Um pouco da Páscoa da minha infância para os meus filhos

Quando eu era pequena, na minha casa, Páscoa era uma data tão esperada e tão divertida quanto Natal. Todos os anos, o “coelhinho” nos visitava e escondia um ninho delícia, que eu não via a hora de encontrar. Na verdade, uma das coisas que eu mais curtia nos meus ninhos de Páscoa eram as “casquinhas” decoradas, que a minha mãe mesmo fazia. Ela enfeitava ovos de galinha e, dentro, recheava com amendoim torrado e coberto com chocolate. Gente, aquilo me encantava! Achava tão lindo e tão gostoso que eu queria que tivesse Páscoa uma vez por mês!

casquinhas

Alguém mais viveu essa tradição das “casquinhas” na sua infância? Essa era as típicas casquinhas que a minha mãe fazia. Uma tradição bem comum no interior do Rio Grande do Sul lá nos meados da década de 80. (Ai que saudade!). Fonte da foto (não encontrei no meu arquivo pessoal, infelizmente): Blog Um Dia no Campo – http://umdianocampo.blogspot.com.br

E por eu ter curtido tanto assim a Páscoa e essa brincadeira da minha infância é que fiz questão de repetir a tradição aqui em casa. Infelizmente, não tenho o tempo – e nem o talento – que a minha mãe tinha, então a nossa Páscoa não tem os ovinhos de galinha enfeitados e recheados com amendoim, mas para compensar isso, eu faço questão de esconder os ovinhos que são os favoritos do meu pequeno e que, assim como as casquinhas da minha infância, guardam dentre deles deliciosas surpresas.

kinder ovo pascoa

Leo seguiu as pegadas, procurou em todos os cantos e, enfim, encontrou o que o coelhinho havia deixado para ele! (PS: Meu pequeno estava tão ansioso que, ao acordar, não quis nem tirar o pijama e colocar uma roupa antes de procurar a surpresa que o coelhinho havia deixado para ele. Kkkk!).

Bom, pelas fotos da nossa Páscoa do ano passado vocês já viram quais são os ovinhos que fazem sucesso por aqui, né? Só que nesse ano, a gente tem mais dois motivo para coloca-los na nossa já tradicional brincadeira.

O primeiro deles é que a Kinder acaba de lançar uma edição com surpresas Dinos e Sereias (Leo aaaama Dinossauros) e o segundo é uma promoção que levará duas famílias para os Estados Unidos para conhecer o Museu História Natural de Nova Iorque ou ao Georgia Aquarium (o maior aquário do mundo), além de diversos prêmios instantâneos (kits exclusivos de mochila e nécessaire).

kinder-produtos

E para quem se interessou pelas novas séries de brinquedos Kinder, eu dou mais detalhes. São, ao todo, 20 diferentes surpresas Kinder Dinossauros e 24 surpresas Kinder Sereias.

Dinos-02 Sereias-02

 

Ainda, os Ovos de Páscoa Kinder também tem as supresas nesses mesmos temas: Dinossauros e Sereias. Só que em vez de brinquedos pequeninos, nos ovos de páscoa as surpresas são grandes.

Dinos

Sereias

E para participar da promoção de Kinder é muito fácil. Ao comprar produtos participantes (Kinder Ovo, Kinder Ovo Páscoa e Kinder Chocolate), cadastre o código de barras no site. Alguns prêmios – kits mochila e nécessaire – são “sorteados” na hora.

A promoção é válida até o dia 31 de março (produtos comprados até o dia 31/03 podem ser cadastrados no site até 01/04), então corra e participe!

Período de compras: 1º/2/2016 a 31/3/2016. Período para cadastro dos produtos adquiridos:  1º/2/2016 a 1º/4/2016. Consulte as condições de participação e os regulamentos completos em www.kinder.com.br

Certificados de Autorização CAIXA 4-2812/2015 e 5-2811/2015. Imagens meramente ilustrativas.

publi-incentivo

12 comentários

  1. Cristiane

    Oi Shirley, você falou que é do interior do RS, de qual cidade?
    Bjos

    1. Shirley Hilgert

      Sou de Ibirubá. Já ouviu falar? É perto de Cruz Alta. Você também é do interior do RS? De onde?

      1. Cristiane

        Já ouvi falar sim, eu sou de Horizontina!
        Minha mãe até hoje faz as casquinhas para as filhas e netos!

  2. Ana

    Shirley, você pintou as patinhas do coelhinho com o que?
    Bjus

    1. Shirley Hilgert

      Ana, eram adesivos. Acho que no site http://www.tuty.com.br tem para vender. bjs

  3. Fabiana

    O seu filho não é alérgico a leite ? Ele pode comer este chocolate ? Minha filha é alérgica por isso queria saber beijos

    1. Shirley Hilgert

      Nao é mais alérgico. :-) bjs

  4. Ana Carolina

    Sou de Porto Alegre e pintei muuuita casquinha de ovo junto com a minha avó!! Que saudade!! Confesso que nunca fui muito fã dos amendoins que vinham dentro, mas eu também adorava ganhar os ovinhos, além de adorar participar do processo de “criação”, hehe. Quem sabe um dia eu consiga repetir a tradição com a minha pequena, ainda tenho esperança, hehe. Obrigada por despertar essa memória afetiva!!

  5. Ju

    Olá!
    Gosto do seu trabalho e acompanho sempre. Também tenho blog e admiro sua disciplina e cuidado em publicar posts diários, com bom conteúdo e bem fundamentados.
    Faz tempo, no entanto, que penso em lhe escrever para comentar duas coisas que me ocorreram ao ler seus textos.
    O primeiro é o fato de você não informar ao leitor quando é publieditorial. Seria honesto com o leitor se você o fizesse. Uma pessoa que trabalha com mídia de internet ou que tem blog, que trabalha com mídia kit, sabe muito bem a importância dos patrocínios para a sobrevivência do blog. Nada errado, só que o leitor precisa saber. Só assim se constrói uma relação honesta com ele.

    O outro ponto que eu gostaria de comentar é sobre alguns conceitos que você utiliza de forma errônea. Um deles é o de depressão pós-parto (DPP). A DPP se caracteriza, dentre outras coisas, pelo período em que ocorre (primeiros meses após o parto – alguns autores incluem a gestação, mas não é consenso). O que você relata ter tido é um quadro depressivo clássico, comum a qualquer pessoa e que felizmente passou.
    Outro conceito que você usa erroneamente é o de bullying. Bullying são atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, sem motivação evidente e que acontecem na tels entre crianças. Logo, uma agressão qualquer que ocorra entre um adulto o e uma criança não é bullying, é violência, desrespeitoso, intolerância.
    Muitas pessoas leem você, seu blog é, em alguma medida, um multiplicador de informação. Então é importante que certas coisas sejam abordadas com cuidado. Por exemplo, abordar um quadro depressivo persistente como DPP pode sugerir para as pessoas que o problema é temporário e que passará, uma vez que está associado ao parto (ou ao evento da.chegada do bebê). Muitas mulheres desenvolvem depressão e acreditam estar associada ao parto, porém a mesma está relacionada a outras dificuldades da vida e predisposição individual, se manifestando em um momento de sobrecarga física e emocional (normal quando se tem filhos). Mas isso não é DPP.
    Enfim, desculpa a longa mensagem, não precisa aceitar, escrevi para você. Estou teclando do celular, por isso desculpa a forma da escrita
    Abraços!
    Ju

    1. Shirley Hilgert

      Olá, obrigada pelos comentários. Vou responder tudinho. ok?
      Sobre os publieditoriais, TODOS são identificados. Sem exceção. No final do post tem o selo que mostra que são publi e no início, nas categorias, aparece escrito “publieditorial”. Pode checar que você irá ver. Isso é regra aqui no blog.
      Sobre o bullying, já haviam esclarecido isso para mim e eu preciso corrigir o post. Vou fazer isso.
      Sobre a depressao, a informação que recebi é que a depressão pós parto não precisa ocorrer logo após o parto. No meu caso, ela surgiu quando o Caetano tinha uns 4 ou 5 meses e mesmo assim foi diagnosticada como DPP. Por uma psiquiatra. Qual o prazo que você considera limite para ser DPP?

  6. Josi

    Moro no interior do Rio Grande do Sul e também pintava casquinhas de ovos quando criança e ainda hoje de manhã combinei com minha filha de 4 anos que vamos pintar as nossas!

    1. Macetes de Mãe

      Que maravilha, Josi!
      É uma delícia esse momento :)
      Bjs

Deixe seu comentário