Você sabia? A nova recomendação é que bebês devem dormir no quarto dos pais até um ano de idade

Dormir é um assunto recorrente aqui no blog. Já dei dicas de como fazer as crianças dormirem sozinhas, já compartilhei um macete para ajudar as crianças a voltarem a dormir rapidinho,  já ensinei a técnica do ninho, já falei por que é importante a criança dormir cedo,  já dei dicas para a segurança do sono dos pequenos, dentre tantas outras coisas, mas, o assunto de hoje, nunca foi abordado aqui. Até porque, é uma novidade divulgada pela Academia Americana de Pediatria.

E essa novidade responde, na verdade, aquela dúvida que muitas mães e pais tem: até quando o bebê deve dormir no quarto dos pais? Ou o melhor é ele já ir para o seu quartinho desde cedo?

Sei que muitas mães são criticadas por deixarem o filho com elas, no seu quarto, assim como outras também são julgadas por deixarem a criança no seu próprio quarto desde sempre. E para cessar essa discussão, a Academia Americana de Pediatria (AAP) lançou uma nova recomendação que trata justamente sobre a qualidade do sono da criança. (Para conferir a publicação clique aqui).

bebes-dormir-com-pais-ate-1-ano

Photo Credit: Harry Dwyer Photography Flickr via Compfight cc

De acordo com a instituição, o recém-nascido deve dormir no quarto dos pais no mínimo até seis meses de idade e, se possível, até um ano. Isso para diminuir os riscos de morte relacionados ao período de sono, como a síndrome da morte súbita do lactente (a principal causa).

Mas, atenção: o bebê não deve dormir na cama dos pais, mas sim ter seu berço colocado próximo a ela. Com essa atitude, segundo a associação médica, dá para reduzir em até 50% as chances de morte súbita (um número bem significativo).

>>> Confira dicas para garantir a segurança do sono dos bebês no inverno.

Então, qual a melhor forma de a criança dormir?

Além de dormir no quarto dos pais, o relatório da AAP nos diz que o melhor é deitar os bebês de barriga para cima, em uma parte bem firme do berço. Depois, cobrir com um lençol bem esticado. Ah, eles não recomendam usar cobertores, travesseiros ou bichinhos de pelúcia no berço, pois esses itens causam calor excessivo no bebê durante a noite e isso não faz bem.

A Academia também fez outras orientações que separei para vocês:

  • dormir de barriga para cima não aumenta o risco de asfixia nem em bebês com refluxo gastro gastroesofágico, nem com malformações de vias aéreas;
  • a amamentação materna por si só já diminui o risco de morte súbita, por isso, ela deve ser exclusiva até os seis meses de vida;
  • não deixe o seu filho dormir em carrinho, bebê-conforto, sofás ou poltronas, esses lugares não são seguros;
  • cuidado com os protetores e barras do berço, eles representam um risco de sufocamento caso não sigam normas de segurança;
  • se o seu filho chupar chupeta, ofereça só na hora do sono e depois retire ao acordar. E não use acessórios para prender a chupeta na fralda ou na roupinha do bebê. Ah, ainda sobre a chupeta, alguns estudos indicam que ela ajuda a evitar a morte súbita (mas não sabe-se ainda ao certo o motivo);
  • ainda segundo o relatório, a mãe deve evitar fumar ou consumir bebida alcoólica durante a gravidez e depois do parto;
  • e os pais devem fazer o acompanhamento pré-natal e ficarem atentos às recomendações de vacinas, para garantir mais saúde para o bebê.

Com essas dicas, com certeza, nos sentimos mais confiantes em como cuidar de nossos filhos para garantir a sua segurança.

Veja também:

>>> Como garantir a segurança do sono dos pequenos em carrinhos, slings e balanços.

 

2 comentários

  1. Ester Castilho

    Segurança em primeiro lugar!!!
    Só uma observação sobre a orientação de deixar o bebê dormir só de barriga para cima. Pode deixar a cabecinha do bebê achatada, o dito cabecinha torta, ou ainda, braquecefalia ou plagiocefalia.
    É importante colocar em outras posições sob supervisão!

  2. Deise Ccramello

    Minha netinha de um mês só pode dormir bem inclinada pra frente em virtude de forte refluxo e regurgitação. E no carrinho pra pega-lá Qdo se engasga.

Deixe seu comentário