5 razões para você comemorar o primeiro aninho do seu filho

Daqui a menos de um mês Caê faz um ano. Meu Deus como o tempo voou!!!! Estou chocada. Bom, mas não é exatamente sobre isso que quero falar (sobre como tempo voou), mas sobre a questão da comemoração do seu aniversário.

Muitas amigas estão com bebês fazendo 1 aninho nos próximos dois ou três meses e todas me questionam se vale mesmo a pena fazer uma festinha para comemorar o primeiro aninho do bebê. Segundo algumas “Ele não vai aproveitar nada, e não vai lembrar de nada mesmo depois. E acaba sendo um gasto daqueles!!”. Mas eu, particularmente, não tenho dúvidas: vale, e muito, a pena comemorar o primeiro aninho dos nossos filhos. E abaixo explico por que.

bolo

  1. Primeiro, porque é uma forma de celebrarmos a nós mesmas (nós mães, no caso), comemorarmos as coisas difíceis que ficaram para trás, os desafios que superamos, e o quanto crescemos nesse um ano. A festa do primeiro aninho é para celebrar o primeiro aniversário da criança, mas também para marcar o primeiro aniversário da mãe. E vale para o segundo, terceiro, quarto filho também, porque a cada bebê é uma nova experiência vivida, é uma nova mãe que nasce.
  2. Porque a alegria desse dia é contagiante. Eu costumo comparar festas de um aninho a festas de casamento, onde todo mundo está feliz, está envolvido com a comemoração, entende a importância do momento. Quem já comemorou a festa de um filho sabe o quanto esse evento representa e como guardamos na memória lindas lembranças dele.
  3. E por falar em lembranças, outro motivo de comemorar a festa de um aninho é para fazermos um lindo registro desse período tão significante da vida da criança. Normalmente, temos fotos divinas de festas de aniversário, que transbordam amor, alegria, entusiasmo, felicidade. Além disso, conseguimos reunir numa mesma ocasião pessoas que são importantes para aquele bebê, para a nossa família, e aí registrar esse encontro é sempre gostoso.
  4. Porque não há necessidade de se gastar muito. Uma festa simples também traz alegria e realização. Quando eu falo em celebrar o primeiro aninho com uma festa, eu não falo em passar a mão nas economias para realizá-la, mas fazer uma comemoração que caiba no bolso e que seja a cara daquela família.
  5. Porque o tempo passa rápido demais. Um dia, o bebê tem um mês, no outro está completando um ano. E como o tempo voa, é importante que nós o marquemos, e comemorações são uma forma de fazer isso.

Minha intenção com esse post é, única e exclusivamente, dizer que na vida é importante encontrarmos tempo e formas de celebrarmos aquilo que é importante para nós. No fim, é isso que fica na lembrança. São os momentos importantes, divididos com quem amamos, que marcam a nossa memória e que vamos carregar sempre conosco. Por isso, acho tão bacana celebrar o primeiro ano da criança. Celebrar dentro das possibilidades de cada um – seja uma festa bacana ou um bolinho feito em casa -, mas celebrar com o coração, reunindo pessoas queridas e tirando fotos que poderão ser vistas no futuro, trazendo assim, de volta, a magia daquele momento que não se apagou do coração.

10 comentários

  1. Rogéria

    Realmente vale muito a pena a comemoração, super me identifiquei pelo fato de comemorar não só o aniversário do meu filho mas de ter vencido as inseguras e incertezas que cercam uma mãe de primeira viagem no primeiro ano do seu filho!Na festinha de um ano do meu filho que foi a pouco mais de um mês me vi realizada e super feliz em ver ele sorrindo e se divertido!Adro seu site me identifico muito com seus post!!

  2. Rogéria

    Realmente vale a pena a comemoração, na festa de aniversário do meu filho que aconteceu a um pouco mais de um mês senti uma alegria imensa, sentimento de ter vencido as incertezas e os medos que cercam uma mãe de primeira viagem no primeiro ano de vida de seu filho!Senti uma alegria imensa ao ver o sorriso do meu filho em seu aniversário!!Parabéns pelo seu blog, sempre que preciso venho aqui esclarecer alguma dúvida!!

  3. Diana

    Gostei muito do texto. Tenho lido bastante artigos aqui do blog ultimamente, pois minha pequena está pra chegar agora em fevereiro!
    Meu esposo e eu já concordamos que não iremos fazer uma festa de 1 ano qdo chegar a hora, mas que não vamos deixar passar em branco essa data tão importante.
    Quando falo “festa”, quero dizer uma super produção, em buffet infantil, onde vc gasta uma pequena fortuna, e com 1 aninho, a criança nem aproveita… Queremos, sim, comemorar o seu primeiro aniversário, pois concordo com vc que a vida deve ser celebrada sempre, mas algo mais íntimo, em casa mesmo (já que temos algum espaço pra isto), decoração feita em casa, mesmo, com aqueles que fizerem parte desse primeiro ano da vida dela.
    Sabe as festinhas de antigamente, onde todos ajudavam um pouco pra festinha acontecer? Algo nessa linha, mas sem esquecer as comodidades de terceirizar algumas coisas, pra mamãe não estar descabelada e subindo parede lisa no dia da festa pq os docinhos não ficaram prontos, por exemplo, rs.
    É assim que queremos que aconteça (embora a vovó paterna queira uma grande festa), e espero conseguir fazer acontecer!
    Bjinhos

  4. Suely

    Com certeza concordo com cada palavra, comemorei o do meu filho e não me arrependo!

  5. Lisandra

    Lindo! Comungo com esse pensamento, maravilhoso, esplêndido, bem colocado!

  6. Karen

    Penso da mesma forma. SUPER concordo que temos que comemorar.
    É uma forma de agradecer pela vida, saúde, alegria e muito mais!

  7. Cássia

    Me emocionei com o que você escreveu! É isso mesmo! Daqui uns dias nosso Miguel faz um aninho, e comemoramos as dificuldades que ficaram para trás, tantas coisas que aprendemos, tantas alegrias! Eu e meu marido não podemos pagar uma festa como gostaríamos, mas jamais deixariamos de fazer o que cabe na nossa possibilidade! Com bastante vontade e criatividade, e aproveitando as dicas do blog!

  8. Verônica Batista

    A minha bebê vai fazer um aninho em junho e já estou correndo atrás para fazer a festinha dela. De primeiros momentos não queria fazer nada a não ser um smash the cake, mas meu esposo insistiu para que fizéssemos a festinha, pois temos um filho e não fizemos o dele, pois não tínhamos onde cair duros. Então da nossa caçula ele quer fazer… combinamos que íamos começar de agora para não pesar tanto no orçamento e fazer uma festinha bem legal. Com certeza vamos terceirizar algumas coisas, pois no dia vou ficar por conta da nossa pequena para ela não se estressar e se divertir com a gente.
    Torçam por nós, pois sou marinheira de primeira viagem no mundo das festas infantis… Inclusive vou registrar tudo e fazer um apanhado de registros para meu blog.
    Adoro os artigos de vcs!!! Abraços e fiquem com Deus.

  9. Priscila Vasques

    Entendo que é um momento especial… Quis fazer tudo lindo para meu filho, primeira festa, fiz bastante coisa em casa, me dediquei mesmo. Mas não acho que tenha valido a pena. Infelizmente não tinha dinheiro para fazer a festa que eu queria, acabei dependendo das pessoas (e tive que aguentar muitos palpites por conta disso, que me deixaram frustrada). Me arrependi. Tive muitos contratempos. Pelo nervoso que eu passei, tenho minhas dúvidas se realmente valeu a pena.
    Esse é um desabafo meu, de uma situação vivida por mim. Se tivesse uma condição financeira melhor, sem depender de ninguém, certamente faria, pois aí não me estressaria tanto.

    1. Macetes de Mãe

      Que pena, Priscila!
      Obrigada por compartilhar seu depoimento com a gente :)
      E que as próximas festas se tornem especiais, você vai esquecer o lado ruim.
      Bjs

Deixe seu comentário