Como estão os 3 anos por aqui

Quando o Leo completou três anos eu agradeci pelos “terrible two” terem ficado para trás. Mal eu imaginava que nesse momento começaria os “threenagers”, idade em que a criança parece um pequeno adolescente.

E aqui em casa, é claro, está sendo bem assim. Leo parece um mini adolescente de verdade. Ele desobedece, desafia, discute e segue fazendo birra, só que agora parece que birras mais intensas do que antes. Pois é, tá facil não!

Esses dias, Leo não queria tomar banho e foi obrigado a tomar, claro. Foi aquela guerra e, quando vi, meu pequeno estava gritando: “Quero ir embora dessa casa! Não quero mais morar aqui!”. Gente, isso não é discurso típico de adolescente! Até assustei.

foto post

Foto: Gisele Fap. Não está autorizada a sua reprodução.

Numa outra ocasião, o mocinho resolveu que não iria colocar o casaco que eu havia escolhido porque ele tinha botão. Sei que Leo tem problemas com botão, mas o botão era só um detalhe no bolso, porque o casaco fechava com um zíper, então achei que tudo bem. Mas que nada, o tal botão irritou a ferinha e ele se negou a colocar. Como estava frio e esse era o casaco mais quentinho dele, eu também bati o pé e o fiz vestir o casaco. Não deu outra, Leo fez que fez que acabou conseguindo tirar o casaco e não foi para a escola com ele. Tenso, gente! Bem tenso!

Percebo que nessa idade de três anos eles sabem melhor o que querem e não se deixam enrolar. Ou melhor, sabem o que não querem, pois tudo é não: não vou vestir, não vou tomar banho, não vou escovar os dentes, não vou fazer. Parece que desafiar é uma forma deles se provarem, que até faz parte do desenvolvimento deles e não duvido nada disso. Acho que é bem típico da idade.

Outra coisa que percebi por aqui é que Leo ficou mais seletivo e chatinho para comer. Antes ele batia um pratinho fácil e fácil e por mais que não comesse de tudo, comia uma boa variedade. Agora está mais complicado. Tem dias que mal e mal quer comer e está escolhendo mais, separando no prato o que não aceita e sendo mais enjoadinho.

E como eu tenho agido para enfrentar isso? Com uma boa dose de paciência. Na verdade, uma enorme dose de paciência. Justamente eu, que tenho uma paciência que vai só até a página 15 estou me controlando para não perder as estribeiras, não partir para a briga e o grito. Sempre que dá, tento entender melhor o que o Leo quer mostrar e atender a sua necessidade se for possível. Se não for, tento conversar e mostrar que aquilo não dá, não é hora, não cabe naquele momento.

Com paciência em vez de grito tenho percebido que as coisas tem fluído melhor. Quando eu perco a paciência e a gente bate de frente, aí vira um caos e nada flui, então, o melhor é ir tendo calma, ir negociando e dialogando com o meu pequeno e precoce adolescente.

E por aí? Alguém passando pela fase dos 3 anos e vivendo algo parecido? Dividam as experiências de vocês no espaço para comentários abaixo. Vou adorar conhecer suas histórias.

30 comentários

  1. Viviane

    Oba, achei que era só comigo…fico mais aliviada!
    O meu tem 2 anos e meio e já esta nessa fase dos nãos. Antigamente comia tudo que colocava no prato sem reclamar, a té jiló. Agora se ele perceber uma cebola tira com a mão e fica gritando eca! Ele acaba de ganhar um irmãozinho, que está com um mês e eu achei que pudesse ser uma demonstração de ciumes, mas fico mais tranquila sabendo que é só uma fase!

  2. Camila Roncoli

    Vc descreveu minha vida! Rs… Minha filha está nessa fase terrível. Está com 3 anos e 8 meses e pra piorar ainda mais estou com um bebê em casa de 5 meses, aí junta a fase dos 3 anos mais o ciúmes gigante q ela sente. Não está nada fácil.

  3. Lorranny

    Aqui em casa já passei dessa fase duas vezes , já que tenho um de dez anos e outro que vai fazer cinco no mês que vem . Pra mim foi a pior fase dos dois , onde começam as famosas birras em qualquer lugar.Segredo pra passar por essa fase sem surtar ??Muitaaa paciência , porque amor a gente tem de sobra !!

  4. Fernanda Correr

    Bom dia!
    Muito bom ler seu relato pois vejo que não estou só! kkkk
    Rodrigo está com 3 anos (completos em setembro) e estão bem difíceis as coisas por aqui…não obedece, reclama de tudo, faz birra, não come nada…ele já tem uma personalidade muito forte e acho que essa fase favorece e intensifica esse comportamento rebelde!
    Assim como vc tento ter paciência e não brigar a todo instante até mesmo porque passo o dia fora trabalhando e não quero que os poucos momentos que temos juntos sejam ruins…pelo contrário, tento distrai-lo com outras coisas, conversar, explicar…mas às vezes não dá!

    Enfim, estamos juntas!

    Beijos

    Fernanda – (mãe do Rodrigo)

  5. Patricia

    Estou aprendendo a ter paciência e a controlar os gritos desde já. Logo eu, que sou a senhora impaciência e brigona. Mas concordo com você que brigar e se exaltar não ajuda!
    Boa sorte com seu adolescentizinho!
    Beijos!

  6. Elaine Medeiros

    Achei que vc estava descrevendo meu filho Theo, que tem exatos 3 anos e 3 meses… Birra pra tudo, não quer comer, etc etc etc… Que bom que não é só aqui em casa! Fico mais aliviada!

  7. Jessica

    ufa! Pensei que eu que estava criando um monstrinho em casa. Minha filha está cada vez mais desobediente. Ontem mesmo gritou para a vizinhança inteira ouvir que “nunca mais ficaria com o avô” e ela é apaixonada pelo avô, tudo isso por causa de uma massinha. Os gritos são constantes, tudo questiona…

  8. Fabiane

    Nossa o Heitor está exatamente assim! Mas essa fase também irá passar e aí, subiremos de nível! Bjs

  9. Cassia

    Estou com de 3 igualzinho….É respirar fundo e pedir a Deus muita paciência

  10. Patricai

    Meu pequeno fará três anos na próxima semana ,mas vc o descreveu PERFEITAMENTE,Senhor dai-me paciência!!!!!😭😭

  11. Julia

    O Meu Davi tá nesse ritmo pra pior…kkk..Ele diz…eu não tenho familia…ninguem me ama!!!!..To tentando impor as coisas com mais dureza pra ele entender que pode fazer o que quiser, mas quem manda sou eu….Vamos ver…uma batalha por dia!

  12. Andressa

    Nossa, parece que estou ouvindo a descrição do meu dia a dia, o Benício é exatamente igual, eu tbm já tinha ouvido falar dessa fase, mas está sendo muito difícil pra mim….

  13. Daniela

    Ô! Aqui em casa é a mesma coisa. A única coisa pela qual ele não briga é dormir, pois chega muito cansado da escola. O resto é tudo assim, tem que ser tudo negociado.
    Percebi também a mudança na alimentação assim que ele fez 3 anos, bem mais seletivo.
    Em janeiro ele faz 4 e espero que mude um pouco, rs
    Às vezes o stress já é de manhã pra ir pra escola com o uniforme de manga, porque quer sem manga no frio… Affff
    E agora ele tem uma irmã de 2 meses! Pra completar o caos!
    Tamo junto!

  14. Marcela Felippi

    Que bom ler essas matérias, a gente acaba achando que é só com a gente que acontece, ufa! Angelina esta nesta fase difícil, respondona, meio agressiva, quer bater, outro dia ate mordeu meu ombro, mas com uma boa dose de paciência acredito que passaremos!!! Temos que passar! Um grande beijos a todas!

  15. Cristiane

    Nossa! Achei que fosse somente eu que estava passando por isso , mas vejo que todas passam. Bjs

  16. Paula

    o meu menino tem 3anos e 4 meses e a situação está bem complicada. Desobediente, irritável e opniões não está comendo quase nada. Coisas que gostava antes agora diz que é ruim. Eu estava achando que era um pouco de ciúmes da menina que está com 1 ano e 3 meses, mas ele não apresenta sinais exagerados de ciúmes. Então acredito que seja a idade mesmo.
    Mas o que tem me preocupado mesmo são crises de medo. Ele entra pânico por coisas bobas.

  17. Adarita Mendes

    Nossa, minha filha tem 2 anos e 7 meses e está igualzinha!
    É briga e birra pra quase tudo, haja muita paciência mesmo.
    Oremos que logo passa, assim eu espero! kkk

  18. cristiane

    A minha filha está com 3 anos e 3 meses, e igualzinho as birras e a frase ” não quero mais morar nessa casa” “não sou mais sua amiga” “meu pai vai fazer isso ou aquilo”..o mais me aflige é como impor autoridade ser perder as “estribeiras”…sinto que se eu aceitar as birras, acabo criando uma situaçao dificil de reverter quando ela estiver maior e mais independente.

  19. Marilia

    Superrrr me identifiquei!
    Também pensei que quando desse adeus aos “terríveis dois anos” entraria numa fase mais tranqüila…que nadaaaa! Foi bem como vc falou…agora a manha dos dois anos vem com mais força e mais elaborada…frases assustadoras saem da boca e a gente fica lá…tentando digerir e pensar em como vai lidar com aquilo pra não piorar ainda mais!!!
    Minha pequena está com 3 anos e 4 meses…confesso que estou ficando bem impressionada com tudo o que ela coloca pra fora…pq me vejo em quase todasssss as situações! Minha falta de paciência…qdo refletida por ela vem com bemmmm mais intensidade…meu falar mais determinante …exacerbado nela e por aí vai!
    Como digo sempre…nossos filhos nos fazem olhar para nós mesmos e nos forçam a mudar para melhor :)
    E assim conseguimos ajudá-los a enfrentar a vida da melhor maneira!

  20. Lou

    Nossa! Meu filho fez tres anos esse mes e fazem uns 6 meses que pegou aversao a botoes… Camisas ou calcas com botoes… Gente… Sera que isso passa?? Para ajudar estou com um bebe em casa e o ciumes esta batendo por aqui!!! Tomara que essa fase de negacoes passe logo pois nao sei mais como agir!

  21. Acho que não gostei de ler esse post… Estava contando que as coisas iriam melhorar depois que terminasse os terrible twos… Agora tu me contas que existe esse tal de Threenager?? OMG!!! Vou começar a rezar desde já para Deus aumentar minha paciência… (só por milagre mesmo!)
    Beijos e bom finde!

  22. Viviane

    Nossa, me identifiquei e muito, meu filho está com 2.anos e 5 meses e já está assim, o negócio dele é escolher o que quer calçar, não aceita que eu coloque, ele quer escolher e faz um escândalo se eu obrigar a mudar, outro dia para ir a escola, estava frio e ele foi de chinelo, depois de um escândalo e eu acabar cedendo, difícil viu

  23. Eliane

    Me identifiquei muito. È bem assim mesmo. Meu filho também tem esse problema com botões, não coloca de jeito nenhum, mesmo que seja só de enfeite. É super seletivo com comida (na verdade não come nada, uma briga diária), está começando enfrentar também e o usando frases do tipo “você é chata”, ” só sou amigo do país”, “não vou mais brincar” e coisas do tipo. Olha que tenho uma super paciência, mas tá difícil. Que seja só uma fase.

  24. tati

    Quando comecei ler, até pensei que fosse minha história rsrsrs, aqui estamos bem assim com meu pequeno rebelde! Ele já disse que vai embora, que ia se trancar no quarto e que não era pra eu ir incomodar ele. Não é nada fácil, dói chamar a atenção dele, mas é uma fase que temos que passar, impor limites desde pequenos, ensinar o certo e o errado, para não sofrer depois!

  25. Jessica

    Obrigada, achei que eu estava fazendo tudo errado e deseducando o meu filho. Estava ficando louca!! Rsrsrsrs…

  26. Débora

    Shi,
    Você põe de castigo ou no cantinho do pensamento? Se sim, funciona?
    Aqui em casa comecei a fazer isso e melhorou muito!
    Bjs,

  27. Regiane

    Meu Deus….vc retratou a minha filha de três anos…tenho ela, a Manu e a Mel está com 8 meses, tenho passado poucas e boas, ela simplesmente tem dia que se nega a comer comida, só quer besteira e aí vem o stress….olha não é fácil….assim como vc tbm comemorei o fim dos dois anos…agora essa….socoroooooooooo…kkkk..força pra nós..beijos.

  28. Cristina

    Shirlei, como está a relação entre os irmãos. Sugestões da melhor fase para engravidar do segundo. O meu baby já está com 2 anos e 1 mês e quero muito o segundo, mas está naquela fase do não, das birra,….. Bjs

  29. Jaqueline

    Socorrooooooooo! estou vivenciando essa fase dos 3 anos com a minha filha Helena.Tem sido mto dificil lhe darmos com birras e tantos NÃOS, tenho procurado ler,estudar cada fase dela p lhe dar melhor e saber o q devo ou não fazer,mas essa fase tem me deixado de cabelos em pé,pois tem gerado até conflitos familiares,pois eu tenho entendido q é apenas uma fase do crescimento da Helena,mas mtas pessoas q estao ao meu lado e vivenciam comigo o o dia a dia da Helena tem achado q isso é pq eu estou super protegendo ela,colocando-a mimada…tenho sofrido mto,choro,pois me sinto culpada pq quero q minha filha viva bem e passe por todas as sem obter nenhum tipo de trauma ou ser julgada erradamente por segundos e terceiros.
    Sou uma mamãe q trabalha fora e ainda chego em casa, faço todas as atividades domesticas,não tenho diarista e com tantas atividades a cumprir vejo q meu tempo com Helena tem sido de pouca qualidade e tenho me cobrado mto principalmente nessa fase.
    Queria saber o por que dessa fase “ABORRECENTE”…tem lido,mas ainda n achei nada tao claro do por que,o q gera tudo isso.Se há alguma explicação fisiologica,psicologica.
    Ajude-meeeee!!!

  30. Luzinete

    Olha o meu já chegou nessa idade tbem tá terrível já não sei mais oque fazer já estou fico muito estressada e tento ter paciência mais a minha paciência e curta de mais,se coloco de castigo ele fica muito nervoso e falo ele responde faz birra tem ciúmes quando converso com o pai quando canto quando o pai pega o filho mais novo que está com 5 meses e aí vai e tbem não brinca com nenhuma criança pq não é acostumado estou muito cansada já não sei oque fazer……

Deixe seu comentário