Qual o esporte mais adequado para o meu filho?

Em se tratando de crianças e esporte, uma coisa é certa: hoje em dia não existe mais essa coisa de menino vai jogar futebol e menina vai aprender balet, vôlei, ou alguma outra modalidade mais “feminina”. Está cheio de meninas por aí jogando futebol e de meninos em esportes não tão tradicionalmente de meninos.

Mas, independente da modalidade escolhida, a verdade é que existe a vontade de que a criança pratique algum tipo de atividade física principalmente porque isso faz bem para a sua saúde, ajuda a desenvolver a coordenação motora e incentiva a criação de novos vínculos sociais com outras crianças da sua idade ou idade próxima. O que, vamos ser sinceros, é muito bacana.

Assim, eu já estava, há muito tempo, pensando em que tipo de esporte poderia colocar o Leo e o Caê. E qual a melhor idade para isso.

Pesquisando sobre o assunto encontrei algumas coisas legais que hoje compartilho com vocês.

criancas-no-esporte

Photo Credit: Reece Cheng Flickr via Compfight cc

Atividade física X esporte

A verdade é que para crianças menores de 3 anos (no caso, o Caê) o mais indicado mesmo é que se pratique uma atividade física de forma lúdica, ou seja, brincando (exatamente o que o Caê faz no momento, já que não está fazendo nenhum esporte específico mas frequenta uma escolinha que é totalmente focada em brincar). Fora isso, a natação também poderia ser uma opção, já que é um esporte também bem adequado para essa idade. Outros tipos de esporte só são indicados mesmo acima dos 3 anos, que é a idade em que as crianças têm mais coordenação e conseguem lidar melhor com as regras.

Sobre o sentido de competição, isso eles demoram um pouco mais a entender e geralmente acontece só depois dos 6 anos (também não é preciso antes né, o importante é a diversão).

Primeiro “olheiro”: os pais

O olheiro é famoso no futebol por ser o profissional com a função de encontrar novos talentos em potenciais. E você sabia que os pais têm um trabalho similar? Somos nós que devemos observar o que nossos filhos gostam de fazer e como brincam, para tentar entender qual esporte se encaixa melhor no perfil deles. Por exemplo, se o seu filho gosta de lutinha, porque não colocá-lo na aula de judô?

Depois, com o tempo, eles podem sozinhos fazer essa escolha: continuando na modalidade que escolhemos ou optando por outra (ah, saiba que existe a possibilidade deles quererem experimentar várias modalidades esportivas, mas essa dúvida é comum na infância, que é a fase do descobrimento).

Esportes que se encaixam em cada personalidade

Para facilitar nossa decisão de qual esporte inscrever nossos filhos, separei algumas características das crianças e a sugestão de modalidade. Vamos conferir?

Crianças agitadas – elas precisam gastar energia e a boa notícia é que têm facilidade em se adaptar bem em vários esportes. Alguns deles são: futebol, vôlei, tênis ou basquete;

Crianças mais quietinhas – se o seu filho for tímido, talvez se dê bem em esportes individuais, como natação ou equitação (mas nada impede que ele consiga se soltar e goste de fazer parte de uma equipe, tudo depende da adaptação dele);

Crianças que gosta de contato físico – caso o seu filho tenha o perfil de se divertir com brincadeiras de empurrar ou de lutinhas seria interessante à prática de judô, jiu-jítsu ou caratê;

Crianças movidas à música – uma trilha sonora pode dar mais disposição às crianças e dá para adaptar um esporte nesse meio, como capoeira, balé ou qualquer outro tipo de dança.

A dica final é: antes de fechar a matrícula da criança em uma escolinha peça para fazer uma ou duas aulas-teste. Assim seu filho terá mais noção do esporte e você poderá analisar se ele realmente está se sentindo bem com aquela situação.

1 comentário

  1. Ana

    Eu li uma vez que crianças mais tímidas é bom colocar em esportes em grupo pra socializar.

Deixe seu comentário