Amigas sem filhos, queremos agradecer vocês

Acredito que toda mãe, assim como eu, tem amigas dos tempos de faculdade ou mesmo do trabalho que são solteiras ou até casadas, porém, não tem filhos e, mesmo assim, sempre estão super presentes em nossas vidas.

A sensação que tenho é que a amizade e o carinho que elas sentem por nós se estendem inclusive para os nossos filhos (e essa relação é muito boa).

Mas esse contato não fica só por ai não. Na verdade, ao manter essa amizade, elas nos fazem um imenso favor. Isso porque, temos que confessar que há dias que é bom (muito bom!) conversar com gente que vive uma realidade diferente do chamado “universo da maternidade”.

E é justamente sobre isso que fala um texto daquele site que eu adoro, o Scary Mommy, e que já citei aqui outras vezes. Nele, Megan Zander fala sobre um texto de Constance Hall, no qual a autora agradece as amigas sem filhos e fala da importância delas em nossas vidas. Venha ver!

Uma mensagem de uma mãe para as amigas que não tem filho: ‘Obrigada por se importarem com os meus ’

Livre tradução de um texto de Megan Zander

amigas-sem-filhos

Photo Credit: donnierayjones Flickr via Compfight cc

Quando se trata da criação dos filhos, a mãe e autora Constance Hall tem um relato muito verdadeiro. Se ela é bastante sincera sobre o quão difícil é ficar em casa e ser mãe, nos lembrando de aceitar nosso corpo pós-parto ou de falar sobre as contradições da maternidade, Hall também não tem problema em ser honesta sobre os cuidados com os filhos.

E ela falou sobre isso novamente em seu último post viral no Facebook, desta vez com uma mensagem para os(as) amigos(as) sem filhos: ‘Obrigada por darem atenção às minhas crianças’.

Constance escreveu:

“Vocês veem para as festas dos meus filhos porque querem vir e não porque seus filhos os arrastam para cá”.

E isso é verdade. Metade das vezes, nós nem queremos estar em uma festa de aniversário de crianças, mas eles são nossos filhos, amigos de nossos filhos, então a gente vai.

Festas de crianças são barulhentas, quentes. Quando nossos amigos sem filhos aparecem – e com um presente – nós sabemos que eles não foram só por causa do bolo. Mas sim por que realmente se importam.

E nós agradecemos sua presença, mesmo se não tivemos a chance de dizer isso por que estávamos muito ocupadas com as crianças naquela hora.

“Você vai a um restaurante com área de recreação e come batata enquanto meus filhos jogam no seu celular e derrubam sua bebida, quando você poderia ter aceitado um convite para estar em algum lugar legal com milhões de pessoas legais que te chamam para sair”.

“Você vem para minha casa contar histórias interessantes”, ela diz, “e me inspira quando fala sobre seus próximos planos”. Muito obrigada por isso.

Uma das melhores coisas sobre encontrar amigos sem filhos é ouvir deles sobre suas vidas, assuntos que não tem nada a ver com Minecraft ou com reuniões de pais e filhos.

Por que Hall é uma pessoa incrível, ela até reconhece aqueles seus amigos que gastam tempo com os seus filhos (que nem sempre têm o temperamento fácil), por que eles tentaram e não conseguirem ter seus próprios filhos. “Algumas delas tentaram desesperadamente ter filhos e em vez de sentirem ciúmes ou ficarem com a cara feia pra mim elas se dedicam aos meus filhos como se fossem seus”.

Quando um post do Facebook começa com, “queridos amigos sem filhos”, você sabe que vem um monte de besteira e preconceito, do tipo que eles não sabem o que é o amor verdadeiro ou como é estar realmente cansado por cuidar de um bebê.

Mas os posts de Hall não colocam os pais contra aqueles que não são pais. Ela faz um sincero agradecimento aos amigos que não são pais, mas amam nossos filhos como parte deles.

“Eu não lembro, em momento algum, antes de ter filhos, de ser descolada e legal o suficiente para sacrificar um sábado à noite em um bar para sentar no chão da cozinha e jogar Twister com o filho de uma amiga”.

Então, caso não tenhamos dito o suficiente para nossos(as) amigos(as) que não têm crianças, mas que nos amam e amam os nossos filhos, aqui estou para dizer: obrigada!!! Nós realmente não poderíamos fazer isso sem vocês. E nós iremos pagar para lavar aquela camiseta.

 

 

1 comentário

  1. Elaine Palazzo

    Amei…
    Realmente essa é a verdadeira amizade!

Deixe seu comentário