Meu filho tem medo do escuro – o que fazer?

Mamães, hoje, na coluna Sono e Pós-parto, escrita pela colunista Marcia Horbacio, o assunto é medo do escuro. No texto abaixo, Marcia dá ótimas dicas sobre como ajudar seu filho a vencer o medo do escuro. Vale a pena conferir. Dicas retiradas do excelente site Parenting Science.

Meu filho tem medo do escuro – o que fazer?

Por Marcia Horbacio

Olá mamães! O assunto hoje aqui é medo do escuro ou medo de dormir no escuro. Dessa vez, as dicas que eu trago não são minhas, mas extraídas de um texto publicado no website chamado Parenting Science, da antropóloga Gwen Dewar, que escreve para pais interessados na paternidade baseada em evidências. Resolvi traduzir as dicas porque são muito boas.

medo do escuro

Photo Credit: schani via Compfight cc

Veja só o que ela diz que pode ajudar seu filho que tem medo de dormir no escuro:

  • Sempre questione conselhos que dizem para deixar sozinhas crianças que tem medo de escuro. Crianças que estão se sentindo dessa maneira, amedrontadas, não tem as ferramentas necessárias para lidar com o problema sozinhas e precisam de suporte. Mesmo especialistas que defendem os métodos de educação de sono que envolvem deixar a criança chorar, concordam que não é apropriado fazer isso com crianças muito novas e crianças que tem medo de escuro. (France e Blampied, 1999 e Owens 1999)
  • Converse com seu filho durante o dia sobre a diferença entre fantasia e realidade e prove para ele que não há monstros no armário. Crianças que tem dificuldade de distinguir realidade e fantasia correm maior risco de sofrerem pesadelos à noite. (Zisenwine, 2012)
  • Considere onde estão as fontes de estresse diário que seu filho possa estar sofrendo. Crianças que sofrem de ansiedade durante o dia por causa de escola, separação da mãe ou do pai e outras preocupações tem mais chances de ficarem com medo de escuro e medo de dormirem sozinhas. (Gregory and Eley, 2005). Você pode conseguir reduzir o medo de escuro e o medo de pesadelos que a criança tem quando você a ajuda a combater esse estresse diário.
  • Faça uma revisão nas necessidades de sono do seu filho e dos horários de descanso dele. À vezes, os pais colocam os filhos muito cedo na cama e eles tem dificuldade para dormir, o que acaba dando a eles mais tempo que ficarem acordados no escuro e tempo para sentirem medo. (Ferber, 1995)
  • Evite filmes, desenhos e imagens – principalmente perto da hora da cama. Isso inclui exposição passiva, que acontece quando a criança está no mesmo ambiente que o adulto assiste TV, especialmente notícias. (Paavone , 2006)
  • Combata o medo com o poder do carinho. Afeição demonstrada fisicamente pode eliminar a ansiedade da separação. (Panskepp, 2006).
  • Ofereça a seu filho o conforto de uma animalzinho ou uma bonequinha de dormir. Num estudo feito com crianças que tinham medo de escuro, crianças que receberam um brinquedo para dormir demonstraram menos medo da noite e menos problemas de sono do que crianças em grupos de controle. O efeito foi observado tanto em casos que o brinquedo era apresentado como um objeto protetor como em casos em que era a criatura precisando de proteção. (Kushnir e Sadeh, 2012)
  • Tente ser bem paciente. Se o medo de escuro do seu filho está tirando seu sono, é natural ficar ressentido, mas é importante não direcionar esse ressentimento ou irritação para a criança. Se o seu filho se sente rejeitado, isso somente vai intensificar a ansiedade de se separar à noite e faz tudo ficar pior.
  • Responda logo se notar que se filho teve pesadelos. Assegure a ele que pesadelos não são reais e explique que todo mundo tem pesadelos às vezes. Quanto mais rápido você se aproximar e acalmar o seu filho, mais rápido ele volta a dormir.
  • Coloque uma luzinha no quarto do seu filho. A medida que seu filho for melhorando do medo do escuro, você pode progressivamente ir diminuindo a luz. Mas lembre de uma coisa importante: Encontre uma luz bem fraca e que não seja azul. Essa tonalidade pode inibir a produção do hormônio do sono, a melatonina, impedindo que seu filho fique com sono a noite.
  • Seja um exemplo de comportamento calmo e confiante. Quando seu filho vem para você demonstrando muito medo, seja carinhosa, sensível e acolhedora. Diga a ele que você entende que ele tem medo e que todas as pessoas tem medo às vezes. Mas não permita que essa atitude se torne uma atitude de excessiva proteção. Muitos animais são sensíveis a outros animais quando estão com medo e seu filho vai assimilar isso em você também. Se seu filho acredita que você está ansiosa e preoucupada, ele pode sentir mais medo ainda.
  • Mostre ao seu fiho como relaxar. Quando está acalmando seu filho, demonstre como se faz exercícios de respiração. Num estudo feito com o objetivo de reduzir ansiedade em crianças que iam fazer um procedimento médico, os pesquisadores ensinaram as crianças como respirar devagar, orientando-os a exalar o ar dentro de balões. (Jay, 1987). Esses exercícios reduziram o estresse em 40% das crianças.
  • Ajude seu filho a enfrentar momentos de medo com imagens de alegria, segurança e coragem. Quando ele estiver com medo, lembre-o de quando ele brinca com seu animalzinho de estimação. Ensine o seu filho a dizer que ele tem coragem. Faça com que ele lembre de situações em que ele estava feliz e calmo. Essa técnica foi usada no estudo mencionado acima (Jay, 1987).
  • Ensine habilidades de controlar o medo ao se imaginar na situação em questão. Por exemplo, se seu filho tem medo de ir ao médico, brinque de doutor e paciente com ele. Durante o dia, converse sobre os medos que ele sente usando as técnicas acima – pensando em momentos felizes e de relaxamento, principalmente transformando criaturas que causam medo em criaturas engraçadas .
  • Durante o dia, crie histórias com seu filho em que o protagonista (pode usar o herói favorito dele se ele tiver um) aprende a controlar seus medos. Comece contando uma história que não tenha nada para se ter medo. Depois introduza algo um pouquinho só amendrontador. Por exemplo, se seu filho tem medo de aranhas, inclua uma na estória, mas bem pequena. O herói responde utilizando as técnicas acima para dominar seu medo. Se seu filho estiver calmo e sem medo, aumente a aranha um pouquinho. E vá conversando sobre o que ele tem medo ao mesmo tempo que o ajuda a dominá-lo (se ele estiver calmo).
  • Se o seu filho sofre de severo medo da noite ou do escuro, consulte seu médico, pois em casos mais severos, pode haver necessidade de alguma terapia.
  • Colunistas MdM Marcia- sono. - NOVO 25.08cdr

Deixe seu comentário