Meu filho precisa usar aparelho nos dentes?

No post de hoje, a Odontopediatra Juliana Marchi tira as dúvidas dos pais sobre o uso de aparelho dentários em crianças. Confira. Boa leitura.

Meu filho precisa usar aparelho nos dentes?

Por Juliana Marchi, Mestre e especialista em Odontopediatria e Ortodontia

A primeira pergunta que os pais fazem quando levam seu filho ou sua filha ao meu consultório é: meu filho vai precisar usar aparelho?

Em geral, os pais levam o/a filho/a para colocar aparelho depois que ele/a troca todos os dentes de leite por permanentes. Este é o momento em que começam a se preocupar com o correto alinhamento dos dentes do/a filho/a. Talvez sejam levados a isso porque observaram que os amigos da criança ou adolescente estão usando aparelhos.

Mas será que levar seu filho por volta dos 11-12 anos, que é a mais ou menos a idade que o adolescente já tem todos os dentes permanentes, é o correto?

aparelho nos dentes

Photo Credit: plasticrevolver via Compfight cc

Na verdade, isso deve acontecer um pouquinho antes. Por volta dos 7 anos, impreterivelmente, você deve levar seu filho para fazer uma avaliação ortodôntica. Esta é a atitude correta que os pais devem.

Agora vamos entender por que. 7 anos, ou por volta dessa idade, é o período perfeito para uma avaliação clínica segura de eventuais problemas oclusais de seu filho ou sua filha. Essa idade é ideal para diagnosticar os problemas oclusais e/ou esqueléticos porque quanto mais cedo eles forem percebidos, mais fácil será corrigi-los.

Alguns problemas na mordida da criança, como a mordida cruzada posterior e a mordida cruzada anterior, por exemplo, devem ser corrigidos ANTES da troca de todos os dentes de leite por causa do crescimento ósseo do rosto da criança, que seria por volta dos 7-8 anos de idade. Chamamos esse tratamento de Ortodontia preventiva. São usados alguns aparelhos específicos para o problema oclusal de cada criança, que não é o aparelho fixo com bráquetes colados (aquele mais comum que todo mundo conhece).

Iniciando o tratamento nessa idade, será possível mudar a direção de crescimento de alguns ossos faciais – detalhe que pode fazer grande diferença mais tarde, ao possibilitar um correto desenvolvimento da face e da oclusão do/a seu/sua filho/a. Em alguns casos, esse tratamento precoce (Ortodontia preventiva) chega a evitar uma cirurgia ortognática (cirurgia para corrigir problemas esqueléticos) que mais tarde se tornaria inevitável.

Além disso, a correção de alguns problemas oclusais com aparelho nessa idade (7-8 anos) facilitará em muito o tratamento corretivo com aparelho fixo (aquele com bráquetes) que é realizado após a troca de todos os dentes de leite por dentes permanentes, chamada de Ortodontia corretiva.

 

A indicação de se realizar a Ortodontia preventiva (7-8 anos) vale para todas as crianças?

 

Não existem dois casos iguais. Em alguns casos, os problemas oclusais devem ser corrigidos no momento da troca dos primeiros dentes de leite. Em outros, a indicação é de que a má oclusão só seja corrigida após a erupção de todos os dentes permanentes.

Por isso, se seu/sua filho/a chegou aos 7 anos, marque uma consulta com o Ortodontista. Ele é o profissional certo para diagnosticar se a criança tem algum problema oclusal e/ou esquelético e, se tiver, qual será o melhor momento para o tratamento e qual o tipo de aparelho que ele deverá usar.

Portanto o indicado é que seu/sua filho/a seja acompanhado/a por um Ortodontista a partir dos 7-8 anos. Normalmente peço para meus pacientes fazerem revisões pelo menos uma vez por ano para avaliar se o encaixe da mordida está correto e se existe algum problema no crescimento dos ossos da face.

Em outros posts falaremos mais sobre aparelhos. Mas se desejar tirar suas dúvidas estou a sua disposição.

Um abraço,

Dra. Juliana Marchi

Mestre e especialista em Odontopediatria e Ortodontia

Porto Alegre-RS (51) 3573-4777

julianamarchi@hotmail.com www.mundosemcaries.com.br

2 comentários

  1. Ana

    Minha filha e prognata tem 4 anos e já usa aparelho, estaria errado? Ela também usa uma pista nos incisivos superiores pra corrigir o problema

    1. Dra. Juliana Marchi

      Ola Ana,
      é difícil de eu avaliar o caso da sua filha sem examiná-la. Eu pessoalmente inicio o tratamento por volta dos 7 anos de idade, acho 4 anos a criança muito imatura para o tratamento, e também não uso pistas para correções de mordida cruzada. Mas são diferentes filosofias, não quer dizer que seu dentista está errado. Procure sempre especialistas em Ortodontia que com certeza o tratamento será um sucesso.
      Abraço.

Deixe seu comentário