Fila preferencial. É direito de quem, afinal?

Há alguns meses, passei por uma situação que me deixou bastante irritada. Fui ao mercado e, na hora de pagar, me dirigi ao caixa preferencial. Lá chegando, encontrei na minha frente duas moças. Visivelmente elas não eram gestantes, também não apresentavam nenhuma deficiência e, definitivamente, não era idosas. Fiquei ali, paradinha, esperando que elas se “tocassem” e me deixassem passar na frente delas, mas nada da boa educação falar mais alto.

Chegando em casa, fui compartilhar a minha indignação na fanpage do Macetes de Mãe e foi aí que uma amiga fez um comentário muito pertinente. Ela perguntou: “Shi, você sabia que lactantes (mulheres que amamentam) também tem direito à fila preferencial? E outra leitora comentou que doadores de sangue também tem.”

fila preferencial

Photo Credit: Sergio Ocón via Compfight cc

Assim que li isso, pensei: gente, essa lei está uma confusão. Ou a lei pode até estar clara, mas não é amplamente divulgada. Então, resolvi fazer esse post, esclarecendo todos os detalhes sobre a tal da fila preferencial: quem pode utilizá-la, quando pode utilizá-la, até quando pode utilizá-la.

Aproveitem as informações, pois aí vocês podem garantir os seus direitos de gestantes, mães com criança no colo ou lactantes.

A principal lei que fala sobre o tema é federal, ou seja, vale para todos os estabelecimentos que fazem atendimento ao público em qualquer local do país. Ela é de 2000 (Lei Federal 10.048/2000) e  prevê o atendimento prioritário às pessoas portadoras de deficiência, idosos com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes, lactantes e às pessoas acompanhadas por crianças de colo.

Não é obrigatório ter fila preferencial, que é algo que os estabelecimentos fazem para organizar melhor o atendimento, mas é preciso que, se existir uma pessoa nessas condições, ela seja atendida antes das outras. Sobre as grávidas, não importa a idade gestacional. Mas, enquanto a barriga não aparece, convém andar com uma cópia do seu Beta HCG ou carteirinha de acompanhamento pré-natal. Assim, se alguém desconfiar ou pedir, você pode comprovar o fato.

Sobre as crianças de colo, não existe uma idade limite específica, acaba valendo o bom senso: se a criança ainda não consegue caminhar direito sozinha, é de colo. Já sobre as lactantes, bom… Difícil pedir comprovação disso, né? Não há como determinar se a pessoa está amamentando ou não e muito menos pedir comprovação disso! Pensei sobre carregar uma cópia da certidão de nascimento do bebê, pode ser útil. Mas o que vale de novo é a confiança no senso de cidadania e honestidade das pessoas.

É mais ou menos como pedir para uma pessoa mostrar a identidade para comprovar que tem mais de 60 anos ou comprovar que tem deficiência. Pode acontecer, mas pode ser constrangedor para quem pede a comprovação, para quem tem de apresentar a comprovação e para quem presencia a cena, né? Um daqueles dilemas meio sem uma resposta única sobre como agir.

Quando se trata dos estacionamentos, a coisa fica mais complicada. Isso pois, se os estacionamentos forem considerados um serviço, é possível aplicar a mesma lei da qual já falei acima. Mas isso é uma interpretação da lei e é beeeeem variável, portanto reclamar esse direito pode ser cansativo demais – e sem garantia de sucesso – ainda mais para uma grávida.

De toda maneira, existe uma lei estadual em Roraima, válida para gestantes a partir da 20a semana de gestação, de vagas próximas a entrada dos estabelecimentos e uma outra na cidade de São Paulo, que obriga vagas exclusivas, como as de deficientes e idosos, para gestantes e pessoas com crianças até dois anos de idade, aprovada em 2013. A gestante deve procurar vagas exclusivas, pintadas com o símbolo de gestante, assim como há específicas para deficientes e para idosos. Cada um no seu quadrado, quer dizer, retângulo.

Um dos comentários que me deixou mais curiosa porém, foi o dos doadores de sangue. Bom, gente, houve um projeto de lei federal, mas foi arquivado. Consegui descobrir que existe uma lei municipal em Campinas, interior de São Paulo, mas é só por lá, pelo que consegui pesquisar. Se alguém souber de mais cidades, por favor, avise que eu insiro aqui no post!

Saindo das filas, as gestantes têm garantido por lei atendimento prioritário em viagens de avião (muitas companhias pedem atestado do médico autorizando a viagem, providencie o seu) e também garantia de assentos reservados em transporte público, como ônibus, trens e metrô. E não tenha vergonha: se alguém fingir que está dormindo – ou estiver mesmo – dê aquela chamadinha com educação e reivindique seu direito!

 

55 comentários

  1. Morgana

    No supermercado que vou na minha cidade a fila preferencial é também para doadores de medula óssea. Já a vaga de estacionamento é um caso complicado, pois as pessoas não respeitam. Quando estava grávida, cansei de ter que estacionar longe e caminhar, pois a vaga de gestante não era respeitada.

    1. iverson

      No PR, em Ponta Grossa a lei municipal 7225 de 2003 diz que os doadores tem direito a fila preferencial igual gestantes, idosos e portadores de deficiência em todos os locais públicos e comerciais.
      Em Guarapuava os doadores tem direito apenas nos órgãos ublicos municipais.

    2. Sunamita

      OLÁ PESSOAL ACABEI DE PASSAR POR UM CONSTRANGIMENTO…ESTAVA NA FILA PREFERENCIAL NUMA LOJA DE DEPARTAMENTO QUANDO O CAIXA PREFERENCIAL DESOCUPOU ME DIRIGI A ELE, OUTRO CLIENTE QUE ESTAVA NA OUTRA FILA COMUM TOMOU A MINHA FRENTE E DISSE A FILA É LÁ ATRÁS, OLHEI PRA ELE E DISSE QUE TINHA DIREITO AO ATENDIMENTO PREFERENCIAL POIS ESTAVA COM MEUS BEBÊS DE 4 MESES E DE 1 ANO E 10 MESES E AINDA SOU LACTANTE ELE SIMPLESMENTE DISSE QUE NÃO PQ MEU BEBÊ ESTAVA NO CARRINHO. FIQUEI INDIGNADA. MAS DECIDI PROCESSAR A PESSOA PELO CONSTRANGIMENTO QUE ME CAUSOU. NÃO SEI O NOME DELE MAS PROCURAREI UM ADVOGADO QUE IRÁ CERTAMENTE SOLICITAR AS IMAGENS.
      Me senti muito constrangida. 😔

  2. Bianca

    Oi, Shi!

    Sabe, uma vez, eu estava até passando mal, de tanto calor (sabe como é, aqui no Rio, né?!) – trem lotado, grávida… Pedi a um rapaz que me permitisse sentar (ele estava na cadeira preferencial). A resposta: “É preferencial. Não é obrigatório. Não vou levantar não.”.

    Eu fiquei ali, com cara de pastel…. Vai da educação, né?! Fiquei tão sem-graça….

    1. Jane Proença

      Bianca , aconteceu o mesmo comigo em Belo Horizonte. Fiquei toda quadrada e tive que ir em pe, grávida. Como vc disse educaçao..

    2. Ester

      Mas as vagas preferenciais pode ser usada por outras pessoas enquanto não tem ninguém nas condições de usar. Mas quando aparece a pessoa tem q ceder o assento,por isso e preferencial e não exclusivo.
      Ele tinha sim q ter saído do banco e dado preferecia no caso a gestante.

    3. Joao

      Boa tarde Bianca. Da próxima vez que receber uma resposta idiota destas você pode ensinar que preferencial significa que vc tem a preferência de alguma coisa e que o idiota pode usar o assento desde que não haja no lugar pessoa com a característica específica de utilizar o serviço.

  3. Flavia

    E eu do alto das minhas 16 semanas de gestação e uma micro barriga já tive q ouvir desaforo de idoso porque estava na fila prefencial do Bourbon. Fiquei passada de raiva, como se não tivesse direito pq estou no comecinho da gravidez….

    1. Marina

      Esses são os piores né colega? Exigem respeito que nem eles mesmo dão. As vezes fico com raiva de todos por 90% deles serem folgados, eu não sou gestante mas portadora de deficiência física embora não aparenta e eles sempre me enchem o saco também em conduções. Hoje em dia só mostro minha carteirinha e os mimimi acabam.

  4. Giani

    Como fazer valer a lei? Ontem estava eu na fila a uns 15 minutos com minha bebê no colo, no bobs do shopping Leblon, quando resolvi perguntar pelo atendimento preferencial e a resposta foi chocante: – estou só com 2 caixas funcionando e não vou te atender se quiser espera na fila!!!! Então eu argumentei que era lei e tal e a mocinha disse que ali não tinha lei. Fui embora derrotada e furiosa. De nada adianta ter uma lei que não tem uma forma de coerção.

  5. Ludmila

    Ahh como é difícil….BRASILEIRO nao tem educação nao……eu tenho duas pra contar:

    1 – um dia esta no onibus voltando do trabalho depois de um dia todo……e estava cansada obvio ja com barrigao…eu e uma amiga minha…parei perto dos bancos rpeferenciasi niguem falaou nada minha amiga epdiu em alto e bom som se alguem podira dar lugar e eu quieta entao uma mulher vira e diz…eu estou cansada trabalhaei o dia todo…ai nao me aguentei e respondi eu tbmmm trabalhei o dia todo e estou gravida e outra pessoa me deu lugar e ela simplesmente nao levantou.

    2 – na fila do banco peço senha a pessoa me da senha normal…eu falo é preferencial né ta achando q a barriga é de vermes??

    Tem outras váriasssss……mas essas foram as piores……mas pedir luigar no onibus ixe ja pedi mtas vezes e niguem dava enfim…..falta de educação chegou e parou…..parecem filhos de chocadeiras…nao tiveram mae nao….ahh e piores sao as mulherres…homem sempre me deram lugares SEMPRE…. ponto para os homens…..

  6. Flávia

    Tenho então mais uma situação para sua lista: doenças crônicas. Não sei quais e os critérios exatos, mas vi o caso de uma moça que usava uma bolsa de colostomia e tinha uma doença. Estava no ônibus lotado e pediu um assento. Ela era nova, então todo mundo olhou de cara torta e ela não foi atendida… estava tão apertado que a bolsa estourou e ela passou o maior constrangimento. Fiquei sentida por ela também.

    Penso que educação, bom senso e honestidade é que deve vigorar. Imagino que, independente da barriga aparecer, da criança anda ou não, amamentar ou não, estar doente, ter mais de 60 anos ou seja qual for o motivo, se eu estou em condições, eu cedo o lugar, e tento fazer o que gostaria que fizessem para mim… e não olhar torto para uma pessoa que “não parece ser preferencial”.

    Daria um ótimo teste na TV hein…

  7. Gabriela

    Eu passei por uma situação bem desagradável em um supermercado. Era 25 de dezembro, na praia, mercado lotado. Peguei a fila preferêncial mas ninguém me deu a vez. Resolvi solicitar a caixa, que me ignorou. Solicitei a outro funcionário que ficou de ver… resultado: 30 minutos na fila sem ganhar a vez e o gerente ainda me disse que era porque não dava, muito movimento. Detalhe, minha pressão estava baixa, quase desmaie, só aguentei isso tudo porque era o único local aberto. Falta de respeito total.

  8. A questão das filas preferenciais esbarra numa das maiores questões da atualidade: a (falta de) educação! As pessoas pensam muito em si, sem olhar para o lado…
    Além de tudo, as leis não são claras e nem bem divulgadas!
    Excelente post.

  9. Thaís

    Vale ressaltar que a maioria dos estabelecimentos, inclusive cia aéreas tem a orientação de não solicitar exame HCG, pelo risco de ser acionado judicialmente por dano moral caso a gestante sinta-se constrangida.

  10. Bruna

    Amiga, aqui em Sao Jose dos Campos, nos hipermercados esta escrito nas filas preferenciais que os doadores de sangue tem preferencia, mais esta escrito bemmmmm pequenininho :)
    Beijos

  11. Caroline

    Eu sou lactante mas meu bebe já se alimenta de lapinhas durante o dia. Por isso, se não estou com ele não uso a preferencial pois não tenho mais pressa de voltar para alimentar meu filho. Acho que vai da consciência de cada um. Mas sempre q usei como lactante expliquei pra pessoa do caixainha condição pois as pessoas te olham bem torto nesses casos

  12. Mariana

    Em Pres. Prudente/SP também os doadores de sangue tem direito na fila preferencial.

  13. Vanessa

    Muito legal o post!! Parabéns!

  14. Paula Simas

    Meu filho tem 5 anos e tem autismo leve. É uma deficiência não aparente. Ele fica nervoso em lugares lotados, barulhos, claridade… Sempre vou na fila preferencial quando estou com ele. Todos olham atravessado. Sei la o que pensam. Brasileiro acha que é Deus e que pode sair julgando quem bem entender.

    1. Jesana Temporal

      Oi, Paula.
      Meu filho também é Autista. Acabou de fazer 4 anos. Nunca peguei preferencial com ele (exceto em Urgências hospitalares), mas agora estou decidida a fazer uso de todos os seus direitos, estacionamentos, filas ….. ele fica irritado com barulho e muito movimento e, às vezes, quando estou procurando estacionamento, ele chora achando que já vamos embora. Pra evitar atritos com “os donos do mundo” , deixo de exigir os direitos do meu filho. Mas agora vou fazer uso deles. Para o bem dele. Abraço. Boa sorte com seu pequeno.

  15. Flavia Botelho

    Não sei se existe uma lei específica aqui no RJ, não consegui encontrar, porém já vi nas lojas da Leroy Merlin uma placa que indicava que os doadores de sangue tinham preferência.

    Quanto a vagas de estacionamento somente no Norte Shopping sei que tem vagas destinadas a gestantes, não sei também se existe alguma lei aqui no RJ.

  16. Lucilea do Carmo Jorge da Silva

    Uma vez estava com 8 meses de gravidez e fui a uma agência dos correios para mandar um atestado de repouso, pois tinha uma gravidez de risco. É lógico que o consultório médico era quase em frente. Eu já tinha passado na fila e preenchido o sedex e quando passei a frente para entregar, uma mulher mal educada fez um escândalo dizendo que ela não tinha culpa de eu estar grávida e que eu estava com “falta”, disse que no meu caso o que eu tinha era escesso, senão eu não estaria grávida. Enfim meu marido disse que ia chamar a polícia e a mulher parou. Só eu sei a dor que eu estava sentindo mais o constrangimento. Esse povo é muito sem educação mesmo. Aff

  17. Cris Alves

    Aqui na minha cidade, em um supermercado específico pessoas obesas tbm preferência em filas! E quem nunca passou por um constrangimento tentando se valer doseu direito como gestante? Um dia qdo entrei com meu marido em uma fila prepreferêncial de um supermercado, por minha barriga ainda não estar tão aparente a moça do caixa pegou o microfone pra anúnciar que ali era preferêncial, meu marido ficou uma fera e reclamou com o gerente que se desculpou, mas foi bem chato tava lotado e todos perceberam o constrangimento!!!

  18. martins

    boa tarde!!!eu acho que toda mulher gestante tem que andar com um comprovante

    de gravides pois ser a mesma passa mal.

    tem como saber que esta gravida.

  19. Renatal

    O mais incrível das pessoas que achei sobre esse tema foi: alugar crianças de colo para usar a fila preferencial. Sim isso existe! A cena já foi vista em uma casa lotérica de Natal/RN (e deve existir em vários outros locais). A mesma criança foi vista, no mesmo dia de atendimento, várias vezes com pessoas diferentes.

  20. Ismael

    Como você diz que elas visilmente não estavam gestantes?! Os 3 primeiros meses são os mais críticos, meses que as mulheres não tem barriga, mas devem permanecer em repouso. Infelizmente, a maioria delas não tem uma condição financeira que lhes permita isso, exigindo que façam algumas atividades. O papel do marido neste sentido é importantíssimo, mas muitas vezes ele não vai dar conta de tudo. Acho que você deveria pensar duas vezes antes de julgar uma pessoa na fila preferencial. Concordo que existem muitos espertinhos, mas aí somente cada um com a sua consciência.

  21. JEANNINE SAMPAIO

    BOA TARDE! GOSTARIA DE SABER SE O FATO DE MINHA BB ESTÁ ACOMPANHADA COM A BABÁ PERCO A PRIORIDADE NO ATENDIMENTO? ELA TEM 1 ANINHO E NÃO ANDA.

  22. Márcia

    Em Presidente Prudente, interior de SP, os doadores de sangue tbem têm direito ao atendimento preferencial. Dizem q é uma lei municipal.

  23. Isabelle

    Bem…. atendimento preferencial para gestantes ou pessoas com crianças de colo não existem em países como EUA e vários da Europa, como Alemanha, França e Inglaterra.
    Acho que deve imperar o bom senso e a solidariedade de todos os lados.
    Estou cansada de ver em lojas de roupa, lotéricas e supermercados mulheres com crianças no carrinho e às vezes até com babá a tira colo terem a cara de pau de entrar na preferencial disputando a vez com idosos ou mesmo gestantes e deficientes, pessoas que realmente precisam.
    Uma vez que a criança não está sendo carregada essas pessoas estão exatamente na mesma situação das demais e não tem porquê ter privilégios. É injusto. Absolutamente ninguém gosta de ficar na fila.

    1. Silvia

      Olá, Isabelle, tudo bem? Respeito sua opinião, mas não concordo com ela. Explico: a lei dá preferência àqueles que estão acompanhados de “criança DE colo” e não “criança NO colo”. Isso significa que qualquer pessoa acompanhada de criança que não pode andar tem preferência, independentemente de dita criança estar no colo, carrinho, com babá, etc.
      Isso se justifica porque se busca evitar que crianças de tenra idade estejam expostas por muito tempo a lugares lotados, barulhentos e com maior risco de irritação. Trata-se de uma proteção à criança, para que não fique em ambiente público por muito tempo, e não à mãe que está cansada de segurar seu filho no colo. Por isso, tanto faz se a criança está efetivamente no colo da mãe ou não.
      beijos :)

    2. Ester Luchini Cunha

      Acho que dependo da idade da criança a questão não é só o peso de carregá-la. Bebês pequenos não aguentam muito tempo fora de casa, além de muitas vezes ter que sair correndo para amamentar, por exemplo.

  24. Ana Caroline

    Oi Shi!
    Sou uma grávida de 3/4 semanas. Fiz o teste de farmácia agora no dia 26 e como estamos em festas ainda não pude procurar o posto de saúde. Mas eu uso sim a fila preferencial. Hoje fui a loteria e um Senhor, sim um senhor que poderia passar na frente de outros para ser atendido primeiro estava na fila. Eu já fui direto na preferencial. E ouvi ele falando: existe fila pra que?. Eu fiquei queta. Depois que fui atendida estava saindo e esqueci o troco e voltei e ele estava no mesmo caixa que eu então eu lhe disse: se o senhor não sabe esse caixa é preferencial e eu estou grávida. Ele me respondeu eu tenho 66 anos. Então me virei pra ele e disse pois é o senhor não precisava ficar na fila podia ter passado direto. Me virei e fui embora ele não respondeu. Acho que se tocou que eu estava certa. Fico pensando quanta ignorância temos nesse país. Moro numa cidade que se você está esperando pra atravessar a rua os carros param pra você passar, mas você não ode passar num caixa preferencial que é de seu direito… eu acho que a culpa é mais da ignorância… Lamentável. Vou continuar usando minha fila preferencial sim e quem não gostar o problema é deles e não meu

    1. Mara Cristina

      A ignorância é sua por não perceber a grandiosidade do senhor em questão, que não se valeu de seu direito, em prol dos outros. Mas vc, minha filha, ainda em inicio de gravidez TINHA que entrar na fila especial???? Gravidez não é doença. Se vc estivesse nos EUA, na Europa e nos países mais evoluidos do mundo, riríam na sua cara. Essa palhaçada só acontece no Brasil, terra de gente ignorante e sem noção. Me poupe.

  25. beatriz martins

    gostaria de saber, vou ler a lei federa 10.048/2000 sobre fila preferencial.

    Já é a terceira vez que fico na fila do banco Itau, e não chamam da fila preferencial que esta com poucas
    pessoas e a outra muita gente.
    Reclamei ao caixa ele respondeu para aguardar que é fila preferencial e não exclusiva a outra fila tem muita gente aguarde.
    Hoje novamente ouvi a mesma desculpa, do jeito que falam deixa as pessoas mais humilhadas, mas hoje me tiraram do sério e vou verificar, se o povo tivesse educação, não precisaria LEI.

  26. Karen

    Boa tarde. Fui ao Banco Itaú do Capão Redondo com meu marido e meu filho de 2 anos. Meu marido perguntou para o atendente se tinha como reativar A conta dele e que iria pegar a senha preferencial e o atendente disse que não podia e eu amamento meu filho ainda. Sai de la envergonhada e perguntei para a Advogada se tinha como entrar com um ação. Pois se tem lei tenho que correr atrás, mas a verdade e que o atendente e nao tem um respeito nenhum.

  27. Paulo ´José da Silva

    Os espaços para os preferenciais de acordo com as Leis 10048/2000 e 10241/2003 devem ser exigidos de forma educada por todos que têm direito. Caso haja objeção, recusa, descaso ou outras situações, se faz necessário apenas o contato imediato com as autoridades para que o dispositivo legal prevaleça e o ocupante indevido se enquadre no seu lugar apropriado. Saudações!!

  28. Ana

    Nossa se doador de sangue tiver direito acabou a fila preferencial, peloamordedeus. Quase todo mundo já doou sangue alguma vez.

  29. Karla

    Oi Shirley! E quanto a elevador em locais públicos? Há alguma lei? Mesmo com placas indicativas de preferência para gestantes, deficientes e idosos, o pessoal de Florianópolis não tem respeitado isso nos shopping centers. Já tive que pedir para alguém sair para eu poder entrar com o carrinho de bebê, já que não posso ir na escada rolante. Não é raro o elevador estar repleto de jovens e do lado de fora idosos e cadeirantes terem que esperar a próxima “viagem”. Não é um absurdo?

  30. Tatiana

    O que as pessoas ainda confundem é: Não existe atendimento Preferencial. A lei prevê atendimento PRIORITÁRIO, ou seja tem que ser atendido primeiro. A lei não é confusa, só não é divulgada. Ninguém tem o direito de escolher se vc é preferencial em relação a uma fila maior ou não. Se a fila preferêncial estiver cheia você tem p direito de ir a uma fila comum e passar na frente das outras pessoas e se não deixarem pode chamar a polícia, pois existem penalidades previstas na lei para quem descumprir a mesma. Isso sem mencionar q se vc chegar a tal ponto ainda cabe processo em relação ao constrangimento que também é crime.
    Em relação aos bancos nos transportes públicos, também não existe acento preferencial, nenhum passageiro tem o direito de decidir se ele merece mais do que as pessoas descritas na lei. A lei prevê assento reservado, se a pessoa estiver no seu lugar ela está descumprindo a lei e também está sujeita a penalidades previstas.
    A lei deve facilitar a nossa vida, e se tiver que andar com ela na bolsa e ficar o dia tendo q ligar para a polícia, eu vou fazer, ainda tenho a esperança que depois de alguns escândalos vão dar o devido valor que merecemos.

  31. Heloiza

    Muito Obrigada pelos esclarecimentos, estou de 11 semanas e sempre achei que só teria direto as filas e assentos preferenciais após o 05 mês. Me sinto envergonhada de pegar essas filas, mas agora sabendo que é sim meu direito, ficarei mais tranquila e a vontade. Bjs

  32. adriano

    Todos os comentários foram muito pertinentes, mas também só se está mostrando um lado dessa história…Vou logo afirmando que não estou querendo ser advogado do diabo. Também acho ridículo o brasileiro ter que apelar para uma lei para exigir o bom senso das pessoas. Por outro lado, já vi várias cenas de despautério dos próprios usuários da fila preferencial. Exemplo: Como saber que a mulher no início de gravidez, está de fato grávida se ela não tiver nenhum comprovante? Eu presenciei idosos brigando e furando fila, até chamando algum conhecido que está na outra fila para permitir que pegue carona nos benefícios dele como idoso. Meu colega já foi humilhado por acharem que ele não era deficiente. Mulheres que pegam crianças no colo e querem passar na frente dos outros. Resumindo, existem absurdos dos dois lados e infelizmente, brasileiro continua com aquela velha mania de bancar o espertinho e agir de má-fé.

  33. Shirlei

    Pacientes com CÂNCER também tem direito a atendimento preferencial por conta da imunidade baixa encaixam-se no perfil dos cidadãos que devem ser atendidos antes

    INSTITUTO VENCER O CÃNCER.

  34. debora

    quando a pessoa e hipertenso ela tem prioridade na fila de um banco

  35. Rosi

    Gostaria de tirar uma dúvida
    Em caso de consulta com agendamento as pessoas preferenciais têm preferência no atendimento ou o estabelecimento tem que cumprir o horário do agendamento de cada paciente?

    1. Macetes de Mãe

      Olá, Rosi!
      Acredito que deva ser cumprido o horário.
      Bjs

  36. Giovanni

    Me disseram uma vez que em Macapá – AP existe uma lei para doadores de sangue.

  37. Marcelo

    Olá, recentemente tive um problema em entrar numa exposição. Fomos eu, minha esposa e minha filhinha de 6 meses e o cara só deixou entrar preferencialmente 1 adulto com o bebê. O outro teria que pegar fila normal. Isto é justo, tem algo na lei prevendo isso? Grato

  38. Eu

    Vamos pensar antes de falar e/ou criticar. Nem toda deficiência é visível e a grávida não tem que provar nada para ninguém. Princípio da boa fé. As pessoas tem que aprender que existem pessoas com caráter e quem desconfia é porque faz pior.

  39. Vanderci Gogoy

    Eu tenho 61 anos e sou aposentada, esta semana fui na loterica e não entrei na fila, a moça atendente no caixa disse que eu era muito engraçadinha. Eu respondi pra ela sou aposentada, ela continuou dizendo que Eu deveria dar explicação para o pessoal da Fila. Foi muito desagradavel, gostaria de saber se agi corretamente ou tenhoi que ficar dando explicações?

  40. Cid Plácido

    Aqui em Aracaju o mercado diz :
    Idosos
    Deficientes
    Gestantes
    MÃES com crianças de colo .
    Ou seja o pai com o filho no colo não pode ficar na fila …
    Kk

  41. Denise

    Uma vez a caixa de um supermercado não queria me atender como lactante porque eu não estava com o bebê. Fiquei tão irritada que chamei o gerente e fiz ele ler a placa que estava em cima dela. Sério.. quem tem que dar de mamar de três em três horas e ainda arrumar tempo pra se cuidar, tomar banho, fazer compras, fazer almoço não tem que ficar se explicando porque não pode deixar um bebe esperando em casa e pegar a fila normal. Quem leva um bebe de dois meses no mercado?? Só se for pra pegar alguma doença..

  42. Gislane Lima SALATINO

    Uma duvida o autista tbem se encaixa como prioritário…pois sempre está em destaque deficientes físico?

  43. Janaina

    Hoje fui ao supermercado Extra da Cidade Dutra e na minha frente estava uma pessoa que não era preferencial. Eu avisei a moça que o caixa era preferencial e ela me pediu desculpas e disse que ia para outro caixa, nessa hora o operador de caixa chamou a moça de volta e disse que ela podia continuar na minha frente, por que o caixa era preferencial e não exclusivo. A moça mesmo assim saiu, mais eu fiquei louca e pedir para falar com o gerente, esse por sua vez veio com a mesma conversa fiada que o caixa era preferencial e não exclusivo. Resultado, vou reclamar na ouvidoria do Extra.

  44. Erika

    Estou lactante meu bb está com 1 mês e tenho receio de usar a preferêncial pela desaprovação das demais pessoas, coisa que deveria ser natural ja que é lei, ai fico ansiosa com pressa pra voltar pra caza, sendo que meu Bebê mama a cada uma hora e meia duas horas!

Deixe seu comentário