35 coisas que você irá sentir no primeiro ano de vida do bebê

 

Há alguns dias, me peguei pensando em como a maternidade é um turbilhão de sentimentos. E parece que, no primeiro ano de vida do bebê, eles são ainda mais numerosos, antagônicos e intensos.

Seja pela falta de sono, pelo excesso de amor ou até mesmo pelas variações hormonais, a verdade é que nós experimentamos nos primeiros meses de vida do bebê um tsunami de emoções. Todas fortes, que nos levam ao céu ou nos derrubam por terra, mas nunca passam despercebidas.

É nesse período que fazemos as maiores descobertas e superamos os maiores desafios e, talvez também por isso, que tudo é tão intenso, significativo e memorável.

Sim, o que você viver e sentir no primeiro ano de vida do seu filho você não irá esquecer nunca. Isso ficará gravado na sua memória, no seu DNA, na sua alma. Quem é mãe e já passou pelo primeiro ano de vida do bebê, sabe bem disso.

primeiro ano de vida do bebe

Photo Credit: Nick Fedele via Compfight cc

Então, aqui, a lista das 35 coisas que você irá, com toda certeza desse mundo, sentir no primeiro ano de vida do seu bebê.

  1. Medo do desconhecido.
  2. Insegurança.
  3. Dor ao ver seu filho se contorcer de cólica.
  4. Sono. Muito sono, um sono descomunal.
  5. Prazer quando você pode dormir mais de 5 horas seguidas.
  6. Euforia quando ele passa a dormir a noite inteira.
  7. Angústia ao descobrir que seu filho está doente.
  8. Saudade do tempo que você podia dormir até tarde.
  9. Nostalgia do tempo que você comia as refeições quentes.
  10. Curiosidade de saber quando ele irá sentar, andar, falar pela primeira vez.
  11. Alegria de vê-lo fazendo essas coisas pela primeira vez.
  12. Paixão ao ver o seu primeiro sorriso.
  13. Arrependimento por ter perdido a paciência.
  14. Culpa por achar que não está fazendo as coisas certas
  15. Ciúmes quando ele prefere outra pessoa a você.
  16. Dó quando ele sofre por algum motivo.
  17. Tristeza ao vê-lo doente.
  18. Felicidade ao vê-lo saudável.
  19. Empatia ao perceber que outras mães passam pelas mesmas dificuldades que você.
  20. Vergonha de admitir que há horas que você tem vontade de fugir.
  21. Decepção quando você percebe que poderia ter dado mais de você.
  22. Esperança quando as coisas não estão bem, mas você quer, de todo coração, que elas melhorem.
  23. Frustração quando as coisas não saem como o planejado.
  24. Gratidão quando ele se recupera de uma doença.
  25. Preguiça de colocar salto alto ou qualquer roupa que não seja confortável.
  26. Solidão nos dias e dias sozinha em casa.
  27. Cansaço pelas horas intermináveis cuidando dele.
  28. Melancolia fruto do cansaço e solidão dos primeiros meses.
  29. Pânico de que algo de ruim aconteça com ele.
  30. Raiva dos pitaqueiros de plantão.
  31. Remorso de ter brigado com ele.
  32. Pena quando ele se machuca.
  33. Orgulho do filho lindo que você gerou e está criando.
  34. Alívio, por ver o seu filho chegando ao fim do primeiro ano de vida com muita saúde.
  35. E, principalmente, AMOR. Um amor incontrolável, inexplicável, que você jamais imaginou existir.

E você, o que incluiria nessa lista?

 

30 comentários

  1. Andressa Firmino

    Desespero ao vê lo tomar as vacinas, sofro muito,hoje é dia 😢

  2. Patrícia Ribeiro

    Medo de voltar a trabalhar

    1. Keity Pacheco

      Estamos no modo segundo mês juntinhas e já me dói a hora de nos separarmos, daqui a quatro meses. :’-(

  3. Alana Braz da Cruz

    Eu diria tb orgulho em ver que ele é uma criança querida por todos…

  4. Carolina

    Para as mães q amamentam, ciúmes da mamadeira, na 1a vez q seu filho mama nela, sabendo q vc tem mto leite, mas está com os dois seios mega doloridos.

  5. Cláudia

    Preocupação com peso e crescimento, aumento da espiritualidade.

  6. Andréia Moura

    Eu acrescentaria, por experiência própria :a dor ou remorso por não poder amamentar pelo período, que gostaria ou que o filho necessita. Por questões pessoais, ou profissionais enfim.No caso de mães que trabalham fora como meu próprio caso, ainda sentimos um imenso conflito entre o desejo e a necessidade de dar continuidade a vida profissional, e a angústia em ter que deixar os filhos sob os cuidados de outros. Enfim eu diria que culpa e remorsos são sentimentos inerentes a todas as mães. (vem junto no pacote). Rsrs…

  7. Andressa

    Perfeita…tudo isso junto e misturado.
    Adoro seu blog…me ajuda muito. Muito obrigada!

  8. Ana Carolina

    Ahh que lindo tudo isso , vc conseguiu enumerar da maneira mais perfeita todos nossos sentimentos desses novos passos como mãe , parabéns adoro seu blog !!!

  9. Cláudia

    Adorei! 💗

  10. PATRÍCIA RODRIGUES

    Amei e bem isso tudo que sinto .. principalmente quando em algum momento perdi a paciência com meu príncipe e o pedi desculpas . O amor ? Realmente é inexplicável .. de tão maravilhoso .

  11. Cris

    Adorei, muito emocionada vcs simplesmente me definiu com todos esses sentimentos. Perfeito a incluía mesmo medo ao voltar à trabalhar e desespero ao levá-lo para vacinar.

  12. Danielle

    Saudades do guarda roupa antigo no pós parto, onde nada te serve.
    Saudades de ir no salão pintar o cabelo e fazer as unhas.
    Vergonha por sentir saudades de ser vaidosa.
    Amar seu filho e esquecer essas saudades, sabendo que a primeira infância voa e que ficar com seu filho é o que realmente importa.

    1. Macetes de Mãe

      Verdade, Danielle!
      Garanto que a maioria das mamães vai se identificar.
      Bjs

  13. Daniela

    Curiosidade para saber como será sua voz

  14. Ivelise giro

    Tenho uma menina de 6 anos e estou no inicio de uma gravidez de risco.
    Estou mega ansiosa e insegura Qto aos desafios dessa nova gestação e de cuidar do meu bebe sozinha – principalmente morando muito longe de meus familiares e amigos próximos.
    Seu blog tem me ajudado bastante.

    1. Macetes de Mãe

      Vai dar tudo certo, Ivelise!
      Obrigada pelo carinho!!
      Bjs

  15. Danick

    Medo de ver ele crescendo tão rápido e saber que vou perdê- lo mais rápido ainda.

  16. karyna

    Conheci seu blog ha dois meses…sou mae de uma menina de sete anos e de um menino de dois aninhos
    …naum passo um dia sem dar uma olhadinha no seu blog….adorooo…

  17. Tamira

    Me vi em cada item…É assim mesmo!

  18. sabrina lima

    Bem tudo isso. No meu caso estou sozinha com um bebê de dois meses e um de sete anos. Tenho vontade de fugir pra longe. …

  19. Helenita Fernandes

    Não conseguir controlar uma lágrima escorrendo no rosto nos momentos das vacinas.
    Descobrir um autocontrole que não conhecia nos momentos como os das viradas nas trocas de fraldas.
    Se divertir muito com os sons das gargalhadas com qualquer bobeira que você faça.
    Se derreter com um olhar tão profundo quanto o amor que se sente, com o abraço que transforma 2 em 1 e com algo que lembra um beijo muito, mas muito molhado de baba,
    São tantas emoções… :-)

  20. Kelly

    Alegria inexplicável ao vê -lo andando pela primeira vez.

  21. Lady

    Medo, do futuro, deles me deixarem de lado!!!

  22. Dani Fróes

    Gargalhar qdo ela acorda e vc coloca para mamar e a pessoinha dorme na hora.

  23. Ana Carolina

    Como algumas já referiram: medo de violar a trabalhar; tristeza ao dar vacinas e, principalmente, quando começam as reações; pavor de que algo ruim aconteça a eles… Ai, são tantos medos…

  24. Maiara Viegas

    Orgulho (maior ainda, muito mais) de nossas mães…!!!

  25. Ntar

    Saudades das primeiras semanas de vida, mesmo com todas as dificuldades, o sono incontrolável quando eu estava amamentando, as dificuldades de amamentar, os banhos de xixi e de coco que levei, a preocupação de sair da maternidade com impetigo. Tudo isso foi “punk”, mas sinto falta do meu bebezinho tão pequeno. Olhar as roupas que não cabem mais, vê-lo mamando com as pernas tão cumpridas, ultrapassando a almofada deamamentação que agora tem gaoutra função.

  26. Daisy

    Que qualquer pessoa tome qualquer iniciativa que seja em relação a minha filha sem me consultar primeiro… Não suporto!

  27. Cynthia

    Sinto tudo isso. Perfeito!

Deixe seu comentário