Dicas para aumentar o sistema imunológico das crianças

Na semana passada fui parar de novo no pronto socorro. Caê com febre, tosse, congestionado, prostrado e sem querer comer. Coração da mamãe aqui disparou e corremos para ver um médico (quem me segue no Snapchat – macetesdemae é o perfil – acompanhou a saga).

Mas não é só por aqui que isso acontece. É claro! O inverno a época do ano em que as crianças ficam mais suscetível a diversas doenças, isso porque esse é o período do ano em que o ar fica mais seco e em que procuramos mais por lugares fechados, ambientes propícios para infecções e doenças, como gripes, resfriados e viroses (uma coisa que acontece muito é o filho mais velho carregar os vírus e bactérias da escola para casa e aí passar para o irmão mais novo. Típico da minha realidade).

Mas calma, dá para passar por essas quedas de temperaturas com saúde e sem sofrimento, para isso, basta seguir algumas dicas simples que separei abaixo, que vão turbinar a imunidade das crianças (e ajudar na nossa também)

aumentar sistema imulogico

Photo Credit: MjZ Photography via Compfight cc

>>> Leia também: Gripes, resfriados e problemas respiratórios em crianças – como prevenir e tratar

Na hora da refeição…

Aqui em casa, mesmo no inverno, não pode faltar na mesa verduras, legumes e frutas. Os vegetais escuros, como brócolis, espinafre e escarola dão aquele reforço na defesa do organismo (o preferido aqui é brócolis, Caê e Leo comem bem). Já as frutas cítricas, como laranja, acerola e kiwi são ricas em vitamina C, o que faz aumentar a resistência do corpo. De lanche da tarde dá para oferecer castanhas ou salpicar semente de linhaça e chia nas frutas e vitaminas. Essas oleaginosas são ricas em zinco, aquele mineral que age na defesa do organismo e combate aos resfriados da estação. O inhame é outro alimento que aumenta as defesas do organismo e é bem fácil de incluir no cardápio, dá para fazer em forma de purê ou de chips.

Tem que tomar a vacina

Muitas mães têm aflição de ver as crianças chorando por causa de uma picada de vacina, mas é preciso passar por esse sacrifício, já que as vacinas protegem os pequenos de uma série de doenças, então fique de olho na Caderneta deles.

Mantenha a higiene

Ao chegar em casa tem que lavar as mãos. Se essa regra for seguida à risca já é um passo importante na prevenção de muitos problemas de saúde dessa época. A regra aqui é o Leo lavar as mãos assim que chega da escola. Ele já sabe e vai sozinho (ou não!! Kkk! Depende do dia e do humro dele. Mas aí eu fico em cima e convenço o pequeno da importância dessa simples atitude).

Dedique um tempo ao banho de sol

Às vezes fugimos dele por causa do risco de câncer, porém, o sol é a principal fonte de vitamina D e ele também ajuda a fortalecer o sistema imunológico. Ficar no sol antes das 10h e depois das 16h por até dez minutos está liberado e é o suficiente para garantir o seu benefício ao organismo.

Nada de ficar parado

Criança saudável tem uma disposição que não tem fim. Então, mesmo no frio deixe os pequenos manterem uma rotina de exercícios para que o corpo aumente o número de células que vão combater as infecções virais.

Viu como não é tão complexo assim manter/melhorar a imunidade das crianças? Eu também vou ficar de olho nessas dicas que descobri e colocar em prática as que ainda não uso por aqui.

Atenção para o descanso

Dormir ajuda o organismo a se recuperar do desgaste natural e melhora o sistema imunológico dos pequenos.

A limpeza da casa também é importante

De nada adianta cuidar do sono, da alimentação e das vacinas se o lugar onde a criança vive não está limpo e livre de microorganismos que poderão causar doenças. Mesmo nos dias frios, a casa deve ser aberta para ventilar. Também deve-se evitar o acúmulo de poeira (ácaro) e a criação de mofo.

4 comentários

  1. Leila

    Muito bom vou aderir ao inhame.
    Sabe o que queria saber, alguns relatos de mães de já tiraram as amigdalas de seus filhotes, pois estou num dilema, Minha filha tem 3 anos, e tem seguidas amigadalites, sempre tratadas com antibióticos, o otorrino dela já quer tirar, pois as infecções não provém do nariz nem da imunidade/anemia. Mas confesso que fico muito preocupada com o fato dela não ter esse filtro. O que fazer? Será que tem mamães que seguem seu blog que possam testemunhar sobre esse assunto? Obrigada

    1. Milene

      Olá, meu filho tirou as amígdalas aos 3 anos. Tbm tive medo por causa da cirurgia, mas ele vivia com a garganta inflamada e tomava antibióticos a cada 15 dias….um sufoco! O otorrino sugeriu e eu acabei concordando. Foi o melhor que eu fiz! Ele melhorou muuuito. Parou com os resfriados, dor de garganta, começou a ganhar peso adequado pra idade dele, cresceu e ficou muito mais disposto. Passou a se alimentar melhor tbm. Para nós foi muito positivo, se vc tiver um médico de confiança, eu recomendo! Ah, e o pós operatório não foi tão ruim, ele tirou de letra. Espero ter ajudado.
      Bjs, Milene.

      1. Leila

        Obrigada Milene estamos num tratamento que uma segunda otorrino indicou, e exames de investigação. Logo logo terei uma decisão. Eu aviso, abraço

    2. ana fluck hinrichs

      Olá Leila!
      Minhas filhas ainda estão com suas amigdalas intactas, mas eu tive elas retiradas quando tinha 12 anos. Então só posso falar da minha experiência como filha:
      . Pelo que o meu médico na época falou, eu já havia ficado vezes demais doente (pelo menos 3x ao ano por causa da amigdalite) e o antibiótico passou a não ter o mesmo efeito e ele já tinha me dado o mais forte possível. Então recomendou a cirurgia antes que a inflamação pudesse se espalhar pelo resto do corpo. Claro que com um diagnóstico desses, fizemos a cirurgia. Foi muito bom fazer, pois ficava muitas vezes doente por causa da amigdalite e perdi muita aula. Os outros órgãos do sistema imune passaram a atuar no lugar. O único ponto negativo é que passei a sentir mais frio no pescoço no inverno, mas não precisa ser necessariamente relacionado a isso.
      Conversando com outras mães na creche descobri que o cirurgião pode também só retirar parte da amigdala e já melhorar o quadro
      Melhoras pra sua filha e força!
      Beijos

Deixe seu comentário