Intoxicação infantil – os 5 maiores perigos caseiros (você precisa saber!)

A nossa casa, infelizmente, nem sempre é o lugar mais para seguro para os nossos filhos.  E isso, especialmente, quando esquecemos ao alcance deles produtos ou plantas que podem levar a algum tipo de intoxicação infantil.

Como gosto sempre de prevenir ao invés de remediar qualquer situação, reuni hoje cinco dos  maiores perigos que deveriam estar “escondidos” dos pequenos mas que, na realidade, muitas vezes, estão bem ali, ao alcance do seu filho.

Por isso, depois de ler o post de hoje, o meu conselho é que você dê novamente uma olhadinha pela casa, para conferir se tudo que é proibido está realmente fora do alcance das crianças . Mas então, vamos à lista:

Photo Credit: franchiseopportunitiesphotos Flickr via Compfight cc

  1. Produtos de limpeza

Sim, eles estão no topo da lista por que a maioria dos casos de intoxicação infantil é ainda devido à ingestão dessas substâncias. Também, imagine só o seu filho, sozinho na lavanderia, alcançando um detergente, bem colorido, ou um sabão em pó que está em uma embalagem transparente?! Esses produtos chamam a atenção das crianças tanto pela textura quanto pela cor. E como criança, por natureza, leva tudo à boca, ela fará o mesmo com esses itens. Por isso, mantenha tudo sempre no armário, na parte alta, e se certifique de que a criança não tenha meios, tipo cadeira ou mesa por perto, para subir.

Agora, se por caso, mesmo com esses cuidados, o seu filho ingerir um pouco desses produtos, procure um hospital o quanto antes. Não tente tratar em casa, dando água, comida ou fazendo a criança vomitar. Lembre-se que esses são itens de limpeza e têm substâncias bem fortes para serem classificados assim.

  1. Remédios e remédios para pets

Quando você leu a palavra remédio já deve ter lembrado que guarda os seus bem longe do alcance das crianças, mas e os medicamentos para os animais de estimação? Hoje, muitas famílias têm cachorro, gato ou outras espécies de pets e, quando esses ficam doentes, nem sempre os remédios recebem tanta atenção assim. O seu filho pode ingerir o medicamento ao encontrá-lo no armário ou ainda ter contato com ele ao colocar a mão no animal e depois levá-la à boca (quando o medicamento é de uso externo). Outra situação que pode acontecer é ele até mexer na vasilha de comida do bichinho e engolir o remédio. Toda atenção neste caso é necessária.

Para prevenir qualquer acidente de intoxicação infantil, guarde o medicamento em um local de difícil acesso da criança, fique de olho no frasco quando estiver dando o medicamento para o animal e, no caso de aplicação na pele, só deixe a criança brincar com o bichinho depois que o medicamento secar.

  1. Cosméticos e produtos de higiene pessoal

Você já parou para pensar que aquele creme dental ou sabonete líquido em cima da pia ou ainda o estojo de maquiagem podem gerar intoxicação no seu filho (pra falar a verdade eu nunca tinha imaginado)? Na lista de coisas que temos em casa e que nos esquecemos de dar atenção estão esses três itens também. Se a criança inalar algum produto em pó, como os da maquiagem, ela pode ter problemas respiratórios e até danos nos pulmões. Já quando o cosmético tem muito álcool na composição, leva a diarreia, vômito e náuseas. A dica é tratar esses itens como um medicamento ou produto de limpeza e assim deixá-los bem longe do alcance dos pequenos.

  1. Plantas

Ter flores em casa pode ser muito bom, alegra o ambiente, né? Mas quando se têm filhos pequenos a história pode ser um pouco diferente. Se a criança, por acaso, comer algum tipo de planta tóxica, você terá que correr para o pronto-socorro. Por isso, em casa ou quando vocês forem à casa de amigos, fique atenta com copo-de-leite, bico-de-papagaio, comigo-ninguém-pode, coroa-de-cristo, sementes de mamona, urtiga e saia branca. O cuidado vale tanto para o seu filho não ingerir as folhas quanto o contato com a seiva (neste caso quando a planta é podada).

  1. Álcool e cigarro

Ingerir bebida alcoólica ou mesmo fumar perto das crianças é totalmente contraindicado, então, deixar essa dupla ao alcance delas é muito mais. Porém, elas estão na lista por que há casos de meninos e meninas que tem acesso e bebem algo com teor alcoólico e o pior, até tentar comer o cigarro. Então, cuidado redobrado! A ingestão de qualquer um desses itens aumenta a frequência cardíaca da criança, gera espasmos musculares, vômitos e sudorese.

Viu só quanta coisa não pode passar despercebida? Como vocês devem imaginar a lista é ainda mais longa, mas por hoje acho que se ficarmos de olho nesses itens já vamos garantir um lar mais seguro para os nosso filhos.

Gostou desse texto? Então confira aqui outros perigos que temos escondidos em casa. Um deles, inclusive, é de sufocamento com canela, algo tão simples e aparentemente inofensivo.

Curta e compartilhe esse post nas redes sociais:
Pinterest

Deixe seu comentário