Carta de um recém nascido para suas visitas

Queridos familiares, amigos e pessoas próximas,

Eu acabei de chegar ao mundo, mas já sei do enorme carinho que vocês tem por nossa família. E sei também o quanto vocês estão ansiosos por me conhecer, me pegar nos braços, me embalar e celebrar a minha chegada. Mas esse é um momento muito delicado para mim, acabei de sair do ventre protegido e quentinho da minha mãe e estou enfrentando, pela primeira vez, esse mundo aqui de fora, tão cheio de novidades e estímulos. Assim, me encanta saber que já sou tão amado, mas preciso pedir que vocês respeitem esse momento tão delicado e íntimo para nossa família.

newborn

Photo Credit: gsz via Compfight cc

Eu e a minha mamãe ainda estamos nos conhecendo, ela está descobrindo como eu funciono e eu estou aprendendo a me virar por aqui. Assim, a gente precisa de um tempo só para nós. Mamãe precisa de calma e tranquilidade para conseguir me amamentar e eu preciso de tempo para aprender a sugar e a me alimentar no seu seio. Mamãe está eufórica, louca para dividir com vocês a benção que eu sou em sua vida, mas ela também precisa descansar, se recuperar e ficar 100% para cuidar de mim.

Assim, peço, com muito respeito, que vocês compreendam esse nosso momento. Não é que a gente não quer recebê-los, mas é importante entender a melhor hora para fazer isso. Mamãe e papai ficarão felizes com um telefonema seu antes, perguntando se tudo bem dar uma passadinha para me conhecerem, e eu ficarei mais confortável com visitas curtinhas, sem grande agito e tumulto na minha casinha (lembram que eu falei que vivia no ventre calmo e tranquilo da minha mãe? Ainda não acostumei com essa loucura aqui de casa).

Outra coisa que eu gostaria de dizer, sem ofender nenhum de vocês, é que a minha saúde é frágil e não estou preparado para enfrentar os riscos aqui de fora. Assim, se você está dodói é melhor deixar para me ver em outro momento, quando estiver bem e a gente puder curtir com prazer esse nosso primeiro encontro.

E sobre me pegar no colo, lembre-se que, como eu já disse, esse mundo é novo para mim e todos os estímulos mexem muito comigo, assim, eu prefiro ficar no colo aconchegado da minha mamãe e não passar de mão em mão, pois isso mexe demais comigo e, muitas vezes, me assusta.

Tenho certeza que teremos ainda muitos momentos para curtirmos juntos e que, em breve, você vai poder brincar comigo sem nenhuma restrição, mas, por enquanto, o que eu preciso é de tranquilidade, de um ambiente seguro e calmo para conhecer melhor minha mamãe, meu papai e esse mundo cheio de novidades que me cerca. Sei que você entende, e fico feliz e agradecido por isso.

Com carinho,

O bebê que acabou de chegar

30 comentários

  1. Fernanda

    Ótimo texto!!! Concordo 100% com tudo. Nós, mães, devemos ter o nosso tempo respeitado nesse início, não sabemos ainda como será a reação do bebê a tudo, nem da mãe e do pai a chegada do bebê.
    Se todos respeitassem isso seria bem mais simples e bem menos angustiante para a mãe.
    Parabéns pelo texto.

  2. Grazi

    Como seria tudo mais fácil se as pessoas respeitassem esse momento!!

    Esses dias encontrei uma conhecida na rua. A mesma me fez várias perguntas…E finalizou dizendo que,quando meu bebê nascesse iria me visitar com sua filha de aproximadamente 4 anos ( uma criança muito, mas muito, muito mesmo, digamos, ativa rssrsrsrsr) e sua sogra.

    Vejam bem, como disse é uma conhecida que nunca foi em minha casa. Enfim, o mundo na minha opinião está lotado de pessoas sem a minha noção.

  3. Daniela

    Por essas e outras que a maioria acaba não recebendo visitas de ninguém kkkkk

  4. Flávia

    Parabéns pelo texto excepcional!
    E realmente os primeiros dias com nossos bebês seriam bem mais tranqüilos se as pessoas seguissem essas dicas. Principalmente, porque ficar dando palpite não nos ajuda em nada.

  5. Anelize

    Ameeei esse blog Parabéns Shirley , aah e também seus filhos são lindos tenho um lindo menino também matheus minha vida

    1. Macetes de Mãe

      Que bom que gostou, Anelize!
      Obrigada pelo carinho :)
      Bjss

  6. cida freitas

    Principalmente palpite de sogras que não ajudam. Só enchem o saco. Kkkkkk.

    1. Giselda Lyra

      Gostei muito do texto, sim e verdade que as pessoas ficam ansiosas por querer conhecer o bebê, pois é
      um momento único. …mas gostaria de dizer para as pessoas que ficam desdenhando das sogras que primeiro, elas são mães e tem sentimentos, e que se não fossem por elas vcs não teriam esse bebê, afinal vcs levaram o filho dela, segundo vcs tb um dia serão sogras.. portanto prestem atenção nessa mulher que te deu o seu maior presente..
      Bjs!

      1. Dirce fiorezzi

        Parabéns gostei do que disse realmente se não existia a sua sogra não saberia o que é ser mãe

  7. Patricia

    Muito bom! Tenho traumas da semana em que minha filha nasceu. Fiquei na casa da minha mãe e meu pai resolveu fazer um churrasco de noite! Nossa, foi só sucesso!
    Quem sabe com o próximo as coisas serão mais tranquila. Assim espero!
    Beijos!

  8. Patricia

    Nossa, nem.acredito que alguém pensa.como eu…meus primeiros dias de mãe foram um desastre. Espero que neste próximo as pessoas me deixem mais em paz.

  9. Livia

    Você poderia falar sobre beijos no rostinho e mãos do bebê, e sobre pegar na mãozinha deles quando ainda estão na fase oral…

  10. Elizabeth

    Quando meu filho nasceu meu marido fez um cartaz com essas recomendações e pendurou ja ns maternidade deu certo

  11. Dirce

    Por isso que estou deixando de fazer estas visitas, para não ser inconveniente!

  12. Alessandro

    Acho isso uma ignorância, de forma alguma recomendaria essas coisas.
    Mas respeito e não vou na casa de nenhum visitar criança nenhuma

  13. Jujuba

    Nossa muito legal. Eu penso exatamente assim e meu pós parto foi meio traumático as pessoas não entenderam esse meu ponto de vista

  14. É isso aí! Com carinho e respeito, todo mundo se dá bem ;)

  15. Leticia

    Adorei esse texto e irei utilizar. Estou grávida pela primeira vez na vida, tenho endometriose e meu marido tinha problemas. Engravidar foi um milagre,algo em torno de 2% das chances normais e conseguimos. Estou completa, com 15semanas. No entanto é o primeiro neto dos dois lados da família e além de tudo que nós mães ouvimos estou no meio de uma disputa de avós!!! Elas me enlouquecem, com isso de visitas e de “ajuda”, mas em mim ninguém pensa. Posso nunca ter engravidado antes,mas isso não significa que não serei uma boa mãe. Adorei teu blog.

    1. Macetes de Mãe

      Que bom que gostou, Leticia!
      Tomara que o compartilhamento do texto ajude.
      Continue nos acompanhando :)
      Bjs

  16. Vera

    Todos sao bem-vindos até o chá de bebê,depois….Não vou em chá,nao faço visitas para recém-nascido nem niver de crianças.

  17. Mychelle

    Achei um exagero!
    A família fica desesperada para conhecer a criança !
    Meus diois filhos receberam muitas visitas chegaram a este mundo muito queridos e saudáveis,e sempre se adaptaram a todos os tipos de ambientes , por sempre conviverem com as pessoas que os amam .

    1. Ana Lucia

      Engraçado né , tenho quase certeza que para quem são direcionada esta cartinha, que é para ter consciência pois o bebe acabou de nascer , são as mesmas pessoas que receberam convitinho lindo para chá de bebê, totalmente desnecessário .

    2. Bete

      Concordo com você!
      Recebi inúmeras visitas na maternidade.
      Deixei pegar, todos tiraram fotos com meu filho, etc .
      Nunca pedi para não o beijarem ou pegaram na mão….
      É ele está aí!Com 8 anos.
      Cresceu forte, saudável e sociável.
      Quanto aos palpites, infelizmente, não tem.o que fazer!Serão eternos e teremos sempre que filtrar.
      Desculpem…Mas para mim, proteger demais também não faz bem.
      Meio termo seria o ideal.

      1. Vera Lúcia

        Acho uma frescura isso n pode aquilo n pode ,adoração ter visitas quando Tinho bebê ,penso são pessoas egoísta e falar mal d sogra n aceito ,fico muito chateada ,

  18. Débora

    Isso seria legal se fosse compartilhado por ambas as famílias e não só pela a família do pai que na maioria das vezes ficam de fora, diferentemente da família da mãe. Afinal, se o bebê tem papai e mamãe tb existe a família do appai e não só da mamãe. Fica a dica.

  19. Vanusa

    Exatamente assim..compreensão e respeito acima debtudo,nada melhor esse ainda carrego minha pequena Laura no ventre mais qnd estiver aqui no meio de nós não será egoismo mais sim trata se de querer esse momento único e lindo em família mamãe, papai e filho e aquele descanso..

  20. Sônia Paiva

    Oi! Dani achei a carta muito instrutiva fantástica para todos os bebês e mamães. Precipalmente as do primeiro filho, gostei de vários comentários compreensíveis! Gizelda lira parabéns pelo seu! Pois é verdade todas as mães têm esse privilégio de ser sogra são dádivas de Deus.

  21. Jhaine

    Quando eu estava grávida achava tudo isso besteira e frescura, afinal eram familiares e amigos de quem estavam falando. Resumindo. .. me arrependi na primeira visita. Se pudesse voltar no tempo só aceitaria visitas depois de um mês, somente os mais próximos mesmo.

  22. Edilaine

    Eu acho que a privacidade e importante, sem ofender as pessoas, meu filho recebeu muitas visitas desde a maternidade pq e mto amado…. Isso me faz mto feliz… Deve ser muito triste não ter visita…

  23. Sara

    Eu fiquei 32 horas em trabalho de parto, foi induzido, e no fim anormal pois meu filho nasceu enorme. Depois disso senti dor até na alma, e assim que sai da maternidade foram para minha casa às 3 cunhadas com a minha sogra, meu irmão e meu esposo, pense esse tanto de gente fazendo barulho, foram no quarto me acordaram, acordaram o bebê, resumindo levantei de mal humor, e comecei a bater tudo q via pela frente de raiva.
    Aí viram q eu estava incomodada e foram embora, só q eu fiquei como bruxa da história.

Deixe seu comentário