Introdução alimentar e a amamentação

No post de hoje, Gabriela Giacheta, nossa colunista de Aleitamento Materno, fala sobre a introdução alimentar e a amamentação: como ficam as mamadas depois que a criança começa a comer alimentos sólidos.

Vale a pena a leitura, para tirar dúvidas e “grilos”.

Introdução alimentar e a amamentação

Gabriela Giacheta

Muitas mães me questionam como fica a amamentação ao introduzir alimentos quando o bebê completa seis meses de vida.

Primeiro, precisamos entender que para essa será uma grande novidade e a mãe não deve se iludir achando que, no primeiro dia, o bebê irá comer toda a frutinha e não querer mais mamar.

introducao alimentar

Photo Credit: Kurt & Kristina via Compfight cc

O bebê precisa aprender, pois ainda não sabe os movimentos que terá que fazer para conseguir se alimentar. Portanto, muita calma. Eu, particularmente, sou a favor da técnica de BLW, onde a criança se alimenta “sozinha” e no seu ritmo e oriento as mães que se aproximam dessa fase a se informar, ler, se possível buscar um nutricionistas que seja a favor do aleitamento materno para sanar suas dúvidas e receber uma orientação adequada.

Quanto ao aleitamento materno e sua manutenção, há bebês que aceitam muito bem a introdução alimentar, mantendo as mamadas ou fazendo intervalos maiores (ou não). Também há bebês que apresentam uma recusa inicial, mantendo o ritmo normal das mamadas. Para essas, eu digo: calma, seu filho vai comer um dia. Não precisa se desesperar se no início as coisas forem um pouco mais complicadas. A introdução alimentar deve ser iniciada aos seis meses, mas isso não significa que nessa idade ele já vai estar comendo. Tudo é uma questão de se tornar familiarizado com a novidade e se adequar a ela. Junto a isso, gosto ainda de ressaltar a importância da mãe estar segura e tranquila nessa fase de mudanças e desafios para a criança.

Como a introdução alimentar é gradual, o organismo da mãe entende e, aos poucos, sua produção láctea vai se reajustando. Claro, há relatos de mulheres que se sentem incomodadas, com as mamas “cheias”e isso também é absolutamente normal. Quando isso acontecer, o ideal é massagear as mamas e só então oferecer ao bebê. E então, caso ele não queira porque acabou de mamar ou comer, o próximo passo é ordenhar.

De forma gradual, pouco a pouco, o organismo se adapta. O mesmo acontece quando falamos de desmame natural, que também se dá de maneira gradativa e, por isso, é mais difícil ocorrer ingurgitamento mamário. Já em desmames abruptos casos de ingurgitamento são mais comuns.

Dessa forma, mantemos a livre demanda mesmo com a introdução alimentar. Tanto durante o dia como durante as madrugadas. Desmames antes de um ano de idade são considerados precoces. Em outro momento irei abordar sobre mamadas noturnas após o primeiro ano de vida! Até a próxima!

9 comentários

  1. Fabrina Dutra

    Aguardando ansiosamente o próximo post.!

  2. andrea

    Olá
    Minha filha tem 10 meses e ela não alimenta direito, gosta só do peito,porém eu não tenho muito leite,ela não come nenhuma fruta, não gosta só almoça e janta. Todo mês na colsulta ao pediatra eu saio chatiada pq ela engordou pouco e a médica fala q ela tem q engordar,não sei o que fazer.
    Tem gente q fala q ela só vai comer quando eu tirar o peito, só q eu não queria .

    1. Lorena

      Andrea, vc já tentou descascar uma pêra por exemplo e dar pra ela inteira só q descascada pra ela “roer”? Deu certo com a minha filha.

  3. Mariana

    Muito bom! Estou chegando nesta fase, meu bebê ainda completará 5 meses, mas confesso que já estou sofrendo devido o retorno ao trabalho, quando o Miguel estará com 6 meses e meio. Será que esses 15 dias serão suficientes para que ele se adapte às novas comidinhas e não sinta taaanta falta do peito? Acho que a resposta é relativa, então vamos aguardar e torcer para tudo dar certo ;)

  4. Renata

    Bom, e para os bebes que tomam formula?

  5. Jacqueline

    Aguardando o próximo post. Bebê com 1 ano e se deixar, pula todas as refeições e mama o dia inteiro…

  6. Viviane Dias

    Meu bebê de 8 meses come super bem graças a Deus, diminuiu bastante as mamadas durante o dia. No post falou pra continuar livre demanda mas li muitas coisas falando que nao pode mamar logo depois de comer por tirar oa nutriente da comida queria saber a opiniao de vcs sobre isso???

  7. Letícia

    O texto também deveria abordar as mães que retornam ao trabalho com quatro meses, o que foi o meu caso. No Brasil nem todas as empresa concedem licença maternidade de seis meses, devido isso iniciei a introdução alimentar quando minha filha completou quatro meses. Nos quinze dias anteriores ao meu retorno (tinha 15 de férias), introduzi gradativamente frutas, almoço e janta. E fui retirandoaos poucos as mamadas durante o dia.
    Não concordo em manter a livre demanda nesse período de adaptaçao, pois no retorno ao trabalho essas mamadas serão retiradas abruptamente.
    Acho que as orientações desse texto deveriam ser revistas.

  8. Joycce

    Preciso saber sobre mamadas noturnas.

Deixe seu comentário