Crianças que roem a unha – o que fazer?

“Menino, tira esse dedo da boca e pare de roer a unha!”. Se você ou algum irmão tinha essa mania na infância, deve ter ouvido muito essa frase.

Mas agora como mãe, a preocupação é em fazer nossos filhos pararem com esse péssimo hábito.

Roer a unha é um assunto complicado por duas coisas: a primeira é porque temos que descobrir qual o motivo que tem levado a criança a roer (vou te explicar melhor quais a seguir) e a segunda, porque muitas vezes ela nem percebe que está roendo (então, como parar de fazer uma coisa que você não se dá conta de que está fazendo?).

criancas que roem unha

Por as crianças roem as unhas?

Eles podem roer as unhas por várias causas, uma delas é a curiosidade, os outros motivos são: tédio de não ter o que fazer, por hábito, por imitar alguém ou ainda devido à ansiedade.

Essa questão da ansiedade é bem interessante, porque ela acontece mais entre os 3 e 4 anos que é a faixa etária em que as crianças começam a fazer as coisas sozinhas.

Mas, você já reparou em quais situações o seu filho rói as unhas?

Por exemplo: ele rói a unha de forma moderada ou se machuca? O hábito é feito inconsciente, tipo quando assisti TV ou em situações específicas, quando ele tem uma tarefa a fazer?

Se for para lidar com o estresse (como quando ele tem algo a fazer) a tendência é que ele pare de roer com o tempo (porque aos poucos ele se acostuma com os seus novos deveres). Porém, se o hábito se prolongar, for inconsciente ou incomodar temos que agir para ajudar os pequenos.

O que podemos fazer?

Você, assim como eu, deve ter ouvido vários conselhos da vovó para fazer com que a criança pare de roer as unhas. Alguns são verdadeiros e outros precisam ser revistos.

O primeiro deles é sobre a frase “pare de roer a unha, menino” (eu até brinquei com ela no começo do texto), mas o ideal é que a mãe não chame a atenção do filho dessa forma e nem o coloque de castigo (lembre-se: se até nós adultos temos dificuldade de lidar com as manias, os pequenos também têm).

Quanto às outras dicas:

  • tente investigar o que causa ansiedade no seu filho, essa pode ser a origem do problema. Algumas situações são: mudança de escola, separação dos pais, uma apresentação no colégio. O ideal é incentivar seu filho a falar sobre isso;
  • não reclame e nem puna a criança, ok?;
  • dá até para impor algumas “regrinhas”, como “não pode roer as unhas à mesa”, “não pode roer as unhas quando estiver com os amiguinhos”;
  • e sempre mantenha as unhas deles bem cortadas e curtinhas;
  • se ele roer as unhas sem perceber ajude-o a lembrar de que está roendo. Para isso combine um “código secreto” com ele, como “quando você estiver roendo a mãe pisca um olho e você para, certo?”;
  • você pode negociar com a criança também um lembrete para ela parar de roer, um curativo na ponta dos dedos (mas não adianta você colocar, a criança tem que aceitar a “brincadeira”, senão parece uma punição);
  • mães de meninas tem uma missão mais fácil, passar algumas camadas de esmalte para dificultar a criança a roer. E se a sua filha for vaidosa ela não vai querer estragar as unhas de jeito nenhum;
  • e você deve estar pensando: e as receitas de pimenta e de líquidos amargos? Não dá para negar que muitas mães fazem isso. Mas que tal tentarmos as opções acima?  Porém, se o desespero for tanto tenha cuidado com esses produtos. A criança pode passar a mão com a substância no olho e causar outro problema.

E você, já teve que lidar com essa situação em casa? Quais dicas funcionaram com os seus filhos?

1 comentário

  1. Renata

    Meu filho tem 5 anos e começou a roer as unhas ha alguns meses. Eu não estou sabendo administrar essa situação e vou tentar aplicar essas dicas. Eu roí as minhas unhas durante 29 anos, parei inconscientemente ha 2 anos somente. Espero poder relatar o sucesso dessas dicas aplicando com o meu pequeno.

Deixe seu comentário