Teste da linguinha (língua presa) – o que você precisa saber

No final de 2014, mais um teste passou a ser obrigatório nas maternidades públicas e privadas de todo o país. É o teste da linguinha, para avaliar se o bebê tem a língua presa, que virou lei e desde o comecinho deste ano já está em vigor. Eu acho ótimo, pois qualquer problema que nosso bebê tenha e que possa ser resolvido com menores danos é ótimo.

Saiba tudo sobre o novo teste da linguinha

Photo Credit: xtopalopaquetl via Compfight cc

Ele vem se juntar a outros testes que já são obrigatórios, como o Apgar (nota dos sinais vitais após o nascimento, como frequência cardíaca, respiração, tônus muscular, reflexos e cor de pele), o do pezinho (que tira sangue para determinar doenças congênitas e genéticas que precisam de atenção imediata) e o da orelhinha, que avalia a audição.

No caso do da linguinha, é bem rápido e fácil de ser feito. O pessoal da equipe médica (pode ser um fonoaudiólogo também) verifica como é o freio embaixo da língua, aquela membrana que todos nós temos e que “segura” a língua na parte debaixo da boca. Eles fazem isso ainda nos primeiros dias de vida, quando o bebê está mamando, na base da observação mesmo, sem nada de dor. O ideal é que seja feito ainda nas primeiras 72 horas de vida.

Caso o freio não esteja nos padrões de normalidade, causa a chamada língua presa, que pode causar dificuldades na amamentação e na fala. A correção é feita com anestesia local e um pequeno corte na membrana, que cicatriza muito rápido, como qualquer machucado que temos nessa parte das mucosas, já reparou? E corrigindo rápido, seu bebê não vai ter problemas para mamar – e você não ficará se culpando ou se questionando o que está errado. Se o freio atrapalhar a sucção do bebê, atrapalha também a respiração e ele pode ter dificuldade para ganhar peso e se desenvolver bem

Além disso, os problemas da fala, que seriam muito mais difíceis de serem corrigidos no futuro, podem nem chegar a existir! Como alertam muitos especialistas, as dificuldades na fala podem até causar problemas de autoestima no futuro o que já é mais um motivo para festejar que o teste da linguinha seja gratuito e obrigatório.

Então, se você está grávida, já sabe: quando estiver na maternidade, esse é mais um teste que deve ser feito para garantir a boa saúde e o desenvolvimento do seu filho.

 

 

 

 

 

9 comentários

  1. Bruna

    esse teste é muito importante mas infelizmente não foi realizado em meu pequeno mesmo tendo nascido em 2015…e ele n conseguia pegar o peito de jeito nenhum… Sorte que minha amiga é fono e fez o teste:língua super presa! Fizemos o corte e hj ele mama suuuuper bem graças a esse teste! Sempre alerto as gravidinhas que vejo pois me ajudou muito e eu consegui amamentar! ???

  2. Tatiana Cali

    Boa noite, Shi!
    Este é um “teste” que sempre existiu e que faz parte do exame físico do bebe no berçário pelo(a) pediatra Só que agora tem “nome e sobrenome” e está sendo divulgado. ;-)
    Bjs,
    Tati

  3. renata

    Uma pena que essa lei entrou em vigor dias apos meu bebe ter nascido. Com 3 meses a pediatra que eu fui descobriu que meu filho tem freio na língua… Já tinha passado por 2 pediatra e nenhum viu isso.

  4. Gelize Nogueira

    Olá meu filho nasceu em dezembro de 2014 e não fizeram o teste no hospital.
    A pediatra q detectou posteriormente.
    Fomos em uma otorrino q disse ter duas firmas de fazer:
    1 cortar com anestesia local/ spray de xilocaina já nos primeiros meses podendo ser em consultorio. Mas falou q embora a maioria dos médicos diga q não dói, não temos como provar…
    fiquei imaginando o bebê sendo segurado com a boca aberta e o médico cortando…
    2 esperar até o 8° mês e fazer em centro cirúrgico. Usando uma leve sedação com máscara tipo inalação.
    Optamos pela Segunda. Hojevo bebê tem 4 meses e mama só no peito.
    se alguém tiver contribuições ouvpuder compartilhar experiências agradeço.

  5. Graciela Dagnolo

    Olá Shirley!
    Meu filho nasceu com a linguinha presa, mas mama muuuuito bem. Por conta disso, nenhum cirurgiao pediatrico faz esse “picote” no freio antes dos 8 meses pq deverá ser dado anestesia geral. Consultei 3 cirurgiões e a fala foi a mesma.
    Agora é aguardar os 8 meses chegarem …
    Beijos

  6. Alessandra

    Meu bebê menino nasceu em fevereiro deste ano e a pediatra fez o teste e foi constatado que ele tinha a lingua presa. Em março fizemos o procedimento que é muito simples, rápido e até digo indolor. Ele ficou super bem. Ele não chegou a ter dificuldades para mamar, mas por causa da lingua presa mamava em intervalos muito pequenos, porque mamava pouco e cansava e tinha muita cólica, pois não tinha uma pega 100℅ correta. Depois da cirurgia tudo está muito tranquilo. Ainda bem que foi feito o teste, assim ele passa bem e cresce super bem

  7. Alessandra

    Belize Nogueira faz o procedimento o quanto antes, fiz no meu menino quando não tinha 1 mês, foi muito tranquilo. Eu também me apavorei, mas como o médico disse que era simples confiei e fiz. E olha é muito simples mesmo, foi muito rápido, acho que em menos de 1 minuto o corte já tinha sido feito e o procedimento é ambulatorial,meu menino nem chorou na hora, no outro dia ficou um pouco chorão, mas dei paracetamol e ficou tudo bem, ele Mamou normal. Foi a melhor escolha que fiz, pois depois eles levam pontos e tem que cuidar o que come, assim como eles só mamam é tudo mais simples.

  8. Ana Lúcia Carvalhal

    Meu filho, que nasceu em nov/2013, tb nasceu com a língua super presa e com isso não conseguia mamar!
    Fiquei desesperada, sem entender porque ele não pegava o peito! A pediatra que acompanhou o parto não verificou no momento do parto e ainda me deixou super chateada insinuando que eu que não queria dar de mamar quando liguei pra ela nervosa (com ele com uns 3/4 dias) dizendo que ele só pegava o complemento e não puxava nada no peito…
    Aí com mais ou menos uns 15 dias, perto da consulta com o pediatra que o acompanha até hoje, meu cunhado que é dentista e o padrinho do bebê chorando com um bocão aberto rsrs e constatou a língua presa. Nessa altura do campeonato já quase não tinha mais leite.
    Conclusão: ele não chegou a mamar e o pediatra orientou a cortar a trava quando ele fizesse uns 3 meses.
    Ao chegar os 3 meses, o padrinho entrou em ação e cortou a trava no consultório. Um pouco de choro, bastante sangue mais correu tudo bem…
    Agora quando sei que algum bebê conhecido vai nascer, já aviso logo pra não esquecer de ver a língua! rs

  9. Michele

    Poxa, meu bb nasceu em Janeiro deste ano e não foi realizado esse teste. Ele tem a língua presa, mama só no peito, ganha pouco peso e tem o nariz eternamente congestionado. Já levei em uma cirurgiã pediátrica que disse não haver relação entre a lingua presa e o ganho de peso, não quis fazer o procedimento… Acho q vou levar em uma fono pra avaliar, pois cada vez mais penso que as duas questões devem estar relacionadas, a da linguinha presa e o problema do pouco ganho de peso.

Deixe seu comentário