#PrimeirasDescobertas: explorando o mundo

Até mais ou menos os 2 anos, a criança é uma grande exploradora do seu “pequeno ambiente”(casa, escolinha). Mas, a partir dessa idade, ela vira uma verdadeira desbravadora do mundo!

Percebi isso claramente com o Leo. Até 2 anos, ele era curioso, mas não se aventurava tanto por aí. Ele se arriscava, mas apenas em ambientes que eram seguros para ele, nos quais ele sabia exatamente onde estava pisando e não corria o risco de ter grandes surpresas.

imagem-destaque-2-anos

Imagem de arquivo pessoal. Sua reprodução não está autorizada.

Mas parece que, depois dos 2 anos, ele passou a se sentir seguro para arriscar mais. Lembro que, nos primeiros meses que ele estava na escola (que foi um pouco antes dos 2) ele vinha para casa sujo, com a roupa manchada de tinta, os braços riscados de canetinha, mas não era nada muito fora do comum. No entanto, poucos meses depois, ele passou a realmente “causar” (no bom sentido)! As camisetas não vinham mais sujinhas dentro da mochila. Agora, estavam completamente imundas, do tipo que a gente fica na dúvida se tenta salvar ou é melhor jogar fora. E a tinta, que antes simplesmente manchava a ponta da camiseta, agora aparecia grudada no cabelo, enfiada dentro da orelha, encrustada embaixo da unha.

E sabe o que eu senti quando o Leo entrou nessa fase? Alegria. Realização. Prazer. Meu filhote estava disposto a explorar o mundo da forma que eu explorei quando fui criança! Para mim, foi, de certa forma, um alívio ver que o Leo se interessava por essas coisas tão simples, tão básicas, tão naturais e tão humanas. Afinal, com tantos atrativos e tecnologias disponíveis nos dias de hoje, descobrir o prazer do simples nem sempre é fácil.

E, por isso, a nós, pais, cabe o importante papel de darmos condições dos nossos filhos explorarem o mundo sem medo de se arriscarem, se surpreenderem e, por ventura, até se frustrarem. Cabe a nós mostrarmos que as experiências são mais valiosas que os bens materiais, que nada é para sempre e que, quanto mais eles tentarem, mais descobrirão sobre a vida, sobre o mundo e sobre eles mesmos.

Portanto, sempre procure não podar as iniciativas dos meus pequenos. Se eles aparecerem em casa com o uniforme manchado de tinta ou com a roupa suja de lama, não tem problema. Pelo contrário: isso tem é valor, pois prova que em algum momento daquele dia havia um pequeno artista ou pequeno explorador descobrindo as maravilhas que a imaginação, a criatividade e a diversão podem nos oferecer.

Estimule seu filho a explorar e descobrir, mesmo que isso signifique roupas imundas dentro do cesto no fim do dia. Para resolver esse pequeno problema, temos um novo aliado: OMO Puro Cuidado, que está aí para cuidar direitinho da roupa dos seus pequenos sem descuidar da pele delicada deles.

OMO Puro é hipoalergênico e dermatologicamente testado. Ele é aquilo que você busca e precisa. Afinal, é delicado com a pele, mas duro com as manchas.

Deixe seu comentário