A primeira vez que o filho nos convence com um argumento racional a gente nunca esquece

Há poucos dias, aconteceu algo inusitado. Pela primeira vez na história, Leo me convenceu a fazer algo que ele queria utilizando um argumento racional (de outras formas ele já havia conseguido centenas de milhares de vezes. Confesso).

os filhos crescem rapido demais

 

Eu estava com tudo pronto para levá-lo para a escola, só faltava colocar o calçado. Na hora, disse:

– Leo, vem colocar o seu Crocs.

Ele me responde:

– Não mãe, quero ir de tênis.

Eu:

– Mas Leo, hoje está quente, vamos de Crocs.  O tênis é para dias que estão frios ou chovendo, como ontem, que estava chovendo.

Aí ele me explica:

– Mas mãe, com o Crocs eu não posso subir no trepa-trepa, porque escorrega. Aí tenho que tirá-lo.

Eu dei andamento à conversa:

– E aí você tem que subir descalço e dói o pé. É isso?

Ele conclui:

– É sim, mãe.

Pronto, explicado, argumentado e mãe convencida. Lá foi o Leo para a escola de Tênis, como ele sabiamente queria.

E lá fui eu também, durante todo o trajeto, pensando: Deus, como eles crescem! E como eles crescem rápido. Até pouco tempo ele só diz “Angú”, “Mamá”. Agora ele não só fala como explica o que quer e argumenta para me convencer.

Fiquei passada, e muito, muito feliz com essa situação. Com certeza, é um marco. E vale a pena nós, pais, ficarmos de olho nessas sutis mudanças no comportamento dos nossos pequenos pois temos que estar preparados para lidar com esses avanços.

2 comentários

  1. Carol

    Ficamos emocionadas com pequenas coisas.
    Essa semana começou a trovejar enquanto eu convencia meu filho a comer brócolis. Falei: a mamãe não tem medo de trovão e é forte pq come brócolis.
    Ele respondeu: eu tenho medo de trovão e sou fraquinho pq como batata frita.
    Obs: o Pedro ten 2 anos e 5 meses. Até agora estou meio em choque. Estou amando muito essa fase

  2. Julia

    Realmente é um marco isso! Meu Henrique tinha pouco mais de um ano quando, num dia muito frio, ele me puxou para ir lá fora. Eu disse: não, está muito frio lá fora. Ele aponta os pezinhos e a roupa e fala: Mamãe, “crocs”, “blusa”, “touca”… Me convenceu…

Deixe seu comentário