Necessidade de repouso na gravidez: o que fazer para amenizar o tédio

Quando a gente engravida, faz tudo direitinho para que fiquemos saudáveis, nós e nossos bebês, durante as tais 40 semanas que todo mundo espera que dure a gestação. Mas a vida não é uma conta matemática certinha, né? E nem sempre as 40 semanas são 40 e às vezes, por mais que a gente se cuide, há imprevistos durante o percurso.

Alguns deles podem pedir que a futura mamãe fique de repouso (como a incompetência do colo do útero, falta de líquido amninótico, trabalho de parto prematuro, placenta prévia – da qual falo um pouco aqui, pressão alta, pré-eclâmpsia, alguns tipos de sangramentos, abortos anteriores e gravidez gemelar).

Repouso Gravidez

Photo Credit: T.I.R.Photo via Compfight cc

Às vezes é um repouso leve, outras é absoluto, pode ser por pouco tempo, mas tem mulheres que precisam passar meses bem quietas, quase que só olhando o tempo passar e a barriga crescer.

Das leitoras que escrevem para mim contando que estão ou precisaram ficar de repouso, uma das queixas mais comuns é o sofrimento com o tédio de não poder fazer nada ou quase nada. E não falta é coisa para fazer para preparar a chegada de um bebê, não é mesmo? Bom, pensando nisso fui atrás de algumas dicas que podem amenizar o tédio de quem precisa fazer esse esforço de ficar quietinha em prol dos filhos que vão nascer.

  • Ataque a biblioteca – Sabe todos aqueles livros que você sempre quis ler e nunca dava tempo? Aqui está a sua chance. Pode ser sobre gravidez e maternidade, mas você pode ler aquele romance bem levinho, ou reler aquele livro que você amava na adolescência e viajar um pouco no tempo. Por que depois, quem é mãe sabe: não vai é dar muito tempo! :-)
  • Alongue-se – se o repouso recomendado for leve, pergunte ao seu médicos se você está liberada para fazer atividades como yoga leve, tai chi chuan e alongamentos. Eles são relaxantes para qualquer pessoa e ajudam a entrar em harmonia com o próprio corpo
  • Medite – há alguns programas e vídeos que ajudam a meditar disponíveis no You Tube e mesmo aplicativos para celular, como o Headspace, que propoem uma pausa de 10 minutos diários para ensinar pessoas que não sabem meditar a desfrutar desta técnica
  • Abuse da internet – com um computador ou mesmo um tablet você pode organizar as lembrancinhas da maternidade, terminar de montar o enxoval, organizar um chá-de-fraldas virtual (se o repouso for absoluto e não der para receber ninguém, é uma ótima saída, dá para fazer criando um evento no Facebook mesmo) e muito mais coisa que você hoje, ainda bem, pode resolver só mexendo os dedos
  • Use as mãos – que tal bordar o enfeite de porta da maternidade? Se você tem talento com atividades manuais, essa é sua hora de dedicar tempo e muito amor a elas. As lembrancinhas de maternidade também podem ser feitas assim. Uma conhecida comprou caixinhas de acrílico, doces e etiquetas personalizadas na internet e montou ela mesma cada lembrancinha enquanto esperava, deitada, pela sua bebê estar pronta para nascer
  • Escreva um diário – conte as suas sensações de cada dia, pode ser um diário virtual ou de papel mesmo, aí você pode depoiz mostrar para o seu filho como foi esperar por ele, o que você pensava sentia, sonhava
  • Abuse da amizade – combine com suas amigas que elas podem visitar você nessa fase. Conte com a ajuda e companhia delas, amigos são para isso mesmo, não é?
  • Pense positivo – sim, ninguém vai dizer que não é muito chato precisar ficar de repouso. Mas pense que depois que seu filho nascer, você vai curtir de monte e precisar de muita disposição! E aí, tudo terá valido a pena.

1 comentário

  1. tata

    Minha mãe teve que repousar a partir do terceiro mes!
    Mas o que é o tedio perto de toda a felicidade que você vai receber após o nascimento do bebe?
    Há certas coisas que temos que nos sacrificar para que sejam maravilhosas.

Deixe seu comentário