Riscos de sufocamento em berço portátil

Há algum tempo, uma notícia importante começou a circular pela internet: o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) suspendeu o registro e determinou a retirada das lojas de um berço desmontável da marca Burigotto, o modelo Nanna.

O motivo foi que a entidade realizou diversos estudos e identificou que existe mesmo o risco de asfixia da criança no uso do berço. Eles começaram os novos testes depois de receberem notificações de acidentes envolvendo bebês. Um dos casos que circula pela internet conta sobre a morte de um bebê de seis meses por asfixia depois que ele ficou preso entre o colchão e a tela lateral, sem conseguir sair.

berco-desmontavel-burigotto-nanna-com-rodiziosregulagem-de-altura-trocador-e-porta-objetos-176419100

Berço Nanna, da Burigotto, cuja venda foi proibida.

Só de ouvir ou ler essas coisas já é bastante assustador, não é mesmo? Teve até um outro caso, que a apresentadora Ana Maria Braga contou no programa dela alguns anos atrás, em que a criança tinha sete meses e se salvou por pouco, pois a mãe percebeu a tempo e levou correndo para o hospital. Mas aí a gente fica mesmo super na dúvida do que fazer, usar ou não esses berços? Tem jeito de ser seguro, garantir que não ocorram acidentes?

Bom, o que vou falar agora é meio duro. Mas de verdade chama “acidente” exatamente por ser imprevisível, né? Então é claro que por mais cuidado que a gente tome na vida – seja com as crianças, seja com adultos, seja com nós mesmas – nunca estaremos 100% livres de um imprevisto.

O que não significa que a gente não possa tomar cuidados extras para evitar os imprevistos. Ou seja, prever o imprevisto!

No caso dos berços desmontáveis, não só o modelo da Burigotto que está suspenso, mas a maioria dos outros têm as laterais maleáveis. Isso torna possível que se forme um espaço entre o colchão e a “parede” do berço em que a criança pode entrar. Existe, então, uma possibilidade que a criança que está começando a se mexer, mas ainda não tem controle dos seus movimentos, fique presa sem conseguir sair ou pedir ajuda.

Por enquanto, o Inmetro está avaliando outros berços portáteis e recomenda que os pais que tenham o modelo Nanna deixem de usá-lo imediatamente.

De tudo o que li, o que tirei de dicas são:

  • não deixe as crianças sozinhas em um cômodo em berços desse tipo. Se você estiver por perto e olhando, pode notar algo errado com rapidez
  • evite usar esses berços para as crianças dormirem de noite, quando os adultos também dormem e podem não perceber algum acidente
  • o maior problema do uso de berços desse tipo é quando a criança já se mexe, mas ainda não sabe falar para pedir ajuda ou não tem capacidade para sair sozinha do lugar caso fique presa. Nessa fase, em especial entre os 5 e 14 meses, quando todo esse desenvolvimento de se movimentar, se mexer e de falar acontece, todo o cuidado é necessário
  • muitas pessoas colocam um colchão a mais nesses berços portáteis pois o que vem junto é muito fino. Isso aumenta os riscos, já que cria a possibilidade de a criança ficar presa entre um colchão e outro
  • a maior parte dos acidentes que envolvem asfixia e sufocamento ocorrem em camas, berços e sofás. Redobrar os cuidados não custa nada
  • prefira um berço fixo, como os de madeira, para ser usado no dia-a-dia e como local para a criança dormir

Confira dicas para escolher o berço do bebê:

8 comentários

  1. Luiza

    E qual a dica pra viagens? Como fazer com um baby onde não tem berço?

  2. Elisa

    Luiza, acho que duas dicas dá para tirar do texto. Nao colocar colchao a mais nem deixar a crianca num quarto sozinha.

  3. Carmem

    Mas em um outro Post vc fala que comprou este tipo de berço para seu filho. Meio confuso não?

    1. Shirley Hilgert

      Comprei de outro modelo, que é seguro. ABs.

      1. Renata

        Qual o modelo seguro?teria foto?

        1. Shirley Hilgert

          Não tenho foto. Bjs

  4. Livia

    Olá Shirley boa noite! Comprei o mesmo Berco que o seu o Angel mas estou com
    Uma dúvida. Você colocava o colchãozinho dele por baixo da rede que vem ou por cima?? Não sei se o modelo agora trocou. Mas sem condições do meu filho dormir só no tecido sintético. Estou em dúvida! Muito obrigada adoro seu blog!!!

    1. Shirley Hilgert

      O meu não tem rede. Eu uso aquele colchao que vem junto e mais um colchão extra, de espuma fininha. bjs

Deixe seu comentário