Repelentes contra o Zika vírus – quais e como usá-los

As notícias sobre o Zika Vírus continuam de mal a pior. As notícias ainda não mudaram muito desde que escrevi este post e as dúvidas continuam sendo muitas. E a gente que acompanha a dengue se espalhando pelo país a cada verão sabe que a época é a mais perigosa de todas para as doenças transmitidas por picadas de mosquito.

Enquanto ainda não se consegue determinar ao certo as consequências que o Zika pode trazer à saúde dos bebês na barriga das mães e nem para todas as outras pessoas, o melhor que podemos fazer é nos proteger das picadas. Além de cuidar de não permitir que haja criadouros do mosquito na nossa casa, rua, bairro, é preciso proteger toda a família das picadas do Aedes Aegypti

Repelente

Photo Credit: tamakisono via Compfight cc

Mas não é qualquer repelente que pode ser usado em grávidas ou em crianças. E nem todos eles são mesmo eficientes, inclusive têm maneiras diferentes de serem usados e aplicados.

Recebi algumas dicas sobre isso e quanto mais a gente puder espelhar essas informações, melhor para todos, né? As grávidas podem usar três tipos de repelentes existentes no mercado, vou explciar pelo princípio ativo:

  • Icaridina – é o princípio do repelente Exposis, que tem tempo de ação de 10 horas.
  • DEET – para adultos, tem concentração de 15% e é o princípio do OFF e do Repelex, mas tem tempo de ação menor, de 6 horas
  • IR3535 -está na loção animosquito Johnson e o tempo de ação é de 1 horas.

repelentes

Além de escolher o tipo de repelente e aplicá-lo da maneira e respeitando os intervalos adequados, é preciso seguir outras recomendações dos especialistas para que a eficácia dos produtos fique garantida.

Os repelentes evaporam em contato com a pele e formam uma espécie de nuvem que espanta os mosquitos. É assim que eles ficam longe da nossa pele e não conseguem nos picar. Por isso mesmo é preciso aplicar por cima das roupas e nunca por baixo. Senão ele não forma esse escudo que impede os bichos de se aproximarem.

Se você usa hidratante, maquiagem, protetor solar ou outro produto na pele, deve passar tudo o que precisa e por fim o repelente. Ele deve ser a última camada aplicada para poder evaporar e o ideal é esperar cerca de 15 minutos após passar a maquiagem, ou o filtro solar para depois aplicar a camada de repelente.

Nunca aplique o repelente perto do nariz, dos olhos, da boca e de outras mucosas. Lave sempre muito bem as mãos depois de aplicar os repelentes e não repita as aplicacões mais do que três vezes por dia.

Em caso de dúvidas, principalmente se você estiver grávida, consulte o seu µédico para saber o tipo mais adequado para você e se houver algum sinal de irritação ou intoxicação, procure o serviço médico mais próximo.

Sobre o uso de repelente por bebês, eu escrevi este post no verão passado que vale ser consultado!

Agora, uma informação extra, que me foi passada pelo pediatra dos meninos na nossa última consulta e que eu considero importante compartilhar:
  • Segundo a OMS, frente a situações epidêmicas, mesmo para as crianças menores de 2 anos, apesar da ausência de estudos, pode-se recomendar o uso de repelentes, dando preferência aos compostos à base de picaridina/icaridina, como o Exposis (visto que o efeito perdura por mais tempo – cerca de 8-10 horas – então não precisa ser reaplicado com frequência).
  • Outra opção é o OFF Kids, mas como ele tem menor concentração, também tem menor tempo de atividade.
  • As evidências de óleos vegetais como citronella não estão estabelecidas.
  • Outras dicas importantes para evitar que a criança seja picada são:  usar mosquiteiro no berço/cama, usar tela na janela do quarto das crianças, usar repelente elétrico (de tomada) durante o dia (esse mosquito pica durante o dia).

2 comentários

  1. Marilda

    O pediatra da minha filha indicou um repelente da Exposis que pode passar nas roupas, na cortina e até no mosquiteiro, e está sendo muito bom…

  2. Vanessa

    Bom dia!
    Descobri um repelente natural que tem me ajudo bastante. Se alguém se interessar. Aí vai: em 500 ml de álcool colocar um saquinho (10 g) de cravo e deixar curtir por 4 dias. Sacudir o pote com a mistura de manhã e à tarde para misturar bem. O álcool vai escurecendo ao pegar toda a cor do cravo. Depois dos 4 dias pode misturar um óleo de bebê de sua preferência. Eu não coloquei. Uso só a mistura mesmo. Quando passa fica o cheio do cravo mas logo desaparece. Não resolve tuuudo mas tem ajudo bem. baç. Vanessa

Deixe seu comentário