Por que não é legal a criança sentar em “W”

Depois de engatinhar, de ficar semi sentado eis que surge o momento da criança sentar de verdade, sem nenhum tipo de apoio. Aqui em casa isso aconteceu com os meninos por volta dos 7 meses de idade (mas se o seu filho ainda não conseguiu se sentar sozinho fique calma, cada criança tem o seu tempo de evolução).

sentar-em-w

E para nós, adultos que estamos acostumados a sentar, é até engraçado imaginar que ficar nessa posição não é assim tão simples. A criança precisa de muito esforço para conseguir controlar o peso do corpo e, por isso, algumas acabam sentando em W, que é quando eles sentam no chão com as pernas dobradas e os pés posicionados para trás (se você olhar de cima tem o formato certinho da letra W).

sentar em w

Google Images

Confira também: Técnica para ajudar o bebê a se sentar

Caê mesmo, sempre foi superfã dessa posição. Virava e mexia, lá estava ele com as perninhas em W. E você sabe por que os pequenos curtem tanto essa posição? Porque ela traz mais estabilidade para eles. Simples assim!

Porém começa ai uma divisão de opinião – alguns ortopedistas dizem que não existe nada de errado em se sentar assim e outros alertam que é melhor evitar.

Bom, em um primeiro momento não tem realmente problema, até porque as crianças mudam de posição com o tempo. Mas, se ela adotar essa posição com a predileta fique atenta. E quem diz isso é um estudo publicado pelo Jornal Europeu de Pediatra (informação em inglês).

A pesquisa explica que essa posição dá estabilidade para os pequenos, ou seja, eles não precisam se esforçar para se equilibrar e, em contrapartida, deixam de trabalhar o tronco e outros músculos. Por isso, essa posição é tão criticada por alguns especialistas. A longo prazo, sentar em w, segundo o estudo, pode causar os seguintes danos:

– Diminuir a coordenação e equilíbrio

– Interferir no desenvolvimento de ossos e articulações do quadril e também dos joelhos

– Prejudicar o alongamento dos músculos

– Gerar problemas na coluna

– E como a criança não consegue girar o corpo, ela acaba usando a mão direita para pegar objetos que estejam mais perto desse lado e a mão esquerda para o outro lado. A consequência? Ela demora em assumir a mão dominante.

Mas então, o que fazer?

Se a criança for pequena, vale arrumar a perninha, colocando elas para frente ou cruzadas. E, conforme a idade, dá também para mudar o ambiente da brincadeira deixando-as sentadas em cadeirinhas com mesinhas. Para crianças um pouquinho maiores vale ter aquela conversa e explicar que sentar assim machuca as perninhas.

Já em caso de insistência delas na posição sempre vale aquela consulta, para checar se está tudo ok mesmo!

10 comentários

  1. Nédria

    Não tem nada a ver. A criança deve se sentar como preferir. Minha filha hj tem 6 anos e sempre amou sentar nessa posição e é perfeita e super desenvolvida … comentário sem cabimento . Aff cada uma .

    1. Andréia

      Nédria, você realmente leu o texto? Não é um texto sem cabimento, pelo contrário, está muito bem embasado! Quem não quiser seguir, que ao menos pense a respeito.

  2. Ana Furst

    Nossa, cada tipo de comentário! Quanto amargor! Eu mesma sentava assim até mais grandinha, sou super normal, mas se tem uma linha médica que fala dos riscos é porque eles não devem ser ignorados, tenho certeza que a intenção da autora ao escrever foi a melhor possível.

  3. Laira

    Está corretíssimo o texto

  4. Camila

    Muito bacana adorei bem didático e útil obrigada vou compartilhar

  5. Carla

    Minha filha já tem problemas, ela bate os dói pezinhos ao andar, e o ortopedista disse que é de ficar nessa posição!

  6. Vianeí

    Meu filho teve síndrome de west e adorava ficar nesta posição, graças a Deus as fisioterautas nos auxiliaram a sempre alterar a posição para a forma correta e tenho certeza que ajudou muito. Hoje ele anda, corre, pula… na verdade a parte motora já está 100%. Concordo com o texto acima e obrigada por compartilhar!

  7. Tatiane

    Minha filha tem 2 anos e 2 meses e sempre senta nessa posição,e ela cai muito mais q outras crianças do convívio dela…
    Será por esse motivo ou n tem nada haver?

    1. Shirley Hilgert

      Tatiane, eu não sei responder. Teria que checar com o pediatra. abs.

  8. Mariana

    Eu sento assim até hj ao brincar com a minha filha e ela tbm. Não fiquei com nenhum problema por causa disso.

Deixe seu comentário