Descubra a forma certa de elogiar o seu filho

Os primeiros anos de vida de nossos filhos são cercados de conquistas. É uma palavra nova que eles aprendem a usar em um dia, é o andar de bicicleta no outro e de repente aparece àquela nota dez no colégio, que nos enche de orgulho e de vontade de elogiar (para que eles tenham autoestima e continuem se esforçando).

Mas esses dias eu estava pensando, será que existe uma forma correta de elogiar os pequenos para que eles não se sintam pressionados ou se tornem o “centro das atenções”?

A resposta é: existe sim.

forma correta de elogiar criancas

Photo Credit: donnierayjones via Compfight cc

A Carol Dweck é uma psicóloga americana, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, que estuda como as pessoas lidam com a motivação e ela também já pesquisou sobre como o cérebro das crianças reage aos elogios.

O que ela descobriu foi que nunca devemos elogiar nossos filhos por sua inteligência, como “Nossa, como você é bom nisso”. O certo é dizermos, por exemplo, “Nossa, você deve ter trabalhado muito para conseguir isso”, enfatizando que o esforço para chegar a aquele resultado foi mais importante do que qualquer coisa.

Segundo as pesquisas que a psicóloga americana fez (dá para ler o artigo completo aqui, em Inglês), quando elogiamos a atitude, as crianças se sentem motivadas e confiantes a enfrentar novos desafios – porque sabem que grande parte de uma conquista depende do seu esforço -, agora se falarmos somente da sua capacidade ou inteligência para realizar alguma tarefa elas irão se acomodar (pois não vão se arriscar em algo que elas não sabem se serão tão boas).

Mas e no dia a dia, como vamos “encaixar” os elogios corretos? A terapeuta de casal e família Magdalena Ramos (argentina, mas que vive no Brasil) também já abordou o assunto, então escolhi algumas dicas dela (de quando e a forma ideal de elogiar) que com certeza qualquer mãe vai usar ao longo da vida com os filhos. Vamos lá:

– Elogie quando a criança largar a chupeta ou conseguir realizar alguma tarefa sozinha, por exemplo, assim ela ganha mais autonomia.

– Se o seu filho foi educado com alguém ou generoso, essa também é uma atitude que merece ser exaltada.

– Ele estudou, estudou e estudou, mas não tirou 10 na prova de matemática? Não tem problema, o importante é elogiar o esforço, independente do resultado (afinal, nem tudo mundo é bom em tudo e nem com números).

– O seu filho te pediu um brinquedo, mas você disse que agora não iria comprar e ele não fez escândalo? Faça-o perceber que teve uma boa atitude.

– Aproveite ainda os momentos em que a família estiver reunida para elogiar e valorizar as conquistas, seja do pai ou do irmão (assim as crianças criam um vínculo familiar mais forte).

– E sobre dar um presente para recompensar um esforço? (sei que muitas mães não resistem). Mas, tenha cuidado, não torne isso um hábito e faça-o somente se for uma conquista que realmente mereça um momento especial.

Agora não tem erro, seguindo essas dicas vamos conseguir estimular o cérebro dos pequenos a aumentar a sua capacidade (com os elogios certos).

Deixe seu comentário