5 coisas que o filho mais novo ensina para o mais velho

Pensar que o filho mais velho ensina coisas para o mais novo é natural, afinal, ele já é mais “vivido”, já sabe das coisas, e aí o pequeno vai acompanhando, vendo fazer e aprendendo.

Mas será que o filho mais novo pode ensinar algo para o mais velho? E ainda mais com apenas dois mesinhos de vida, como é aqui em casa? Claro que pode! E muito!

irmaos 1

Photo Credit: migrant_60 via Compfight cc

 

Quando o bebê chega, o mais velho tem sua vida virada de pernas para o ar. De verdade. Por mais que a gente faça de tudo para amenizar as coisas, deixar tudo mais tranquilo e natural para ele, não tem jeito, as mudanças são bruscas e ele irá sofrer, mas também aprender muito com isso.

Fiz uma listinha das coisas que percebo claramente que o filho mais novo ensina para o mais velho. E o que vocês incluiriam nessa lista?

A dividir: a chegada de um bebê ensina o irmão mais velho a dividir. E nem falo de brinquedos, pois isso vai acontecer só mais tarde, e sim de dividir a atenção dos pais, avós, etc…, de dividir o espaço, de dividir o “centro do palco” na vida da família. E essas são algumas coisas só para começar, pois depois vem muitas mais por aí.

A esperar: se antes o filho mais velho estava acostumado a ter seus desejos atendidos quase que imediatamente, agora as coisas não são bem assim. A chegada de um irmão mexe na rotina da casa e, muitas vezes, quando o mais velho quer algo, não poderá ser atendido imediatamente porque a mãe ou o pai estarão dando conta do mais novo, que, na verdade, depende mais deles e precisa sim ser atendido com mais prontidão.

A brincar de forma diferente: quando se tem um irmão, a criança passa a se interessar menos por brincar com os pais e curtir mais brincar com outra criança. Como ambos são crianças, mesmo que tenham idades diferentes e sejam de sexos diferentes, eles se entendem e, apesar das brigas e desentendimentos, se divertem.

A ajudar: quando se tem um irmão mais novo, o mais velho aprende a ajudar, pois o menor precisa dele e terá dificuldades que ele não tem mais. E isso também ensina o mais velho a crescer e se tornar mais independente.

E, acima de tudo, …

A amar: a chegada do irmão mais novo ensina o mais velho uma nova forma de amor. Aquele amor que não só recebe, mas que também doa.

Acho encantador ver essa relação entre irmãos, ver tudo que há de positivo e de aprendizado nesse relacionamento. Apesar do Cae e do Leo só conviverem há pouco mais de dois meses, e das coisas ainda estarem bem complicadas para o lado do Leo (bastante ciúmes), acho que é algo que será muito, mas muito positivo para ele.

5 comentários

  1. Ana Flávia

    Olá Shirley! Tudo bem?
    Adoro todos os seus posts e textos… Principalmente agora esses que falam da relação de irmãos e da chegada do mais novo… A situação aqui vai ser parecida… As duas diferenças é que eu tenho uma menina e vamos ter agora um menino, e que a diferença de idade deles será de 2 anos quase exatos!!! Obrigada pelos textos… Ajudam e inspiram bastante … Bjus

  2. Priscila Ramos

    Tb estou gostando das dicas. Meu segundo bb nasce daqui unas semanas e meu primeiro bb nem tem 2 anos. To muito anciosa. Não sei se vou dar conta dos dois. Um bjo.

  3. Tati

    O filho mais novo também ensina o mais velho a se defender! Isso mesmo, o mais novo provoca, bate, intriga e o mais velho tem que aprender a se defender disso, sem bater…

    1. Adriana

      Adorei o post. É exatamente isso é tb a se defender como foi dito. Tenho filhos de 2 e 4 anos. Como é linda a relação e tb muito enriquecedora. É benção divina mesmo.. nem dá pra explicar!

  4. Laurena

    Eu acrescentaria uma outra aprendizagem: o mais velho ensina as sapequices que ele já conhecia para o mais novo. E assim, o mais novo aprimora as “artes”. Com o terceiro, é a mesma coisa. A cada filho que chega a sapequice fica mais elaborada. rs. Mas com certeza a melhor aprendizagem é a que você disse: amar!!!

Deixe seu comentário