2017: Mudanças, novidades e resoluções

2017 chegou! (- Ih, já faz um tempo Shirley! Só que para mim está começando mesmo agora). E a coisa anda tão corrida por aqui que eu ainda não tinha conseguido parar para falar sobre isso com vocês. A verdade é que esse será um ano cheio de novidades, desafios e, por enquanto, ainda algumas incertezas. E como já é tradição para mim, para 2017 eu também escolhi uma palavra de ordem, que, dessa vez, será “organização”. Essa palavra já foi “ousadia”, já foi “leveza“, e agora precisará ser organização, se não, não darei conta nem da metade das coisas que eu preciso tocar. (Nesse post eu conto um pouco sobre essas tais “palavras de ordem” que eu escolho para definir coisas importantes que eu pretendo colocar em prática durante o ano. Veja para entender melhor. kkkk!).

Mas enfim, vou precisar de organização, mesmo, pois se não, vou ficar como hoje, escrevendo um post às 6:30 da manhã para colocar no ar às 8h (já que antes não tive tempo para isso) e rezando para os filhos não acordarem antes disso e atrapalharem meus planos.

Photo Credit: jamjar Flickr via Compfight cc

Mas vamos lá. Por que, afinal, a palavra de ordem de 2017 é organização? Não dava para ser algo mais bacana, tipo ousadia ou leveza que foram palavras que eu já usei? Não, não dava. Mesmo! Até porque, essas tais palavras não são algo que eu escolho. Na verdade, elas acontecem. Todo final de ano eu fico pensando sobre mil coisas importantes que eu quero e preciso para o meu novo ano e aí, quando eu vejo, lá surge uma palavra que resume bem tudo que será importante para que o meu ano seja aquilo que eu espero dele.

Tá, mas e por que organização? Por que, nesse ano, muita coisa importante irá acontecer, muita novidade irá surgir (eu sei!), e se eu não fizer isso, com toda certeza, não darei conta de tudo (a verdade é que nem com muita organização não sei se darei conta. Mas a gente vai tentar, né?).

Algumas mudanças e novidades de 2017 dizem respeito a minha vida pessoal e outras à minha vida profissional que, atualmente, pela natureza do meu trabalho e também por um pouco de falta de organização vivem misturadas. E quer saber quais são elas? Aí vai:

Hoje, meu marido está começando a trabalhar em Brasília. Ou seja, todo esse ano ele ficará lá, de segunda a quinta, e eu aqui com os meninos. All by myself.

E também em função disso, eu resolvi me mudar. Não com ele, indo para Brasília. Mas me mudar aqui em São Paulo mesmo. Ir para outro lugar. Já há algum tempo que estava querendo sair da casa onde moro e agora tive mais um empurrãozinho para isso. Como ficarei muito sozinha com os meninos, eu decidi ir para um lugar que considero mais seguro (por mais que eu more em condomínio, acho que condomínio de apartamentos é mais seguro que condomínio de casas). Além disso, o condomínio onde moro não tem opções de diversão para crianças, então, por mais que eu morem em uma casa, como o jardim é minúsculo, eles não tem muito o que fazer e acabam ficando muito dentro de casa, o que eu não gosto nem um pouco. E então, resumindo, outra grande novidade do ano é a minha mudança, que está para acontecer a qualquer hora, pois já estou procurando e visitando imóveis.

Ainda na esfera pessoal, outra novidade significativa é que o Leo irá mudar de escola e, assim, não estudará mais em período integral, mas só meio período. Pela manhã.

Bom, agora imagine essas mudanças mais um tanto de outras coisas novas no Macetes de Mãe:

A partir de fevereiro, o canal passará a ter mais um vídeo semanal, no formato vlog, que irá ao ar aos sábados. Ou seja, serão 3 vídeos por semana. Isso significa que o meu trabalho com o canal irá aumentar 50% . Ainda, estão surgindo novos projetos, também atrelados ao Macetes, que eu ainda não posso comentar, mas que, com certeza, demandarão um bocado de horas semanais de trabalho. E fora as novidades, ainda tem todo o trabalho do dia a dia, que garanto para vocês, não é pouco: posts blog, publicações Instagram, vídeos normais do canal, Facebook, Snapchat e, claro, casa e filhos para cuidar. De pirar, né?

Então, é claro que eu tive que repensar minha vida e colocar em prática algumas medidas para conseguir dar conta de tudo. E dentre essas medidas eu percebi que o principal seria trazer mais organização para o meu dia a dia.

Eu sempre fui uma pessoa organizada, mas parece que desde que os meninos nasceram, devido a correria e incertezas, isso ficou um pouco de lado. Pois agora TERÁ que ser diferente.

Assim, algumas das coisas que estou colocando em prática para trazer um pouco mais de paz e controle para a minha rotina são:

Contratar uma pessoa que irá me ajudar com a casa e com os meninos e que irá dormir aqui. À noite, claro, ela não irá trabalhar, mas será uma companhia já que o Otávio passará a semana fora (essa decisão veio depois de uma noite que o Caê ficou muito ruinzinho, eu estava sozinha com o Leo em casa, e aí entrei em desespero pois não sabia o que fazer com o Leo enquanto levava Caê no pronto socorro. No fim, tive que acordar sogro e sogra, no meio da madrugada. Depois disso, entendi que o melhor seria mesmo ter alguém dormindo aqui, para poder dar uma olhada numa das crianças no caso de uma eventualidade como essas).

O próximo item da minha lista de medidas de organização foi a minha mudança. Sim, a mudança foi em função de eu querer mais segurança e infra para os meninos, mas também para facilitar as coisas para mim. Hoje moro num lugar que não tem nada de serviços ou de comércio perto (bairro bem residencial). Para resolver qualquer coisa eu preciso pegar o carro e aí, acabo não achando muito prático. Assim, resolvi me mudar para um local onde eu possa resolver as coisas a pé. Onde tenha mercadinho, farmácia, lavanderia, padaria e outras facilidades a uma distância que me permita chegar andando (até por que adoro andar e evito usar carro ao máximo).

E aí, outras pequenas medidas de organização também estão sendo colocadas em práticas e ainda serão colocadas aos poucos:

  1. Eu me rendi a coqueluche do momento, que são os tais planners. Há algum tempo venho ouvindo falar desse negócio e nunca entendia o que ele tinha de melhor que uma agenda. Mas aí li o post da Gabi, do Bossa Mãe, e me deu vontade de ter um. Então, já comprei e estou esperando chegar. A ideia é eu organizar toda a minha agenda pessoal e profissional nele. E como sou uma pessoa que ama papel, mesmo trabalhando num mundo virtual, acho que esse acessório vai funcionar para mim.
  2. Resolvi fazer uma coisa que nunca fiz, que é organizar as tarefas da moça que irá me ajudar com a casa e com os meninos numa tabela. Assim, tem tudo que ela terá que fazer especificado por dia. O que facilitará as coisas para ela e para mim.
  3. Resolvi também organizar a compra do mercado. Vou ter uma lista com tudo que costumo precisar em casa. E aí, semanalmente, atualizarei a lista (considerando o estoque mínimo que tenho que ter de cada coisa) e farei o pedido online (estou me programando para fazer as compras sempre por internet e só ir ao mercado no caso de uma emergência). Fazer compras organizadas, com antecedência (e não só quando algo falta) e pela internet ajuda a economizar bastante tempo (e dinheiro!).
  4. Vou colocar no débito automático todas as contas que eu ainda não coloquei (isso já tinha feito há algum tempo).
  5. Vou passar para o marido a tarefa de resolver de forma virtual/online todas as coisas que é possível resolver desse jeito (menos mercado, que ele não estará aqui para ver o que realmente precisa).
  6. Vou organizar a minha agenda e a do Leo de forma que a gente consiga conciliar atividades. De manhã os meninos vão para a escola e eu trabalho. À tarde, Caê dorme e Leo começará algumas atividades extras. Assim, vou dar um jeito de conciliar as atividades do Leo, no clube, com as minhas aulas com o personal, que também são lá (que é algo que eu consegui colocar em prática em 2016 e não quero abandonar agora). Caê ficará dormindo em casa.
  7. Meninos passarão a dormir no mesmo quarto na casa nova. Assim, espero conseguir colocar os dois para dormir juntos, o que me economizará tempo (atualmente eles dormem mais ou menos na mesma hora). Banho eu já dou junto nos dois. Jantar também é junto. Isso tudo continuará assim.
  8. Estou me desfazendo de muitas coisas que não irei levar para a casa nova. Acho que, quanto mais coisas a gente tem, mais bagunçadas as coisas ficam. Ou, para manter em ordem tem que viver se envolvendo com isso (limpando, organizando). Então, resolvi me desfazer de muitas coisas que eu nunca usei ou usei muito pouco desde que mudei para essa casa, há dois anos. Ou seja, só quero deixar dentro da minha casa aquilo que é realmente útil. Eu tenho a sensação que coisa parada não deixa a energia circular e isso não é bom.

Enfim, é através dessas medidas de organização que vou tentar dar conta de todas as mudanças e novidades que 2017 já me trouxe e ainda trará. Se você tiver outras dicas, por favor, compartilhe aqui nos comentários. Prometo utilizá-las e, por que não, fazer um post com dicas de organização que funcionaram para mim? Acho que será legal!

Bom 2017 para todas!!

(PS: desculpem o texto meio confuso em alguns trechos. Estou escrevendo e morrendo de sono!).

Deixe seu comentário