Como fazer meu filho beber água – dicas

Ontem, conversando com uma amiga que mora em Brasília, comentei que estamos indo passar o feriado lá e a primeira coisa que ela me disse foi: amiga, não esqueça que seus filhos devem beber água, muuuuiiiiita água por aqui, pois o tempo está muito seco.

Pois bem, eu sei que beber água é essencial, ainda mais no tempo seco (inclusive, aqui em São Paulo o tempo também está para lá de seco, não é só em Brasília), mas como convencer nossos pequenos disso? Sim, porque é só falar em “água” que a criança já grita “não quero”. São raras as que aceitam na boa. A maioria, bebe depois de muita insistência.

E como sei que as coisas são assim (fazer uma criança beber água pode pode ser tarefa desafiadora), resolvi fazer este post com algumas dicas que ajudam os pequenos a criarem o hábito de beber água (esse líquido tão, mas tão importante para o funcionamento d nosso organismo).

beber água

Vamos às dicas então:

Para começar você deve incluir a água no cardápio do seu filho só depois dos 6 meses. Até essa idade, o aleitamento exclusivo materno dá conta de saciar qualquer tipo de necessidade que o bebê tenha. Então, a regra é: assim que incluir frutas ou papinhas na refeição ofereça também água para a criança.

>>> Leia também: Calor e desidratação – tudo que você precisa saber

Uma dica muito importante e que ajuda bastante é dar água antes mesmo que o seu filho sinta o gosto de qualquer outro tipo de líquido, além do leite. Isso porque como a água é incolor, sem gosto e sem cheiro a criança pode rejeitá-la caso já tenha provado um suco, que normalmente é mais docinho.

Depois desse primeiro contato com a água, tenha sempre à mão uma garrafinha ou deixe um copo com água sempre ao alcance das crianças. No caso da garrafinha, leve-a na bolsa ou na bolsa do bebê para onde você for, isso irá ajudá-la a lembrar de oferecer o líquido (e é o que farei em Brasília). E no caso dos copos, deixe os ao alcance das crianças, em casa, em locais de fácil acesso. Mas cuidado, opte por copos que não quebram e, para crianças menores, por copos anti vazamento (assim, se cairem, não será aquela sujeira toda).

E uma coisa que faço por aqui é deixar e até incentivar o Leo a se servir sozinho, diretamente do filtro de água. Ele adora fazer isso porque se sente “grande”, então deixo uma escadinha e um copo de plástico por perto. No início eu monitorava a ação, mesmo que de longe, mas agora que sei que ele faz direitinho, eu só dou a idéia e lá ele vai.

Outra dica legal é fazer da água um atrativo. Para isso, coloque o líquido em um copo divertido ou com um canudo diferente. Assim, o seu filho irá beber influenciado pela embalagem e não tanto pelo conteúdo, porém esta é uma forma de ajudá-lo na criação do hábito.

E como a água tende a produzir uma sensação de saciedade, procure sempre oferecê-la aos pequenos no intervalo das refeições e nunca muito próximo a elas (abro exceções somente quando eles me pedem).

Conversando com outras mães descobri que algumas colocam uma fatia de laranja ou limão na água, que são as famosas águas com sabor. A ideia até parece ser muito atrativa só que a recomendação é oferecer água pura mesmo, pois a criança precisa entender que água é água e suco é suco.

Para finalizar, sempre que eu oferecia água para o Leo e o Câe pensava: será que esta quantidade é suficiente?

O volume de água que uma criança precisa tomar varia muito de acordo com os demais alimentos que ela ingere e também com o peso corporal dela (na dúvida um pediatra pode te ajudar). Porém, existem algumas médias que nos auxiliam nesta hora.

Até os 6 meses o bebê precisa de cerca de 700 ml de líquidos diários o que é garantido pelo leite materno. Já dos 6 meses até 1 ano – onde vamos incluir água – o volume aumenta para 800 ml diários. Aqui vale lembrar que além da água é preciso considerar também o leite e frutas.

Depois, de 1 a 3 anos a necessidade é de 1.300 ml por dia, somando alimentos e líquidos. Aí a quantidade só muda dos 4 aos 8 anos e chega a 1.200 ml diários apenas de líquidos.

Ufa, com tanta informação deu até sede. O macete final é, além de seguir essas dicas, que você também beba água, pois nossos filhos adoram seguir nossos exemplos! Então, aproveite e encha uma garrafinha de água para a família toda.

 

Curta e compartilhe esse post nas redes sociais:
Pinterest

Deixe seu comentário