As 10 coisas que eu gostaria que o pai do meu filho soubesse (adaptação para pais separados)

Há alguns dias postei aqui no blog As 10 coisas que eu gostaria que o pai do meu filho soubesse, e, como o texto é um relato baseado no meu dia a dia como mãe casada, algumas mamães que são separadas dos pais dos seus filhos sugeriram uma adaptação. A leitora Mariana se dispôs a fazer a adaptação e enviou pra gente o texto que você confere abaixo.

destaque_pais

Photo Credit: Georgie Pauwels via Compfight cc

As 10 coisas que eu gostaria que o pai do meu filho soubesse

1- Sim, a maior parte da responsabilidade é minha. Mas não torne isso minha obrigação.

2- Tirar foto com seu filho é lindo, porém mais importante que foto são recordações.

3- Você não tem que me “ajudar” a pagar as contas do seu filho. Você tem que dividir as contas dele comigo. Você tem suas “coisas” e eu gostaria de ter as minhas.

4- Se você não quer virar as madrugadas e limpar a casa inteira vomitada, não queira o feriado inteiro para você quando ele estiver bem.

5- Quando arrumar um(a) companheiro(a), não esqueça do seu filho.

6- Nunca, jamais, em hipótese alguma fale mal de mim na frente do meu filho.

7- Não sou perfeita, é cansativo ser mãe sem um parceiro do lado, a culpa não é sua, não demos certo. Por esse motivo, não venha enumerar os meus erros.

8- Aceite que algumas decisões eu terei que tomar sozinha por estar o tempo todo com ele. Assim como você, quando estiver.

9- Não faça meu filho uma moeda de troca comigo. Isso não é uma disputa.

10- Ame-o, respeite-o, conheça-o, adore-o, brinque, EDUQUE e imponha limites – não é tarefa só minha, eu não quero ser a chata e você o bonzinho.

 

Texto escrito por Mariana, seguidora do Macetes de Mãe.

3 comentários

  1. Andreza Cristina

    Perfeito

  2. Maria

    Não concordo em nada com esse texto. Tenho certeza que muitos pais se sentiriam ofendidos com isso. Infelizmente isso ainda é o que muitos juízes pensam e acabam não dando o direito ao pai da guarda alternada e de exercerem seus papeis na vida das crianças. Meu marido tem um filho de outro relacionamento e a realidade não condiz com nada do que li nesse texto. Sou mãe também e sei muito bem de todas as responsabilidades de uma mãe.

  3. Mel

    Achei um texto super ressentido. Tem que saber separar os papéis. O ex-companheiro pode não ter sido bom marido, mas pode ser (continuar sendo) excelente pai, após a separação. O texto se dirige a pais que não cumprem o seu papel e sobrecarregam a mãe.

Deixe seu comentário