Um alerta para a obesidade infantil: seu filho pode estar obeso?

Tenho certeza que uma das maiores preocupações das mães é a nutrição dos filhos – eu mesma vigio tudo o que coloco na boca para não passar para o leite do Caê e verifico todos os rótulos dos produtos antes de dar para o Leo. No entanto, às vezes a gente cobra bons hábitos alimentares dos pequenos quando nós mesmos passamos o dia pulando refeições e a noite se acabando na caixa de bombons. Como a criança aprende muito mais observando o que fazemos do que nos ouvindo (seria tão bom que elas ouvissem, né? Hahaha!), podemos, sem querer, ensinar nossos filhos a comer errado.

obesidade infantil

Photo Credit: Thomas Hawk via Compfight cc

Você acha que estou exagerando? Pois saiba que uma em cada três crianças brasileiras está acima do peso. De repente, aquelas dobrinhas fofas dos bebês e dos pequenos podem significar um sinal de alerta… E o maior deles veio de uma escola de São Paulo: em um trabalho chamado Desenhos da Verdade, realizado com sete crianças de 6 a 8 anos, todas elas desenharam como seus alimentos favoritos opções como batata frita, hamburger e pizza. Na hora que foram solicitadas a desenhar alimentos como chuchu, beterraba e brócolis, por exemplo, somente uma soube descrever um legume – todas as outras não sabiam qual era a cara dele.






Isso nos mostra que, de alguma maneira, estamos falhando na hora de ensinar uma criança a comer bem. É por isso que a obesidade infantil começa com os adultos. E como esse problema vem se tornando um caso sério em nosso país, a Amil tem desenvolvido um movimento superbacana para alertar sobre o problema e para ajudar os pais a lidar com ele. O movimento “Obesidade Infantil Não” conta com diversas ações para levar informação a pais, educadores e profissionais da saúde. E entre as frentes de combate ao problema da obesidade infantil estão o website, recheado de conteúdo, vídeos esclarecedores, iniciativas voltadas a escolas e creches e profissionais da saúde, entre outros.

No website do movimento é possível encontrar informações relevantes e úteis que ajudarão os pais a estimular hábitos saudáveis entre as crianças, os quais ajudarão a prevenir e a “tratar” a obesidade infantil. Entre os conteúdos disponíveis, selecionei alguns para compartilhar com vocês:

Aprenda o que fazer para seu filho comer frutas 

A hora certa de começar a atividade física

Achei super bacana esse movimento que a Amil vem desenvolvendo e convido todas as mães e pais que seguem o Macetes de Mãe a acompanharem de perto essa iniciativa. Quanto antes ficarmos atentos aos hábitos alimentares de nossos filhos, mais cedo iremos garantir a saúde deles no futuro. E na sua casa, como é a hora das refeições? Você também se esforça para manter o cardápio do seu filho balanceado e as atividades físicas em dia? Conta para mim!

publi-incentivo

 

1 comentário

  1. Viviane Santos

    Eu sempre fui bem magrinha, na época “hoje tenho 29” minha mae me levou no medico porque eu “precisava engordar”. A medica fez as seguintes perguntas: Ela se alimenta bem= sim , ela brinca =sim , me examinou e constatou que estava tudo bem. Ai foi a vez de passar o sermão na minha mae, pois eu nao tinha nenhum problema mas antigamente aiaiai de uma criança nao ter uma dobrinha. Hoje em dia tenho um bebê de 7 meses magrinho como eu mais super saudável, mas nem por isso descuido da alimentação dele com a introdução das papinhas e muito mamazinho também. Adoro seu blog Shirley me ajudou muito aqui mamãe de primeira viagem. Bjos

Deixe seu comentário