.

Imagem 1

wrapsling imagem 1

 

Uso correto:

wrapsling imagem 2

 

Fonte: http://hipdysplasia.org/

Atenção: Se alguém se interessou pelos wrap slings produzidos pela Gabriela, ela atende pedidos através do email  gabis.consultoria@gmail.com ou da sua página no Facebook.

Leia outros textos da Gabriela já publicados aqui:

Colunistas MdM - enfermeira Gabriela

9 comentários

  1. Poliana Perim

    Oi, adorei o post, muito esclarecedor. Gostaria de saber como faço pra comprar um wrap Sling ideal para recém nascido. A Gabriela disse que sua mãe confecciona, como eu poderia comprar? Desde já obrigada!!!

    1. Shirley Hilgert

      No final do post tem o email de contato dela. Fale com ela através desse email. bjs

  2. taciana

    Olá, gostaria de indicações de locais para comprar o wrapsling. Obrigada

    1. Shirley Hilgert

      Taciana, a Gabriela que escreveu o post faz esse acessório. No fim do texto tem o contato dela. bjs

  3. Jéssica Meneghel

    Olá!! Minha baby tem 7 dias, e eu tentei usar o wrapsling, só que ela não fica com a cabeça encostada no meu corpo, ela força a cabeça para trás e fica olhando pra mim, mesmo se eu coloco o pano de fora até a parte de trás da cabeça. Eu estou usando o sling argola por enquanto, achei mais confortável pra ela. Mas, será que estou colocando ela de forma errada??

  4. Jéssica

    Olá!! Minha baby tem 7 dias, e eu tentei usar o wrapsling, só que ela não fica com a cabeça encostada no meu corpo, ela força a cabeça para trás e fica olhando pra mim, mesmo se eu coloco o pano de fora até a parte de trás da cabeça. Eu estou usando o sling argola por enquanto, achei mais confortável pra ela. Mas, será que estou colocando ela de forma errada???

    1. Gabriela

      Jessica, me envia por email (gabis.consultoria@gmail.com) a foto dela no wrap sling. Vou poder te ajudar melhor!
      Grata

  5. Gabrielle

    Minha bebê tem 1 mês e uso o wrap sling, com quanto tempo as pernas podem ficar para fora do sling? Obrigada

    1. Shirley Hilgert

      Gabrielle, acho que quando a criança já tiver uns 5 ou 6 meses. bjs

Deixe seu comentário