As 10 coisas que eu gostaria que o pai dos meus filhos soubesse

Hoje, compartilho com vocês algumas coisas que eu gostaria que o pai dos meus filhos soubesse. E, posso apostar: você também gostariam de dizer o mesmo para o pai dos seus.

E não que eu não fale isso para o meu marido. Pelo contrário! Falo e repito diversas vezes ao longo dos dias. Mas é que acho que deixar registrado, por escrito, aqui no blog, para ele e outros maridos lerem e refletirem, poderá ajudá-los a entender boa parte dos sentimentos que nós, mulheres, passamos a ter depois da chegada dos filhos.

pai

Então, com vocês, as 10 coisas que eu gostaria que o pai dos meus filhos soubesse (e se lembrasse sempre):

  1. Que reconhecimento é importante (sim, nos entregamos e fizemos tudo por amor e por prazer, mas se os esforços foram reconhecidos, isso nos deixa mais felizes).
  2. Que eu não quero ajuda. Eu quero alguém que divida comigo, as responsabilidades e as tarefas.
  3. Que se a sua vida mudou depois da chegada dos filhos, a minha mudou muito mais. Na verdade, eu mudei.
  4. Que eu detesto ser a chata reclamona. Mas que tem horas que isso é necessário para as coisas acontecerem.
  5. Que eu também sinto falta da vida de antes. Que eu também sinto falta da época que tínhamos tempo para namorar.
  6. Que, muitas vezes, eu me culpo por não ser a mãe que sempre idealizei. Mas que estou tentando ser a melhor mãe que eu posso.
  7. Que, muitas vezes, devido a rotina desgastante, eu chego no meu limite. Por isso, me perdoe quando eu não estiver nos meus melhores dias.
  8. Que eu admiro os seus esforços. Que eu sei que trabalhar muito mais horas do que gostaria não é só uma escolha sua. E que eu sei o quanto isso também te custa.
  9. Que nós dois, juntos, temos a tarefa mais importante que pode ser dada a alguém nessa vida: criar seres humanos. E para isso, companheirismo é imprescindível.
  10. Que se eu tivesse que fazer tudo de novo, faria exatamente desse jeito. Que você continuaria sendo o escolhido para ser o pai dos meus filhos.

29 comentários

  1. Danielle

    Perfeito!!
    Parabéns por elaborar o nosso sentimento com tanta perfeição!
    Parabéns pelo Blog!

  2. Karina Marillac

    Sinto o mesmo!

  3. michelen cantelmo ramos

    Acrescentaria a divisão do tempo de descanso e do tempo de lazer.

  4. Geisa

    Chorei ao ler! Vivo dizendo ao meu companheiro essas coisas e ele não entende! Já pensei em me separar várias vezes e vou fazer terapia como último recurso pra não desistir dessa relação

    1. Sandra

      Eu faço terapia e nas primeiras consultas a psiquiatra fez o meu marido ir junto. Ajudou um pouquinho, depois voltou tudo como era antes. Acho que isso vai da criação que estes homens tiveram, de que sua parceira deveria ser independente financeiramente, mas NÃO avisaram a eles que teriam responsabilidade com as tarefas da casa, pois se não elas ficariam sobrecarregadas. Continuo casada, mas te digo que é difícil, por vezes quase uma guerra.

  5. Nathassia

    Só uma mãe pra entender outra com tamanha perfeição!
    Nada melhor que um bebê em casa. Nada tão transformador em nossas vidas.
    Queria eu ter compartilhado isso antes!

  6. Cris

    Ainda bem que neu marido é super parceiro nessa tarefa. Seria muito difícil sozinha.

  7. Cau

    Adorei, muito real, cheio de verdades ditas com amor. Meu marido precisa ler isso. Parabéns Shirley, sempre dizendo o que precisamos ouvir. Bjos.

  8. Isso! Também acho que mesmo dizendo essas coisas no dia a dia, é válido deixar escrito.
    Eu, por exemplo, fiz uma poesia para o pai do meu filho:
    http://somelhora.com.br/index.php/2016/08/11/amo-pai-filho-poesia/

  9. Liza

    Estou vivendo uma crise no meu casamento após a chegada da nossa filha, ela completa 3 anos em outubro.
    Meu parceiro chegou num ponto de dizer que não me ama mais, que o único amor que sente é pela nossa filha e que isso basta. Quero lutar pela minha família, como a gente faz para conciliar esses dez pontos e não deixar o amor acabar ou virar outro sentimento?

    1. Shirley Hilgert

      Liza, boa pergunta. Acho que uma conversa franca com o companheiro pode ajudar. Se não, talvez terapia de casal. bjs

  10. Claudete Niel de Castro

    Que texto maravilhoso: breve e profundo _ emocionante! Pega na veia das mães _ espero que pegue na veia 4dos pais!

  11. JGA

    Sempre ajudei o máximo possível, trabalhando acordando na madrugada junto com ela, mas às vezes precisa de mais e mais

  12. Ana

    Enchi os olhos de lágrimas… É a realidade…

  13. Cleia

    Perfeito

  14. Francirlle

    que lindo .. Tudo exatamente como eu e muitas outras mães sentimos .. Parabeens 👏😍

  15. Francielle

    que lindoo.. Tudo que eu e muitas outras mães sentem .. Parabéns !! 👏👏😍

  16. Graci

    Fiquei emocionada…é exatamente assim que nos sentimos.

  17. Raquel Mariano

    Tirando o 10 super me identifiquei.

  18. Giselle

    Perfeito!!!!!

  19. Amanda

    Exatamente isso!

  20. Luciane

    Parabéns por representar tão bem sentimentos q só eu achava q tinha…É um alívio saber q acontece em outros lares tb….obrigada! Ufa!!! Rsrs

  21. Tudo a ver comigo, obrigada e até enviei para o maridão.

    Ana Paula Cosentino – @soumamays

  22. Paty

    Exatamente isso!!! Mas com toda certeza não o escolheria novamente como pai !!!

  23. Pai

    Mas vocês só reclamam… Amélia que era mulher de verdade…

  24. Rafaela Autran

    Perfeito!!!!

    Quero compartilhar e não consigo.

    1. Macetes de Mãe

      Que bom que gostou, Rafaela!
      O que aconteceu? Não consegue copiar o link?
      Bjs

  25. Ana Paula de Oliveira

    Minha lista seria parecida, mas infelizmente após mais de dois anos de separação, o item 10 não teria a mesma resposta, é duro chegar a esta conclusão.😞

  26. Marina

    Muito bom! Adorei o texto, leu os meus pensamentos!

Deixe seu comentário